Resenha - Aliança de Fogo

26 março 2021


Aliança de fogo é uma ficção que te entrega temas com muita atualidade, uma mistura de fantasia com um quê de distopia, e claro um lindo romance. Nessa história temos dois países divididos pela guerra e ambição de seus monarcas. Ao ler a história você irá conhecer Alignis do Norte, reinado pelo regente Hector, um reino perpetuado pelas linhagens da família real. 

Do outro lado, temos Alignis do Sul, que antes era anexada a Alignis do Norte, um país dominado pela ditadura, discriminação, violência e terroristas, é presidido por Tersius Królu, um homem ambicioso e para o mau sentido, dominado pelo poder e vingança, e ele não medirá esforços para tomar Alignis do Norte. Dois países marcados pela guerra, desigualdade social e preconceito.

Alignis do Sul e do Norte travam uma guerra há muitos anos e discordam no modo como governar e o que almejam para seus países. Enquanto isso, Alignis do Norte quer uma união pacificadora, inclusiva e respeitada, Alignis do Sul quer total e absoluto controle sobre tudo e todos, sem intenção de gerir o país para o bem e para o povo. 

Nesse livro encontramos uma tensão política (que muitas vezes me trouxe para a situação da Síria) e tentativas de reerguer ambos os países e torná-los um território unificado e seguir uma vida em paz e harmônica.


"Como acreditar na unificação de países, quando mínimas diferenças já abrem abismos entre as pessoas que estão no mesmo espaço e que deveriam ser próximas?"


É em busca de um território unificado e pacífico que alianças serão propostas e em uma dessas tentativas o príncipe André, filho do regente Hector, é sequestrado e aqui começa uma nova luta para o resgate dele e de uma nova Alignis. 

Esse resgate não é só pelo príncipe, mas também de princípios, valores e um novo caminho. Essa é  missão de alguns personagens do livro: o resgate do príncipe André, e é através disso que caminhos, há muito tempo cruzados e esquecidos pelo tempo, voltam a se encontrar. Mahara e Ricardo se juntam a novos aliados para o resgate que irá mudar suas histórias e a vida do povo de Alignis.


" A tentativa de uma missão de paz é nobre, mas não elimina danos antigos e estruturais. Alguém precisa entender qual é a raiz desses conflitos entre Norte e Sul para achar uma solução".


Para compor esse enredo, Clarissa nos trouxe uma história envolvente num clima pesado e cheio de apreensão. Vidas são cruzadas e marcadas para fazer de Alignis um novo território e uma nova vida. E assim, Mahara conhece Ricardo. Ela é uma médica e trabalha no quartel, no Oitavo Batalhão de Alignis do Norte, cuidando de quem precisa de ajuda e que ainda está em construção, descobrindo sua força e propósito no mundo. Uma mulher forte desde de muito jovem, mas com muitos traumas a serem superados e com um coração bondoso. 

Ele é um jovem taciturno, profissional e calmo, tem seus próprios demônios e que não foi parar no batalhão à toa. Todos se perguntam quem ele é e de onde veio e o que pretende. Juntos e conseguindo aliados certos, eles irão lutar para conseguir acabar com a guerra. 

Duas vidas marcadas pelo tempo e por um passado triste que se unem por um objetivo que vai além da guerra. O que os uni? Desejos, destinos, propósitos e amor.




" Havia momentos na vida, seu pai costumava dizer, em que o mundo se dividia em um precipício assustador, uma vala profunda onde todos os medos e limites seriam testados".


O livro é dividido em três partes totalizando 33 capítulos entre situações de conflitos, guerras, divergências culturais, amores, lendas e amizades tudo isso bem construído na trama.

A construção da história se faz alternando entre presente e passado contados pela visão de Mahara e Ricardo, e algumas vezes, durante o mesmo capítulo tinha narrações de personagens secundários na história e que em alguns momentos isso pode deixar a leitura confusa.

As transições de passado e presente foram bem sinalizadas indicando o personagem do momento e a situação que ele se encontrava naquela época. E essas transições são importantes para construção da história de Mahara e Ricardo, e também para o conflito entre os territórios, é por elas que você entende como tudo aconteceu e como o destino às vezes brinca com a gente, principalmente quando queremos fugir dele. O destino aqui não é por acaso e sim um propósito, um objetivo.


