10 julho 2017

Resenha - A Melodia Feroz




Título: A Melodia Feroz
Autora: Victoria Shwab
Cortesia: Cia das Letras - Seguinte
Páginas: 384
Skoob
Onde comprar: Amazon / Saraiva


Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.








Em ‘’Melodia Feroz’’ iremos para a Cidade de Veracidade (Cidade V) que está dividida em duas facções: A Norte e a Sul. Há uma trégua entre as facções e ela está prestes a ser suspensa, pois ambas têm maneiras bem divergentes de agir e pensar, mas também porque os monstros estão começando a ficar sem nenhum tipo de autocontrole.
Esses monstros surgiram devido o excesso de violência dos humanos e nesse enredo conheceremos 3 de suas classes:

Os Corsais – Que se alimentam de carne humana e que surgem de crimes que não envolvem morte;
Os Malchais – Que necessitam de sangue para sua sobrevivência, possuem pele transparente que revela seus ossos e surgem apenas de assassinatos;

E por fim os Sunais – Que são monstros raros que surgem de grandes massacres. Se assemelham aos humanos fisicamente e se alimentam de almas de pessoas que já cometeram algum tipo de crime.

“Quando alguém aperta um gatilho, dispara uma bomba, faz um ônibus cheio de turistas cair na ponte, o resultado não são apenas escombros ou cadáveres. Existe outra coisa. Algo mau. Uma consequência. Uma repercussão. Uma reação a todo o ódio, dor e morte.”
‘’Muitos humanos são monstruosos, e muitos monstros sabem se fazer de humanos.’’

No Norte, Callum Harker utiliza os monstros Malchais e Corsais a seu favor, demonstrando segurança as pessoas a sua volta, porém tudo tem seu preço e para desfrutar dessa proteção, Callum faz com que a população pague uma alta quantia em dinheiro.  E além de tentar manter as coisas em seu devido lugar, Callum ainda cuida de sua única filha: Kate, uma garota esperta e rebelde que faz de tudo para chamar atenção de seu pai e convencê-lo a voltar para casa. Tudo que ela quer é seguir os passos do pai e mostrar-lhe o quanto pode ser cruel, enchendo-o de orgulho.

Enquanto isso, no Sul acompanhamos a histoória de Henry Flynn, um homem de boas virtudes que procura sempre manter todas as pessoas protegidas e tenta evitar que uma nova guerra aconteça. Além disso, é pai de criação de 3 raros Sunais que mantém sob sua proteção: Leo, Ilsa e August que surgiram cada um ao seu modo em grandes massacres. 

“Não fomos feitos para querer. Isso não está em nossas mãos.”

Nossa história toma rumo quando August Flynn, um dos raros Sunais, quer de qualquer maneira ajudar na proteção da população Sul e por isso tenta fazer parte da FTF (Força Tarefa) no qual Leo, seu irmão de consideração de certa forma o apoia, pois já tem idade para isso, mas Henry é contra sua participação, pois teme por sua segurança.  Porém, após tanta  insistência, lhe foi confiado uma missão de grande importância que é passar a frequentar uma escola do outro lado da fenda e se aproximar e vigiar de perto ninguém mais ninguém menos que Kate Harker.


Na escola, Kate e August se conhecem e se tornam bastante próximos. August logo percebe que ela não é o que aparenta ser, tampouco o que lhe falaram que ela poderia ser. Ela não é detestável como o pai, pelo contrário, é bastante esperta e logo percebe que August esconde alguma coisa e claro, decide buscar respostas. 
Percebemos o amadurecimento de ambos com o passar das páginas e os perigos enfrentados por eles são surpreendentes, por vezes inimagináveis. O objetivo principal de Kate e August é evitar que o tratado seja desfeito entre os dois lados da cidade e por assim lhes deixo uma simples e clássica pergunta: Será que conseguirão?

Se a curiosidade foi despertada, a resposta para quem gosta de bom livro de Fantasia, cheio de mistério e com uma trama sombria, não perca tempo e adquira seu exemplar porque não posso comentar mais nada, pois já começaria a dar muitos spoilers, sem contar que a história vai muito além disso que contei aqui (risos)


Para começar, a autora conseguiu desenvolver um mundo bastante diferente dos que já havia visto em diversos livros. Foi meu primeiro contato com sua escrita (que me agradou muito), pois achei bem legal ela ter trazido um grau de realidade ao enredo nos mostrando a violência que é freqüente no mundo e principalmente nos fazendo ver que os MONSTROS são na realidade os próprios humanos disfarçados.

Ela desenvolveu muito bem os seus personagens, sua narrativa além de ser muito fluida é muito gostosa, claro que em alguns momentos eu achava que tudo estava se desenrolando bem lentamente, mas depois de passado alguns capítulos, tudo começou a melhorar. Eu penso que como é o primeiro livro da série, acho que no segundo as coisas tendem a melhorar e ter um ritmo um pouco melhor.

