Resenha: A amante



Título: A amante
Autora: Danielle Steel
Cortesia: Grupo Editorial Record
N° de páginas: 280
Skoob
Onde comprar: Amazon
A grande dama do romance está de volta com uma trama de riqueza e poder, onde o amor e a liberdade podem ser os desejos mais perigosos. A beleza de Natasha Lenova foi sua salvação. Resgatada das ruas de Moscou pelo bilionário russo Vladimir Stanislas, há anos ela vive sob sua proteção em um mundo de luxo, glamour e negócios escusos, dos quais ela nada sabe. A casa deles é o mundo. A bordo de um incrível iate, eles vão para onde querem.
Mas, para fazer parte da vida de Vladimir, ela tem que aceitar suas regras: nada de filhos ou casamento. Em troca de segurança e conforto, ela é dele e de mais ninguém. Theo Luca é de um dos maiores artistas do século XX. Ele herdou do pai não só o talento para a pintura como também um valioso patrimônio.
Ele e a mãe frequentemente expõem as obras de Lorenzo Luca no restaurante que a viúva mantêm em homenagem ao falecido marido em uma comuna na França. Theo é muito dedicado ao trabalho e luta para ser reconhecido como um grande pintor; porém, um belo dia, ele comete um erro grave: apaixona-se pela amante de um dos homens mais poderosos do mundo. Mas talentoso pintor é o retrato de um novo mundo, que abre os olhos de Natasha para uma realidade com a qual ela pensava que só poderia sonhar.


A história do livro A amante nos apresenta como personagem principal uma mulher decidida a sobreviver em meio às adversidades que a vida lhe impõe. Doente e sozinha nas congelantes ruas de Moscou seus caminhos se cruzam com os do poderoso bilionário Vladimir Stanislas. Um homem que está acostumado a ter tudo o que quer na hora que quer. Então, desde que colocou os olhos sobre a russa Natasha Lenova ele sabia que a queria e que a teria mais cedo ou mais tarde em seus braços.

E mesmo que a jovem relutasse em ceder às vontades dele e por mais que seu orgulho a impedisse de se tornar somente mais uma amante entre as inúmeras que o russo já teve em sua vida, ele tinha a certeza de que a estonteante jovem seria dele. E foi exatamente isso o que aconteceu. Para não morrer sozinha e doente,  Natasha acaba aceitando a ajuda de Vladimir e torna-se sua amante. Nos dias de hoje, o relacionamento dos dois já dura alguns anos e tudo vai muito bem entre eles.

Natasha é uma linda mulher que Vladimir adora exibir para as pessoas. Ele a trata muito bem, e ela come do bom e do melhor, se veste com as melhores roupas dos mais renomados estilistas do mundo e vive viajando e conhecendo os mais variados lugares do mundo. Sua vida não poderia ser melhor. Casamento e filhos não fazem parte do acordo firmado entre eles ou melhor, a condição para estarem juntos a tanto tempo é justamente para que eles não se casem e muito menos tenham filhos, por isso, a vida de Natasha se resume a estar a disposição para Vladimir a hora em que ele quiser.

Desde que Natasha aceitou ser amante dele nunca teve a oportunidade de estudar, embora sentisse  muita vontade para poder ampliar seus horizontes com bastante conhecimento e informação. Mas, para Vladimir isso sempre foi desnecessário, pois ele tem a forte convicção de que ela não precisa saber mais do mundo além de estar sempre pronta para lhe servir.

"Vladimir não via nenhuma razão para que a jovem  mais. O trabalho dela era entretê-lo de todas as maneiras, algo que ela já fazia muito bem. A bela mulher era como uma gueixa, sem as tradições antiquadas restritivas, mas com o mesmo conceito. E,  de certa forma, ela ficava orgulhosa de fazê-lo feliz há tanto tempo, de ainda despertar o interesse dele e de satisfazê-lo.  E,  na opinião de Vladimir, só o que ela precisava era lhe dar prazer. E não precisava estudar para isso."

A relação dos dois começa a desandar quando Natasha faz algo que a coloca em xeque-mate. E sua atitude acaba por levá-la a perceber que chegou a hora de viver sua vida como ela realmente deseja e, ao longo de suas descobertas e recomeços Theo Luca, filho de Lorenzo Luca,  um dos maiores pintores da Itália e também um pintor talentosíssimo surge para lhe mostrar que ela pode ser e fazer o que quiser da vida. Mais para tanto, Natasha precisará tomar as rédeas de sua vida nas mãos e fazer o que realmente deseja: viver e ser feliz do seu jeito.



[- Minhas Impressões -]

Uma das características que ficou mais evidente para mim em A amante foi a de que a Natasha enfim percebeu que merecia muito mais da vida e também precisava ser responsável por tomar suas próprias decisões sem que um homem decidisse tudo por ela. Desde suas roupas, seus gostos e opiniões e com quem ela poderia falar ou não, até mesmo se ela devia ou não estudar.

E embora estivesse conformada com a vida que escolheu viver, a personagem sempre sentiu vontade de ter mais autonomia sobre suas escolhas mais íntimas, mas sabia que Vladimir jamais permitiria que ela fosse mais do que sua bela e irresistível amante. Então quando ela faz algo que vai totalmente contra o combinado entre eles, sua vida começa a tomar um novo e inesperado rumo. Esse momento em especial eu achei muito legal e necessário para que a história tomasse um rumo mais interessante porque durante toda a leitura eu achei que foi bastante lenta, o que me incomodou um pouco,  já que eu fiquei ansiando por uma reviravolta totalmente emocionante, mas que não veio. Pelo menos não dá forma como eu gostaria.

Eu achei que a história muito sem emoção e não consegui me conectar a ela e nem aos personagens, muito embora eu tenha torcido para que a Natasha desse um pé na bunda do Vladimir, o que aliás acabou até acontecendo, mais não da maneira como eu imaginei que seria. Confesso que me senti um pouco frustrada algumas vezes no decorrer da leitura. Eu acho que a autora ficou tão preocupada em ficar descrevendo as coisas do dia-a-dia dos personagens que acabou deixando a leitura um pouco cansativa. Tive a impressão de muitas vezes estar lendo um roteiro somente.

Quanto ao personagem Theo Luca, posso dizer que ele me agradou muito mais em relação ao seu trabalho e talento do que como pessoa, pois o achei meio desinteressante na minha opinião. Porém o desfecho do livro foi até legal no que diz respeito à mudança que ocorreu com Natasha, mas como um todo a obra não funcionou comigo. Achei que a autora correu um pouco nas páginas finais para poder dar um fim logo na história e tive até impressão de que ficou faltando algo mais sabe?

Embora eu goste muito da autora Danielle Steel, para mim infelizmente não foi um dos melhores dela, porém eu acho que cada um vai ter um ponto de vista diferente da obra, por isso recomendo para que todos leiam, porque certamente cada um vai ter uma experiência diferente assim como a minha amiga Silvana que comentou comigo que gostou da obra. (risos)

Então isso vai de pessoa pra pessoa mesmo. Por isso façam a leitura antes de julgar!


Categorias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário