07 janeiro 2016

Resenha - Triângulo de 4 lados




"Unhas mal pintadas de preto e camisas de bandas. Ela ama O Diário de Bridget Jones, chocolate, e a banda Misfits. Odeia trovões, lágrimas, e ser chamada de criança. Sara Alcântara tem 17 anos e, como qualquer garota de sua idade, tem um relacionamento de amor e ódio com a mãe, com seus estudos, e com a própria vida. Ama suas amigas, que são seu suporte, e sua base. Tira boas notas na escola, por obrigação, mas deseja ser artista, porque pintar é sua verdadeira vocação. Até aquela paixão adolescente, platônica, ela possui. Ele tem nome, sobrenome, e grau de parentesco. Rodrigo Guano é seu primo, e sonho de consumo de toda a população feminina da pequena cidade de Santa Fé, onde moram. Tudo muda quando ele a beija pela primeira vez. Então o mundo pode acabar, regimes podem cair, terremotos podem engolir a terra em rachaduras intermináveis, e Sara ainda estaria feliz. Ou assim ela pensa ser, até que viaja para Paris, para passar as férias. Quando volta, tudo está diferente, inclusive ela. Sara se vê inserida num triângulo amoroso... Ou seria um quadrado?"

Livro: Triângulo de 4 lados
320 páginas || Skoob || Editora: D’Plácio || Onde Comprar ||








Sara é uma adolescente comum de 17 anos, e, como todas as meninas do mundo, já teve uma paixão platônica. O problema é que ela ainda é apaixonada por esse rapaz, que, infelizmente para ela, é seu primo, Rodrigo, que parece vê-la apenas como sua priminha. Além disso, Rodrigo é oito anos mais velho que ela, o que complica ainda mais a situação.

Somando a isso tudo o fato de que Brent, irmão mais novo de Rodrigo, é apaixonado por ela, Sara sabe que seu romance com o primo mais velho pode nunca acontecer. Mas não custa nada sonhar, não é mesmo? Tudo muda quando Rodrigo a beija pela primeira vez, e revela também nutrir sentimentos por ela, e, após isso, Sara está certa de que seu sonho poderá, enfim, torna-se realidade.

Mas eu não me importava. Era o que me mantinha feliz. Talvez, era o que me mantinha viva. Era a realização de minha maior fantasia. – página 91

Mas aí as coisas ficam complicadas. Sara consegue uma bolsa de estudos e vai para Paris, onde fica por um mês, e, quando volta, as coisas estão diferentes. O relacionamento que ela pensou que tinha vai por água abaixo, seu coração fica confuso em relação a três pessoas e ela não sabe o que fazer, afinal, estava presa num triângulo de 4 lados.

Além de Rodrigo e Brent, Sara também estava um pouco confusa em relação à Matheus, novo vocalista da banda de rock do primo mais velho, que também a queria para si. Antes de ir para Paris, Sara tinha 100% de certeza de que seu coração pertencia a Rodrigo, mas, ao voltar, tudo parecia diferente, inclusive seus sentimentos.

Rodrigo é um personagem do qual eu não gostei muito. Ele parecia muito perfeito aos olhos de Sara, que, apaixonada, não via defeito algum no primo, que era mais egoísta do que eu jamais poderia imaginar. Brent, por outro lado, foi o meu queridinho. Fechado, frio e um pouco rabugento, ele sempre estava ao lado de Sara quando ela mais precisava, às vezes de mau gosto, mas estava. Com Matheus eu não sei, não consegui gostar ou desgostar do personagem, para mim, ele não fez muita diferença. Brent foi por quem eu torci o tempo todo, mesmo não gostando muito da protagonista.

Era ele quem a merecia, não eu. Mesmo assim, não conseguia imaginar como seria minha vida sem o olhar de Sara ao meu redor. – página 111

Sara é uma adolescente muito chatinha. Ela chora muito e faz birra, e eu fiquei bastante decepcionada quando vi que ela não amadureceu nada no livro todo. Imaginei que, com sua viagem para Paris (que nem aparece no livro, por sinal) ela voltaria diferente, mais adulta, determinada e etc, mas a mesma garota boba que foi, voltou. O fato de Sara ficar o tempo todo babando por Rodrigo também me irritou bastante, e eu, sinceramente, não sei como os três conseguiram se apaixonar por ela.

Outra coisa que me desapontou um pouco foi o fato de as autoras não terem mencionado muito a paixão de Sara pela arte, que é uma das coisas que ela mais gosta. A garota mal toca no pincel o livro todo, e, sabendo que ela quer cursar a Faculdade de Belas Artes, achei que a arte teria um destaque maior na obra. Espero que isso aconteça no segundo livro.

De início, achei que não havia necessidade de ter uma continuação, pois a história de Sara poderia muito bem ter sido contada em 320 páginas, já que não tem nada de especial ou diferente. Mas, estou curiosa pela continuação, e espero me surpreender com as escolhas da protagonista (por favor, amadureça, e por favor, escolha o meu favorito!). O trabalho da editora ficou muito bom, com exceção de alguns erros e dois parágrafos repetidos, que eu encontrei no meio das páginas. O livro é narrado por Sara e seus três pretendentes, e as introduções dos capítulos contam com ilustrações de quem está narrando, o que eu achei a coisa mais linda!

Enfim, o livro é bom e a história é bacana, mas, como eu disse anteriormente, não tem muita coisa de diferente ou especial, e os personagens não são lá os melhores que eu já conheci, mas quero a continuação. Espero que o bom humor de Sara permaneça no segundo livro (uma das poucas coisas que eu apreciei nela), e espero que a escrita das autoras continue maravilhosa desse jeitinho.

Tive a sensação de que nunca ia querer largar aquele beijo. Ou apenas havia descoberto o que era um beijo de verdade. – página 257

25 comentários:

  1. Oi Drih,
    Que menina complicada essa Sara, hein? Particularmente acho que é uma personagem cheia de drama adolescentes, com todos os mimimis e tempestades em copo d'água. O fato da personagem não evoluir durante a narrativa é realmente um ponto negativo, a falta de amadurecimento em frente à própria complexidade de sentimentos, murcha um pouco na vontade de ler.
    Bjim!

    Tammy

    ResponderExcluir
  2. Oi Dryh
    Menina, eu estou louca por esse livro, eu já tinha o visto e o que me chamou atenção foi a capa e esse título, mas a história é bem interessante e muito curiosa mesmo rsrsrs eu acho que ficaria torcendo pelo meu favorito também rsrsrs não gosto de livros com triângulos amorosos, mas esse aí, me chamou atenção, talvez seja pelos seus 4 lados kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Oi Dryh, ainda não conhecia o livro, mas achei a capa um pouco confusa. Não é muito estranho quando o primeiro volume de uma serie não nos convence integralmente e ainda assim, ansiamos pela continuação???? hahahahha percebi isso na sua resenha: a história é igual a muitas, os personagens não são tão legais e mesmo assim, você quer saber onde isso tudo vai dar. Sou assim também!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Que coisa, a garota fica fora 1 mês e quando volta não sabe quem quer??? Indecisa heim rsrs
    Não tenho paciência para adolescente chatinha rsrs
    Percebi que as autoras não aprofundaram em algumas partes do livro, uma pena!!
    Vou deixar passar :(
    beijos
    www.conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dryh!
    Gente, nem li a obra e já fiquei com nojo dessa Sara 'o'
    Lembro que logo que o livro foi lançado eu vi as autoras divulgando em um grupo literário no Facebook. Me interessei bastante e fiquei torcendo para que a história não estivesse relacionada ao sentido literal do título (na época, não havia lido a sinopse). Acho que eu não conseguiria ler essa obra até o final, mas quem sabe um dia eu dê a chance para ele e minha opinião mude. Mas, por enquanto, vou passar a indicação e deixar para quem se interessa pelo assunto, hahah. Eu adorei a sua resenha e tudo o que colocou nela. É uma sensação boa ler uma resenha bem escrita e já ter uma certa opinião sobre o que a blogueira apresentou. ♥

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Olha já de ler a sinopse deu pra perceber q a protagonista é chatinha, e lendo a resenha confirmei isso, daí na posso dizer: Tô Fora!
    Detesto livros com protagonista mimada e chato, não consigo me conectar e a leitura não flui, ainda mais sabendo que a história poderia ser contada em um único volume e a autora preferiu prolongar em outro volume, infelizmente depois dessa moda de séries isso tem acontecido muito e é péssimo pois acaba fazendo as histórias se tornarem enfadonhas.
    No mais, não leria a obra, não.
    Beijos, curti muito a sinceridade da resenha.

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Menina, é muito mocinho para uma jovem só kkkk Tirando a piadinha de lado, não sei se vou ler esse livro, pelos pontos negativos apontados, além de imaginar a minha revolta com a indecisão da mocinha. O livro pode até ter alguns pontos interessantes, mas essa trama não me chamou a atenção, vou deixar para uma outra hora.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Em primeiro lugar Parabéns pela resenha. Não conhecia o livro e me apaixonei pela capa e pela premissa mesó sabendo que a personagem não amadurece e que ela está dividida em sua vida amorosa. Amo esses clichês, é ótimo para passar o tempo e quando termina a leitura sempre fixo preparada para uma estória maus intensa.
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Ei, Dryh!
    Eu não gostei muito da capa do livro, achei um tanto confusa, sabe, como se tentasse aparecer demais. A história parece muito batida e, pelo que você leu, a protagonista não ajuda (como assim vai passar um mês sozinha estudando em Paris e não amadurece?). E ainda tem continuação? Vish!
    Entretanto, minha curiosidade é um treco estranho, talvez eu lesse apenas com intuito de mata´la (a curiosidade, não a protagonista, rsrs)...
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Eu já vi resenhas bem ruinzinhas sobre esse livro, e com essas eu já perdi minhas esperanças de ler o livro, acho a proposta boa e tal, mas nada que eu leria! Ai você fala que o personagem não amadurece, então fud** tudo rsrs!
    aBÇS

    ResponderExcluir
  11. Oiii!

    Dry, a única coisa que me agrada nesse livro é com toda certeza a capa! Acho linda demais. Mas a obra em sí, não me agrada nenhum pouco. Fico muito decepcionada quando a personagem não evolue e não cresce de jeito nenhum.
    Espero que os próximos livros sejam bons e te conquistem, mas eu vou passar a leitura.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Olha pra ser sincera com você eu tô meio que cansada dessas menininhas minadas que choram por tudo e adoram fazer manhã, então acho que acabaria não gostando muito do livro, apesar de ter gostado muito da capa e da premissa.E quanto a esse triângulo de amoroso de quatro lados , é outra coisa que poderia me decepcionar muito kkk

    Booksimaginary.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. É uma grande pena não ter muito foco na arte e na viagem a Paris, pois foram as únicas coisas que me interessaram na obra, quadrado amoroso já não é daquelas melhores coisas e os caras ainda se interessam por uma menina chatinha que não evoluiu com uma viagem nem nada? Vish
    Que nos próximos ela evolua e diminua a lista de pretendentes.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. No começo da resenha tava até entusiasmada com a história, mas depois você começou a contar os contrapontos e já me desanimou, mocinha que é birrenta e não amadurece não dá neh?
    A vida tem que ser um eterno aprendizado e amadurecimento.

    http://viajandoentrecitacoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu ainda não conhecia a premissa desse livro apesar de já ter visto a capa antes. E que protagonista mais confusa hein, está em dúvida dos seus sentimentos por três caras? O.O que isso kkkk Uma pena a personagem não ter amadurecido durante o desenvolvimento da estória, odeio quando isso acontece com personagens que tiveram experiências que de fato a fariam amadurecer e pior ainda quando percebemos que o personagem precisa de verdade ter um certo amadurecimento. Sinceramente, não sei se daria uma chance a obra, vou aguardar a sua opinião sobre o segundo volume para descobrir um pouco mais sobre como se deu o desenvolvimento da estória desse triângulo de quatro lados.
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  16. Oi Dry, sua linda, tudo bem
    Eu já estava aqui me perguntando o que essa garota tem que três caras estão dando em cima dela, risos.... Mas achei bem estranho esse primo do nada querer ficar com ela e depois você disse que ele é egoísta e não é a perfeição que ela pensa. Dryh, ela pode até ficar lisonjeada por eles quererem ela, mas não saber de qual ela gosta, acredito que ela não gosta de verdade de nenhum deles, eu não ficaria com ela. Portanto, vamos dividir Brent, acho que ele merece é ficar com a gente, risos.... Viu como comecei bem o ano, dividindo, kkkkk Sua resenha ficou ótima!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu confesso que triângulos amorosos já me irritam um pouco, imagina mais personagens na história, a premissa do livro não me chamou a atenção. Estou correndo de personagens chatas e atitudes imaturas. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  18. Nossa, não fiquei nada curiosa para ler esse livro e nem conhecer o trabalho das autoras. Duas pessoas escrevendo e teve falhas bem bobas sabe?
    Espero que elas faça um segundo livro melhor e pelo visto não tem necessidade de ter continuação

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  19. huuum apesar da capa desse livro ser linda, não me despertou nenhum interesse. Até eu não gostei dessa Sara, isso só lendo sua resenha, deve ser chatinha mesmo. kkk

    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Oi
    Essa capa me lembrou muito "Síndrome Psíquica grave"
    Gosto de livros adolescentes, pois são sempre divertidos e com boas mensagens.
    Mas que pena que a personagem é chatinha! Geralmente são, mas mudam ao longo da narrativa. Mas com o você falou que terá continuação, espero que ela amadureça.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  21. Oie Dryh,
    Eu achei a capa tão bonitinha, pela sinopse eu já não leria e com sua resenha eu não quero ler. Não estou a fim de ler livros em que a protagonista seja assim bobona por uma paixonite, isso me da nos nervos ><
    Beijos
    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia o livro mas acredito que essa personagem cheia de mimimi me irritaria bastante. Ao ler sua resenha também não entendi pq 3 rapazes estão interessados nela que não pareceu ter nada de especial. Enfim espero que ela amadureça no próximo volume e que ela escolha o cara certo.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Este livro está na minha wishlist há um bom tempo.
    O que mais me chamou a atenção foi o título, afinal como um triângulo pode ter quatro lados? E depois foi a capa, eu a achei sensacional!
    A premissa do livro é boa, é uma pena eu saber que a protagonista é birrente - geralmente, eu odeio personagens assim -, mas mesmo assim ainda quero ler. E poder tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Personagem chatinha e que não amadurece? Poxa... Assim fica difícil querer ler o livro - já que fiquei desanimada com isso.
    O fato de ela querer cursar artes e isso pouco aparecer também me deixou meio assim... Mas eu entendo quando um livro é mais ou menos e mesmo assim a gente quer a continuação. Nem que seja somente para concluir a história.
    Eu adorei a capa - achei linda!!! Mas mesmo assim, por enquanto eu passo a leitura. A lista já está tão grande que estou bem exigente esse ano...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  25. Ola.
    Tudo bom?
    Eu estava curtindo a história, mas quando você disse que os personagens são fracos, sinceramente eu desisti, quero histórias que realmente vão valer a pena.
    Beijos

    ResponderExcluir