18 julho 2017

Resenha - Uma Sombra na Escuridão


Título: Uma Sombra na Escuridão
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutemberg
Páginas: 320
Skoob/Goodreads
Onde comprar: Amazon/Saraiva

Do mesmo autor de A Garota no Gelo.
A detetive Érika Foster tem agora um desafio aterrorizante. Em uma noite de verão, a Detetive Érika Foster é convocada para trabalhar em uma de homicídio. A vítima: um médico encontrado sufocado na cama. Seus pulsos estão presos e através de um saco plástico transparente amarrado firmemente em sua cabeça é possível ver seus olhos arregalados. Poucos dias depois, outro corpo é encontrado, assassinado nas mesmas circunstâncias. As vítimas são sempre homens solteiros, bem-sucedidos e, pelo que tudo indica, há algo misterioso em suas vidas. Mas, afinal, qual é o segredo desses homens? Qual é a ligação entre as vítimas e o assassino? Érika e sua equipe se aprofundam na investigação e descobrem um serial killer calculista que persegue seus alvos até achar o momento certo para atacá-los. Agora, Érika Foster fará de tudo para deter aquela sombra e evitar mais vítimas, mesmo que isso signifique arriscar sua carreira e também sua própria vida.









Londres está vivendo um de seus verões mais quentes dos últimos tempos, e isso não é visto como um problema para a "sombra", pois para fazer o que tem em mente tanto faz se o dia estará com um sol escaldante ou uma chuva torrencial. Nada a impedirá de levar adiante seu intuito. E a sombra quer matar.

"A sombra saiu da escuridão e subiu as escadas silenciosamente. Para observar, Para aguardar. Para colocar em prática o que há muito planejava".

Partindo desse trecho impactante do livro começo a expor aqui um pouco dessa estória completamente viciante e simplesmente impossível de deixar de ler.

A sombra em questão não se revela logo no início tornando, portanto, muito mais instigante e curiosa a descoberta de sua identidade, e é exatamente isso o que a Detetive Érika Foster precisa fazer e, para isso, ela colocará todo o seu empenho e dedicação para descobrir quem está por trás desses assassinatos somente de homens solteiros e que se encontram sempre sozinhos em suas casas.

A Detetive Inspetora Chefe Érika Foster é uma mulher forte e determinada a descobrir a autoria desses crimes bárbaros que não deixam sequer um rastro para trás, e ela conta com uma equipe muito bem treinada composta de homens e mulheres que doam todos os seus talentos especiais para colocarem as mãos nesse serial killer que está espalhando medo e pavor pela vizinhança das vítimas.

Ao seu lado estão os Detetives Peterson e Moss muito bem qualificados e mais que dispostos a descobrirem o quanto antes a identidade do assassino. E junto de sua equipe Érika correrá contra o tempo para impedir que mais homens morram pelas mãos dessa sombra escorregadia e ardilosa. Então, após começarem as investigações sobre a vida da primeira vítima é levantada a hipótese de ser um crime homofóbico, já que algumas provas levantam a questão de que o médico achado morto em sua própria casa talvez seja gay. Mas com os seus muitos anos na ativa e seu faro mais que apurado para ver além das aparências Érika têm fortes objeções a essa conjectura e não fica satisfeita com o que possa ser a motivação para as mortes em si e vai em busca da verdade.

"Não roubaram nada, nem dinheiro nem coisas valiosas. As linhas telefônicas e a energia foram cortadas, o que indica que houve um certo grau de planejamento, e quem quer que tenha feito isso precisou desativar o alarme antes de cortar a energia".

As investigações de Érika e sua equipe, mais precisamente de Peterson e Moss a levam em direção a Keith Hardy um homem extremamente inofensivo preso a uma cadeira de rodas, mas ao que tudo indica ele talvez possa esclarecer algumas questões sobre o caso e, principalmente, quem está por trás dos assassinatos.

Os caminhos de Érika e da "sombra" irão se cruzar em momentos cheios de adrenalina e suspense, uma vez que o assassino usa de vários subterfúgios para entrar nas casas das pessoas sem que elas nem ao menos se deem conta disso e, contrariando todas as expectativas a Detetive Foster pode vir a se tornar um alvo fora do padrão da sombra, uma vez que até então suas vítimas foram pessoas do sexo masculino.
"Ela virou para trás e olhou para a porta do pátio aberta. Uma abertura negra. Não conseguia enxergar lá dentro. Érika pegou uma pedra grande do canteiro de flores e suspendendo-a, entrou de volta no apartamento".


Após suas descobertas Érika tem certeza de que conseguirá pegar a sombra, mas parece que ela é mais esperta do que a Detetive imagina e consegue escapar virando o jogo a seu favor. Quando Érika e sua equipe perdem a oportunidade de colocarem as mãos no assassino ela decide que seguir as regras de nada vai adiantar para colocar o culpado atrás das grades e decide agir por conta própria, desencadeando assim uma série de situações em que de um minuto para o outro ela passa de caçadora à caça.



[- Minhas Impressões -]

Quando li o título do livro e vi sua capa logo despertou em mim uma imensa vontade e curiosidade em lê-lo. E o que posso dizer é que não me decepcionei nem um pouco com a trama. Muito bem escrita e desenvolvida desde a sua primeira página até a última, pois a estória em questão me manteve cativa até o final. Eu li sem parar, e quanto mais eu lia mais eu queria ler.

Um suspense muito bem elaborado com todos os elementos indispensáveis e que tornaram a narrativa simplesmente irresistível e completamente envolvente, pois em muitos momentos eu literalmente me senti dentro do livro, já que após ter acabado de ler um capítulo em especial vivi exatamente uma cena que havia acabado de acontecer na estória e eu ouso dizer que em um momento bem fugaz eu senti medo.(risos) Isso mesmo, eu senti medo! Imaginei por alguns segundos, (tá bom, alguns minutos) que a "Sombra" estivesse me espreitando na escuridão. Não quero sentir isso nunca mais na minha vida! É ruim demais!(risos)

A Detetive Érika Foster juntamente com Peterson e Moss ganharam minha simpatia, uma vez que eu torcia muito para que eles pegassem logo esse assassino cruel e de muito sangue frio. Achei por muitas vezes que a Érika foi tremendamente injustiçada só por ser mulher e vocês quando lerem o livro vão entender o por que de eu pensar assim e espero que me deem razão. (risos)

Todos os personagens secundários foram extremamente importantes para a trama e ajudaram muito para que a mesma tivesse um andamento bem dinâmico e preciso. O livro é narrado em terceira pessoa e nos trás ao conhecimento um pouco da vida se não de todos, pelo menos de alguns dos personagens mais indispensáveis a trama.

Eu ainda não havia lido nada do autor Robert Bryndza e confesso que me tornei sua fã a partir de agora e pretendo ler muito mais de seus livros e de suas estórias fantásticas e muito bem escritas. Espero que assim como eu, vocês também se tornem fãs desse autor que ganhou o meu respeito e admiração com o dom muito especial que ele tem de contar estórias.



PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



14 comentários:

  1. Olá!
    Já faz um tempo que quero ler A Garota no Gelo.
    Adorei seus comentários quero muito ler esses livros logo! <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Esse livro me chamou atenção pelo jeito da história. Gosto de coisas de suspense, investigação e mistério, essa busca por um assassino e todos os horrores das histórias assim. Até porque é uma coisa mais real e que a gente consegue ver acontecendo, então tem toda uma graça a mais.. E o autor parece ter feito isso de um jeito muito bom se consegue fazer a gente se sentir na história, bem envolvido com toda a trama.
    Me deixou curiosa também esse negocio da personagem ser injustiçada só por ser mulher. Já vi muita coisa assim nesse gênero de livro e confesso que fico meio fula quando vejo, mas...tá aí pra isso né. Pra fazer a gente enxergar que esse tipo de coisa acontece e é um nojo =/
    No geral parece um bom livro mesmo. Acho que iria gostar.

    ResponderExcluir
  3. Kaline!
    Gosto muito de séries que podem ser lidas de forma independente.
    Achei triste ver que logo no meio do livro, o leitor já tem toda trama desvendada e aguarda somente o desfecho dos protagonista em ligar os pontos, tira mesmo o brilho da leitura.
    Porém, livro policial é livro policial e sempre me interessa.
    Uma semana esplendorosa!
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito chegada a livros com essa temática. Esse negócio de detetives e tudo mais…
    Parece ser uma obra interessante sim, com um conteúdo bacana, porém não leria no momento.
    Mas confesso que fiquei curiosa pra saber o desfecho desse mistérios, das mortes…
    Sua resenha me deixou intrigada!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Olá !!
    Já ouvi vários elogios sobre esse livro ..
    Gsoto muito de suspenses investigativos, história que te prende do início ao fim !!

    Esse livro parece ser muito bom !
    E já na lista de desejados !
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Oi Kaline, tudo bem?
    Eu adoro suspense, e quero muito ler A Garota no Gelo. Não tinha conhecimento deste livro ainda, e depois da sua resenha super empolgada fiquei super curiosa para conhecê-lo, e descobrir quem é ou o que é essa tal sombra. Espero não ficar morrendo de medo depois, e nem sentir um "segundo" assustada como você hahahah
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Kaline,
    Consegui A Garota no Gelo recentemente através de uma troca, mas ainda não tive a oportunidade de ler. A detetive parece ser uma personagem bastante determinada e competente ao solucionar os crimes mais difíceis! Pelo jeito vai virar uma série de livros!
    Gosto muito desse gênero e fico contente em saber que a dupla de detetives trouxe empatia, é muito ruim quando não nos identificamos com os "mocinhos", ou quando eles são falhos de alguma forma.
    E muito interessante também o fato de os livros poderem ser lidos independentemente. É bastante chato quando nos deparamos com descrições e até spoilers de outros casos! Mais um para a minha pequena lista de desejados!

    ResponderExcluir
  8. Ultimamente tenho me interessado e muito pela leitura de livros com esta premissa de mistério em ter de desvendar o crime e prender o assassino, talvez seja porque e possível notar o quanto a trama e bem desenvolvida, mesmo que o leitor consiga desvendar toda a trama, ainda sim lhe envolveu e te surpreendeu, e por isso este e mais um livro que esta na minha lista de desejados.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que serial killer magnífico, amo livros que aborda esses tema de investigação criminal. O livro é bem interessante, há um suspense bem misterioso a descobrir. Já tinha visto esse livro mas nunca parei para saber do que realmente ia a história mas agora fiquei encantada com a trama.

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Ainda não tive o prazer de conhecer a escrita do autor, mas como gosto muito desse estilo de leitura, vou querer conferir!A Garota no Gelo está na minha lista de desejados e com certeza esse também. Amo suspense e investigação.
    Sua resenha está ótima e me deixou bem animada para fazer a leitura. Mesmo sabendo que na metade do livro já dá para desvendar a trama, imagino que a leitura continue sendo cativante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Kaline,
    Quero muito ler algum livro do autor, A Garota no Gelo está há tempos na minha lista, e agora acabo de acrescentar também Uma Sombra na Escuridão.
    Sou completamente fã de suspense e adoro uma trama policial bem elaborada, sou fissurada em histórias com investigação, ainda mais quando tem uma descrição das cenas bem trabalhada, isso torna a leitura envolvente e instiga o leitor a acompanhar juntamente os casos.
    Pelo jeito essa história é digna do gênero, com personagens bem desenvolvidos, com uma trama e suspense bem elaborado permitindo que o livro seja lido sem interrupções. Já quero ler pra ontem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oii Kaline!
    Já devo ter mencionado o quanto amo livros de suspense/policial <3 Aliás já estava interessada em "A Garota no Gelo", agora estou de olho em mais um do mesmo autor! É mais uma obra do gênero (dos que li e pretendo ler) que me surpreende pelo caso em específico, pelo jeito em que os corpos são encontrados e o modo em que o assassino os mata e consegue ficar um bom tempo sem ser descoberto. Me encanta a inteligência tanto do assassino como dos detetives (e autor da obra claro) em como pensam em cada detalhe, embora com objetivos diferentes. Fico pensando o que o fato de o quadro de vítimas serem homens tem em relação com o assassino, mas como sempre no final nunca é algo que a gente espera. Outra coisa que me fez gostar ainda mais da premissa desse livro foi pelo modo que o assassino é chamado de sombra, embora pareça óbvio e simples, mas achei muito bacana por não ser simplesmente "o assassino". A história parece ser bem desenvolvida que faz até o leitor sentir medo de verdade, inclusive às vezes também tenho essa sensação de ser vigiada quando termino um livro/filme tenebroso e da medo até de olhar pra trás! Fico muito feliz (e aliviada) que nós podemos ter uma simpatia pelos personagens e que todos eles são importantes para o desenvolvimento da história. Além disso, gosto de quando o autor retrata algumas dificuldades que a protagonista sofre só por ser mulher.
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  13. Oi Kaline ;)
    Já tinha visto essa série, mas não li o primeiro livro ainda. Quero muito lê-lo, pois adoro livros investigativos, romances policiais.
    Pela sua resenha parece um livro que prende o leitor até o fim, que é algo importante nesse gênero literário, e só isso já me deixou com mais vontade ainda de começar a leitura :)
    Espero ler logo e gostar e torcer pela Érika como você!
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Oi, estou tentando ler gêneros diferentes, mas sou muito medrosa.
    Só em pensar perder o sono ou coisa parecida já me desanima. Parece ser envolvente, mas no momento vou passar a dica.

    ResponderExcluir