Dia de Quote - CIRCE


Amigos Leitores, tudo bem?
Já faz tempo que não apareço aqui né? Por isso vim trazer alguns
trechos do livro CIRCE que li e gostei bastante. Espero que gostem também.


"É impossível explicar como os deuses temem a dor. Não há nada mais estranho a eles, e, portanto, nada que desejem ver mais profundamente."

"Por cem gerações, eu tinha caminhado o mundo sonolenta e entediada, ociosa e confortável. Não deixei marcas, não realizei feitos. Mesmo aqueles que tinham me amado um pouco não se importaram o bastante para ficar."


"Uma jaula dourada ainda é uma jaula."

"Em uma vida solitária, há raros momentos em que outra alma mergulha perto da sua, como estrelas roçando a terra uma vez por ano. Ele foi para mim uma dessas constelações."

"Noivas, as ninfas são chamadas, mas não era realmente assim que o mundo nos via. Éramos um banquete infinito disposto numa mesa, lindo e renovado. E péssimas em escapar."

"Eu não era cuidadosa. Eu era imprudente, precipitada. Ele era outra faca, eu podia sentir. De um tipo diferente, mas ainda uma faca. Eu não me importava. Pensei: dê-me a lâmina. Por certas coisas vale a pena derramar sangue."

"Humilhar mulheres parece ser um dos passatempos preferidos dos poetas. Como se não pudesse haver uma história se não rastejarmos e choramingarmos."

"Cada momento de minha paz era uma mentira, pois ela existia ao prazer dos deuses. Não importava o que eu fizesse, quanto tempo vivesse, a seu bel-prazer eles poderiam me alcançar e fazer o que quisessem comigo."

"É senso comum que mulheres são criaturas delicadas, flores, ovos, qualquer coisa que possa ser esmagada em um momento de descuido. Se alguma vez acreditei nisso, não acreditava mais."


Categorias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário