07 julho 2017

Resenha - Um instante de felicidade



Título: Um instante de felicidade
Autor: Federico Moccia
Cortesia: Editora Planeta de livros
Skoob / Goodreads
Páginas: 352
Onde comprar: Saraiva / Amazon

O italiano Nicco enfrenta a passagem da adolescência para a vida adulta com muito mais sofrimento que seus amigos. Sua namorada terminou tudo com ele com um "sinto muito", sem dar nenhuma explicação, e seu pai acabou de morrer. Como o "homem da casa", ele precisa cuidar da mãe, que se entrega à tristeza pela morte do marido, e das duas irmãs que não conseguem se acertar com seus respectivos companheiros. Para dar conta de tudo, ele se divide entre dois empregos. Em meio a esse turbilhão de emoções e acontecimentos, Nicco conhece uma encantadora turista americana nas ruas de Roma e percebe que a vida é curta demais para ser desperdiçada com lamentos sobre o passado. Com a bela Ann, ele embarca numa aventura romântico-gastronômica pela Itália e redescobre seu norte com instantes de felicidade.








Nicco é um adolescente que está começando a vida adulta da pior forma possível. Seu pai acaba de falecer e a missão de cuidar da família recaí sobre si, e ainda pra ajudar, sua namorada de um ano que tanto ama terminou com ele com um simples "sinto muito". Nem uma explicação, nenhuma razão, e várias inseguranças lançadas sobre ele. As dúvidas entram como enchentes, e ele tanta descobrir quais os motivos que a fizeram fazer isso.

"Nossa vida é feita de um contínuo equilíbrio muito tênue, e todas as vezes que a gente pensa tê-lo encontrado acontece alguma coisa e ficamos novamente desequilibrados, caímos pra frente e pra trás e procuramos, com todas as forças, reencontrá-lo."

Mesmo sendo tão jovem ele possuí muita responsabilidade e é extremamente esforçado. Nicco assumi o antigo trabalho do pai numa banca e ainda trabalha na parte da tarde na imobiliária da família Bandini, além, é claro, de estudar. Com toda essa rotina que instalou sobre sua vida, ele consegue ainda consegue ter momentos de diversão ao lado de seu amigo Ciccio, e foi num desses momentos que conhecem duas turistas, e Nicco se vê conectado á Ann.

"Você só fica bem assim quando não tem mil pensamentos, quando não se preocupa com nada, quando, sem um verdadeiro porquê, sente-se satisfeito e quando não tem nada para fazer depois. Então, respiro profundamente e sorrio. Olha, é um instante de felicidade. Mas chega logo um pensamento, basta um nada para que o momento passe. Não existe mais. Eu o perdi e já estou me perguntando quando o encontrarei novamente."

Ann é uma americana curtindo as belezas de Roma, e juntamente com Nicco ela embarca numa aventura regada a gastronomia italiana e muita paixão. Nicco percebe que a vida é curta de mais para viver de incertezas, e ao lado de Ann, descobre que pode ser feliz novamente apreciando pequenos instantes de felicidade.



[- Minhas impressões -]

A primeira coisa que quero dizer sobre Um instante de felicidade é que fui surpreendida. Nunca li nada do autor, e também não esperava muita coisa da leitura, mas o livro vai muito além do romance bobo e levinho que ele aparenta trazer. Aqui vemos uma estória principalmente de superação e recomeços, seja pela morte de algum ente querido, um termino traumático, ou como no caso do protagonista, das rasteiras que a vida nos dá.


Acho que essa é exatamente a maior qualidade do livro. Não foca no romance do casal mas sim nas superações de Nicco, que também foi outra surpresa pois é o narrador da estória. Dá pra contar numa mão os livros que li onde traziam unica e exclusivamente narradores masculinos. Nicco é diferente e logo nas primeiras páginas já nos afeiçoamos e compadecemos pela vida dele. Criei um vínculo de afeto imenso pelo protagonista. É incrível ver um adolescente fazendo tudo que ele é obrigado a fazer, desde assumir o papel de homem da casa, como até se envolver na vida das irmãs mais velhas, coisa que nem era necessário se pararmos para pensar pois são é casadas e teoricamente deveriam ser maduras. Mas Nicco se envolve, e através de seus olhos vemos como sua família funciona, e passamos também a passar pelo luto do pai. Torci para que a vida dele melhorasse, e quando Ann apareceu foi como se ele parasse de ver em tons de cinzas e passasse a ver cores. Nicco percebe que a vida é muito mais do que ele foi obrigado a assumir, percebe que pode aproveitar cada instante de felicidade como se fosse os últimos.

"Olha, é um instante de felicidade. Mas chega logo um pensamento, basta um nada para que o momento passe. Não existe mais. Eu o perdi e já estou me perguntando quando o encontrei novamente."

Esse é outro ponto positivo da estória. Não é o casal e nem o relacionamento deles que movem o enredo. Não há necessidade disso na estória pois os acontecimentos se bastam sem a necessidade da tragetoria de heroi e mocinha que tanto vemos nos livros de romance. Mas confesso que quando Ann aparece as coisas ganham um novo tom, mas isso se deve pelo fato de Nicco ver nela uma forma de felicidade. E é disso que o livro se trata, ver felicidade em todos os lugares e saber apreciá-las.


Ann é uma americana extremamente alegre, divertida e alto astral, o tipo de personagem que adoraríamos ter como amiga próxima. Adorei os dois juntos, e o mais engraçado é que eles nem falam o mesmo idioma e ver a forma como eles se comunicam se torna engraçado e peculiar. Mas são maravilhosos juntos e deixam aquele sentimento gostoso de amor na adolescência. Outro personagem que também chamou minha atenção foi Ciccio, amigo do protagonista. Ele é um italiano sedutor e charmoso que consegue tudo que quer, mas acima de tudo é muito engraçado sendo a alma da festa. Adoraria poder ler um livro só sobre ele.
"Por que estamos sempre à procura do futuro? Por que não somos capazes de viver o presente? Meu pai sempre dizia: “Todos começam as coisas às segundas-feiras, todos esperam que um dia algo aconteça, todos frequentemente dizem ‘de amanhã em diante...’. E, no entanto, se perdem no hoje!”.

A edição física do livro está maravilhosa. Confesso que a capa não me atraí muito pois não gosto quando trás de forma tão explicita o rosto dos personagens. Imaginei eles totalmente diferentes do que trás na capa, mas internamente a Planeta caprichou e arrasou. As letras estão numa fonte com tamanho confortável para ler. As folhas são amarelas e o exemplar trás orelhas. Não achei nenhum erro ortográfico, mas também estava tão envolvida que nem teria feito diferença (risos). A escrita do Frederico Moccia é muito envolvente, bem daquelas que você lê muitas páginas sem perceber. o enredo prende logo no começo e nos mantêm assim até o final, e por falar nele, que final mais incrível.


Um instante de felicidade é um livro que supera as expectativas. Ele é sim um romance doce, gosto e leve de se ler, mas supera essa barreira trazendo como protagonista um garoto que precisa superar a perda do pai, da namorada e até mesmo da vida imposta para si. Recomendo a leitura para todos que amem um livro envolvente e que vai muito além do proposto.



PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



15 comentários:

  1. Já tive contato com a escrita do autor em Desculpa se te chamo de amor e o segundo, e confesso que me apaixonei por tudo.
    Ele conseguiu me prender do inicio ao fim, com uma história ótima. Leia esses livros, vale super a pena.
    E referente a Um instante de felicidade, estou bem curiosa e animada para ler. Parece ser bem delicinha e envolvente a leitura. Um romance completinho!
    Sua resenha me deixou ainda mais interessada.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  2. Adoro os livros desse autor e não vejo a hora de conhecer essa história. Acho legal a forma como ele não faz romances bobinhos, ele coloca uns temas legais, atuais e cheios de emoção nas histórias que faz e isso fica bem gostoso de ler. Mais interessante.
    Meio diferente esse negócio de não focar muito em romance. Achei legal isso porque a maioria dos que li dele tinha um foco maior em romance e nesse parece que fica um pouco pra escanteio, digamos assim. Gostei do foco da história não ficar só nisso.
    Conhecer melhor o personagem deve dar uma graça maior, fazer entender as coisas que passa e o que tem que superar e tal.
    Parece um livro muito bom. A escrita desse autor é muito gostosa mesmo e faz a gente devorar o que lê, então acho que vou gostar desse novo livro dele ^^

    ResponderExcluir
  3. Stefani!
    á adorei saber que parte do livro é ambientado na Itália, país dos meus ancestrais e que tenho a maior vontade de conhecer.
    E ver que Nicco desperta e tenta viver um pouco sua vida e seus momentos de felicidade, deve ser um grande aprendizado. Gosto de livros descritivos e onde o narrador divaga, portanto, não vejo como um problema.
    Um maravilhoso final de semana!
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gente, que livro lindo!
    Apesar de ser um romance leve, traz questões muito intensas para a vida de um rapaz tão novo.
    A carga de responsabilidades com a qual o protagonista tem de lidar é muito grande, e a perda do pai faz com que sua vida saia dos eixos e mude totalmente. Na verdade, ele não tem nem muito tempo para elaborar o luto.
    É o momento ideal para o acontecimento de um novo relacionamento, que é capaz de trazer momentos de felicidade para toda sua angústia e de trazer esperança de dias melhores

    ResponderExcluir
  5. Oii Stefani!
    Você destruiu todas as ideias que eu deduzi sobre esse livro hahaha Eu realmente não me interessei quando li a sinopse pela primeira vez porque achei que seria um romance bobo e sem graça, mas quando você falou que na verdade, esse nem é o foco do autor e que não é o que a história só se baseia, me surpreendi. Além disso, é verdade, é muito raro encontrar livros aonde só o narrador masculino é quem narra, ainda mais em romances. Acho que o autor deve ter puxado de suas experiências e sentimentos, construindo assim Nicco. Uma coisa que fiquei imaginando é o relacionamento de Nicco com Ann, já que eles não falam o mesmo idioma e são de países diferentes. A leitura parece bem fluída e traz uma bela mensagem de que a vida tem seus momentos ruins mas através de uma nova mudança, seja da vida pessoal ou de ponto de vista, é possível enxergar a felicidade.
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Stefani!

    Ano passado li do autor "Desculpe Se Te Chamo de Amor" e adorei ele! Mas ele puxa mais para um romance leve. E depois disso, quero ler tudo do autor. Além, é claro, de se passar na Itália (todos), que deixa tudo mais magnífico!
    Desde que esse livro foi lançado, estava muito afim de ler. E fico mais ansiosa depois de saber que o romance é mais sério, não tão bobo.
    Só preciso comprar ele...
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá !!
    Ainda não li nenhum livro do autor mas adorei a premissa desse livro !
    Estou precisando ler um romance doce e tranquilo de ler (estou sofrendo uma séria ressaca literária rs )
    Apesar de eu gostar de livros doces e clichês, adorei que esse livro traz algo a mais do comum, uma perda, superação e também um grande amor ♡♡
    Adorei a resenha !
    E com certeza já está na lista de desejados !!☆

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    É a primeira vez que e leio uma resenha esse livro e gostei muito de tudo que você comentou a respeito da obra. Parece ser uma história bem cativante.
    Um romance leve, para os intervalos de leituras mais pesadas.
    A dica está anotada.
    Linda resenha, parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Stefani ;)
    Sempre ouço falar bem dos livros do Federico Moccia, mas nunca me interessei muito em ler. Adorei sua resenha, o livro parece ser daqueles romances leves e fofos que eu amo tanto ler!
    É tão bom quando lemos um livro e nos surpreendemos assim positivamente né? Acho que o livro tem tudo para me surpreender também *-*
    Gosto muito de romances, mas que bom que o livro tem esse diferencial de não ser só o romance que move a história, e achei lindo esse "ensinamento" do livro, de que sempre devemos procurar a felicidade em todos os lugares!
    Enfim, sua resenha me deixou muito animada para ler o livro, já add ele na lista de leitura!
    Bjos e obrigada pela indicação ;)

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Nunca li nada do autor, mas sempre tive vontade.
    Confesso que a premissa deste livro não me chamou muito atenção, mas gostei dos seus comentários positivos e de saber que ele acaba superando as expectativas e traz ensinamentos importantes.
    Vou anotar a dica <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Tem algum tempo que quero adquirir este livro, primeiramente pois a trama se passa em um lugar que tenho muita vontade de ir conhecer, e por isso acredito que será uma viagem sem sair do lugar, outra questão e o romance leve, e divertido que irá se desenvolver entre os personagens. O mocinho está desanimado e infeliz, e acaba encontrando sua felicidade, e imagino que este desenvolvimento e o que nos cativa a leitura. Enfim, tenho altas expectativas em relação está leitura, espero não me decepcionar.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Stefani, tudo bem?
    Não gosto muito de romances, mas me interessei pelo livro. Achei bem legal o autor ter focado a estória em outras questões além da relação amorosa do casal. Acho que nunca li um livro inteiramente narrado por um homem, e acho que seria uma experiência diferente. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas adorei a indicação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Stefani,
    Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita desse autor, pois só vejo elogios de sua narrativa envolvente. Gostei da premissa desse livro, deve ser uma delicia de leitura poder acompanhar as aventuras de Nicco e Ann pela bela Itália, um país tão belo que espero ter a oportunidade de conhecer um dia.
    Que história mais encantadora o autor criou, amo histórias que vão além do romance, adoro quando são abordados relacionamentos familiares, isso torna a história mais envolvente. O Nicco promete ser um personagem forte e muito cativante, quero conhecer sua história de superação e recomeço. Espero me surpreender com essa trama leve e singela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Já tinha lido resenha sobre esse livro e acredite gostei muito da trama dele. A história é linda, a forma de como ele percebe que a vida é curta demais para pode ficar parado e não se divertir. Amei muito com o autor abordo esse tema de felicidade e amor em conjunto.

    ResponderExcluir
  15. Oi, eu ganhei o livro e demorei um pouco pra começar achava que era bem leve.
    Teve algumas vezes que eu achei ele um pouco tosco, e confesso que não gostei muito dele no início.
    Outra coisa que não gostei foi que demorou bastante pra Ann aparecer, tirando é muito bom.

    ResponderExcluir