Resenha - Sem Coração


Título: Sem Coração
Autora: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 416
Skoob 
Onde comprar: Amazon Saraiva
Catherine era uma das garotas mais desejadas do País das Maravilhas e a favorita do ainda solteiro Rei de Copas, mas seus interesses eram outros. Por seu talento na cozinha, ela só queria abrir uma confeitaria em sociedade com sua melhor amiga e oferecer ao Reino de Copas os mais deliciosos doces e bolos.
Porém, de acordo com sua mãe, era uma ideia inaceitável para a jovem que poderia ser a próxima rainha. Em um baile real em que o rei pretende pedi-la em casamento, Cath conhece Jest, o belo e misterioso bobo da corte. Pela primeira vez, sente a força da pura atração. Mesmo correndo risco de ofender o rei e contrariar os pais, ela e Jest iniciam um relacionamento intenso e secreto.
Cath está determinada a escolher o próprio destino e se apaixonar nos seus próprios termos. Mas em uma terra repleta de magia, loucura e monstros, o destino tem outros planos...
A aclamada autora das Crônicas Lunares oferece uma visão do País das Maravilhas diferente de qualquer outra já vista e conta a história de uma garota que viria a ser um dia a famosa Rainha de Copas. 


Sem Coração conta a história do passado da Rainha de Copas, uma das personagens marcantes de Alice no País das Maravilhas, e nessa releitura de um clássico iremos descobrir como uma menina tão doce pode se transformar em uma das vilãs mais cruéis.

Catherine é uma jovem, filha de um marquês, que é apaixonada por doces e sonha abrir uma confeitaria com sua melhor amiga, e também criada, Mary Ann. Esse sonho vem se mostrando cada vez mais distante e impossível, já que seus pais jamais dariam a ela permissão para abrir um negocio próprio, e o Rei de Copas deseja torna-la a futura rainha.

Cath não sente nenhuma carisma pelo rei que a admira tanto, e por mais confusa que ela esteja com a situação (já que não deseja casar-se com o rei), as coisas mostram que ficarão ainda piores quando ela e Jest, o novo bobo da corte, começam a sentir uma atração inegável, e uma perigosa e proibida paixão surge entre eles.

Em primeiro lugar, quero falar sobre esse casal que conquistou o meu coração. Cath é uma personagem doce, sonhadora e encantadora. E eu, que não sou uma pessoa que costuma ter crushs literários, foi impossível não cair nos encantos de Jest — suspiro —. Que personagem fabuloso! Por se tratar do passado da Rainha de Copas, sabemos desde o início que essa história não há possibilidades de acabar bem (porque veja de quem estamos falando), mas meu coração simplesmente quis ignorar esse fato e torcer até o fim por eles.

Temos muitos elementos que compõem a história de Alice no País das Maravilhas, e o universo foi muito bem desenvolvido. Não sou nenhuma grande conhecedora da obra original, mas reconheci alguns personagens como Gato de Cheshire/Gato Sorridente, o Coelho Branco e é claro, o Chapeleiro Maluco. Há um cenário de época e muitos animais que falam e vivem em sociedade como pessoas. Há também muitas frases marcantes no livro, e algumas com referência.

O casal não é apenas o que se destaca. Eu consegui me sentir próxima de muitos personagens, como o rei, Mary Ann, o Chapeleiro, entre muitos outros. Até Chesrie e o corvo conseguiram me encantar. Também conseguimos sentir raiva daqueles personagens que foram criados para isso. Deixando bem claro, não aquela irritação que muitas vezes nos faz ficar com vontade de abandonar o livro, mas a raiva que você sabe que o autor criou o personagem justamente para despertar tal sentimento.

Mais depois da metade do livro, eu comecei a me perguntar o que naquela história iria acontecer para a Rainha de Copas/Catherine ser como é conhecida. Conforme os acontecimentos iam passando, fui pensando em várias possibilidades diferente e não acertei nenhuma! Esse livro irá deixar o seu coração apertado, ou totalmente quebrado.

Gostei muito da narrativa da Marissa Meyer. Ela não é vaga, e sim bem trabalhada e desenvolvida.  Me vi submersa na leitura e encantada com todas características que rondam a trama. A autora soube muito bem desenvolver seu universo, trama e personagens, criando uma história marcante e gostosa de ler.

Há um país chamado Xadrez, e durante a história é feito alguns comentários sobre como é o mesmo e a sua situação. Pensando nisso agora, fiquei muito curiosa para saber um pouco mais sobre ele, porém durante a leitura senti que tudo que a autora acrescentou sobre não foi em excesso nem em falta. Ela colocou no livro apenas o que era relevante para entendermos a situação, sem fugir do foco principal, mas deixou um gostinho de quero mais. 

Tudo nessa história é fantástico, e eu não encontrei um defeito sequer. Eu nem sei o que falar sobre ele a não ser: leia, por favor, leia! Eu espero que caso vocês façam isso, sintam tudo que eu senti, e amem cada pedacinho dele como amei. Super indico!




Categorias:

2 comentários:

  1. Ah, estou completamente apaixonada por essa história!
    Vejo a Rainha de copas com um novo olhar e muito carinho agora.
    Cath e Jest também conquistaram meu coração - e quase me deixaram sem.
    É uma história que sabemos que não vai ter final feliz, mas é construída de uma maneira tão linda, que a gente ousa ter esperança.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Acabei comprando esse livro na última bienal e acredita que eu ainda não li (#vergonha). Além dessa capa maravilhosa o que mais me chamou atenção foi poder conhecer um pouco mais da vida dessa vilã tão malvada estou amando esses livros que contam esse lado nas nossas vilãs, o que falta mesmo é tempo para colocar a leitura em dia e a lista de leitura começar a fluir.

    ResponderExcluir