Resenha - Amor de Perdição

23 abril 2021

 


Um amor intenso e proibido. Dois jovens que farão de tudo para ficar juntos, não importando as consequências. Esse é o ponto de partida dessa história cativante, que me arrancou suspiros e algumas lágrimas.
 
Simão é filho do juiz da cidade de Viseu. É um jovem com temperamento explosivo que acaba se envolvendo em diversas brigas e confusões. Por causa desse seu temperamento ele acaba sendo desprezado por sua família. Sua mãe não demonstra qualquer carinho por ele e seu pai declara abertamente sua antipatia pelo filho.

No entanto, quando Simão conhece Teresa, ele se apaixona à primeira vista e, a partir daí, muda completamente sua vida. Ele se torna um rapaz sério, focado nos estudos, pronto para formar uma vida ao lado da sua amada.

Mas nada é fácil como parece. As famílias de Simão e Teresa são inimigas há anos, e nenhuma delas aceitará facilmente este amor.

Quando o pai de Teresa descobre sua paixão pelo filho de sua maior inimizade, ele decide que a melhor forma de acabar de vez com esse romance é casa-la com seu sobrinho, Baltazar. A partir daí se travará uma luta pelo coração e pela mão de Teresa, que acabará levando a caminhos inesperados por todos os envolvidos.

 



[- Minhas Impressões -]

Amor de Perdição é um daqueles romances clássicos que nos fazem ficar apaixonados pelos personagens e torcer por eles a cada página. O romance tem alguns traços bem dramáticos no seu desenvolvimento, mas nada que tenha tirado meu encantamento pelo livro.

Os personagens como um todo são muito profundos e únicos. Cada um deles tem uma personalidade muito bem construída e instigante. É como se eu soubesse exatamente o que eles estavam pensando e como agiriam nas situações do livro, de tão bem escritos que eles são.

O personagem de Simão apresenta um desenvolvimento muito grande no livro. Ele começa como um jovem inconsequente, que deixa se levar pelo seu gênio irritadiço, mas acaba se tornando um grande homem, honrado e merecedor do amor de Teresa. Além disso, ele se torna empenhado nos estudos e faz de tudo para se tornar um bom homem, para que possa dar a Teresa tudo que ela merece. Eu amei ver essa transformação do personagem. Comecei achando que iria me irritar com ele durante a história, mas depois que ele conhece a nossa mocinha ele muda completamente.

Além disso achei que o autor soube tratar essa mudança do personagem de uma forma muito natural e que fez sentido na história. Ver como ele tinha um amor tão puro por Teresa que era capaz de fazer qualquer coisa para ser merecedor dela. Gostei que ele não deixou simplesmente de ser quem ele era, mas apenas aprendeu a usar toda a sua energia para conseguir aquilo que ele queria. Ele não deixou de ser impetuoso e de fazer as coisas que tinha vontade, mas ele passou a ter um propósito maior nas coisas que fazia.

No entanto, minhas favoritas mesmo foram as personagens femininas. E se um livro quer me ganhar é só me dar personagens femininas que eu possa me inspirar e admirar. Tanto Teresa quanto Mariana (filha de um camponês que ajudará Simão na luta por seu amor) são personagens fortes e decididas. O que definitivamente não era o que eu esperava de um livro escrito em 1861.

Nessa época era comum que as mulheres fossem descritas como frágeis e submissas. E se elas aparecessem em alguma trama, era apenas em papéis secundários ou para servir aos homens. Mas não neste livro. Elas sabem exatamente o que querem e não poupam esforços para fazer valer sua vontade.

Teresa, apesar de ter sido criada cheia de mordomias, em momento nenhum se mostra mimada ou fútil. Ela irá contra seu pai, negando-se a fazer sua vontade se casando com outro homem. Ela tem certeza do que quer e por nenhuma pressão ou chantagem emocional abandonará seus sentimentos ou suas crenças. Apesar de eu não me identificar muito com a nossa protagonista, eu consegui entender e gostar dela. Ela não era só mais uma menina rica que não ligava para nada além dela mesma. Ela se importava com os outros e sabia o que queria da vida.

Já Mariana foi criada de maneira completamente oposta. Vinda de família muito simples, ela trabalhou desde cedo e era responsável pelos cuidados com a casa. Por isso, ela não mede esforços para ajudar Simão e demonstrará uma força de caráter sem igual durante toda a narrativa.

A briga entre as famílias traz um elemento policial e de ação para a obra. Acredito que ela que acrescenta esse “toque especial” à história que a faz deixar de ser uma simples história de amor, para transforma-la em uma história épica, que atravessou gerações.

Nem o pai de Teresa, nem o pai de Simão aceitam o romance do casal. Eles são inimigos jurados e farão de tudo para que eles não fiquem juntos. E, por causa disso, vão acontecer vários desencontros entre os apaixonados, fazendo com que seu amor seja cada vez mais difícil.

Eu achei que essa briga entre as famílias “deu uma movimentada” no livro. A cada cena de encontro às escondidas deles eu ficava nervosa por eles, com medo de que alguém fosse aparecer. Isso prendeu mais minha atenção na história e fez com que eu torcesse mais pelos personagens.

E antes de encerrar essa resenha eu preciso ainda falar dessa edição incrível lançada pela Faro Editora. O livro está muito caprichado, com algumas ilustrações de tirar o fôlego. Além disso, a diagramação está muito confortável, com margens espaçosas e um tamanho ótimo de letras.

Recomendo demais essa leitura!



Citações:



"A liberdade do coração é tudo."

“Amou, perdeu-se e morreu amando.”

"O pior é a saudade, saudade daquelas esperanças que tu achavas no meu coração.”

"Pode haver um sentimento tão intenso pelo qual vale arriscar a vida."








Livro: Amor de Perdição
Cortesia: Faro Editorial
Número de páginas: 226
Skoob
Onde comprar: Amazon

Um homem perdido, que contém no passado, um segredo que o atormenta e faz perder o sono. O faz sentir ódio de si mesmo. Até que sua mente foi tomada por ela.

Uma mulher, que por mais que suas ações demonstrem como ela ainda é uma menina, seus desejos são intensos e suas emoções adormecidas até ele.

Dois corações com sentimentos intensos e proibidos. Onde o ódio e o amor andam de mãos dadas, capaz de transformar tudo em uma forma turbulenta de amor. Será possível dois opostos, dois sentimentos, transformarem duas pessoas perdidas em uma só? Será o amor capaz de trazer perdão para esses dois corações atormentados? Será que conseguirão viver esse amor antes da vingança de Cambridge chegar até eles?







Postar um comentário

Instagram

I Love My Books - Blog Literário . Berenica Designs.