20 maio 2022

Resenha - Uma Ponte Para Istambul



Nessa Obra nós vamos conhecer Catarina Arzu, uma historiadora carioca com raízes turcas que, em uma intuição misteriosa, parte para Istambul para finalmente conhecer a cultura na qual seu pai nasceu e cresceu por tanto tempo. Lá, ela começa sua jornada indo a pontos turísticos da Turquia, até encontrar o relógio de uns dos maiores sultões já existentes, e acaba se metendo em uma aventura incrível  de viagem no tempo.

Transportada para um harém de um sultão otomano do século XIX, Arzu se desespera por vários motivos: 1. é uma estrangeira numa cultura conhecida por ser conservadora em seus costumes; 2. está em uma época que não é a sua; e 3. pode não voltar para o seu tempo, e consequentemente, sua liberdade.

Então, assim que chega lá, ela percebe que está em uma realidade totalmente diferente de tudo o que já viu, e chega como uma escrava do harém. Tentando entender o que está acontecendo naquela loucura na qual se meteu, ela começa uma amizade com Ali, o menino da cozinha, e Aga, chefe dos eunucos que vê desde o começo que aquela mulher não é daquele tempo. E, motivada a descobrir mais e mais sobre a cultura turca, e em como vai sair dali, Arzu começa a contar suas histórias para os dois, enquanto eles também contavam seus costumes a ela, fazendo assim uma troca histórica capaz de levá-la de volta.

O livro é até bem pequeno (208 páginas ), mas a autora tem uma escrita fluida e tem muitos detalhes históricos interessantes e instigantes. Realmente foi feita uma pesquisa muito aprofundada acerca da cultura otomana, dos haréns, vestimentas, ambientes... tudo se conecta. É uma ambientação impecável, cheia de detalhes, capazes de nos transportar diretamente para àquela época.


Uma Ponte Para Istambul é uma mistura de realidade com ficção, e Maria Filomena fez isso de maneira muito sutil e bem feita. A menos que haja uma pesquisa prévia sobre os acontecimentos tratados no livro, não conseguimos saber o que é fato e o que é liberdade ficcional ali. A história foi muito bem estruturada dentro dos fatos históricos, e pra quem gosta de drama histórico, ou de livros mais pra esse lado de pesquisa, vai amar.

A única coisa que senti falta foi de um desenvolvimento maior nos dramas "mais simples" da obra, ou seja, ali entre os personagens. Eu gostei muito da Arzu, gostei dos meninos, mas acho que poderia ser mais desenvolvido, como a ambientação foi. A história tem um potencial maravilhoso, só acho que eu não consegui me conectar totalmente às situações nas quais os personagens se envolveram.

Espero que tenham gostado da resenha, e novamente, recomendo demais essa obra prima para quem gosta de histórias com cunho histórico e viagem no tempo!










Livro: Uma Ponte para Istambul 
Cortesia: Maria Filomena (Autora Parceira) 
Número de Páginas: 208

Sinopse: Arzu é uma jovem professora de História do Brasil, que viaja para Istambul à procura de suas origens. Ao confrontar sua metade turca em um palácio Otomano do século XIX, experimenta uma aventura insólita que a transporta no tempo. Uma adaptação difícil e a sobrevivência exigem toda a sua atenção, porém são os mistérios arqueológicos e os objetos impossíveis descobertos que a instigam, levando a uma conclusão inesperada: a busca individual por raízes, deveria ser a indagação coletiva de toda a humanidade. Uma ponte para Istambul é também uma ponte entre o Ocidente e o Oriente, passado e presente, verdade e imaginação.




17 maio 2022

Resenha - Mentiras incendiárias




Hanna só quer curtir o último verão com seus amigos, o ensino médio acabou e cada um vai para uma faculdade diferente em cidades e estados diferente do que eles vivem atualmente. Eles combinam de ir nadar no lago Gap, um lugar lindo com trilhas de tirar o fôlego. Hanna é a cola do grupo que se formou quando eles ainda eram crianças.

O grupo é composto por cinco integrantes, mas Violet que mora longe e vem para a cidade passar as férias de verão na casa da avó, é a menina rica que sempre paga tudo para o grupo. Já Mo é a ruiva que tem vários problemas relacionado a asma e alergias, é a mais próxima de Hanna que é a filha do xerife da pequena cidade, e ela tenta aceitar que seu pai prendeu sua própria mãe por ser a lei, ela é destemida em muitas coisas mas também é insegura em questões de relacionamento e em sua personalidade, no qual guarda dentro de si sentimentos além de amizade por Drummer seu melhor amigo o cara que pega todas as garotas possíveis, e quando se cansa delas corre para os braços de Hanna sua melhor amiga. E por último Luke o rebelde do grupo, sofre com uma mãe perturbada, e tenta proteger o irmão mais novo, pois ele está em liberdade condicional.

Eles se chamam carinhosamente de os monstros, eles são aquele tipo de amizade com regras e pacto de sangue, monstro não dedura monstro. E a regra mais importante para Hanna é monstro não namora monstro. E quando eles estão curtindo o primeiro dia de férias no lago Gap, eles acabam cometendo o pior crime para aquela cidade, onde em meio a floresta eles decidem fumar cachimbo de maconha, e assim deixando Hanna indignada, porque eles estão em temporada de bandeira vermelha, onde qualquer faísca pode virar um incêndio.

O que o grupo não imaginava é que em meio a discussão entre Luke e Hanna, o cachimbo aceso cairia no chão cheio de folhas e pinhas secas, onde pequenos incêndios começaria e eles desesperados tentariam de algum jeito conter o fogo, apesar dos ventos naquele dia estarem muito fortes.

Então para não deixar qualquer vestígio, o grupo de jovens decide limpar a presença deles do local e correr para o corpo de bombeiros para avisar do incêndio. O que eles não imaginavam é o caminho que eles seguiriam depois daquele pequeno acidente, agora as consequências iriam acompanhar eles para sempre.



Mas que leitura eletrizante viu? O livro todo é um misto de incêndio e desespero, na cidade deles iniciar um incêndio mesmo que por acidente é um crime grave, e esse crime custou caro para os amigos, pois o incêndio queimou metade da cidade destruindo bairros inteiros e hectares de terras que acabaram que sendo consumidas pelas chamas.

Os amigos resolvem esconder que eles foram os causadores do caos, pois cada um tinha seu motivo para eles não serem acusados, Luke não poderia voltar para a cadeia e deixar o irmão sozinho com a mãe, Hanna não queria prejudicar a carreira do pai, Mo não queria desapontar seus pais, Drummer morreria se ficasse preso em uma cela e Violet era rica para pagar bons advogados e depois iria embora para sua cidade sem olhar para trás, e por isso, era a única que preferia contar a verdade.

E nesse turbilhão de sentimentos culpa, medo e desespero, a amizade deles vai ser posta em teste, personalidades até então adormecidas são expressadas, a leitura é acelerada, a todo momento algo acontece, e como é considerado um crime, o incêndio está sendo investigado e assim o cerco começa a fechar em volta dos jovens. Por outro lado, a cidade toda quer ver os culpados pagar pelo crime, já que custou a vida de muitas pessoas, principalmente por causa da destruição feita em toda cidade.

É uma história incrível e eletrizante. Com uma escrita fluída e abordado com muita inteligência e sabedoria. O incêndio seguiu rumos desastrosos, afinal ele é uma força da natureza. E o que me deixou de coração apertado foram os animais domésticos e os selvagens. Muitos animais domésticos foram deixados para trás na hora da evacuação, outros não conseguiram nem fugir. Já os animais selvagens tiveram suas florestas queimadas e muitos morreram carbonizados ou por inalação de fumaça.  

Uma leitura que vale todo o hype que está tendo, a faro arrasou em trazer esse título para nós e também é claro a edição está lindíssima, nas páginas tem marcas de queimados para combinar com a história. Uma das minhas melhores leituras desse ano!










Livro: Mentiras Indendiárias
Cortesia: : Editora Faro
Número de Páginas: 320

UM PACTO DE SILÊNCIO... E A RELAÇÃO ENTRE AMIGOS É POSTA À PROVA Todos os anos as montanhas da Califórnia sofrem com uma temporada de incêndios. Ninguém leva isso mais a sério do que Hannah, a filha do xerife. Até este verão... Quando ela e seus melhores amigos provocam um incêndio de forma acidental, o instinto os leva a fugir, mentir para a polícia e para os investigadores. Mas o que era um pequeno fogo toma proporções gigantescas, devorando tudo o que encontra pelo caminho: casas, animais, pessoas. É nesse momento que as relações de amizade se estremecem e cada um vai revelando faces de suas personalidades até então desconhecidas. O QUE ALGUMAS PESSOAS SÃO CAPAZES DE FAZER DIANTE DO MEDO, DO DESESPERO OU POR INSTINTO DE SOBREVIVÊNCIA?



Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros



11 maio 2022

Resenha - A História esquecida da Hospedaria na Estrada



Lenumê é uma fada, que junto de seus fiéis seguidores George que é quem faz a limpeza escondendo as impurezas do lado de fora um tanto quanto radical em suas atitudes, Arabiella fiel escudeira uma espécie de dama de companhia, Amélia uma senhorinha gentil que a fada permitiu ficar entre os mundos para quem sabe um dia rever o marido que a muito morreu, e Chronos um Deus que nutre um amor e admiração por Lenumê, mas que ela não corresponde. Ele possuiu o corpo de um menino para poder viver na hospedaria, junto da fada.

Juntos eles frequentam uma hospedaria de beira de estrada, o qual o serviço da fada é recolher os escravos, matar eles e roubar seus sonhos e manter as almas presas no portal. Essa hospedaria não é visto por humanos, somente aqueles que seriam atraídos para nunca mais voltar a ver o mundo dos vivos.

Mas algo diferente aconteceu com Mathew, um humano que trouxe a fada Lenumê a estranha sensação de coração batendo acelerado, o corpo reagindo de forma diferente, confundindo os sentidos da fada que até então nunca tinha sentido o poder do amor avassalador, e esse amor a transformou de a melhor guardiã do portal, e preferida do mestre, em uma fada que falhou em sua missão pela primeira vez.

A fada se apaixona pelo mais recente hóspede, mas é um amor impossível já que ela não pode encostar em um humano sem causar a morte dele no mesmo instante, qualquer fluido que sai de seu corpo é mortal. Assim ela cria um mundo de sonhos para que ela possa experimentar essa relação, ter um primeiro encontro, se beijarem e se conhecerem melhor. Mas esse relacionamento pode custar a vida de Lenumê.


O livro é narrado por Chronos o Deus do tempo, ele é uma espécie de menino escravo da fada, ele faz tudo por ela por conta de seu amor e admiração, mas ele sente um tremendo ciúmes do casal já que ele queria ser Matthew e ter a oportunidade de ser amado por Lenumê.

A história trás sentimentos obscuros, descritos com maestria, trazendo toda a dor, o medo e arrependimentos de tempos passados, o que torna uma leitura angustiante pois mostra o que é que nossas escolhas podem nos custar. E quando não seguimos nosso coração e instintos, estamos escolhendo negar a nossa felicidade.

O que mais me prendeu na trama foram os personagens que estão presos na hospedaria, pois eles trazem a melancolia do passado mal vivido, pois eles não superam as perdas e as decisões tomadas em suas vidas, gosto muito dessa maneira que os autores mostram como é importante uma reavaliação da vida.

A narrativa é envolvente, tive dificuldades no início da leitura para me conectar, pois sendo narrada por Chronos, ele acaba que nos influenciando sobre Lenumê, mas ele é extremamente submisso a ela, o que me irritou bastante (risos), mas isso acabou mudando no decorrer da história, porque acabei entendendo o porque das ações dele e até passei a admira-lo pela sua lealdade e pelo amor que ele viveu por décadas sozinho.

Essa livro é tão envolvente que quando o casal Lenumê e Matthew estão juntos a gente esquece que ela é uma fada da morte, um demônio e ele um humano que está ali para ser morto e escravizado por ela. Uma leitura maravilhosa. Vale super a pena conferir!








Livro:  A história esquecida da hospedaria na estrada
Cortesia: : C.A Saltoris (Autora Parceira)
Número de Páginas: 340

Mathew sempre sonhou com um grande amor, mas a vida o levou a dividir uma rotina sem
muitas aventuras com uma mulher com quem ele… se entende. Em uma noite fria de outono, porém, tudo muda: no caminho do hospital em que seu irmão está internado, ele sente fortes dores de cabeça e decide parar para descansar. É quando avista, no alto de uma colina, uma hospedaria. Como que hipnotizado, dirige até o local, onde é recebido por uma jovem vestida de branco com uma vela na mão. Imediatamente, é tomado por um fascínio em relação à misteriosa mulher, e, mesmo que seus instintos digam que deve fugir dali o quanto antes, Mathew precisa conhecê-la melhor. Apesar de suas memórias estarem tentando o enganar, ele sabe que há algo de muito errado na hospedaria, mas ali permanece; afinal, aquela hospedeira o faz se lembrar de seu sonho morto.



Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros


09 maio 2022

Resenha - Sem Amor




"Quanto mais ela vai ter que esperar pelo seu felizes para sempre?"


"Sem Amor"
é um livro que gira em torno de Georgia, a protagonista da história, seus últimos dias no ensino médio, o crush que tem por um menino há alguns anos, até que chegue a faculdade. Que é o cenário central no qual ela fará importantes descobertas sobre si mesma.

Georgia nunca teve um namorado na vida e muito menos beijou alguém, do mesmo modo, ela nunca se apaixonou, embora tenha uma queda pelo garoto da escola, seu coração nunca bateu mais forte por ninguém. Enquanto os colegas e alunos da escola tem uma paixão por semana, o mesmo não acontece com ela. Mas quando tem a oportunidade de dar seu primeiro beijo, tudo o que ela consegue sentir é nojo.

Todavia, Georgia acredita que na faculdade tudo será diferente e que ela encontrará um grande amor e viverá uma linda história de amor igual as que vê nos filmes e nos livros que lê, porém as coisas não acontecem da maneira que ela gostaria deixando-a cada vez mais confusa. Então ela começa a se questionar e se perguntar se gosta de garotos ou garotas.


"Eu só. Amava. O amor. Eu sabia que era brega. Só que eu não era cínica. Eu era sonhadora, talvez uma pessoa que gostava de ansiar e acreditar na mágica do amor."


As expectativas criadas sobre o primeiro amor a deixam nervosa e angustiada e sempre que se imagina beijando alguma pessoa é como se ela fosse passar mal. Ao mesmo tempo que deseja de todo o coração beijar e amar alguém, isso acaba trazendo sofrimento e frustração para ela. Mas na faculdade, Georgia faz novas amizades e conhece novas pessoas, entre elas Rooney, sua colega de quarto muito extrovertida E é com sua ajuda que Georgia coloca um plano em ação que acaba por separá-la de seus melhores amigos desde a infância, Pip e Jason, que estão em uma faculdade diferente da dela.

Então sem os melhores amigos e sem amor, Georgia faz uma descoberta importantíssima com a ajuda de um novo amigo que lhe apresenta alguns termos e conceitos, tais quais - assexualidade e arromanticidade - dos quais ela nunca ouviu falar, mas que se encaixam perfeitamente na forma como ela se sente e que melhor lhe representam.

A amizade com Rooney faz com que ela aprenda e identifique as diferenças que existe entre amor, sexo e paixão e o quanto isso pode causar alegrias, satisfação e tristezas na vida das pessoas, visto que a própria Rooney vive tendo relacionamentos assim. Com as suas descobertas, Georgia compreende mais de si mesma e passa a se aceitar como é, o que acaba lhe trazendo grande conforto e tranquilidade, mas não sem antes sofrer com todas as dúvidas e inseguranças por não se encaixar entre as pessoas sexuais e românticas.



[- Minhas impressões -]

Esse é o meu primeiro contato com a escrita da autora Alice Oseman e confesso que não gostei muito. A leitura para mim foi bem sofrível, mas não porque o livro seja ruim, pois ele não é. Acredito que eu não tenha me conectado com a história e muito menos com a personagem da Georgia que, diga-se de passagem, é bem chatinha. questões como Arromance e Assexual foram muito bem abordadas pela autora e ficou nítido a importância de livros que tenham esse tipo de tema como foco central da história. Afinal, milhares de jovens pelo mundo afora passaram e irão passar pelo o que a Georgia passou, por isso é extremamente importante a discussão e relevância de histórias e personagens como ela. Contudo, sendo ela a personagem principal, sinto dizer, mas faltou carisma. Coisa que os seus melhores amigos, Pip e Jason tiveram de sobra e, tratando-se de personagens secundários, isso prejudicou e muito aqui a personagem principal.

Em contrapartida, a amizade dos três amigos foi o que mais gostei no livro, me emocionei em alguns momentos e senti um pouco de raiva da Georgia por algumas atitudes que não foram nada legais que ela teve em relação aos amigos. Achei que foi bem insensível da parte dela, mesmo que tenha sido sem querer.


"Sem Amor" é um livro que ajuda a pessoa a se compreender e se aceitar como é. Mas no livro irá passar uma mensagem muito importante de que ser assexual e arromântica não é sinônimo de ser uma pessoa sem sentimentos e sem amor, muito pelo o contrário. Pessoas assexuais e arromânticas amam suas famílias, amigos e animais, e conseguem viver muito bem com isso depois que tem a compreensão exata do que tudo isso significa. Afinal, o intuito do livro é fazer com que o leitor entenda os conceitos da pessoa assexual e arromântica e que se identifique se for esse o caso. O que eu percebi e que ficou muito claro para mim enquanto lia foi a sensibilidade e o comprometimento que a autora teve o tempo todo ao contar a história da Georgia, foi algo que me tocou bastante.
 
Apesar de ser um livro de 480 páginas, a leitura é bem fluída e os capítulos são curtos, o que acaba agilizando bastante o desenvolvimento e andamento da história.






Livro: Sem Amor
Autor: Alice Oseman 
Cortesia: Editora Rocco
Número de Páginas: 480
Amazon / Skoob

Georgia nunca se apaixonou, nunca beijou ninguém, nunca nem teve um crush. Mas, como uma eterna romântica obcecada por fanfics, ela tem certeza de que vai encontrar sua pessoa um dia. É isso que uma sociedade obcecada por paixão e sexo lhe ensinou. Quando começa a universidade com seus melhores amigos, Pip e Jason, em uma cidade diferente e bem longe de casa, Georgia está pronta para encontrar um grande amor. Com a ajuda de Rooney - sua colega de quarto extrovertida que vivew tendo relações casuais e parece não ter problema nenhum com isso - e uma vaga para atuar no grupo de teatro, seu sonho adolescente nunca pareceu tão próximo. O problema é que, quando seu plano romântico causa uma enorme rixa entre seus amigos, Georgia acaba em uma comédia de erros digna de Shakespeare e começa a questionar como o amor pode parecer tão fácil para outras pessoas, mas tão impossível para ela. É aí que um novo amigo lhe apresenta alguns termos e conceitos - assexualidade, arromanticidade - dos quais ela nunca ouviu falar, mas que parecem representá-la como Georgia jamais imaginou. De repente, ela se sente mais insegura do que nunca sobre seus sentimentos. Será que está mesmo destinada a permanecer sem amor? Ou será que só estava procurando a coisa errada esse tempo todo? Quanto mais ela vai ter que esperar pelo seu felizes para sempre?




06 maio 2022

Resenha - Feridos




"Eu amo você, Ami. Mais do que tudo, mais do que a mim mesmo. Nunca se esqueça."

Amiha e Isaac se conheceram muito novinhos; Isaac como filho de um funcionário da fazenda, e Amiha como simplesmente a filha do dono de todas as terras. Se conhecendo por uma ironia do destino (ele literalmente atropelou a coitada no meio do mato com seu cavalo), os dois começam uma amizade inesperada, e um amor tão puro e forte, capaz de perpassar barreiras. Mas será que eles irão aguentar toda a pressão e as tramoias de terceiros que são contra esse relacionamento?

Cinco anos depois do pior dia de sua vida, Amiha está de volta à Austrália, e seus demônios do passado começam a querer assombrá-la novamente. Separada de seu amor, ferida por sua família, e vivendo cada dia querendo que seja o último, ela finalmente conseguirá saber o porquê de Isaac ter sido tão arisco na época, e o motivo por trás de toda sujeira que quase acabou com sua vida. Então, determinada a colocar tudo de uma vez por todas à tona, ela recorre a seu último recurso: mostrar para seu grande amor que ele a ama tanto quanto ela o ama, e lutar por essa relação com todas as forças que puderem.

"Eu não sabia que era possível vomitar o próprio coração, no entanto foi o que eu pressenti que estava prestes a acontecer assim que a vi saindo do emaranhado de vegetação encoberta por galhos e cipós. Ela estava absolutamente maravilhosa, vestindo um jeans, camisa com as mangas arregaçadas e um chapéu afundado na cabeça. Ela era perfeita."

Já Isaac, machucado por estar mentindo para Amiha, e por ter vivido num inferno por 5 anos, quando a vê novamente, frágil e com uma vontade de desistir de tudo, ele não se aguenta e agora fará de tudo para ficar ao lado dela sempre que puder. Um amor que perpassa o tempo, o preconceito de classes sociais, e até mesmo as vontades da família; um amor puro, que não deveria ser proibido; um amor que os leva do céu ao inferno em segundos. Será que ele irá sobreviver a todos os segredos obscuros por trás de sua separação inicial?

Paloma White colocou romance proibido como centro do enredo, mas a história é MUITO mais do que isso. Vai falar sobre violência psicológica, paternidade e maternidade tóxicas, preconceito de classes sociais, enfim; é muita coisa pesada dentro da relação dos dois, e é um romance muito intenso. A narrativa intercala entre passado e presente dos dois, e também temos a visão dos dois em cada capítulo. Geralmente eu sou team mocinho, mas dessa vez ficou tão acirrado, que é impossível escolher qual dos dois descreve melhor!!

A Ami é simplesmente PERFEITA, diva incompreendida que nunca erra!! Isaac é nosso mocinho cadelinha, agroboy lindo, inteligente demais, protetor e SUPER RESPONSÁVEL! O que mais me encantou nesse livro foi a forma como a autora abordou a questão deles terem se apaixonado quando crianças, o primeiro beijo, a primeira vez... nada foi tratado de maneira banal. Tudo tinha significado, e me deixa muito feliz que podemos, sim, ter relações saudáveis entre adolescentes, de uma maneira doce e bonita de ver.

"O primeiro toque foi tão sutil que, se não fosse o calor dos seus lábios sobre os meus, eu diria que jamais teria acontecido. Sem me conter, levei minha língua a eles, ansioso para sentir seu sabor, e naquele instante Ami deixou escapar um gemido rouco e curto. Meu coração continuava batendo aos trancos, e minhas costelas doíam com seus socos."



E gente, é +18 tá? Tem cena hot bem escrita, detalhada, gostosa, tudo de bom! A Paloma não poupa ninguém de nada, então do mesmo jeito que a gente sofre com a relação deles, a gente se delicia com os momentos dos dois juntos, as conversas, carícias, enfim; é uma relação SUPER envolvente, tanto no passado, quanto no presente. Os dois, mesmo machucados e quebrados, nunca deixaram de sentir a paixão avassaladora um pelo outro, então tudo volta com a saudade acumulada! É de pegar fogo!!!

Também temos uma parte bem triste do relacionamento deles, porque como disse no começo, é um amor proibido, então prepara o choro gente! Tem algumas partes relacionadas às doenças psicológicas, como isso afeta a nossa vida, e o quanto é importante nos cuidarmos. A Amiha sofreu muito, por tudo o que a rodeava naquela realidade, e teve que lidar com o luto de perder um amor (na época que ela e Isaac ficaram separados) e com a depressão de anos e anos vivendo num inferno com a mãe tóxica. É forte, doloroso, mas vale MUITO a pena, porque ela dá a volta por cima!

Enfim gente, é isso! O livro é maravilhoso, e apesar de ser grande (tem quase 700p.), vale tudoooo pra ver esse casal incrível, e essa história maravilhosa! Espero que tenham gostado da resenha <3








Livro: FERIDOS
Cortesia: : Paloma White (Autora Parceira)
Número de Páginas: 669

Amiha é a filha do poderoso fazendeiro James Thompson; já Isaac, apenas um peão trabalhando nas terras da família dela.

Ainda assim, essas diferenças não foram capazes de impedir que os dois adolescentes experimentassem o amor mais puro e verdadeiro que poderia unir duas almas.

Mas o que eles não sabiam era que as linhas de suas vidas já tinham sido traçadas por mãos diabólicas, e ficar juntos era a única coisa que não lhes seria permitido.

Feridos, eles são forçados a se separarem, acreditando que jamais se verão novamente, no entanto, mais uma vez o destino brinca com suas vidas e, após cinco anos vivendo no inferno, Isaac e Amiha se reencontram. A antiga paixão renasce ainda com mais força, a diferença é que agora eles estão dispostos a lutar contra tudo e contra todos, pelo direito de amar.

Seriam eles fortes o suficiente para lutarem por um amor proibido?




27 abril 2022

Resenha - O Medo



O livro "O MEDO" trás vários contos, todos trazendo sentimentos de medo, agonia e  agitação para os amantes de terror e suspense. Não tem livro melhor que esse na minha opinião, pois a escrita da autora é cativante e você consegue entender e se conectar com cada história diferente uma da outra.

São histórias que vai desde o tradicional como uma casa mal assombrada, até a batalhas contra lobos, romance pela internet que não termina como o esperado. Trazendo também as mais variadas  tensões psicológicas daqueles que faz qualquer um se arrepiar de medo.

Aqui, os contos que mais me prenderam foram a dos Lobos, onde uma menina valente e um homem corajoso lutaram juntos contra uma matilha de lobos furiosos, vencendo e afugentando os demais, mas o que o homem corajoso não sabia é que a menina era uma princesa que fugiu e que estava sendo procurada pelo seu reino. Eles acabaram sendo encontrados juntos, porém tiveram um fim indesejável.
 

"Uma respiração ofegante podia ser ouvida a vários metros de distância. Uma garota corria por entre planícies secas. O chão de terra e pedras soltas a fazia escorregar com frequência, e isso a atrasava no caminho do seu objetivo. Ela trajava uma calça jeans e um tênis surrado."



Outro conto que se tornou o meu preferido foi “ A última Caçada” que trás uma maldade humana sem precedentes e que fizeram da vida de uma família um inferno, pois na fazenda onde pai e mãe criavam seus dois filhos, caçadores cruéis começaram a caçar eles, e então a família vai fazer o impossível para se protegerem, cometendo atos que moldaram os pensamentos deles pelo resto da vida.


"Com dificuldades para correr, o menino começou a caminhar lentamente, por entre arbustos e folhagens, que lhe davam uma melhor ocultação. Os três homens vieram logo atrás dele, de olho nas pistas deixadas pelo menino, sentindo de longe o cheiro de seu suor desesperado. Apavorado, Emanuel começou a rezar, enquanto continuava a se esconder."



“Paixão Virtual”
foi um conto que me fez refletir bastante, onde uma pessoa que está sempre a procura de um parceiro, e do nada começa a receber a atenção de uma pessoa pela internet, e então essa pessoa acaba sendo perfeita, porque começa a lhe dar presentes, conversam sempre como se fosse o encontro de velhas almas gêmeas, porém  sendo contos de terror e suspense a gente só pode esperar que algo vai dar errado né? E lógico que acabou dando muito errado! A vulnerabilidade das pessoas as colocam em perigos constantes.


"Amores e amizades ocos, supérfluos em qualquer situação. Contudo, em uma noite de calor, Alice estava deitada no sofá, em seu apartamento, sozinha, tomando um vinho tinto, enquanto pensava em suas frustrações e como era possível só ter êxitos no âmbito profissional, enquanto acumulava falências no pessoal."




O Livro é um lançamento que vale muito a pena conferir, porque são contos rápidos e fluidos que você vai acabar lendo num piscar de olhos, ainda mais se você for fã do gênero e curte assim como eu. Recomendo Demais!!!







Livro: O MEDO
Cortesia: : Silvia Vanderss  (Autora Parceira)
Número de Páginas: 141
Amazon / Skoob

QContos de terror e suspense que irão mudar o seu conceito sobre o que é sentir "Medo".
"O Medo" transita entre o terror e o suspense com contos ligados ao mistério, violência, horror psicológico e sobrenatural.

"A Menina e o Cavalo", nos apresenta uma menina determinada que luta com coragem para salvar o seu cavalo.

"O Silêncio da Escuridão", traz uma história cativante de terror e mistério que envolve o sobrenatural.

"Versão", neste conto a autora destaca o horror psicológico de uma mente insana.



Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros


18 abril 2022

Resenha - Jack e o Porquinho de Natal



Jack tem um porquinho de pelúcia rosa que está com ele há muito tempo e que é carinhosamente chamado de O Poto. Seu inseparável OP, como ficou conhecido está junto a Jack em todos os momentos de sua vida, sejam eles bons ou maus e o conhece e compreende como ninguém. Mas tudo muda na véspera de Natal quando Jack e OP se perdem um do outro, para o completo desespero do menino.

Por outro lado, os pais de Jack se separaram quando ele era ainda bem pequeno e, algum tempo depois, sua mãe encontrou um novo amor. O namorado de sua mãe tem uma filha, que para sua total surpresa e alegria vem a ser Holly, sua colega da escola. Mas a menina mudou, não é mais aquela pessoa legal e carinhosa de antes e por isso, Jack acaba enfrentando algumas dificuldades de relacionamento com a agora meia-irmã.


"Jack não acreditava que Holly realmente estivesse enjoada. Ela só queria ser chata. Estava estragando a véspera de Natal e provavelmente ia estragar o dia de Natal também, esbravejando com Jack e se fazendo de centro das atenções. Em silêncio, ela continuou a provocar Jack com a cara de bebê. O bolo de raiva na barriga de Jack, já duro e apertado, de repente ficou em brasa."

 
Holly não está feliz com o namoro do pai e sempre que pode, implica com Jack, por não querer ter um irmão mais novo e muito menos uma madrasta. A garota faz da sua vida um verdadeiro inferno e o provoca de todas as maneiras possíveis e acaba sendo a responsável pelo desaparecimento de OP após discutir outra vez com Jack, deixando o garoto completamente arrasado com a perda de seu único e fiel amigo.

Então a menina sente-se tão mal com sua atitude que acaba se arrependendo de todas as coisas ruins que fez e falou para Jack, mas de nada adianta, pois seu arrependimento não irá trazer OP de volta e ambos sabem disso.

Então ele ganha um novo brinquedo do pai de Holly, o Porquinho de Natal, mas ele não está nem um pouco satisfeito com a substituição de seu melhor amigo OP, mas por outro lado é este novo porquinho o responsável por elaborar um plano de resgate a OP. Esse porquinho ganha vida e diz a Jack que pode ajuda-lo a recuperar o seu melhor amigo, porém eles precisam estar de volta antes que a véspera se torne o dia de Natal.

Juntos, Jack e o Porquinho de Natal embarcam na maior e mais arriscada aventura de suas vidas em um mundo repleto de magia e criaturas incríveis, surpreendentes e assustadoras. 




[- Minhas impressões -]

Esse é o segundo livro que leio da J. K Rowling e me apaixono completamente. O primeiro foi "O Ickabog" e tem resenha dele aqui, inclusive.

Jack e o Porquinho de Natal é um livro que mistura fantasia, magia e nos faz lembrar de algumas animações infantis carregadas de amor, ensinamentos, amizade verdadeira, perdão e esperança. Toda a jornada de Jack ao lado do Porquinho e em busca de OP é permeada por descobertas que só mais para a frente irão fazer sentido para ele.

A autora usou e abusou de seus personagens, brinquedos e objetos que mostram o valor das coisas, bem como de várias críticas sociais implícitas em toda a história, ensinando a Jack o certo e o errado no decorrer de sua jornada de resgate a OP.

Jack é uma criança que está passando por dificuldades em casa, na escola e com a nova meia-irmã. É muita coisa para assimilar, digerir e aceitar, por isso, o único que pode lhe dar a segurança psicológica necessária para passar por tudo isso é OP, que lhe foi arrancado da pior maneira possível no momento em que ele mais precisou do amigo.

O livro é uma fantasia infantil que emociona justamente por contar a história de amizade e ludicidade entre uma criança e seu brinquedo preferido.

Trata-se do resgate da pureza e ingenuidade que faz parte da alma de toda criança, bem como o aprendizado de que a vida é feita de escolhas, boas ou ruins, certas e erradas, o que o leva a crescer e amadurecer ao compreender que as relações têm um fim e que precisa abrir mão de uma ou outra para que novas relações ganhem força.

Eu simplesmente amei o livro e a história que ele contou. Me emocionei bastante com a linda relação de Jack com OP e mais ainda com o final maravilhoso e lindamente escrito pela autora, que é simplesmente imbatível em suas criações.

Sua escrita é incomparável e inimitável. A maneira como ela dá vida a seus personagens e os ensinamentos que ela traz no livro é algo inexplicável, mágico e único.

J. K Rowling não decepciona com sua escrita fluída, mágica e diferenciada de tudo o que há. Ela é simplesmente imbatível! A edição está belíssima com capa dura e ilustrações que tornam a leitura ainda mais prazerosa e apaixonante.

Jack e o Porquinho de Natal é uma leitura que eu indico para todo mundo que ama a magia natalina, assim como eu. É um livro imperdível e extremamente necessário, seja você criança ou não.






Livro:  Jack e o Porquinho de Natal
Autor: JK Rowling
Cortesia: Editora Rocco
Número de Páginas: 320
Amazon / Skoob

Uma emocionante e empolgante aventura sobre o amor de uma criança pelo seu tesouro mais precioso e até onde ela está disposta a ir para encontrá-lo. Uma fábula apaixonante para toda a família, escrita por uma das maiores contadora de histórias do mundo. Um menino e o seu brinquedo estão prestes a mudar tudo... Jack tem um porquinho de pelúcia cor-de-rosa que ele chama de O Poto. OP, como ficou conhecido, está ao lado de Jack nos bons e maus momentos e compreende todos os seus sentimentos. Até que, em uma véspera de Natal, para grande tristeza do menino, OP é perdido. Jack ganha um novo brinquedo, o Porquinho de Natal, e é este substituto que vai armar um plano para que, juntos, eles embarquem em uma jornada repleta de magia em busca do que foi perdido e a fim de reencontrar o melhor amigo que Jack já teve.





13 abril 2022

Resenha - Mentiras, Beijos e Pão de Queijo



Quando Flora chega na pequena cidade do interior de Minas Gerais ela não imagina como será difícil e desafiador fazer o que ela se propôs a fazer, ela foi mandada para essa cidade pelo programa de proteção a testemunhas, e para isso ela precisará desempenhar o papel de psicóloga infantil na escola da cidade. Só que ela não tem a mínima ideia de como fazer isso já que ela não tem estudos e nem ideia de como lida com uma criança.

Já no seu primeiro dia de trabalho ela está atrasada, e chegando no portão da escola ela vai acabar arrumando confusão com um homem bruto e turrão, que não está acostumado a ser desafiado ou ouvir palavrões na boca de uma mulher. Em uma discussão calorosa ela acaba que enfrentando Gaspar o homem que domina a cidade, já que ele é muito rico e cuida do seu império com esmero. É também o principal financiador da escola que ela vai trabalhar. Então as maneiras de Flora acaba que fazendo ele demiti-la antes mesmo de começar.

Então para que ela consiga ficar naquela cidade escondida, ela precisa reverter a situação e tomar então a decisão de ir na casa de Gaspar, o homem difícil de aturar e implorar pelo emprego. A atração deles é imediata mas ambos não querem esse sentimento, pois a implicância deles é de nível mais elevado possível. Ele acredita que ela não serve para ser psicóloga de criança com o comportamento que tem, e ela não abaixa a cabeça para ninguém, muito menos ele.



[- Minhas Impressões -]

Nossa esse livro é literalmente de tirar o fôlego, não consegui parar de ler até chegar ao final, porque eram mais de três horas da manhã quando finalizei. Me envolvi tanto com a história que não consegui parar de ler, principalmente porque queria saber tudo que iria acontecer com cada um dos personagens, que aliás foram muito bem desenvolvidos pela autora.

A Flora é uma personagem toda errada, misteriosa, e que se preocupa se seu plano vai dar certo, caso contrário tudo desmorona e ela estará em grande perigo. Já Gaspar é um homem viúvo que cuida de seus dois filhos com a ajuda da ex-sogra e de sua ex-cunhada. As crianças por outro lado são um amor, mesmo o mais velho sofrendo com a saudade que sente da mãe, porque ele só quer entender o que se passa dentro dele mesmo. O filho mais velho será o grande aliado dessa história, sem o garoto revoltado e solitário, Flora não tentaria ajudá-lo e assim conquistar a confiança do homem mais bruto que ela já conheceu.

Porém a história de Flora e Gaspar não vai depender só do casal, pois eles vão enfrentar as mentiras de Flora, que são cruéis e revoltantes, mas também compreensíveis. A ex-sogra querendo empurrar a irmã da falecida esposa para cima do viúvo mais cobiçado da cidade. E também é claro esse amor precisará passar por cima das amarras que o próprio Gaspar colocou em seu coração.


Com uma escrita envolvente que te prende desde o início, não é só um romance clichê, é um romance com adrenalina, paixão argente, mistério, mentiras, família, cenas de tirar o fôlego, e claro encontros explosivos, que rendem belas cenas hot para os fãs. Amizade entre as crianças e Flora se torna linda, ela consegue chegar no coração do filho mais velho, de forma que ninguém mais consegue.

Mas será que Gaspar será capaz de perdoar todas as mentiras de Flora e compreender que ela é de um mundo diferente do dele? Esses são questionamentos que vamos tendo junto de Flora, e ela precisará ser ainda mais forte, já que tudo pode desmoronar a qualquer momento, e não ah paixão que segure o desmoronamento.

Uma história muitas vezes triste traz reviravoltas, e sentimentos de luto, que é um dos mais angustiantes. Mas também uma história linda de amor e superação. Sem sombra de dúvida um dos meus livros favoritos para esse ano.








Livro: Mentiras, Beijos e Pão de Queijo
Cortesia: : Valentina K. Michael  (Autora Parceira)
Editora: Inverso
Número de Páginas: 437
Amazon / Skoob

Quem é a mulher misteriosa que acaba de chegar a Estiva Alegre, uma pequena cidade mineira? Tudo que se sabe é que se chama Flora, dirige um pequeno automóvel vermelho e vai ocupar o cargo de psicóloga infantil de uma escola particular. No entanto, tudo não passa de uma representação, uma farsa. Flora está na verdade fugindo de algo, e a última coisa que espera é se envolver com um fazendeiro viúvo, xucro e cabeça-dura.

Aos trinta e cinco anos, João Gaspar dirige seu império pecuário com punhos de ferro e tenta ser tudo que os dois filhos precisam depois da morte prematura de sua esposa. Tem fama de implacável e é respeitado na pequena cidade, mas não entende por que a nova moradora, funcionária da escola em que seus filhos estudam, não abaixa a cabeça para ele. Tem algo errado na psicóloga Flora, e ele está disposto a descobrir, mesmo diante da atração brutal que sente por ela.

Mentiras, beijos e pão de queijo é um romance leve e descontraído de duas almas distintas que se encontram casualmente.



Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros



12 abril 2022

Resenha - Nos Laços do Amor




Francisco, mais conhecido como Chicão é um jovem humilde e trabalhador, que sonha em dar uma vida melhor para os pais. Filho do casal de funcionários da fazenda Esperança, fazer faculdade nunca foi uma possibilidade, já que toda sua vida foi sempre de muito trabalho e esforço físico. 
Chicão vê a oportunidade de mudar e melhorar de vida como peão de rodeios, uma vez que esse sempre foi o seu real desejo. E assim, ajudar seus pais, ter sua própria terra, casar e constituir família, porém quando seu pai adoece, ele retorna a fazenda para apoiá-los e ajudá-los no que for preciso.


"Minha vida era mais solitária do que eu gostaria, sentia falta de ter com quem conversar, como quando era adolescente e dividia as angústias e sonhos com Cristal, a filha do patrão do meu pai."


Cristal, a filha do dono da fazenda Esperança e patrão de seus pais formou-se em veterinária e tornou-se uma linda mulher. Seu pai faz questão que ela se case com um homem da mesma posição social que a sua e não admite menos do que isso para a filha, o que acaba gerando muitos confrontos entre eles ao longo da história, mesmo Cristal fugindo do assunto sempre que tem a oportunidade. 

Amigos desde a infância, mesmo Chicão sendo cinco anos mais velho que Cristal, ambos não se veem há muitos anos, quando ele volta a fazenda por conta do problema de saúde do pai, eles mal conseguem disfarçar a atração que surge.


" -- Cristal? -- questionei atônito. A adolescente magricela que vi pela última vez dez anos atrás virou uma mulher linda, de rosto e corpo perfeitos."


O retorno do melhor amigo, agora um homem feito, cheio de músculos e extremamente bonito mexe com seus sentimentos e emoções, e Cristal mal consegue disfarçar seu interesse por Chicão, e o mesmo acontece com ele também. Até que um dia, ele não consegue resistir e beija a melhor amiga.


"Ela correspondeu ao beijo, o melhor da minha vida até aquele dia, com a mesma intensidade."


Eles começam a namorar escondido de todos e isso acaba gerando muito estresse para o relacionamento e também problemas entre Cristal e o pai. Mas tudo piora de vez quando Chicão sofre um grave acidente em um rodeio e então o relacionamento deles é posto a prova.

Bem, pessoal, eu paro por aqui, senão corro o risco de falar demais e contar toda a história para vocês. Querem saber o que acontece e como a história de Chicão e Cristal termina? Então corre para ler e garantir o seu exemplar que está lindissimo!





[- Minhas Impressões -]

Nos Laços do Amor conta uma história de reencontro, sonhos, conquistas, amor verdadeiro e muita superação. Tudo lindamente inserido em um cenário rural, interiorano e com personagens muito reais a meu ver. Tive a felicidade de ler o livro e assim pude conhecer a escrita da autora Renata R. Corrêa e me encantar com sua leveza, agilidade e fluidez no desenvolvimento da história. 

Foi gostoso demais acompanhar Chicão e Cristal na descoberta do amor que sempre sentiram um pelo outro e eu curti à beça. Dúvidas, anseios e medos dos personagens ficaram bem explícitos no decorrer da leitura, mas em momento algum isso trouxe um peso para a história. Muito pelo o contrário, deixou a trama mais interessante e me deixou ainda mais curiosa e ansiosa para ler e saber tudo o que ia acontecer com eles. 

Chicão é um peão apaixonante e apaixonado por sua Cristal. Ela por sua vez, é uma mulher muito gentil, meiga, amiga e ótima filha, e ambos são personagens cativantes e cheios de carisma. É impossível não se apaixonar um pouco por Chicão e não querer ter uma amiga tão legal como a Cristal por perto.

A autora trouxe questões importantes como preconceito e desigualdade social e os inseriu muito bem na história, chamando a atenção para a necessidade de falar sobre os assuntos sem pesar a mão.

Eu viajei para o interior de Minas Gerais, que é onde se passa a história junto com os personagens, costumes e o sotaque mineiro que é muito gostosinho também. Além de conhecer um pouco sobre o mundo dos peões de rodeio e o quanto eles se dedicam a darem o seu melhor durante os oito segundos mais importantes de suas vidas em cima de um touro bravo. 

Deu para perceber que a autora pesquisou e se inteirou bastante do assunto para levar todas as informações necessárias para compor a história. A capa é muito bonita, romântica e tem todo um charme com a silhueta da mulher totalmente escura e a do homem totalmente em evidência. Isso dá um ar de mistério à capa e aguça a curiosidade de ler o livro. 

