06 abril 2017

Resenha - A Menina dos Olhos Molhados



Título: A Menina dos Olhos Molhados
Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt
Páginas: 296
Skoob / Goodreads
Onde Comprar: Amazon / Saraiva

Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...









"Eu era capaz de fazer tudo por ela. Tudo! E o que me restou no final?Por um lado, amadureci bruscamente, fiquei mais esperto, aprendi a sondar o caráter das pessoas antes de sair embarcando na delas. Cresci.No entanto tornei-me um sujeito desconfiado, pouco sociável e nem minimamente aberto a outros relacionamentos sérios. Foi esse o legado de Valentina."

Como sabemos (quem leu o primeiro livro), Bernardo receber a notícia que terá que sair da sua zona solitária de conforto, não tem a melhor das recepções. De muita má vontade e sob ameaça, ele acaba se tornando o mentor de Rafaela Vilas Boas, a mais nova estagiária da editoria de jornalismo investigativo no prestigiado jornal em que trabalha. Rafaela tenta provar seu valor o tempo todo e não se deixar abater com as farpas lançadas pelo seu mentor. Apesar de doce e delicada, a Rafa não é fresca nem frágil. Pelo contrário, responde à altura, tem sempre uma resposta na ponta da língua, não tem medo do trabalho pesado e se desdobra para superar as expectativas.

Com o passar do tempo, Bernardo, ao perceber que Rafa não faz corpo mole e corre atrás do que quer, começa a prestar uma atenção indesejada na sua estagiária, e em vários momentos seus pensamentos até correm para rumos inadequados.

"Confiro-a de cima a baixo, detendo meu olhar por mais tempo em seus sapatos de salto alto. Não sei como ela suporta. Mas sou obrigado a admitir: eles a deixam bem gostosa. Balanço a cabeça, me obrigando a voltar ao assunto original."

A primeira vez em que ele sente algo diferente do desgosto habitual pela situação em que foi posto, é quando os dois saem para a primeira coletiva de imprensa e Rafaela dá uma demonstração de como é desastrada e descoordenada.

"Escolho não fazer nenhum outro comentário enquanto nos dirigimos à área reservada à imprensa, embora não consiga ignorar a presença de Rafaela ao meu lado ao longo de todo o trajeto. De um jeito insuportavelmente desconcertante, concluo que aqueles saltos famigerados não representam um perigo apenas para a dona deles. São capazes de tirar também um homem focado do sério."

A cena mais divertida e que é minha preferida, é essa:

"Acelero em direção à entrada do spa, com Rafaela se esforçando para conseguir me acompanhar. (...) Ela me ultrapassa e vai com tudo, como se estivéssemos disputando uma maratona e o primeiro lugar fosse questão de vida ou morte. (...) Rafaela até que é guerreira, mas não tem um pingo de coordenação motora nem noção de espaço. A alguns metros atrás dela, percebo o que está para acontecer. (...) E então, antes que eu tenha condições de evitar, ela se choca com a porta de vidro. O encontrão é tão forte que Rafaela cambaleia e, segundos depois, cai desmaiada. P... que p....!"



[ - Minhas Impressões - ]

Esse livro é do gênero Romance e representa bem a categoria chick lit. Ele é narrado em primeira pessoa pelo personagem Bernardo Venturini que mostra o seu ponto de vista dos fatos que participa em Azul da Cor do Mar, de seus momentos particulares (quando está longe da Rafa, que já nos mostrou como interpretou os fatos) e nos apresenta alguns detalhes de sua vida na faculdade.

A obra é composta por epígrafe, prólogo, 22 capítulos e mais um capítulo bônus no final. O e-book contém 296 páginas assim como o físico e está bem estruturado, apesar de algumas palavras saírem separadas por hífen mesmo sem ser necessário o uso.

No prólogo temos o verão que Bernardo passou em Iriri quando tinha 14 anos, ele explica o motivo da sua ida, o que fez por lá e quando notou uma garota que tinha olhos brilhantes parada em uma janela numa das casas por onde ele passeava em sua bicicleta velha.

Todos os capítulos são iniciados com textos de abertura que foram retirados do Código de Ética (do capítulo 1 ao 16) e do Manual de Redação e Estilo do jornal O Estado de São Paulo (do capítulo 17 em diante).

A novidade é ter os capítulos sendo intercalados com os acontecimentos do passado - quando Bernardo inicia a faculdade - e do presente. Nesses fatos do passado, ele conta detalhes importantes de como e o porquê se tornou o adulto e o profissional que é.

Como é narrado por Bernardo, entendemos melhor sua personalidade (e ele não é apenas aquele ogro sem coração que a Rafa desfrutou da companhia no começo do seu estágio), somos apresentados a Cid - seu cachorro da raça weimaraner de olhos tristes, conhecemos mais a amizade entre ele e Fernando - o palhaço da editoria, qual foi de fato o relacionamento que teve com Gisele, quando é que ele se dá conta dos seus sentimentos por Rafa e o seu tão estranho comportamento quando lê o "diário" dela.

Particularmente, achei bem leve o modo que ele foi apresentado. Em Azul da Cor do Mar, Bernardo passa a ideia de ser mais imponente, mas duro... por mais que tenha sido apresentado pelos olhos da Rafaela, que não sabia da missa a metade. Apesar de esclarecer todos os porquês e mostrar seu eu real, em A Menina dos Olhos Molhados o Bernardo não faz jus ao Bernardo que imaginei do livro 1. Para mim ele não alcançou a expectativa, não conseguiu superar a Cria de Satanás do primeiro livro, apesar de eu querer socar ele de vez em quando. Entretanto, todavia e porém... não tiro o mérito da história que é linda e envolvente, do enredo bem escrito e coerente, da leitura rápida que flui fácil e dos personagens bem construídos e necessários.

Uma característica do Bernardo que me deixou derretida é que quando ele quer, sabe ser muito, mas muito fofo e carinhoso. Até mesmo quando imprevistos acontecem...

"— Também quero que saia daí, minha lindinha, do jeito que for. — Não fui capaz de soar indiferente e esconder o que sentia por aquela garota. Deixei a emoção falar mais alto."

Ou quando os sentimentos quase tomam as rédeas...

"Tenho vontade de acariciar o rosto de Rafaela enquanto dorme só para ganhar uma prévia das sensações que gostaria de ter caso retribua meus sentimentos por ela."

Recomendado pra quem se apaixonou por esse casal no primeiro livro e até mesmo pra quem quiser se aventurar e começar por este aqui. A história é independente e não requer a leitura prévia do livro um. Vale muito a pena embarcar na leitura e tenho certeza de que não haverá arrependimento.


A Marina é uma das minhas nacionais preferidas, sua escrita vem na medida certa para divertir, encantar e emocionar. Ela não me decepcionou em nenhum dos livros que já li e sei que não vai nem nos futuros, porque além de ser uma profissional excepcional, é uma pessoa mais fantástica ainda...

Bom, me despeço agora de vocês e até a próxima, na semana que vem!

50 comentários:

  1. Oi Jessica
    Eu já li esse livro também e amo a história, assim como tudo que já li da Marina. Para quem já leu Azul da cor do mar, é ótimo poder rever personagens e um novo ponto de vista, sem dúvidas. A Marina também é uma das minhas autoras nacionais favoritas <3
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Fernanda! Não tem como se decepcionar com a Marina. E entender melhor o Bernardo foi fundamental...
      <3

      Excluir
  2. Oi Jessica, ainda não li nada da autora, embora AZUL D ACOR DO MAR esteja na minha lista de livros para ler. A capa é maravilhosa e eu não interpretaria como um livro chicklit só pela capa, mas como amo romances, acredito que eu vá gostar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivi! Então, quando começar a leitura você vai me entender rsrsrs. Mesmo sendo um POV do Bernardo, as trapalhadas Rafa toma conta...
      Bjs!!!

      Excluir
  3. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! :) Que bom a autora e nacional e te agrada tanto! :)

    Acho ótimo que tenha a sua leveza e que a escrita te agrada e divirta! :) E também que a relação dos dois te cative! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Confesso que fiz a leitura da resenha pro alto, pois, pelo que entendi é a continuação de um livro. Eu fiquei interessado pela história, gosto de chick-lit bem representado, eu gosto de personagens mais marcantes, mas pelo que entendi nessa continuação o personagem teve uma queda de personalidade. Eu vou conferir a resenha da obra anterior e tirar minhas conclusões! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais ou menos...
      Não é bem uma continuação, é o POV do Bernardo que faz par romântico com a protagonista do primeiro livro. Neste aqui, vemos cenas em que a Rafa não está presente e nas que ela está, o jeito que ele interpreta os fatos. Sobre a "queda" do personagem, não foi da personalidade, foi da atitude. Dando um exemplo para explicar melhor, o Bernardo é tipo aqueles cães grandes que são assustadores, mas quando se dá uma chance aproximação, você descobre que é um cão dócil... Espero que com a resenha do livro anterior te impulsione mais a ler... ❤

      Excluir
  5. Oii, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas parece ser muito legal (apesar de clichê). Gosto de personagens marcantes, e os dois parecem ser e achei a premissa bastante chamativa. Vou colocar na minha lista.
    http://oxenteleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Coloque na lista mesmo! Ele é aquele típico clichê que te relaxa e te prende. Recomendo!
      Bjs

      Excluir
  6. Oi. :)
    Sou apaixonada pelos livros da Marina Carvalho. <3
    Tenho todos que já foram publicados, mas esse ainda não tive dinheiro pra comprar rs.
    Adorei sua resenha, só me deixou mais ansiosa pra comprar e concluir a leitura pelo ponto de vista do Bernardo.
    Obrigado pela visita no Blog As Meninas Que Lêem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Marina é mesmo uma mestra! hahahahaha
      Descobrimos coisas intrigantes sobre o Bê... Foi um livro importante e tão apaixonante quanto o Azul.
      Bjs!

      Excluir
  7. Miga, eu curto jornalismo!
    É quase um crime mostrar pra uma futura jornalista um livro com dois jornalistas como protagonistas, fazendo reportagens e ainda tacar um romance no meio! QUERO, QUERO E QUERO. Amei a idéia! Eu preciso. desse. livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha e eles se metem em cada uma para praticar a profissão... Vai te deixar ainda mais apaixonada pela carreira então.
      Bjs!

      Excluir
  8. Nunca li nada da autora, mas sempre leio resenhas positivas desse livro, mas nem sabia que era o segundo volume!
    Achei legal que traz um texto do código de ética no início de cada capítulo, bacana mesmo.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve, fiquei bem curiosa, já que ela é sua autora nacional favorita!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim... É um segundo livro independente, se isso faz sentido. hehehe
      Mas se não tiver lido o primeiro não influencia, basicamente conta os mesmo fatos quando eles estão juntos e só muda algumas cenas por ser ponto de vista diferente.

      Excluir
  9. Olá!!
    Tudo bem? Eu espero que sim.
    Como Jornalista formada eu preciso desse livro. rs Eu já tinha visto a sinopse há um tempo atrás, mas muito livro para ler sabe como é. rs
    Sua resenha ficou bem completa. Mais completa impossível.
    Ótima dissertação.
    Dica anotada #novamente.
    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Tudo bem graças a Deus e espero que com você também!
      Recomendo e acho interessante você como jornalista ler. Esses dois são ótimos!
      Obrigada pelo comentário... ❤
      Bjs!

      Excluir
  10. Oi, jessica, acho essa troca de perspectivas muito bacana por dois motivos: (1) achamos que conhecemos o personagem, até conhecer a história vista pelo lado del; (2) vemos o quando entendemos algo erroneamente quando estamos vendo a situação só por um lado. Eu sou suspeito, mas amo isso em livros, faz com que o leitor conheça mais intimamente todos os personagens. Eu não tinha ouvido falar do livro, mas me interessei pela premissa e pela narração. espero ter a chance de lê-lo.

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!!
      Sou fascinada com esses pontos de vistas também! Principalmente quando há algo que precisa ser explorado, mas como é narrado pela outra personagem, não abre brecha para desenvolver o assunto...
      Bjs!

      Excluir
  11. Oi Jessica, como está?
    Um chick-lit com dois jornalistas como protagonistas? Com certeza é um livro para futuramente dar uma chance, ainda mais se ele mostrar com acuidade o senhor complicado mundo do jornalismo. Resenha excelente e dica anotada.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim... As risadas fazem parte do pacote. E cada cena você acha que não tem como piorar, mas sempre piora...
      Bjs!

      Excluir
  12. Oie...
    Já conhecia a obra por alto, mas, ainda não tinha parado pra ler resenha, então foi muito útil encontrar esse post aqui ;)
    Geralmente livros que tem personagens jornalistas me agradam muito, logo, vou anotar esse nos desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!!
      Leia ele, certeza que não vai se arrepender! Pode parecer clichê, novinho, mas vale muito a pena!
      Bjinhos!

      Excluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não li nada dessa autora e confesso que até estava animada com esse livro, até ver que ele é meio ligado à outro e pelos seus comentários não é nenhuma obra muito interessante, parece ser algo mais leve e no momento não estou querendo algo assim.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Então, ele é independente se não quiser ler o outro.
      Não influencia.
      E a parte do "leve" que expressei, foi porque "criei" um personagem durão demais e acabei descobrindo que ele não era tão mau assim. Mas isso foi uma interpretação minha, talvez alguém - você - veja de outra forma...
      Obrigada pelo comentário! Bjs.

      Excluir
  14. Olá, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada da Marina? Mas tenho alguns livros na lista.
    A única ressalva que tenho com esse livro, é que tenho visto muitos romances com esse mesmo enredo: o cara que sofreu alguma decepção/perda e se fechou para o mundo, mas muda quando se vê forçado por alguma situação à conviver com a protagonista.
    No entanto, são tantos comentários positivos sobre esses dois livros, que acabei ficando curiosa para ler. Além disso, gostei de saber que este traz a história pela perspectiva dele. Acredito que deve ser interessante conhecer um ponto de vista diferente do primeiro livro.
    Adorei a resenha e vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Então, esse é o legal e o diferencial desse livro. Ele não é como os outros em que o cara se fecha pro mundo. O Bernardo só fica mais hesitante e receoso com as pessoas. Mas leia sim. Ele vale muito a pena!
      Bjs!

      Excluir
  15. Oiii Jessica, tudo bem?

    Juro que tento ler livros dessa autora e não consigo, acho chato forçado, simplesmente não vai.
    Adorei sua resenha, mas infelizmente vou deixar passar a dica.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  16. Não fazia ideia que esse livro tinha sido lançado! Amei azul da cor do mar, foi um livro leve e que me fez sorrir demais, eu adorei. Obrigada pela dica. Bernardo realmente parecia mais duro... Espero que esse esteriótipo caia por terra quando eu fizer a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!!
      Você vai gostar com certeza! E o Bê... *suspiros* kkkkkk
      Divirta-se com a leitura!
      Bjs!

      Excluir
  17. Olá Jéssica,
    Ainda não li o primeiro livro, então, fiquei um pouco perdida ao ler sua resenha.
    Acho muito legal a obra ser narrada por outro ponto de vista e mostrar que Bernardo não é tão rim assim. Fiquei curiosa para saber como a autora desenvolve essa obra, já que adoro a forma como ela escreve.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      Então, basicamente é a mesma história, o primeiro livro não influencia e não precisa dele pra ler esse. Pontos de vista diferente são ótimos pra mostrar como o autor quis criar o personagem. É uma boa leitura, vale muito a pena!
      Bjs!

      Excluir
  18. Olá, Jessica

    Eu ia morrer sem saber que esse livro era uma continuação. Pra mim era um livro independente.
    Eu sempre achei que esse livro era um dramalhão, por conta do nome! Hahaha
    Eu nunca li nada da Marina, mas pretendo ler em algum momento.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires!!!
      Hehehehe
      Então, não necessariamente uma continuação, sim um POV com novas informações... Mas o título em si não deixa transparecer a essência toda do livro, é só uma dica.
      Leia sim, não vai se arrepender!
      Bjs!

      Excluir
  19. Olá, tudo bom?
    Tenho Azul da cor do mar não lido na minha estante e não sabia que este era uma continuação do primeiro. Uma pena que as suas expectativas em relação ao personagem nesse segundo livro não tenham sido cumpridas, talvez seja o que você falou mesmo, que no livro anterior ele era visto pelos olhos de outra personagem. Enfim! Espero realizar a leitura dos dois livros em breve e gostar tanto quanto você (ainda que com a ressalva rs)Ótima resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!!
      Eu fiquei um tempão com o Azul na estante parado também, daí quando resolvi ler, quase me bati por não ter lido antes kkkk
      Quase não aguentei a ansiedade E esperar por A Menina...
      E esse não é bem uma continuação, só tem mais informações sobre o Bernardo.
      E como você me entendeu, acho que foi por o Bernardonão ser exatamente aquele ogro todo que estranhei, só que isso não tira a beleza do personagem. Ele tem atitudes maravilhosas. Vale muito a pena a leitura. Não vai se arrepender de ler nenhum dos dois.
      Bjs!

      Excluir
  20. Oi, tudo bem?
    Faz tempo que não leio romances é preciso confessar a você que essa história não me atraiu em nada. Não sei dizer, pareceu muito normal e nada de diferente hahahaha.
    Gostei da capa do livro, principalmente a parte de baixo, mas infelizmente foi só isso. Não me vi cativada :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Ah... que pena. Mas obrigada pelo comentário! ❤

      Excluir
  21. Oi, Jessica!
    Eu li apenas Azul da Cor do Mar e gostei muito da história e dos personagens mesmo tendo apenas a visão da Rafaela Pensei em ler A menina dos olhos molhados, mas como não gostei da mesma história contada em outro livro por outro personagem não tenho tanto interesse em ler o livro no momento, talvez mais para frente.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaelle!
      Pois então, quem sabe mais pra frente não encontre uma nova oportunidade? Bjs e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  22. Oii!
    Não conhecia os livros e nem a autora. A história já chamou a minha atenção por envolver o ambiente jornalístico. Nunca vi nada parecido, e tenho certeza que vou gostar. Esse romance parece ser bem diferente dos que geralmente vejo por ai. Se eu começar a ler mesmo, já não vou criar tantas expectativas para o Bernardo do segundo livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      O ambiente é bem diferente mesmo e vai gostar, certeza! O Bê é um fofo, mas se ler o Azul da Cor do Mar também vai me entender...
      Bjs e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  23. Oi, tudo bem?
    Confesso para você que essa capa está incrível! Ainda não li nada desta autora, mas sou doido para conhecer algumas de suas obras, no entanto, esta mencionada eu tenho andando meio divido, uma parte gostou e outra não, apesar de não ser muito fã de romances eu vou ver se dou uma chance, quem sabe eu goste, não é mesmo? Gostei das citações e a resenha ficou mara! <3

    Beijos,
    Lu | http://justificou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Dê uma chance mesmo, você pode se surpreender!
      Bjs e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  24. Olá, Jessica.
    Achei um diferencial esse livro ser chick-lit e ser narrado por um homem.
    Ainda não li o primeiro, mas por causa desse, que coloca fatos bem reais, fiquei curiosa
    Adorei os quotes que você destacou!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sim... Pode parecer estranho, mas mesmo narrado por um homem, ser um romamce, o chick-lit predomina o enredo. Muito divertido e envolvente, você vai gostar!
      Bjs e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  25. Oiee Jessica ^^
    Gente, eu não sabia que esse livro era uma continuação *-* "Azul da cor do mar" foi lançado pela NC, não foi? *-* Eu tenho curiosidade de lê-los porque adoro chick-lits, e sou meio que apaixonada por romances, então...haha' Gosto muito de conhecer o ponto de vista de vários personagens de uma mesma história, principalmente quando sai um livro para cada...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dryh!
      Não é uma continuação, mas a versão do Bernardo... Sim é tão bom e bem feito quanto Azul da Cor do Mar. Azul foi lançado pela NC e A Menina pela Globo Alt, vai saber porque...
      Leia sim, não vai se arrepender!

      Excluir