24 julho 2017

Resenha: Eu me chamo Antônio





Título: Eu me chamo Antônio
Autor: Pedro Gabriel
Editora: Intrínseca
Skoob / Goodreads
Páginas: 180
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Alter ego do autor Pedro Gabriel, Antônio é personagem de um romance que ainda vai ser escrito. Enquanto não ganha as páginas, ele expressa, entre um chope e outro, seus sentimentos em ilustrações feitas em guardanapos de papel. Em 'Segundo – Eu me chamo Antônio', além de frases irreverentes e poéticas, o personagem abre para o mundo as páginas do caderno em que escreve fragmentos de textos – alguns de seus pensamentos mais profundos – e explora sua criatividade brincando com frases e esboços rabiscados nervosamente. A arte de Pedro Gabriel expande-se para além dos guardanapos em ilustrações inéditas que pontuam essa nova obra.









Este é um dos típicos livros para se ler em menos de uma hora. "Eu me chamo Antônio" é abarrotado de carinho e talento. Poemas escritos em guardanapo é o conteúdo desta magnífica obra. Pedro Gabriel nos apresenta rabiscos, fragmentos de textos e várias anotações que demonstram quem é Antônio. 


"EU ME CHAMO ANTONIO e é aqui que nascem todos os meus silêncios. Aqui, onde tudo gira, gira, gira, e se evapora calmamente feito a fumaça das mais belas lembranças. Aqui nesse meu mundo mudo onde girafas falam de amor, bailarinas beijam palhaços, marinheiros oram por um deus qualquer e poetas, ah poetas!, escrevem rimas bonitas em guardanapos imundos e mudos.". 



O livro é pura arte. É singelo e nos transmite um mar de sentimentos que vai nos levando página por página e tocando no ínfimo da alma. 

A delicadeza contida em cada poema nos contagia da cabeça aos pés. 
"A dor é sempre uma cicatriz coadjuvante das nossas escolhas."



O que achei super interessante foi o autor ter o cuidado de, no final, escrever todos os poemas e frases que estão rabiscados em cada página. 

"Admito. Às vezes a minha letra perde um pouco da sobriedade. Por isso, coloquei no final do liro a legenda de todos meus escritos.". 

Mais do que um livro. Um quadro pintado com palavras e sentimentos que mesmo rodando, rodando e rodando, nos mostra todas as faces do amor.  São inúmeros pensamentos soltos e ao mesmo tempo tão interligados que nos passam uma mensagem linda e que fica para sempre na memória e no coração. 

"Um dia, eu me acerto. Ninguém é de erro.". 



Sei que comecei pelo segundo livro, porem a ordem não interfere. Logo mais trarei minhas impressões sobre o primeiro e o terceiro livro de Eu me chamo Antonio. 
"Meu silêncio cresce entre quadros e paredes, desatando nós setecentas mil vezes. Escapa pela minha traqueia, pela minha sede de dizer - nunca!; pela minha fome de amar - sempre! Ele caminha pela falada da noite, anda calado a lado com o medo de ser quebrado, e parece gritar em surdina: Antônio, seus amores vazios vazaram para dar voz e vazão aos seus silêncios". 




PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!





14 comentários:

  1. Achei muito fofa essa ideia do livro e além de ser algo que dá pra ler rapidinho ainda tem uns sentimentos legais e uma forma de escrita e arte muito interessante. É um livro que gostaria de ter na estante. Parece muito bom ^^

    ResponderExcluir
  2. Amanda!
    Gosto demais de poemas e se tem um apelo gráfico forte, fica mais lúdico poder fazer a leitura e se encantar com a delicadeza e o carinho, transmitido pelo autor, através de suas doces palavras.
    Desejo uma ótima semana!
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.” (Padre Fábio de Melo)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Que proposta interessante. Primeiro devo dizer que adorei as ilustrações, e todo esse significado que elas trazem por terem sido feitas em guardanapo. Não sou muito de ler poemas porque eu acho que não tenho sensibilidade suficiente para isso, mas eu gostei dos quotes que você trouxe. Fiquei curiosa para conferir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Amanda.
    Eu não conhecia, e não costumo ler poemas, mas a capa é linda e a abordagem parece ótima.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parecem ser palavras e pensamentos profundos e interessantes mesmo.
    Não fazia ideia que o livro continha tal abordagem.
    Bem artístico e poético! E pelo que pude ver aqui, a edição está linda e essas ilustrações super caprichadas.
    Fiquei curiosa pra conhecer o resto da obra!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Olá !!
    Algum tempo atrás eu dei uma olhada no Primeiro - Eu Me Chamo Antônio na biblioteca só que não tive a oportunidade de pega-lo.Suas páginas são lindas e bem feitas !
    O enredo é bem rápido e aparenta ser bem gostosinho de ler !

    Na próxima oportunidade, vou pega-lo.

    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Uma graça!
    Uma leitura super rápida e gostosa! Ou então, um livro para se ter na mesa de cabeceira e abrir em uma página diferente a cada dia.
    Li o primeiro livro, acredito que os poemas deste segundo sejam tão bons quanto!
    Muito interessante de ter o cuidado de escrever os poemas no final do livro, confesso que alguns tive que olhar a resposta para conseguir entender a arte!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Sempre tive vontade de ler esses livros, mas acabei não lendo.
    Via algumas imagens no facebook e sempre achei as ilustrações e os poemas muito bonitos <3
    Quero ler!

    ResponderExcluir
  9. Oi, li o primeiro por indicação de uma amiga e gostei bastante, flui rapidamente. Sabia que tinha o segundo e já tinha colocado na listinha, mas não sabia que tinha terceiro já.
    É cada frase linda!

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Não tinha conhecimento desse livro mas ao ler agora fiquei muito encantada com o livro, apesar de ser curtinho, tem frases que realmente me tocou no fundo do meu coração e como se a frase falasse o que estou sentindo agora, realmente amei.

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda ;)
    Esse livro parece ser lindo demais, pura arte como você disse *-*
    Ainda não li nem esse e nem o primeiro, mas tenho muita vontade. Deve ser lindo e ótima pra curar aquela maldita ressaca literária kkkk
    Já fico no aguardo dos seus comentários sobre os outros livros (nem sabia que tinha um terceiro!).
    Bjos e obrigada pela indicação :)

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Que livro lindo! Adoro ilustrações e em conjunto com poemas, melhor ainda.
    Deve ser uma leitura leve, de grande sensibilidade e realmente viciante. Vou querer conferir!
    Ótima resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Oi Amanda,
    Acho os trações e rabiscos desse autor um encanto *-*
    Quero ter os livros na minha estante para poder aprecia-los sempre que quiser, pois são pura arte mesmo. Adoro os poemas do autor, são frases simples e singelas mas que passam um sentimento tão grande, que não há como não ser tocada por suas palavras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Já havia visto várias indicações de leituras a respeito desta obra, mas fiquei completamente encantada, já que me pareceu ser uma obra muito cativante. Amo poemas como este de fácil entendimento, no qual podemos nos identificar, além de nos deparamos com uma edição lida, cheia de ilustrações incríveis, quero este livro o mais rápido possível.

    ResponderExcluir