" O destino é o encontro do acaso com o propósito"


Esse livro não é só um romance, senti muitas críticas por parte da autora em relação a situações políticas, apesar de ser uma ficção, trouxe-me para o momento presente, fazendo-me pensar sobre a segregação racial, desigualdades sociais, violência, medo e a situação atual de alguns países em guerra, entre outros temas que irão fazer você refletir da mesma maneira. É um livro completo que aborda de tudo um pouco de forma harmoniosa e bem elaborada, sem excessos de informações, escrito de forma direta, sem rodeios e com muita clareza.

O romance foi bem estruturado e elaborado, amei a ligação de Mahara e Ricardo desde o início. Não foi forçado, foi construído e evoluindo lindamente pelo tempo e destino de ambos. E o que dizer dos personagens secundários? Amei todos e foram tão importantes para construção do livro e da personalidade dos personagens principais,  mas isso você irá entender quando ler. Foi por causa deles que o casal chegaram aonde estão. Eles foram a base e o alicerce na falta que os pais fizeram aos dois. 

São amigos que todo mundo deveria ter por perto. Não podia faltar os personagens asquerosos como Miro, preconceituoso, machista, egoísta e xenofóbico, só pela descrição dessa pessoa você já percebe o nível do livro.

Falando de Mahara e Ricardo, foi muito bom ver a evolução de ambos na história, por acontecimentos do passado os dois eram pessoas fechadas e a certo ponto perdidos no caminho que deveriam seguir, e até entender os seus destinos eles teriam as respostas que buscavam, e o medo, a culpa, tudo substituído pela determinação e garra.
 

" Os fios do destino fizeram nossos caminhos se encontrarem uma vez mais. Eu sou sua, e você é meu Somos a colisão do acaso e do propósito"



A escrita da autora é maravilhosa, ela sempre traz uma mensagem em seus livros, essa é minha segunda leitura dela e não deixou a desejar, personagens bem construídos, leitura fluída e uma narrativa intensa na medida certa, deixando para o final os momentos de maior tensão e medo. Você avança na leitura e não faz ideia de como os personagens irão se sair da situação em que se colocaram, além de muitas frases de efeito que todos nós amamos e por isso, a autora sempre traz para gente em seus livros.
 

" Se quer que te escutem, precisará escutar primeiro"


Aliança de fogo foi um livro tranquilo de ler e entender apesar das informações chegarem aos poucos para gente, ela não entrega o ouro de cara, adorei como o enredo foi elaborado. A autora não quis ficar só no romance, ela soube mesclar bem as temáticas abordadas no livro. Além de tudo isso, o livro foi escrito em volta de uma lenda regional muito bonita e a todo momento os acontecimentos do livro te levam a lembrar e pensar nela. 

Como em todos os seus livros, Clarissa tem uma mensagem linda, e nesse não poderia ser diferente. Aqui percebemos que a união das pessoas, em prol de um propósito, é muito linda e sempre válida em qualquer situação, que juntos somos sim mais fortes, felizes e capazes de qualquer coisa. Que devemos olhar para o bem de todos, do coletivo, e assim teremos um mundo melhor, com amor e respeito. 

Durante toda a leitura, os acontecimentos presentes no livro, as atitudes dos personagens, e a situação crítica do momento fizeram-me pensar nos dias atuais, no nosso mundo real, na situação política de alguns países, nas injustiças, nas desigualdades, na violência que vivemos e vivenciamos diariamente. E de como seria mais fácil alcançar o mundo dos sonhos se todos trabalhassem juntos para que isso acontecesse. 

Foi um livro que abordou diversas temáticas sem se perder, do machismo ao feminismo, do preconceito a segregação, todos foram muito bem elaborados. Se esse era o objetivo da autora, parabéns. Para mim, isso ficou muito claro em todo o livro.








Título: Aliança de Fogo
Cortesia: Clarissa Coral (Autora Parceira)
Páginas: 306
Skoob
Onde comprar: Amazon

Nos tempos atuais, Alignis do Norte é um dos poucos países do Ocidente que ainda mantém uma monarquia no governo, e se encontra em fase de tensão política.
Durante ataques terrorista, um dos príncipes herdeiros acaba caindo em mãos inimigas, mobilizando uma missão de resgate dentro do exército. O sequestro, junto da chegada de novos recrutas, entre eles o estrangeiro e enigmático soldado Ricardo Werneck, coloca Mahara Sartori, a dedicada médica do 8º Batalhão, em confronto com seu próprio passado e princípios. Contudo, quando uma inesperada notícia chega até suas mãos, Mahara se vê diante de um caminho que jamais pensou em trilhar, onde cada passo dado poderá envolvê-la em uma jornada de perigos, segredos, atrações intensas e sentimentos proibidos.





Postar um comentário

Instagram

I Love My Books - Blog Literário . Berenica Designs.