Resenha - Alguém Para Amar



Título: Alguém Para Amar
Autora: Judith McNaught
N° de páginas: 558
Cortesia: Grupo Editorial Record / Bertrand Brasil
Skoob
Onde comprar: Amazon
Ambientada nos luxuosos salões da corte londrina e nos campos verdejantes da Escócia, este romance combina humor e emoção, ternura e erotismo. A jovem condessa Elizabeth Cameron causa furor quando se apresenta à sociedade londrina. Cortejada pelos mais cobiçados homens da época, cercada de amigas das melhores famílias, ela tem o mundo aos seus pés. Mas Elisabeth, embora nobre, é apenas uma órfã criada numa antiga casa de campo. Impulsiva e ingênua, deixa-se manipular e cai numa armadilha. Um escândalo envolvendo seu nome corre Londres e condena-a ao ostracismo. O tutor de Elizabeth não está disposto a sustentá-la para sempre. Por isso, um ano depois dos acontecimentos, arrisca uma cartada inusitada - oferece a mão da sobrinha aos quinze homens que a haviam disputado antes do escândalo. Ao saber do gesto do tio, a garota sente-se envergonhada. Todos seus ex-pretendentes a recusam, exceto Ian Thornton - um plebeu de temperamento indomável e atraente. Ela sabe que Ian estava no centro da intriga que quase a destruíra e tem certeza de que ele a despreza. Elizabeth precisa enfrentar seus temores e mergulhar numa tempestuosa e surpreendente história de amor.

Alguém Para Amar trás a linda e emocionante história de amor da jovem condessa Elizabeth Cameron e o plebeu Ian Thorthon. Duas pessoas totalmente o oposto uma da outra, mas completamente a mercê do amor.

Após o sucesso de sua apresentação à sociedade londrina Elizabeth é cortejada por muitos homens e todos eles estão encantados por sua beleza, charme e por sua maneira de agir. Por isso mesmo, vários pedidos de casamento são feitos, mas então Elizabeth se envolve em um escândalo, e acredita piamente ser Ian o responsável por sua desgraça quando é pega em uma situação que destrói sua reputação por completo.

"Um ano e meio atrás, quando debutara na sociedade, Elizabeth obtivera um sucesso instantâneo. Os pedidos de casamento alcançaram um número recorde. Agora, aos dezenove anos, era uma espécie de pária dessa mesma sociedade que antes a imitara, louvar a e mimara. Ela havia quebrado suas regras e, com isso, tornara-se o foco de um escândalo que se alastrara pela cidade como um incêndio descontrolado."

O tempo passou, mas, para a sociedade, Elizabeth continua sendo a jovem que teve a vida desgraçada quando foi pega em uma situação constrangedora e humilhante ao lado de um homem sem classe por parte dos altos padrões exigidos pela sociedade londrina. Acreditando ser Ian o causador de todo seu infortúnio é com grande choque, terror e descrédito que ela recebe o comunicado de seu tio que, disposto a não ter mais que sustentá-la lhe atira na cara a novidade de ter escrito para todos os seus ex-pretendentes com a intenção de que pelo menos um reconsidere e decida se reaproximar de Elizabeth.

Qual não é a surpresa da jovem quando Ian Thorthon aceita receber ela e sua acompanhante em sua propriedade na Escócia! Mas ao que tudo indica, não é bem assim que as coisas são, pois, a partir do instante em que se reencontram Elizabeth e Ian passam a brigar como cão e gato e percebem que as mágoas do passado estão mais vivas do que nunca.

"A lembrança de Elizabeth Cameron relampejou diante de seus olhos - a jovem namoradeira, mercenária e frívola, dona de um rosto e corpo que lhe esgotaram a mente."

Para Ian, Elizabeth era uma jovem mentirosa, interesseira e que adorara brincar com seus sentimentos há cerca de um ano e meio quando se conheceram no baile.

Mas a convivência os faz descobrir muitas coisas um do outro e eles acabam se dando conta de que foram vítimas de uma armadilha no passado que acabou resultando em todas as coisas ruins pelas quais Elizabeth vem passando desde então. Ian decide ajudá-la a enfrentar esta mesma sociedade que lhe virou as costas há um ano e meio atrás mesmo correndo o risco de cair de amores por Elizabeth novamente e vice e versa.

"Aos olhos da corte, ela era uma leviana desavergonhada, usada e desonrada, uma companhia inconveniente para as jovens damas imaculadas e herdeiros de reputação ilibada. Enfim, inadequada para pertencer à nobre sociedade. Romper a as regras que governavam a conduta moral, não com alguém de sua própria classe, mas, o que era pior, com um homem de reputação desprezível e sem posição social. Elizabeth não havia apenas quebrado as regras, mas também atirado os cacos em seus rostos."


[- Minhas Impressões -]

Eu preciso começar dizendo o prazer que senti ao ler Alguém para Amar. Um livro simplesmente perfeito do começo ao fim. Os personagens foram todos escritos de forma primorosa pela autora e deu para perceber todo o carinho, cuidado e amor dedicados a escrever uma história arrebatadora e cheia paixão.

Elizabeth e Ian enfrentaram um grande números de provações para enfim conseguirem ficar juntos e viverem o seu felizes para sempre. Eles enfrentaram mentiras, calúnias, trapaças, traições e muito preconceito até que pudessem finalmente ficar juntos.

Ian com certeza já é o meu personagem queridinho da vez. Eu estou totalmente encantada por ele e pela forma como ele ama Elizabeth. Ela por sua vez é uma das melhores personagens femininas que eu tive a sorte de conhecer através desse livro incrível. Juntos eles venceram todos os empecilhos e provaram que tudo pode ser perdoado quando se há amor de verdade. Foi lindo demais acompanhar o crescimento e amadurecimento deles dois.

A autora acertou em cheio nesta linda história de amor ao dar vida a personagens tão carismáticos, simpáticos e apaixonantes com uma narrativa leve, divertida e deliciosa. Foram 558 páginas lidas com voracidade de minha parte, e ao mesmo tempo que eu queria vê-los juntos eu sofria com a certeza de que a história estava chegando ao fim. Foi tudo tão lindo e tão perfeito que quando eu cheguei ao final me senti triste porque não teria mais a companhia de Elizabeth e Ian e muito menos os apaixonantes momentos deles dois juntos.

O livro é lindo por várias questões que vão desde a sua história, personagens, sinopse e por essa capa extremamente bela, romântica e simplesmente perfeita. Por tudo isso que a autora Judith McNaught já se tornou uma de minhas autoras preferidas. Amo seus livros, seus personagens e todo o amor que ela dedica em sua arte de contar histórias.

Alguém Para Amar em questão de livros de romance é com certeza uma de minhas melhores leituras do ano. E se  vocês gostam de livros de romance que combinam humor e emoção, ternura e erotismo não podem deixar de ler mais essa super história criada pelas mágicas mãos dessa autora, pois é garantia de sucesso na certa.


Categorias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário