últimas resenhas

Especial - Conhecendo os Autores... Francisco Almeida Prado


Olá Amigos Leitores, tudo bem ? Espero que sim, pois mais uma vez vim lhes apresentar mais um Autor da nossa Literatura Nacional que nos conta em seus livros experiências que viveu como Promotor de Justiça nos trazendo temas bastante atuais e necessárias! Livros que vão te prender e fazer vocês ansiarem por muito mais!  Vamos dar uma espiada ? Bora !!

Francisco Almeida Prado exerceu o cargo de promotor de Justiça por mais de trinta anos (1985-2016), aposentando-se para se dedicar à literatura. A experiência nas áreas do Direito Público, Criminal e nas Varas da Família permitiram-lhe singular visão dos problemas da sociedade e da própria condição humana, tema de seus romances. Algumas obras do autor também publicadas pelo Grupo Novo Século: Perdoa-me, em 2014, e Não foi bem assim, em 2016.


----- // -----




[ LIVROS ]



Não foi bem Assim 

O prólogo de Não foi bem assim já deixa ver que, sob o manto da ficção, há o elemento real a tornar dramática sua narrativa. Nela, expõe-se o lado oculto do Ministério Público, a envolver as motivações íntimas de cada um de seus atores, naquilo que se convencionou chamar "a defesa da sociedade". Os mais de trinta anos de exercício da profissão permitiram ao autor conhecer o arcabouço de circunstâncias que podem determinar, para o bem ou para o mal, a atuação de seus membros. Num julgamento, o suspense leva o leitor a se defrontar com o mundo da política; dos meandros do poder e da justiça, remetendo-o, ao mesmo tempo, aos seus dilemas mais pessoais, que talvez acreditasse serem únicos e só seus. Personagens extraídos da realidade caminham por episódios que despertam a emoção e a sensibilidade ao cuidarem da realização pessoal, do casamento e da traição, da guarda dos filhos e da alienação parental; enfim, daquilo que nos importa na vida.
Adquira - Compre Aqui





Labirinto

Você, de verdade, se trai quando segue uma paixão?"Labirinto" conta a história de Tomás, um advogado bem-sucedido que desfruta de muita prosperidade, dinheiro e reconhecimento, mas é extremamente inábil e infeliz no relacionamento com as mulheres.Na adolescência, apaixona-se perdidamente por uma garota. Eles se casam, e Tomás está certo de que encontrou a verdadeira felicidade. Mas as tramas do destino são cruéis: sua esposa sofre um AVC e morre. Tentando lidar com essa terrível perda, o viúvo tenta buscar em outros relacionamentos um alívio, um sentido desesperado que seja, a que possa se agarrar. Poderá ele curar seu coração dilacerado e reencontrar a felicidade? Em "Labirinto" se mostram apenas alguns caminhos, de forma realista, mas com a sensibilidade que o espírito humano impõe.
Adquira - Compre Aqui






Perdoa-me

Um advogado seduzido pelo sucesso profissional põe em segundo plano o casamento. Finalmente atinge o ápice de suas ambições. Sua mulher, contudo, pede-lhe a separação. Na festa em sua homenagem, estranhamente não se sente feliz; aquele sonho acalentado lhe parece vazio. À saída, é acometido de um mal súbito e levado ao hospital, onde permanecerá internado por cinco anos, em coma. Dão-no como sem esperança, um vegetal à espera da morte física. Paulatinamente, ele vai recuperando a consciência, embora não possa se expressar. Percebe o erro cometido e fica prisioneiro dos seus julgamentos. Aproveitando-se de um estudo jurídico feito por ele e que é falsamente modificado, seus ex-sócios usam-no para conseguir uma alteração legislativa, permitindo ao governo injetar dinheiro público numa pequena empresa, dando início a um programa que transforma os donos da empresa em milionários. Determinado dia, ele volta a falar e se recupera. Sem imaginar ser o artífice do ""Internet Cidadão"", tenta apurar o mau uso do dinheiro público. Ocorre que os que se beneficiaram da falcatrua não permitirão que isto aconteça. Este homem tem agora uma nova chance de amar e ser feliz. O seu assassinato, contudo, já está contratado.
Adquira - Compre Aqui






Liberdade
Neste livro, tendo um crime de sequestro como pano de fundo, o autor revela a face mais oculta do Poder Judiciário, só conhecida por aqueles que vivem nos seus meandros e nos seus tortuosos caminhos.A trama e o relado acima referidos, contudo, são apenas o tecido no qual transparece a verdadeira questão analisada no texto.Nele se discute a liberdade em seus mais profundos e fascinantes aspectos. Quem é realmente livre? As grades de uma prisão são mais intransponíveis do que 
as convenções sociais, do que os medos escondidos no íntimo do nosso ser e do que a distância quase desértica, entre os nossos sonhos e o nosso cotidiano?

Nesse romance, personagens vindos de mundos totalmente distintos são postos frente a frente, num cárcere que se mostra concreto e sólido, mas ao mesmo tempo, dá-lhes a liberdade de experimentar
sensações nunca antes vividas. Surge conflito, forte e insuperável, no qual os valores mais importantes são postos à mostra, num dualismo que não pode sobreviver. 


Somente o amor pode resgatar as pessoas deste claustro, devolvendo-lhes a liberdade.
Adquira - Compre Aqui



----- // -----



Para saber mais sobre os próximos trabalhos do Autor,  acesse suas Redes Sociais

Instagram:
 https://www.instagram.com/franciscoalmeidaprado/ 



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário