Resenha - Nao foi bem assim

03 dezembro 2020

Título:
Não foi bem assim
Cortesia: Francisco Almeida Prado (Autor Parceiro)
N° de páginas: 382
Editora: Novo Século
Skoob
Onde comprar: Amazon
O prólogo de "Não foi bem Assim" já deixa ver que, sob o manto da ficção, há o elemento real a tornar dramática sua narrativa. Nela, expõe-se o lado oculto do Ministério Público, a envolver as motivações íntimas de cada um de seus atores, naquilo que se convencionou chamar "a defesa da sociedade".

Os mais de trinta anos de exercício da profissão permitiram ao autor conhecer o arcabouço de circunstâncias que podem determinar, para o bem ou para o mal, a atuação de seus membros.

Num julgamento, o suspense leva o leitor a se defrontar com o mundo da política; dos meandros do poder e da justiça, remetendo-o, ao mesmo tempo, aos seus dilemas mais pessoais, que talvez acreditasse serem únicos e só seus.

Personagens extraídos da realidade caminham por episódios que despertam a emoção e a sensibilidade ao cuidarem da realização pessoal, do casamento e da traição, da guarda dos filhos e da alienação parental; enfim, daquilo que nos importa na vida.

Não foi bem Assim entrou para o Hall de melhores leituras que fiz este ano.

O livro conta a história de Armando, um jovem e proeminente Promotor de Justiça íntegro, justo e boa gente. Casado com Eliza, seu amor desde os tempos de faculdade. Ele é respeitado e admirado por todos à sua volta. Todo mundo quer ser visto a seu lado, tirar uma foto, apertar sua mão. Já Eliza, sua esposa é uma mulher fútil, que mesmo nos tempos de faculdade ela sequer olhou para Armando, muito menos percebeu sua existência, mas bastou ele despontar em sua profissão e se tornar conhecido para que ela o notasse. Agora ela só se preocupa com status, coluna social, jantares e amizades influentes.


O casamento deles dá certo e eles vivem em uma rotina de jantares e compromissos sociais, que parecem agradar muito mais a Eliza do que Armando. Todavia, ele não tem do que reclamar, sua vida é boa e ele está feliz desse jeito.

Tudo muda quando Armando recebe uma denúncia seríssima de uma autoridade pública na qual ele alega ter provas contundentes contra um candidato a governador. As provas, segundo ele, apontam o desvio de recursos e uso do dinheiro na campanha eleitoral do candidato corrupto.

" - Estes documentos aqui comprovam que o candidato Emílio está envolvido num grande esquema de corrupção, com desvio de dinheiro público, que foi utilizado até para a campanha dele."

Armando tem somente três dias para ler e decidir se apresentará as provas publicamente contra o homem em questão. Então, pressionado por todos os lados, ele acaba fazendo exatamente o que esperam dele. Porém, mal sabe ele que sua decisão será também o seu calvário. Desse momento em diante tudo começa a dar errado em sua vida profissional e pessoal, levando Armando a experienciar um declínio pavoroso em todas as áreas de sua vida.

Armando acaba sendo abandonado por todos que sempre confiou e, sozinho, amarga uma depressão proveniente da culpa que sente por ter agido de uma maneira que não condiz com seu jeito de ser no trabalho. Somente uma pessoa não abandonou Armando, Edu, seu amigo de faculdade. E é com sua ajuda que ele tenta se defender perante a justiça.


[- Minhas Impressões -]

Como eu disse logo no início, Não foi bem Assim de fato foi uma das melhores leituras que fiz este ano, porque a cada página e capítulo fui sendo conquistada pelo desenvolvimento da história,uma vez que a leitura fez com que eu sentisse um mix de sentimentos por seus desdobramentos. Uma angústia muito forte tomou conta de mim ao ler o desespero que Armando sentiu ao ver sua vida desmoronar sem que ele pudesse fazer nada a respeito. Seu destino começa a ser desenhado a partir do momento em que ele decide levar a denúncia adiante, e tudo o que acontece com ele depois disso não nos prepara para o final.

Com uma narrativa envolvente e cativante o autor prende a atenção do leitor e o leva para dentro do mundo da política e de como as coisas funcionam no meio. Os diálogos são inteligentes e emocionantes também, principalmente os de Armando e Edu, seu único e verdadeiro amigo.

Armando é um personagem que desperta simpatia e solidariedade e pode ser visto como ingênuo, pois se deixou levar pela pressão do momento e, mesmo com dúvidas e a sensação de que algo não estava certo, ainda assim, preferiu seguir em frente, o que acarretou seu inferno pessoal.

Fui pega totalmente de surpresa, pois jamais passou pela minha cabeça me deparar com o que os meus olhos leram, embora eu tenha feito um esforço enorme para assimilar tudo o que li e, mesmo assim, foi difícil demais.


Depois de ter sua vida execrada perante a sociedade como Promotor de Justiça e sofrer as consequências de suas escolhas, vemos Armando tentando superar o ocorrido na França. Por um tempo ele parece estar feliz trabalhando como garçom em um hotel de luxo e acaba conhecendo e se envolvendo com uma bela e misteriosa mulher que, assim como ele, também tem seus mistérios.

Esses momentos de Armando vivendo a vida como uma pessoa comum foram de uma satisfação muito grande para mim enquanto lia, todavia, me fez ficar muito curiosa para saber como se resolveria sua situação. Confesso que muitas coisas passaram por minha cabeça e, eu acabei pensando que o livro terminaria desse jeito, com Armando longe de tudo e de todos do seu passado e construindo uma nova vida na França.

Mas ledo engano. Os momentos de calmaria de Armando chegam ao fim quando ele decide ir embora e largar tudo de novo. E eu que achei que ele já havia sofrido o suficiente, fui surpreendida mais uma vez com uma reviravolta na história que gerou uma verdadeira comoção em mim.

Senti muita, mais muita pena do Armando e fiquei e ainda estou chocada com o final do livro. Tanto que me faltam palavras para descrever o que senti ao ler as últimas e derradeiras páginas da história. Estou extremamente impactada pela história, por toda ela na verdade, já que a leitura me proporcionou conhecer um pouco como as coisas funcionam no meio político.

O autor possui uma escrita que vai num crescendo à medida que lemos, que nos enreda e nos faz querer ler sem parar. Outros personagens têm suas histórias contadas paralelamente a de Armando e, assim como a dele, suas histórias tem uma carga emocional muito grande e me emocionou várias vezes durante a leitura.

Não foi bem Assim trata-se de um livro que necessita ser lido com calma e tranquilidade, pois ele aborda com propriedade os meandros políticos que moldam a sociedade e dita regras da mesma. É um livro incrível e eu amei a oportunidade de lê-lo.

Eu o indico sem sombra de dúvidas, pois sua história é diferente de tudo o que já li e vale super a pena. Esse é o meu primeiro contato com a escrita do autor e eu espero que seja o primeiro de muitos daqui em diante, pois eu gostei muito.


Postar um comentário

Instagram

I Love My Books - Blog Literário . Berenica Designs.