Resenha - Gatunas


Título: Gatunas - Amizade não tem preço.
O resto a gente pode roubar.
Autora: Kirsten Smith
Nº de páginas: 272
Cortesia: Editora Astral Cultural
Skoob
Onde comprar: Amazon

O que três garotas poderiam ter em comum além de algumas aulas entediantes no ensino médio e problemas corriqueiros de adolescente? Pode parecer estranho, mas essas três jovens, tão diferentes entre si, criaram uma aliança ligada pela emoção de roubar. A história contada através de múltiplas perspectivas revela que, mesmo em uma situação completamente inusitada, na qual elas deveriam estar aprendendo os passos da recuperação após terem tido problemas com a polícia, podem acabar selando uma amizade pra vida toda.

Elodie acaba de chegar na cidade decepcionada demais com o casamento do pai com a nova esposa, porém ela se concentra em compartilhar poucas palavras acerca do seu dia no colégio, onde passa a maior parte do tempo sendo a garota invisível que tira foto dos alunos para o anuário escolar. Ela sabe quem é Tabitha Foster, por exemplo, a senhorita popular com quem Brady Finch compartilha saliva. Mas ninguém sabe quem ela é.

Tabitha é aquela que todos gostariam de ser. Sua popularidade atrai seguidores; desde os mais leais até aqueles que estariam prontos para esfaqueá-la pelas costas. Ela ainda não sabe se o primeiro grupo existe, na verdade. Sua vida pode parecer perfeita à primeira vista, mas ela é bem diferente do que o corpo estudantil imagina. Seria bom não se preocupar tanto com o que os outros pensam.

Moe é descolada demais para se importar. É verdade que sua família pode não ser perfeita, afinal, após o acidente poucos membros restaram. Porém a vida com sua tia e irmão lhe dá certa liberdade para ser quem ela é de verdade, por mais problemática que sua rotina possa parecer. Ou ela está apenas fingindo? Afinal, as aparências enganam. 

Em qual universo alternativo essas três garotas cruzariam caminhos?
Se você ficou curioso para saber mais sobre a história, leia o livro, pois se eu falasse mais aqui eu acabaria dando Spoiler, por isso aproveite também para assistir a série que está já disponível na Netflix e Boa Diversão para todos!



[- Minhas Impressões -]

Apesar de frequentarem o mesmo colégio e compartilharem algumas aulas, não é por meio da vivência do ensino médio americano que Elodie, Tabitha e Moe se aproximam. Na verdade, é graças a seus impulsos cleptomaníacos que as três conseguem, separadamente, uma passagem de ida para o porão da Igreja Saint Michael, onde acontecem as reuniões do Ladrões de Loja Anônimos. E a única saída é comparecer e compartilhar suas experiências durante algumas semanas, caso contrário, "ladra de loja" será acrescentado no histórico permanente de cada uma.

Sair com sua bugiganga da loja é a melhor e a pior parte. Você está prestes a se tornar uma golpista brilhante ou mais uma estatística de delinquência juvenil.

Kirsten Smith, roteirista de filmes de sucesso como Legalmente Loira e 10 Coisas que Odeio em Você é quem assina o livro, originalmente publicado seis anos atrás. Agora, com a série de mesmo nome produzida pela Netflix, "Gatunas" chega ao público brasileiro, mesclando referências da época de sua publicação com algumas muito bem adaptadas pela editora Astral Cultural. Mas a pergunta é: um livro sobre amizade e cleptomania é capaz de se destacar?

Atualmente, o mercado young adult é extremamente abrangente. Ao entrar numa livraria, é possível encontrar inúmeros subgêneros interessantes com diversos títulos à disposição do leitor. Numa imensidão como essa, ainda é possível ser inovador? Kirsten Smith tenta e até consegue em alguns pontos, mas deixa a desejar em outros. Felizmente, sua escrita é simples e objetiva, fazendo com que continuemos a virar as páginas até o final.

"Gatunas" não deixa o tão conhecido sentimento de vazio pós leitura. Apesar de não trabalhar muito bem algumas das situações criadas ao longo da trama - onde os personagens parecem simplesmente não reagir ao que está acontecendo - não existe a necessidade de mais páginas, pois a história que deveria ser contada já foi entregue e é hora de partir para outra.

- Você não pode dizer às pessoas o que elas devem fazer - diz ela. - Mas às vezes pode inspirá-las em direção a uma linha de ação melhor. Você fez isso por mim.

Não entenda mal, caso esse tenha se tornado um dos livros favoritos da sua vida, mas falta um certo carisma em personagens como Elodie, cujo ponto de vista é narrado através de poemas. Apesar de parecer interessante e instigante à primeira vista, há uma diferença quando uma história é contada num formato do início ao fim e quando cada personagem a escreve de uma forma diferente. Tabitha por vezes parece ser a única protagonista, uma vez que sabemos mais a seu respeito e sobre outros personagens através de seu ponto de vista, escrito de forma tradicional. Por mais que a intenção da autora tenha sido boa, para que houvesse uma diferença óbvia entre as personagens, a execução é um pouco falha.

No geral, "Gatunas" pode não se destacar mas é capaz de entreter.
Existe uma boa história sobre amizade e até mesmo romance em suas quase trezentas páginas. Pode até mesmo ser considerada uma boa leitura para quem está tentando sair de uma ressaca literária e busca algo leve e despretensioso... quem sabe? Mas uma coisa é certa: após a leitura é impossível não querer saber o que acontece na série.

Confira o Trailer Abaixo:




Categorias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário