Slider

Olá!
O blog I LOVE MY BOOKS foi criado no dia 06 de fevereiro de 2013 e desde então vem tendo postagens constantes. É um blog feito para trazer todas as novidades sobre o mundo Literário. Sob a Administração de Silvana Sartori - Criadora do Blog, conta com total ajuda de colaboradores que trabalham juntos para fazer desse hobby um trabalho de qualidade! Sejam todos bem vindos e aproveitem para compartilhar essa paixão pela leitura junto com a gente! SAIBA MAIS
ACABOU DE SAIR:

04 dezembro 2022

Resenha - Litoral Noir




Em "Litoral Noir" vamos acompanhar a história de Pedro Lourenço, que por vontade própria se exilou em Cartagena das índias, Colômbia, após ter sido assessor do Prefeito da cidade de Santo Trio no Brasil e acaba ele mesmo se tornando prefeito da cidade. Contudo, algo acontece e acaba interferindo de forma drástica em sua vida e cargo político, o que o leva a optar pelo exílio em Cartagena.

"Moro em Cartagena há quase uma década. Montei minha loja alguns meses depois da minha chegada, passado um período de inspeção do terreno, ou, mais exatamente, de estudo dos moradores locais."

Pedro agora é um simples comerciante e dono de uma loja de encordoamento de raquetes na orla da praia, e tem Emil como seu único funcionário e o mexicano Gaspar como uma espécie de amigo. Sua namorada é Caoimhe, uma americana que trabalha como garçonete. A vida que Pedro leva em Cartagena é completamente diferente da que ele levava no Brasil, mas isso em nada o ajuda a se livrar das lembranças sombrias e o risco constante de que tudo acabe vindo à tona e destrua seu mundo pacato e tranquilo na figura de um japonês de posse de uma câmera fotográfica e um caderninho de anotações.

"Um dia, o japa das anotações assíduas, da mesa cativa na Cantina Vico, apareceu sombriamente próximo da frente da loja, deslizando junto às vidraças de um lado para o outro. Nas mãos, tinha a câmera fotográfica de praxe, que ele apontava para dentro da loja, batendo inúmeros retratos."

Pedro sente que o misterioso japonês pode acabar com sua nova vida a qualquer momento e, querendo ou não, precisa encará-lo de uma vez por todas, porque somente agindo assim, saberá se terá que dar as costas a Cartagena da Índias como fez com o Brasil.

"Tudo tomado dentro de suas devidas proporções, era um daqueles pequenos lances dramáticos, em si irrisórios, que põem às claras os termos de uma relação. Mesmo, ou talvez principalmente, os termos de uma relação inexistente, como a que então ligava o japonês a mim."

A trama alterna entre o passado e o presente de Pedro, Brasil e Colômbia, e conforme se aproxima da grande revelação, a curiosidade e o clima de suspense aumenta e toma conta do nosso imaginário por completo. Acho melhor eu parar por aqui, pessoal, pois corro o risco de falar além da conta, devido ao meu entusiasmo pela história. Passemos então para as impressões do livro!



[- Minhas impressões -]

A história começa devagar, mas no sentido de fazer com que o leitor vá se inteirando da trama aos poucos e com interesse.

Mesclando passado e presente, o autor apresenta Pedro Lourenço, personagem principal de um enredo repleto de personagens ligados a ele, seja no Brasil ou em Cartagena.

Dessa maneira, Pedro vai ganhando "vida" conforme a leitura avança e assim conhecemos o antes, durante e o depois de sua entrada na política e o que tudo isso acarretou para sua vida.

Pontos determinantes sobre Pedro foram muito bem explorados pelo autor, tais quais: amizades e relacionamentos amorosos.

Durante toda sua trajetória esses dois elementos não se separam de Pedro em momento algum, e onde quer que ele esteja, lá eles também estarão.

Litoral Noir é um romance, mas não se trata de um romance romântico homem e mulher, apesar de ter isso na história, como eu já citei acima. No meu entendimento de leitora trata-se de um suspense, pois a pergunta que não quer calar é: o que aconteceu com Pedro quando ele era prefeito de Santo Trio que o levou a se mudar do Brasil? E mais: Quem é o japonês misterioso e o que tanto ele escreve em seu caderninho?