Cada um dos capítulos é narrado no ponto de vista dos personagens principais (Kate e August) que a meu ver foram muito bem elaborados, pois cada um contém sua personalidade. Kate é uma pessoa rebelde e compulsiva que age algumas vezes sem pensar, por outro lado, August é um garoto que não se considera um monstro, pois além de ter um bom equilíbrio nas situações difíceis, ele pensa sempre antes de agir e ainda podemos ver que ele tem um bom coração.

Assim, August e Kate se unem e formam uma bela dupla no decorrer da história e passam por várias situações bastante arriscadas, porém quero ressaltar aqui que temos a impressão que surgirá ai um Romance entre eles e isso não acontece. Eles na verdade constroem uma forte amizade. Achei isso muito bom, pois fugiu um pouco da mesmice e me surpreendeu, embora eu goste muito de um bom romance (risos)

Os personagens secundários foram muito bem construídos e cumpriram sua parte durante toda a história e eu dou destaque aos personagens Leo, Ilsa e Sloan. Adorei todos. Não tenho um preferido porque eles se igualaram em quase tudo.


Achei que Melodia Feroz foi bem diferente de tudo que já li e não me arrependo nem um pouco, pois a autora me conquistou com sua escrita e me fez sair um pouco da minha zona de conforto. Digo isso porque apesar de amar um bom romance, estava precisando ir para um gênero diferente e este alcançou todas as minhas expectativas. 

Resumindo, quero dar os parabéns para a Editora Cia das Letras, pois a obra ficou simplesmente maravilhosa, adorei desde a capa até o desfecho do livro. 

Confesso que de inicio não tinha entendido qual era a razão de ter ali um violino, mas depois no decorrer da história tudo fez sentido. As cores estão muito bem equilibradas dando um ar sombrio e misterioso. As páginas são amareladas e a fonte é de um bom tamanho facilitando bastante a leitura. Não encontrei qualquer tipo de erro. A edição está ótima.

Se você gosta de um ótimo livro de Fantasia cheio de mistério e com um pouco de ação pode ler, pois super-recomendo e olha que estava com receio de ler esse livro por ser terror, mas não era nada do que pensei. A autora sabe abordar a história de uma maneira leve e divertida, por isso não deixe de conferir!



PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



16 comentários:

  1. Já tinha visto alguns livros dela que me chamaram atenção, mas nem tanto pra ler mesmo. Mas esse se superou. Adorei a ideia da narrativa e parece que a autora conseguiu criar um mundo um tanto diferente, com personagens e coisas que tem um tom real mais fácil de acreditar. Esse negócio da violência de de monstros humanos me deixou bem curiosa pra ver como é retratado na história.
    E um ponto legal é que não parece ter muito espaço pra romance ali. Ao menos não ainda né...vai saber o que acontece nos próximos... Mas achei um tanto diferente isso também.
    E gostei muito do personagem do August. Já vi umas coisas dele que me fizeram ter a impressão de que seria meu preferido nessa história.
    Espero muito desse livro. Tomara que não decepcione e que venham mais livros logo!

    ResponderExcluir
  2. Oii Silvana!
    Quando vi esse livro fiquei com muiiita vontade de ler não somente pela capa e pela premissa, mas também porque é uma duologia. É muito raro, porque normalmente é sempre trilogia e em muitos casos, o segundo volume principalmente, acaba sendo só enrolação. Nesse caso, a história parece tão boa que eu nem me importaria se fosse trilogia, mas acho muito bom porque no próximo volume já veremos o que vai acontecer para solucionar os conflitos. A história é muito cativante e criativa, achei a ideia da autora em abordar e criticar a violência sensacional! É muito bom quando mesmo sendo uma ficção há aquela crítica social. Além disso, os personagens parecem ser muito bem construídos, com personalidades diferentes mas com o mesmo objetivo de não deixar o tratado entre as duas cidades se desfazer. Só estou pensando se realmente a autora optou por dar uma mudada das histórias tradicionais e não envolver romance, ou se no segundo volume ela vai fazer os dois ficarem juntos. Estou muito curiosa e ansiosa por esse livro assim como as outras obras da autora, já que só ouço elogios.
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Hey *-*
    Já tinha lido uma resenha do livro e já está na lista de desejados ♡
    Uma distopia diferente das atuais. ADOREI!
    Meu coração partiu agora,como assim não vai ter romance entre os dois ?! 💔

    bjo

    ResponderExcluir
  4. Essa pegada de fantasia, monstros e os personagens tanto bons como maus, me chamaram bastante a atenção.
    Esse diferencial que vejo que é mostrado parece conseguir envolver bem o leitor.
    A premissa da obra é interessante demais!
    Espero que role um romancezinho no meio desse caos para completar rs!
    Achei a capa super caprichada. Espero conferir a obra em breve <3
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Amo livros de fantasia e esse já está na minha listinha há algum tempo.
    Pretendo ler ele ainda esse ano e fiquei ainda mais animada com seus comentários.
    É uma premissa bem diferente e tem tudo pra se tornar um dos meus favoritos <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas depois dessa resenha maravilhosa, quero ler pra ontem! haha
    Adoro tudo o que envolva fantasia, ficção e mistério. E achei de uma criatividade incrível da autora existirem monstros que surgem dos crimes das pessoas, tendo um certo nível de realidade por aí. Como você disse, os monstros estão nas próprias pessoas.

    Beijooos

    itskimby.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Silvana :)
    Então sou louca por este livro desde que foi lançado la fora e fiquei muito feliz quando ele veio para o brasil, adoro a premissa dele e ainda mais que envolve música.
    não vejo a agora de ler este livro e da minha opinão sobre ele .
    bjuus

    ResponderExcluir
  8. Silvana!
    Gostei demais da ideia do livro em transformar cada ato ruim ou mal em um monstro. Já imaginou se isso acontecesse na nossa realidade?
    Bom ver que as personagens tanto boas quanto as más não são perfeitas e se aproximam da veracidade, tornando o livro mais crível.
    Bom ver uma dupla que não se transforma em par romântico, porém são cúmplices na resolução dos conflitos.
    Deve ser uma leitura extasiante.
    Uma maravilhosa semana!
    “Todo homem, por natureza, quer saber.” (Aristóteles)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Silvana, tudo bem?
    Até agora não li nenhuma resenha que falasse mal deste livro. Toda vez que tento compreender a estória acabo ficando mais confusa ainda, e acho que só lendo o livro para entender um pouco. Acho esta premissa demais, e principalmente a mensagem que se esconde por trás de toda a fantasia, realmente os monstros são os humanos mesmo.
    Quero muito ler este livro, e para ontem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Desde que vi a primeira resenha deste livro me interessei pela leitura, no entanto após ler muitas resenhas a cada dia que passa quero mais e mais adquirir um exemplar para começar logo esta leitura, e poder tirar minhas próprias conclusões. E muito difícil eu me interessa por livros do gênero fantasia, mas não resisto quando vejo que a estória e criativa, diferente, que nos surpreende, com um trama tão bem construída, e surpreendente como esta e difícil não se sentir atraído. Quero muito conhecer esta dupla de personagem e saber como eles lidaram com as violências, no qual a autora faz um crítica a respeito de que os monstro somos nos os seres humanos. Super ansiosa por esta leitura.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ah, este já está na minha lista de desejados desde seu lançamento!
    Acredito que a genialidade aqui é mostrar os monstros como nós mesmos, humanos disfarçados.
    Como fã de fantasia, não poderia deixar de apreciar um roteiro tão original e ao mesmo tempo "básico" (não no sentido de ser inferior, mas no sentido de pegar algo nosso, como nossos monstros internos).
    Acredito também que os monstros serão inúmeros, pois se são gerados dos nossos maus atos, devem existir aos montes! Pelo menos hoje em dia seria assim!
    E muito bom também ter personagens bem construídos, não somente os protagonistas, mas também os secundários. E um alívio o casal principal se unir pela amizade, já estamos cansados dos eternos romances e triângulos amorosos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Desde que surgiu a divulgação desse livro, já fiquei com muita vontade de ler.
    A premissa é bem instigante, com um gênero que adoro: fantasia! E se tem um enredo com mistérios e ação, melhor ainda.
    A resenha está excelente e o livro se encontra na minha lista de desejados.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi Silvana,
    Esse livro esta piscando na minha lista de desejados desde que vi a divulgação! A premissa me cativou completamente, e a cada resenha que leio a minha ansiedade aumenta.
    Que trama mais incrível! Com um enredo original, personagens bem desenvolvidos e uma história de tirar o fôlego. É um livro completinho, com uma trama muito envolvente e prazerosa de ler. Gostei da Kate, uma guerreira que não tem nada de mocinha e mimimi, e quanto ao August, achei esse “monstro” muito intrigante. Amo quando os personagens vão amadurecendo no decorrer da narrativa, e quero muito acompanhar o crescimento e fortalecimento da amizade desses dois protagonistas.
    Ainda não conheço a escrita dessa autora, mas tenho curiosidade de ler também o livro A Guardiã de Histórias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Esse livro me lembra um pouco a série divergente dividida em facções. Gostei muito do livro e da trama, no momento do lançamento fiquei curiosa pela capa, por algo bem interessante e o título também tinha me chamado atenção. A premissa é maravilhosa, misturando fantasia com guerra, onde pessoas lutam para sobreviver. Essa já faz parte da minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  15. Oi Silvana ;)
    Já vi tantos comentários positivos sobre esse livro, que desde que ele lançou se tornou um dos meus desejados!
    Acho essa capa linda demais, e pela premissa e sua resenha sinto que é uma história bem diferente, vou adorar! E amei as fotos usadas para ilustrar a resenha *-*
    Amo livros de fantasia, que misturam mistério e romance, e Melodia Feroz parece ter um pouco de tudo. E que demais saber que você adorou os personagens, espero gostar tanto assim deles kkkk
    Vou ver se passo o livro na frente na minha lista de leitura!
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Ah tô louca pra comprar, já vi vários quotes, e resenhas falando sobre as analogias sobre música.
    Eu jurava que ia surgir um romance, fiquei um pouco decepcionada, mas espero que a história seja tão boa que não precise do romance.

    ResponderExcluir