17 julho 2017

Luz, Câmera e Ação [35]





Titulo: Já estou com saudades
Data de Lançamento:24 de Dezembro 2015
Direção: Catherine Hardwicke
Distribuição:Entertainment One
Duração: 1h52
Gênero: Comédia dramatica

Sinopse: Jess (Drew Barrymore e Milly (Toni Collete) são melhores amigas desde a infância. Enquanto Milly se casou, teve dois filhos e construiu uma carreira de sucesso, Jess decidiu levar uma vida mais pacata ao lado do marido Jago (Paddy Considine).Apos se submeter a um tratamento, Jess enfim consegue engravidar. Mas a noticia vem justamente quando Mily descobre ter câncer de mama e precisa passar por quimioterapia, o que necessitará de apoio não apenas da amiga, mas de toda a família.





Olá, pessoal!
Sou a Bia e a partir de hoje estarei aqui no I LOVE MY BOOKS para falar sobre filme com vocês, alguns de vocês talvez já me conheçam pelo meu blog Entre Livros e Amores, mas mesmo assim é bom se apresentar.  Na minha estreia nessa coluna vim trazer um filme que mexeu comigo de uma maneira marcante e por isso queria compartilhar com vocês.








O filme narra à estória de duas amigas Milly e Jess. Elas são amigas de longa data, Milly sempre foi a mais louca sempre arriscando tudo e nunca tinha medo de curtir a vida, já Jess sempre era a mais recatada às vezes entrava na onda da amiga, mas seu verdadeiro sonho sempre foi ser mãe. O tempo passou, Milly virou mãe e está casada com quem ela sempre quis, tem um cargo bom em uma empresa e está na melhor fase de sua vida. Jess também está casada e mora em um barco teve inúmeras tentativas de engravidar, mas todas sem sucesso.


Um belo dia, Jess descobre que está grávida e fica toda eufórica querendo contar para amiga, mas o que ela não contava era que no mesmo dia que ela descobriu que tinha sido abençoada por deus, sua amiga tinha recebido a pior noticia do mundo. Milly foi diagnosticada com câncer de mama. Jess esconde toda sua felicidade para tratar da amiga e ajuda-la nessa longa jornada contra o câncer.


O filme tem um inicio bem alegre que você pode jurar que está assistindo uma comédia, pois eram bem assim que nossas protagonistas eram. Só que essa comédia começa a dar origem a um drama que vai fazer você repensar muitas coisas e dar valor aos pequenos detalhes da vida.


Quando Milly é diagnosticada eu fiquei com coração na mão me colocando no lugar da Jess e dela ao mesmo tempo, foi impossível não comparar com minha amizade e da minha melhor amiga. Vemos então o verdadeiro significado da palavra “Amizade” que vai muito além dessas sete letras. Quando Milly mais precisou, Jess não a abandonou em momento algum.

Teve algumas cenas que Milly me estressou por ser egoísta e mesquinha, mas com o tempo eu pude entender que ela estava em fase de negação, imagina o que é você estar no auge da sua vida e descobrir que tem uma doença que já está avançando a cada dia. Jess tenta ser compreensiva em várias situações e muita das vezes engole sapos que a Milly solta.


O marido da Milly já não sabe mais o que fazer, pois ela o está deixando louco, e muitas pessoas não entendem algumas atitudes que ele toma, mas eu entendia, pois ele não estava sabendo lidar com a noticia assim como ela não estava sabendo. Ele sempre a amou e deixou isso bem claro para ela, mas em alguns momentos ela surtava achando que ele não a amava e descontava tudo que estava acontecendo de ruim com ela nele.


 A doença de Milly começou afetar até no casamento de Jess, pois o marido até entendia o amor que ela tinha pela melhor amiga, mas ela estava esquecendo que ela também tinha uma família e que estava gerando um filho dele e por isso brigaram inúmeras vezes, pelo fato de Jess sempre colocar Milly em primeiro lugar.


O filme nos mostra de uma forma realista a jornada de alguém com câncer como funciona o tratamento e suas etapas, e a cada etapa que se passava eu vibrava e chorava. Pude aprender um pouco sobre essa doença, os estágios dela e em como em alguns casos ela pode vim ser degenerativa.

Deu para ter uma noção de como não é só o paciente que se afeta ao receber o diagnostico e sim todos aqueles que vivem ao seu redor.


Tenho que tirar o chapéu para interpretação das atrizes. Não que eu seja uma critica de cinemas, por que não sou, mas você sente ao longo das cenas o quanto elas se doam de corpo e alma para as personagens. Tanto que em uma entrevista, elas falaram que foi um dos filmes mais marcantes e emocionantes que elas já fizeram e elas até se emocionam ao falar do filme.


Queria que o máximo de pessoas possível conseguisse assistir a esse filme para aprender a dar valor a tudo ao nosso redor, a amar ao próximo, para viver cada dia como se fosse o último. Como diria Renato Russo “É preciso amar as pessoas  como se não houvesse amanhã” é uma frase que define bem  esse filme. Quando cheguei ao fim do filme já estava praticamente desidratada, então, a primeira coisa que fiz foi pegar meu celular e mandar uma mensagem para minha melhor amiga e dizer o quanto ela é importante da minha vida.


Não falei muito sobre algumas coisas que acontecem no filme, pois quero que quem assista sinta as mesmas coisas que eu senti quando passava de cena em cena, pois é um filme para ser apreciado de uma maneira especial.

Espero que tenham gostado da minha dica e fiquem com o trailer do filme. Beijos!






PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!




15 comentários:

  1. Tinha visto só o poster desse filme, mas não sabia muito mais.
    Nossa, que história heim =/
    Parecia uma comédia, desses filmes bem alto astral mas as coisas ficam tensas e muito tristes. Me fez lembrar de um livro que li da Kristin Hannah, Amigas para sempre. A premissa é bem parecida e por isso acho que iria gostar muito dessa história.
    É triste, é bonita. Mostra que a vida tá aí para nos surpreender das melhores e das piores formas e a gente deve valorizar as coisas que tem sempre. Os amigos e a família, o que realmente é importante. E apresentar essa doença não só em como afeta o paciente mas também as outras pessoas ao redor dele fica uma coisa mais verdadeira, algo que a gente entende e sabe que acontece.
    Parece um filme e tanto. Agora fiquei com vontade de ver.

    ResponderExcluir
  2. Já estou com saudades é, sem dúvida, um dos melhores filmes do gênero que já assisti e, por incrível que pareça, a narrativa é surpreendente. Muito lindo mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Oi Bianca, tudo bem?
    Já assisti a este filme, e que filme mais lindo e triste ao mesmo tempo. Realmente é possível ver como todas as pessoas sofrem ao ter por perto uma pessoa com câncer, e como principalmente a própria pessoa se sente muitas vezes injustiçada por estar doente e incompreendida. Me emocionei bastante ao ver as cenas, e a interpretação das atrizes está demais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Achei muito interessante essa abordagem da amizade das duas, da questão do câncer e tudo mais.
    Vivi bem de perto essa questão, da doença, e sei o quão complicada é!
    Devemos mesmo valorizar as amizades e aproveitar ao máximo a vida do lado das pessoas que estimamos.
    Não conhecia o filme ainda e fiquei bem interessada pra assistir. Sinto que é bem emocionante e lindo mesmo!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Oi Bia! !
    Ainda não tinha ouvido falar do filme ... que filme !!😍
    Adorei o enredo e estou com muita vontade de assisti-lo ..
    Já vou preparando os lencinhos !!

    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Que filmão!!
    Com certeza parece se iniciar no tom de comédia (talvez para mostrar o grau de amizade das protagonistas)e depois migrar para o drama (mostrando como a verdadeira amizade se fortalece nos momentos difíceis).
    Apesar de Jess estar vivendo seu sonho de passar por uma gravidez, ela não consegue deixar de colocar a amiga em primeiro lugar na sua vida. Isto porque a amiga precisa dela. Talvez o marido não tenha a força emocional que somente uma melhor amiga tenha nessas horas.
    Um filme de reflexão e de dura realidade, que mostra todo o conflito do doente de câncer. E mostra, principalmente, o valor de uma sincera amizade.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Já tinha visto a capa do filme do Netflix eu acho, não tinha lido a sinopse e acabei não assistindo. Mas da próxima vez que tiver oportunidade irei assistir.
    Não sabia que esse filme tratava de um assunto tão delicado, um drama com tons de comédia, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Bianca!
    É um daqueles filmes que nos consomem por dentro e ao mesmo tempo, nos acalenta, porque se tivermos a esperança de ter uma amizade como a delas que abandona tudo para acompanhar a jornada de recuperação até o final, é um grande acalento.
    Sei que vou me acabar de chorar, mas bem quero assistir.
    Uma semana esplendorosa!
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Tem algum tempo que quero ver este filme, porém passei por alguns problemas pessoais que fizeram dar um tempo em relação a filmes neste estilo de doença, que acaba mexendo com nosso emocional, e por isso acabei deixando passar, no entanto lendo sua resenha percebi que talvez eu esteja pronta para me deparar com esta estória e me deixar levar emocionalmente. Pretendo este fim de semana assistir este filme.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ola!
    Gostei do filme! Não tinha conhecimento sobre ele e amei a história, uma verdadeira história de amizade, que vejo que elas sempre estará no melhor e no pior momento da vida da amiga e ajudando a passar por tudo isso, amei como essa amizade delas foi incrível é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Não conhecia o filme, mas dá para sentir que é profundo, sentimental e nos faz refletir sobre assuntos difíceis e fortes. A interpretação dos atores deve ser muito boa mesmo. A indicação está anotada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá Bia, seja bem vinda ;)
    Sou mais uma leitora do blog que até então não conhecia esse filme, mas com certeza vou querer assistir. Adoro a atriz Drew Barrymore, essa mulher é muito talentosa.
    Esse filme traz duas coisas que adoro: comédia e drama. A história promete ser muito emocionante, além de abordar de uma forma bem realista a jornada pela luta contra o câncer - essa doença tão cruel - a trama foca na linda e verdadeira amizade entre essas duas mulheres. Adoro história que trazem de uma forma reflexiva assim a importância de valorizar cada dia, de apreciar as coisas mais simples.
    Adoro dicas de filmes, então vou adorar essa coluna no blog *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oii Bia! Adorei a coluna <3 Seja muito bem-vinda!
    Achei ótima essa indicação de filme, embora eu não conhecesse sobre. Acho que todo mundo já deve ter assistido pelo menos um filme da Drew Barrymore, normalmente comédias e que passavam na Sessão da tarde hahaha, e sempre achei ela uma excelente atriz. Achei muito linda a história da amizade das duas, tanto Jess quanto Milly, com personalidades diferentes mas que acabam se completando e passando por diversas fases da vida juntas, sejam boas ou ruins, passando da comédia para algo mais sério. Achei muito bom abordarem as consequências do câncer não somente sobre o ponto de vista de Milly, mas também mostrando em todos a sua volta. Tanto Milly quanto o marido, com suas atitudes talvez egoístas, mas que refletem o jeito que tentam lidar com isso tudo. Assim como Jess, que acaba colocam a amiga em primeiro lugar, colocando em conflito o seu casamento e até mesmo sua vida, para ajudar Milly no que puder. Sem dúvida, vejo que foi um papel muito importante na carreira das atrizes e talvez um dos mais difíceis. Com certeza, um filme e tanto para se divertir, mas também chorar e refletir sobre o que estamos dando valor na nossa vida atualmente.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  14. Oi Bia ;)
    Bem vinda ao blog, adoro colunas sobre filmes!
    Gosto da Drew, mas não conhecia esse filme ainda, então obrigada pela indicação. Pelo pôster pensei mesmo que fosse uma comédia, mas realmente trata de um tema be difícil de se falar.
    Conheço de perto pessoas que tiveram essa doença, e sei como é difícil a convivência com elas e aceitar a realidade que ela vivem, então entendo o que as duas personagens passam ao longo do filme.
    Já coloquei ele na minha listinha de filmes para ver, obrigada!
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Oi, não conhecia e chorei com esse trailer.
    Já assiti vários filmes que tratam do câncer, mas poucos são também sobre amizade.
    Me interessei em assitir.

    ResponderExcluir