A escrita do autor é bastante fluída e envolvente, e conforme a história se encaminha para a grande revelação é simplesmente impossível parar de ler, tamanha curiosidade em saber o que aconteceu com Pedro.

Gostei bastante da proposta do autor em escrever um livro tendo a política como foco, bem como seu entorno, principalmente dos bastidores, com as típicas conversinhas de escritórios, bilhetinhos e pedidos camaradas de conhecidos. Confesso que, no início, custei a me apegar a Pedro, mas conforme fui lendo e conhecendo o personagem cheguei ao final da obra me simpatizando com ele.



Resenha - DEICIDIO

 


Deicidio é uma obra complexa e que exige atenção do leitor, pois o autor trabalha com vários personagens, e cada um tem sua própria trama, por exemplo Lucy, uma criação humanoide criada em laboratório que utiliza de todas as suas armas inseridas em seu corpo para fugir do laboratório lutando, e nessa luta de fuga ela acaba lutando contra outras criaturas que tem a mesma aparência que ela, mas menos desenvolvidas.

Na fuga ela se machuca muito, tem seu corpo esgotado e acaba desabando na praia e é resgatada e levada para o hospital por Alice, filha do governante da cidade e também a próxima sucessora. Então Alice vê em Lucy algo mais do que somente uma criação misteriosa e vai ter de usar de toda sua inteligência para barganhar com seu pai para não entregar a Lucy para o governo.

Alice também precisa encarar que ela não é bem aceita para assumir o cargo do pai por ser mulher, mesmo ela sendo a sucessora direta, ela sabe que não estão felizes com essa situação.


Também vamos conhecer Vincent um investigador peculiar que está atrás de um assassino meticuloso que está sempre dois passos à frente dele, e agora ele vai contar com a ajuda de Katone, uma espadachim que tem um passado familiar misterioso e que nem mesmo ela sabe porque todos se impressionam com seu sobrenome, juntos eles vão encarar situações perigosas e bem intensas.

E lembrando que tudo isso se desenrola em um ambiente apocalítico após uma grande guerra.



[- Minhas Impressões -]


Eu adorei que o livro tem os capítulos curtos e intercalado entre os personagens, contando suas histórias e objetivos, e o autor consegue usar a técnica de deixar um gancho no final do capitulo para que continuemos lendo cada vez mais para saber o final do capítulo anterior.

Gosto muito do mundo pós-guerra, porque mostra a garra dos sobreviventes, e claro traz toda aquela carga dramática para restaurar tudo, mas em Deicidio as coisas não serão nada fáceis, pois ainda a tramas e objetivos obscuros por trás da maioria das ações.

O autor desenvolveu uma obra de inicialização aqui, ainda tem muito para ele nos apresentar, pontas que ficaram soltas e que ele pretende desenvolver nas próximas histórias, acho que rende uma série aqui em?

Lucy e Alice são as personagens que eu mais me conectei, pois, a história delas vem com vários dramas feministas, coisas que ainda são tabus e elas precisam encarar, e como Lucy é criada em laboratório, as vezes a gente até esquece por conta de suas ações e sentimentos que são quase que puramente humanos. E a conexão delas é algo único.

A escrita é fluida, os personagens alguns são cativantes, outros me deixaram com a pulga atrás da orelha. É com certeza uma obra que fascina o leitor com a riqueza de elementos e assuntos.

Cada personagem tem sua própria bagagem, seus objetivos, e isso faz com que abra um leque de opções. O autor é muito criativo e adorei ter a oportunidade de ler essa obra e poder estar aqui recomendando para vocês. Uma leitura que recomendo!

Licença Creative Commons
O site I LOVE MY BOOKS por Silvana Sartori está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Por isso, qualquer contéudo aqui presente como resenhas, fotos e Colunas publicadas são exclusividade. RESPEITE e NÃO COPIE, pois PLÁGIO é CRIME!


Instagram

I Love My Books - Blog Literário . Berenica Designs.