Eu super curti e achei muito legal. Esse livro é ideal para quem está a procura de uma leitura leve, envolvente, emocionante e com pitadas de hot para dar aquela esquentadinha e calorzinho gostoso que a gente adora.








Livro: Nos Laços do Amor
Autora: Renata Correa
Cortesia: TheBooks Editora
Número de Páginas: 337
Amazon / Skoob


Francisco, mais conhecido como Chicão, é um jovem obstinado que se tornou um famoso peão de rodeios. Prestes a encerrar a carreira, ele almeja se consagrar conquistando uma importante vitória em um grande campeonato e, assim, voltar para a sua terra natal, montar uma hípica, cuidar da família e quem sabe viver um grande amor.

Ele e Cristal foram melhores amigos na infância e adolescência. Apesar de terem passado dez anos sem se verem, nunca se esqueceram.

Quando o rapaz retorna à fazenda onde cresceram, devido a um problema familiar, eles se reencontram. Não demora para que a antiga amizade se transforme em uma avassaladora paixão e os dois embarquem em um tórrido e proibido romance, repleto de oposições e desafios.

Conseguirão ficar juntos? Chicão conquistará tudo o que um dia sonhou?

Embarque nessa linda, quente e emocionante história de amor, amizade e superação.




30 março 2022

Resenha - Vrikadaz



No seu aniversário de 14 anos Zuwi tem um episódio estranho, para seus amigos ele desmaiou, mas para ele foi uma viagem a outro mundo, o qual lhe deixou com uma grande dor de cabeça. A única prova de que ele esteve em outro mundo é um pedaço de papel amassado que ele jogou em baixo de sua cama. Mas essa prova some e ele não consegue provar nada a seus amigos.
 

Não acreditando que ele poderia estar louco, novos episódios aconteceram e mais dores de cabeça para atormentá-lo na escola, e por conta disso seus amigos demonstram preocupação, pois Zuwi não anda bem. Com os episódios de viagem para outros mundos ele acabou chamando atenção de várias pessoas, boas e ruins. E isso levou a interferências imediatas. É onde entra o professor Llink, ele tem interesse em ensinar e mostrar ao Zuwi o que tem acontecido a ele.


O Professor entrega para ele diversos livros e diz que quando ele terminar a leitura ele saberá e irá procura-lo, mas que Zuwi precisa fazer sozinho, porém seus amigos não estão afim de ficarem de lado dessa aventura. Então eles estudam junto e descobrem que á diversos universos paralelos e que eles podem transitar por eles.

E enquanto eles estudam sobre Virkadaz, um poderoso vilão vai usar as viagens para outros universos paralelos para realizar um grandioso assalto em todos os bancos do país inteiro. E ele também está em busca do papel amassado de Zuwi que é o que eles chamam de anomalia, algo que pode fornecer um portal para novos universos ainda não descobertos.

Se ficaram curiosos, vão precisar ler e se aventurar com essa turma para saber o que realmente acontecerá nessa jornada!




[- Minhas Impressões -]


A leitura do livro é fluída, para quem adora aventura juvenil, a ambientação esta muito bacana, passando no colégio do grupo e também em diversos universos paralelos, por conta disso eu gostei do desenvolvimento da obra. A amizade que os garotos demonstram uns pelos outros acaba sempre ajudando bastante no decorrer da história. 


À interação do grupo de amigos é muito envolvente, porque eles não deixam Zuwi sozinho mesmo que eles corram perigo. Os mistérios em torno da obra também fazem os personagens duvidar dos próprios vizinhos e de outras pessoas do colégio, e nós como leitores acompanhamos jovens lutando contra pessoas perigosas e contra seus próprios sentimentos.

No final Zuwi será um herói, já que ele irá resolver as coisas junto com uma das pessoas que ele achava ser uma vilã também. Mas o custo será bem auto, pois relembrar como o pai dele morreu vai lhe deixar muito triste, mas também irá lhe dar forças para seguir em frente e derrotar seus inimigos.

A autora está de parabéns, uma obra completa, envolvente, bem desenvolvida, e com personagens cativantes. Daqueles que você quer abraçar e proteger. E outros que você quer dar uma livrada na cabeça para ele parar de falar suas teorias da conspiração. Uma leitura que sem dúvidas eu recomendo muito! 










Livro: Virkadaz
Cortesia: : Renata Dembogurski (Autora Parceira)
Editora: Inverso
Número de Páginas: 180
Amazon / Skoob

Fãs do multiverso Marvel e His Dark Materials vão adorar o novo livro de ficção científica e fantasia da escritora Renata Dembogurski. Um multiverso de espantosas possibilidades pode estar bem ali, só esperando para ser desvendado. Foi isso que Zuwi descobriu a partir dos acontecimentos malucos em seu aniversário de 14 anos. Tudo seguia a rotina normal: vivia com sua mãe e com as diversas dúvidas sobre a morte de seu pai em um acidente não desvendado, até que nada mais se torna comum. Zuwi e seus amigos foram sugados para uma realidade fantástica cheia de vilões perigosos e universos surreais. Sem mais nem menos, sua vida é invadida por conceitos extraordinários e fatos quase improváveis. Plix? Evolar? Index? Scrats? O que é tudo isso? O que é Virkadaz? Entre bibliotecas do tamanho de cidades, lugares incolores e terríveis antros do mal, Zuwi mergulha nos mistérios mirabolantes derivados dos caprichos desse multiverso e suas infinitas probabilidades. A cada escolha, novas variáveis se desdobram para Zuwi.



Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros




25 março 2022

Resenha - 2102: A falha de Turing




2102: A Falha de Turing é um livro pra quem está procurando uma história rápida e bem construída, e para os amantes de contos e sci-fi!

Aqui, Thiago Moretti nos apresenta um futuro alternativo, onde as máquinas fazem parte da realidade dos humanos de forma ativa e, teoricamente, com o objetivo de facilitar a vida em sociedade. Entretanto, uma revolta começa a acontecer e essas mesmas máquinas começam a matar muitos humanos e fazer um massacre ao longo do mundo.

Nós também acompanhamos, em uma narrativa de terceira pessoa, as visões de chefes de estado, de uma máquina com características humanas, e também duas mulheres com vidas relativamente "normais", que vão tentar sair de toda essa revolução tecnológica para se salvar. Como é um conto, a história é bem rápida e pouco aprofundada; eu particularmente não me apeguei tanto aos personagens, e sim à atmosfera que o autor criou em relação à distopia científica do enredo.




"Quem a visse perceberia logo que estava utilizando os olhos como monitores, deixando-os brancos enquanto a garota assistia à aula, como se fosse uma espécie de lembrança, era possível olhar em todas as direções, sentir cheiros e toques."


Quem já viu ou conhece Black Mirror, com certeza vai pegar essa referência do quote do primeiro capítulo da série, que também está no primeiro capítulo do livro. Há também algumas referências das obras do Asimov (semelhanças na escrita e na criação do mundo) que eu gostei bastante, porque se tornou mais verossímil, apesar de ainda continuar no ramo da ficção especulativa.

Eu gostei muito do final desse conto também, porque não estava esperando que o autor tivesse criado esse tipo de reviravolta. Personagens como Jéssica, Ana, Bruno, Alan e muitos outros são importantes pra composição do plot twist (e cliffhanger, se posso dizer, porque é sacanagem não ter uma continuação rsrs), e eu fiquei de queixo caído quando vi que, apesar das minhas suposições estarem certas, Moretti conseguiu surpreender e fazer um trabalho muito bom com esse final.


"Vamos salvar a humanidade querida... do nosso jeito!"


Como eu disse, é um conto bem rápido (60p. só), então não tem muito mais o que falar. Gostei muito, e super recomendo pra quem quer uma leitura boa pra ler em uma sentada, e eventualmente sair da ressaca sem romances fofinhos e melosos. 2102: A Falha de Turing é inteligente, perspicaz e surpreendente!










Livro:  2102: A falha de Turing
Cortesia: Thiago Morethi (Autor Parceiro)
Editora: Viseu
Número de Páginas: 60
Amazon / Skoob

Em um futuro próximo, a inteligência artificial foi desenvolvida a um nível muito além do esperado, sendo parte essencial do cotidiano da humanidade, nos tornando dependentes do seu bom funcionamento. Acompanhamos a história da jovem Jéssica que tem a vida virada do avesso com a revolução das máquinas.


15 março 2022

Resenha - Os Babados de Tamôra




"Coisas boas acontecem para pessoas boas no que fazem."


O livro nos leva a acompanhar a vida profissional pessoal e amorosa da personagem Tâmora, filha de um casal rico e muito trabalhador, e donos de um resort de luxo na Bahia. A jovem sente a pressão de todos para que ela assuma junto ao irmão o legado da família, assim que seu pai se aposentar. Só que Tamôra resiste bravamente às vontades de seu pai conservador, uma vez que essa não é a vida que sonhou para si.

Viver de maneira pacata e monótona cuidando do resort nunca foi um desejo seu. O que Tamôra sempre desejou com todas as suas forças foi alcançar o estrelato, por isso ela se formou em Jornalismo.


"Moro com a minha família numa casa dentro do Hermosa Beach, um resort na Praia das Pérolas, pedaço de paraíso, próximo à Praia do Forte e a 80 km de Salvador. Minha ambição me impede de passar o resto de minha vida desfrutando dessa paz, porém é uma sorte a possibilidade de voltar quando eu quiser."


Sua vida muda completamente assim que ela consegue a vaga para apresentar um reality show cujos participantes são todos influenciadores digitais. A surpresa maior fica por conta do reencontro surpreendentemente inesperado com Adam, seu ex-professor, que vem a ser o editor chefe do reality.

O reencontro faz acender em Tamôra sua paixonite dos tempos de escola e a medida que vai conhecendo Adam melhor, ela percebe que ele tem um passado bastante conturbado e esquisito com Bianca, a outra editora chefe do programa. Como se fosse pouco, Adam também se mostra a cada dia que passa mais interessado por sua ex-aluna, agora um mulherão de cair o queixo.

Agora, Tamôra tem a chance de viver um relacionamento com Adam e não desperdiça a oportunidade, mesmo que isso ameace totalmente sua carreira.




O relacionamento de Tâmora com os pais é ótimo, mas o tempo fecha um pouco entre eles toda vez que o assunto "Resort" se torna pauta de conversas, já que ela não quer de jeito nenhum assumir o comando ao lado do irmão, e isso acaba sendo motivo de vários embates entre a família de modo geral. E em uma dessas conversas seu pai acaba dando um ultimato a Tamôra - se ela não conseguir o que deseja para a sua carreira, terá que aceitar e se conformar a trabalhar no resort sem reclamar.

A vida profissional, familiar e pessoal de Tamôra está passando por muitas mudanças e o relacionamento com Adam caminha rapidamente para algo mais sério e íntimo, e, além da pressão severa do pai, ela tem que lidar com Bianca, a ex de Adam, que está cada vez mais incomodada com a aproximação dos dois e disposta a qualquer coisa para separá-los de uma vez por todas. Agora, se ela vai conseguir alguma coisa, você leitor terá que ler o livro pra poder saber.

E como se não bastasse todo o empenho de Bianca em atrapalhar sua vida, Tamôra precisa lidar com o afastamento de Madalena, sua melhor amiga e com a qual ela acreditava não ter segredos, mas quando um assunto fica mal resolvido entre elas a amizade sofre um forte abalo deixando em ambas a incerteza se ainda continuarão sendo amigas como sempre foram.



[- Minhas Impressões -]

Digam aí se o título do livro não tem tudo a ver com o que foi falado aqui, minha gente? É babado atrás de babado, não é?

Pois bem, esse foi o meu primeiro contato com a escrita da autora Patrícia Rammos e logo que comecei a leitura a primeira coisa que me chamou a atenção foi a ambientação da história. A maneira como, através de sua escrita, a autora trouxe sua linda e amada Bahia minuciosamente para as páginas do livro. As descrições de lugares, alimentos, praias e até mesmo o sotaque dos personagens foram lindamente contextualizados ao enredo.

Nunca antes eu havia lido um livro nacional tão ricamente descrito como em Os Babados de Tamôra. Senti muita vontade de conhecer a Bahia por causa disso e dá para perceber o quanto a autora ama e tem orgulho de sua terra.

O livro se destaca também pela maneira fluida, gostosa e envolvente como a história se desenrola e isso é mérito total da autora, que conduziu e escreveu muito bem a trama. Os protagonistas desenvolvidos aqui são muito bem representados por pessoas pretas e com muito carisma, charme e sex appeal que me cativaram completamente.

Outro ponto é que o mundo do reality show foi muito bem contado, mas isso em nada tirou o protagonismo da personagem principal, muito pelo o contrário. Só serviu para enfatizar o quanto ela queria trabalhar naquilo que amava e o quanto ela estava disposta a lutar por isso.

As partes tensas da história e que geraram muitos conflitos e ainda mais babados foram os momentos protagonizados por Tamôra e o pai, que enquanto pôde, foi uma pedra no sapato da filha ao tentar impedi-la de realizar seus sonhos. Os outros momentos babadeiros ficaram por conta de Bianca, que tentou, de todas as maneiras possíveis e até mesmo baixas atrapalhar a relação de Adam e Tamôra. Relação essa que pegava fogo toda vez que eles ficavam juntos. 

A autora brinda o leitor com algumas cenas calorosamente quentes e deliciosas entre os personagens. Adorooo!! 
 
A capa é sem sombra de dúvida uma das mais bonitas que eu já vi e digo que foi um dos motivos que me levou a ler o livro. Te convido a se enveredar pelo Babados de Tamôra e se apaixonar pela história.










Livro: Como sai de um casamento que nem começou
Autora: Carolina Kinter
Cortesia: Flyve
Número de Páginas: 139
Amazon / Skoob

"Coisas boas acontecem para pessoas boas no que fazem?"

A baiana Tamôra Diniz ouviu essa frase de uma pessoa especial e resolveu levá-la à risca ao correr atrás de seu grande sonho de trabalhar à frente das câmeras de TV. Prática e focada, ela consegue realizá-lo ao ser aprovada para apresentar um reality show. Tudo estaria perfeito, se o diretor do programa não fosse Adam Moreland, seu charmoso e misterioso ex-professor do Ginásio, que ressurge em sua vida, transformando um sentimento, antes platônico, em real. Para isso, terá que conciliar o amor, a carreira e todos os babados que envolvem a fama e um pai com valores tradicionais.


Ela sente que existe uma conexão forte entre eles, mas teme que se entregar possa lhe custar um preço alto.



Licença Creative Commons
O site I LOVE MY BOOKS por Silvana Sartori está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Por isso, qualquer contéudo aqui presente como resenhas, fotos e Colunas publicadas são exclusividade. RESPEITE e NÃO COPIE, pois PLÁGIO é CRIME!


Instagram

I Love My Books - Blog Literário . Berenica Designs.