últimas resenhas

Resenha - DELTA

 

Livro: Delta
Cortesia: Clarissa Coral (Autora Parceira)
Páginas: 292
Skoob
Onde Comprar: Amazon
Há a inversão. Há a propagação. Há a inversão da propagação".
Helen Helderheid está em fuga há anos. Considerada uma traidora, a ex-guardiã percorre o mundo sem um destino fixo. Mas uma dívida com o passado a faz retornar ao Brasil, e cair no radar do único caçador que ela não quer reencontrar. Lúcio Svetloba é um exímio caçador que ainda paga pelos erros de uma guardiã foragida. Assim, quando uma nova ordem de execução chega até suas mãos, ele se vê diante de um impasse. A sentença é clara, e a chance da vingança se abre junto a um jogo de atrações e mistérios. Em meio a uma caçada sem fim, marcada pelos espectros de um mundo sombrio e secreto, os caminhos de Helen e Lúcio cruzam com os enigmas que rondam uma adolescente em perigo, despertando sussurros de um antigo e obscuro presságio.


Uma livro com fantasia, uma amizade, uma promessa, um bebê, um amor do passado, muitos segredos e mentiras, magia, símbolos, leis e poderes são os elementos que norteiam o livro Delta. Um salto de 15 anos na história faz Hellen voltar ao passado e a tudo o que ela procura manter distância. Porém para seguir em frente ela precisa fechar as arestas do passado. 

O livro Delta, é uma fantasia urbana nacional, que traz em seu enredo muitos mistérios e segredos. São 38 capítulos e logo no prólogo somos apresentados a um suspense com uma morte, uma fuga e mais mistérios. Aqui você começa a se fazer algumas perguntas sobre os personagens e acontecimentos logo de início. 


Eu não voltarei - gritou para a sombra, engolindo o medo trepidante. - Nenhum de vocês pode me obrigar".

Uma história que mistura fantasia e realidade, no qual as pessoas não fazem ideia do mundo paralelo que cercam suas vidas e suas rotinas. Um mundo cheio de regras, hierarquia, luz e treva, segredos, amores, mentiras e proibições. Um mundo denominado "Santuário" que tem por Líder a Mestra Siena, regado a guardiões, caçadores e muita magia. O Delta, que deu o nome ao livro, não é meramente um símbolo, é cheio de significado, história, de poderes e, dependendo do lado que esteja, pode ser usado para o bem e para o mal.

" Para a maioria da pessoas, o triângulo era apenas uma tatuagem comum. Mas, para aqueles que eram diferentes, como ela e os outros, o delta canalizava algo muito maior.

Hellen é guardiã e uma fugitiva do Santuário que carrega consigo um segredo e uma missão que ela sente ter falhado. Seu objetivo é se manter o mais longe possível do lugar e de seus caçadores. Ela é uma mulher forte e decidida que está procurando respostas do seu passado, por isso, ela irá descobrir que nem tudo é o que dizem e que muito menos é o que parece ser. Estará em busca de algo que a faça se sentir parte de alguma coisa ou alguém, e para isso, ela terá que seguir em frente para descobrir o que tem por trás do Santuário e das recém descobertas.

E enquanto ela foge do Santuário, temos Lúcio um homem forte, pai da Ingrid, protetor ao extremo e um conhecido de longa data de Hellen, um excelente caçador e que atende aos mandos e desmandos da líder Mestre Siena. Seu trabalho é capturar desertores e levá-los de volta para o Santuário.

" Desde que fugira do Santuário... havia se agarrado a um único propósito: vagar pelo mundo e encontrar sua família perdida, resgatar um pedaço do passado e diminuir o vazio, a solidão".


No centro dos dois têm o Santuário que tem como dever e missão proteger o mundo dos espectros que são almas sugadoras, perigosas e vagantes entre a dimensão física e metafísica. Eles perseguem pessoas comuns para sugá-las e assim se fortalecerem e se reconectarem com a dimensão física. Para se tornar então parte, as crianças eram recrutadas e ensinadas a usarem seus poderes e armas para defesa não só do Santuário, mas do sistema também. 

Acontecimentos que não estão no controle dos dois irão levá-los de volta ao passado e a tudo o que perderam por causa do Santuário. Hellen e Lúcio irão desbravar um mundo e submundo de mistérios e segredos que os levarão a pensarem num futuro diferente para ambos e para a humanidade.  

Então, a partir desses acontecimentos eles irão atrás de respostas e soluções, e caso seja preciso, irão brigar até o fim para salvar a todos.


" Eu queria um futuro. Mas será que posso encontrar o futuro sem resolver as pendências com o passado?"


Agora, na minha opinião, preciso dizer que eu gostei de como foi o inicio do livro, porque me fez querer continuar na leitura para descobrir os motivos que levaram aquela morte e o resultado de toda a história, principalmente conhecer melhor os personagens envolvidos e o mundo da magia.

Eu gostei de como a autora trouxe o prólogo, já nos entregou de cara um suspense e isso prende o leitor, afinal a gente quer saber o que acontece. E perguntas feitas no prólogo só serão respondidas no decorrer da leitura. E por ser um livro de fantasia, cheio de informações, com uma quantidade razoável de personagens e muitos fatos ocorridos no passado e presente, isso pode confundir um pouco leitor. Mas vai por mim, tudo se esclarece no final.

Adorei a fantasia mesclada a realidade, sabe aquele tipo de história que os dois mundos se misturam e que o mundo "real" não faz ideia do que acontece a sua volta? Então, esse é um deles, onde estamos rodeados de criaturas, magia, o bom e o ruim, luz e trevas. Aqueles livros que faz você criar algumas teorias em volta da história.


Já os personagens, achei que todos foram bem construídos e inseridos na história, você conhece um pouquinho de cada um, tanto no passado como no presente, e isso se deve a narrativa da história que precisa voltar ao passado para explicar o que acontece no presente. Isso me chamou atenção também positivamente, porque te faz relembrar a história e também de alguns acontecimentos e conceitos vividos dentro dela. Faz relembrar de outros personagens perdidos no caminho, pois é um livro que possui muitos fatos e que precisam ser retomados para fazerem sentido depois. 

Ao mesmo tempo um ponto que para mim não foi tão bom assim, é em relação a passagem de tempo entre um personagem e outro no mesmo capítulo. Isso acontecia sem aviso e durante a leitura me confundiu, não sei se foi proposital por parte da autora, mas tive que voltar a leitura algumas vezes. É um livro com um quê de ficção científica também, com direito a leitura das estrelas, conceitos que essa leitora aqui não saberia explicar para vocês.

Por fim, é um livro que te ensina que o amor, a amizade, lealdade não tem idade e nem tempo e que o correto sempre devem prevalecer. Que o passado deve ficar no passado, mas não precisa ser esquecido, pois é ele que nos molda para o presente e futuro. Somos o que somos devido ao que fazemos ontem, anteontem, ou há muitos anos. Os personagens entenderam que com amor e respeito tudo é possível até mesmo quebrar as leis e nos reinventar. 

Delta é uma leitura envolvente, fluída, escrita simples (que eu amo). Aquele tipo de livro que você inicia com desconfianças e vai te conquistando aos poucos em cada página e em cada personagem. Recomendo para todos aqueles que curtem o gênero fantasia.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário