14 dezembro 2016

Resenha - Jantar Secreto



Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.




Título: Jantar Secreto 
376 páginas || Skoob || Cortesia: Companhia das Letras || Onde Comprar 











Quatro amigos saem de Pingo D'Água, uma cidade do interior do Paraná, para viver no Rio de Janeiro e cursar cada um a faculdade dos sonhos. Em busca de independência eles vão lutar diariamente por formas de se sustentar sem ter que pedir auxílio para os pais. Dante foi para o Rio cursar administração, Miguel medicina, Hugo gastronomia e Leitão tecnologia da informação.

Os quatro amigos viviam no limite financeiro mas conseguiam colocar todas as contas em dia. Os anos foram passando e alguns deles já estavam formados, mas com o Brasil em crise e as empresas mais demitindo do que contratando, não estavam conseguindo um lugar bom no mercado de trabalho, principalmente nada na área que estavam estudando.

E no meio dessa conturbação, Dante descobre que eles estão devendo meses de aluguel e que o prazo para que eles consigam esse dinheiro é curto. Os quatro entram em desespero até que Hugo dá uma solução: que eles façam jantares diferenciados no apartamento deles para arrecadar uma grana. Hugo recém formado em gastronomia está cheio de idéias na cabeça. Então eles pedem para que o Leitão fique responsável de fazer o cadastro dele no site "dia jantares" e conseguir pessoas para participar. Porém, o mesmo faz uma brincadeira e informa que no jantar será servido carne humana e que custará três mil reais por pessoa. O que ele e ninguém esperava era que teriam um retorno disso e que em apenas meia hora conseguiriam dez pessoas, arrecadando trinta mil reais.

Depois dessa brincadeira a questão era se eles prosseguiriam com o jantar ou não. Após muita discussão eles acabam concordando com a ideia e pedem para Miguel, que está fazendo residência em um hospital público, ajudá-los a conseguir um corpo no UTI para que eles possam servir no Jantar. Miguel é o mais sensato dos quatro e reluta muito para concordar com a ideia, pois o que eles estão prestes a fazer foge muito dos seus princípios éticos, além do medo que isso acabe prejudicando seu futuro como médico. 

Enfim, o jantar acontece e um dos convidados percebe ali uma verdadeira fonte de renda, chegando a fazer uma proposta de sociedade para os quatro, na qual continuem os jantares. Após a relutância inicial de Miguel e Dante, todos acabam aceitando e, a partir daí, muita coisa acontece. Eu não quero falar muito para não estragar as surpresas terríveis que encontraremos na história. 

De onde vinham os corpos que eles serviam? Quem era o verdadeiro sócio do negócio que estava sempre por trás das cortinas e que todos só sabiam o nome? Até onde vai a perversidade humana?

Eu já li dois outros livros do Raphael Montes: Dias Perfeitos e o Vilarejo e, mesmo assim, Jantar Secreto foi uma nova surpresa para mim. A escrita do autor amadureceu, e muito. Não que os outros livros dele não sejam bons, pelo contrário, são ótimos, mas esse superou todas as minhas expectativas. O enredo traz um ar de tensão do início ao fim, no qual é impossível você não se sentir em algum momento agoniado ou com mal estar pelo que eles estão fazendo. Sabe quando alguém foge completamente dos princípios éticos em que você acredita? Afinal não temos como ver o canibalismo com naturalidade. Pelo menos eu acho. Então passei boa parte da leitura com esse desconforto e cogitei seriamente virar vegetariana depois que concluí a leitura. Rsrs. Quem ler vai entender o porquê.


A trama é envolvente, e o ápice é quando Dante começa a desconfiar de onde é a procedência dos corpos (carne) e sai em busca de respostas colocando sua vida e a dos amigos em risco. O que ele descobre é um show de horror e carnificina. Sair do negócio com vida não é uma opção. Então o que fazer?

Hugo é um cara extremamente frio, prepotente e arrogante e que se transforma após os jantares, sendo muito elogiado como o Chef que os prepara. Ele está pouco se importando com questões morais por tanto que entre muita grana e elogios no seu auto ego.

Leitão é um sujeito completamente esquizofrênico e além disso pesa quase uma tonelada. Teve uma infância sofrida e sombria onde muitas coisas do passado ainda são um mistério. Gente, eu fiquei chocada com esse personagem.

Miguel é um cara quase íntegro, doce e gentil, que só aceitou participar dessa monstruosidade pois precisava levantar grana para pagar o tratamento de câncer que a mãe tinha. Mas sua consciência nunca o deixava em paz, sendo constantes as suas crises de choro e arrependimento.

Raphael Montes soube trabalhar bem todos os personagens, e embora os quatro fossem amigos desde a infância, cada um tinha uma personalidade bem distinta. Os personagens secundários também foram essenciais para toda a trama, principalmente Cora, uma prostituta que foi contratada de aniversário para o Leitão; e Alberto, o convidado do primeiro jantar que quis expandir os negócios.

Bom, quem já conhece a escrita do autor, sabe que suas histórias são perturbadoras e com finais que te deixam de queixo caído. Jantar Secreto não é diferente, mas mesmo já acostumada com a escrita de Raphael Montes, eu fiquei completamente surpreendida com o desfecho, que rendeu uma bela frase : "@#$&# não acredito nisso". Haha. Eu esperava tudo, menos aquele final. Foi uma surpresa e tanto que ainda estou tentando discernir.

A diagramação está impecável, com a capa branca e um prato com manchas de sangue bem condizente com o enredo. A borda das folhas são vermelhas, o que deu um toque ainda mais diferenciado ao livro. As páginas são amareladas, fonte e espaçamento confortáveis para a leitura, e não encontrei nenhum erro de revisão. Alguns detalhes dentro do livro também chamam a atenção, como conversas de whastapp entre os quatro amigos.

Recomendo essa leitura para todos que gostem de um bom thriller psicológico. Daqueles que vão gerar desconforto mesmo, e te deixar de cabelo em pé, queixo caído e muito mais. E para quem já gosta do Raphael Montes só posso dizer que essa, até o momento, é sua melhor obra.

Boa leitura!


19 comentários:

  1. Olá Camila
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, especialmente porque não o conhecia. Na verdade, já li uma obra do autor e gosto muito do seu desenvolvimento, então com certeza gostaria de poder fazer essa leitura também. Deve ser muito envolvente mesmo e os elementos que você retratou me deixaram bem intrigada;
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii!!!
    Eu ainda não li nada do autor, mas morro de vontade de ler. Eu já tinha visto esse livro, mas imaginava uma coisa diferente para essa história de canibalismo. Fiquei bem surpresa com o enredo pelo que li na sua resenha, só fiquei com um pouco de receio de ler, não sei se teria estômago kkkkk. De qualquer forma, vou indicar a leitura para amigos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem??? Menina, eu vi a divulgação desse livro no FB do autor Marcus Barcelos e fiquei loucaaaaaaaa pra ler! Sério, canibais? AMO/SOU. Vou solicitar também e do jeito que eu sou, duvido muito que eu queira virar vegetariana depois de ler. Talvez eu vá para um rodízio de carne hauhauhauhauha brincando. Bjosssssss


    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila.
    Eu já senti o desconforto, mal estar ao qual você se referiu lendo a sua resenha.
    Parece grotesco, mas é incrível ver até onde vão os limites da mente humana.
    A resenha ficou maravilhosa e me deixou curiosa para ler esse livro e as demais obras do autor, que eu não conhecia.
    É incrível ver um ator nacional escrevendo sobre um tema tão chocante
    Amei e entrou para a lista.

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila,

    Acabei de comprar esse livro na amazon e sua resenha me deixou ainda mais ansiosa. Estou curiosa para saber da onde vem essa carne humana e como será todo o desenvolvimento do livro. Quanto ao personagem Leitão, já estou achando ele estranho só de ler alguns resenhas haha e quero muito conhecer mais sobre o Dante, já que ele é narrador. Também já li outros livros do Raphael, por isso as expectativas estão altíssimas. Espero em breve receber o meu exemplar.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  6. Ai Camila, esse não é um gênero que costumo ler, mas sua resenha me deixou muito curiosa. Achei a coisa do jantar mega forte e estou muito interessada em saber como tudo se encerra. Você me deixou muito empolgada.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá! Eu também já li todos os livros R Montes e achava que este fosse aquele conto sabe, O Banquete (gula, vaidade, não lembro) de O Vilarejo. Pronto! Agora preciso comprar este! rs
    Adorei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oii Camila, tudo bem? Eu quero MUITO ler esse livro! Gosto do gênero e essa premissa me lembra o seriado Hannibal. Eu também li O Vilarejo e gostei bastante. Espero ter a oportunidade de ler Jantar Secreto em breve também :D Sua resenha ficou maravilhosa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu li um livro do Raphael já é adorei. Ele é um escritor fantástico. O enredo desse livro é fantástico. Serio que existiu gente para ir a um jantar com carne humana e o prato a 3 mil?? Quero ver o desenrolar dessa história. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila,

    Eu adoro esse autor, ele consegue se destacar demais no cenário nacional com suas obras super diferentes. Eu já vi algumas reviews sobre esse livro e to bem ansiosa para ler, porque amei O Vilarejo. Eu espero muito poder ler no começo do ano, vou aproveitar uma promo e tentar comprá-lo. Adorei sua resenha.

    bjs :D

    ResponderExcluir
  11. Olá Cami!
    Cada resenha que leio sua fico mais fascinada com a forma como você escreve.
    Gostei muito de conhecer suas impressões e confesso que não sabia que a obra tinha essa premissa, acho que eu esperava algo completamente diferente, o que me surpreendeu.
    Achei bem bacana você ter ressaltado que a escrita do autor amadureceu e isso é muito bom. Vou anotar a dica e espero adquirir meu exemplar para ler em breve.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu nunca li nada do autor, então fiquei empolgada quando a editora disse que ia enviar aos blogueiros essa obra. Eu adoro leituras tensas e perturbadoras, então é um prato cheio essa obra (sem trocadilhos, hahaha). Gostei bastante de saber mais sobre a premissa, e tenho certeza de que irei amar a leitura.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não conhecia o autor e nem a obra mas já fiquei curiosa. O enredo parece ser genial e a maneira que foi desenvolvido também. Gostei de ver a sua resenha e poder conhecer um pouco sobre a obra, embora eu tenha ficado muito interessada eu também fiquei com receio de como pode ser o final.

    ResponderExcluir
  14. Fiquei curioso com este enredo, e melhor ainda é saber como o autor amadureceu sua escrita. Fiquei envolvido com sua resenha, até o momento do final, que final, fiquei curioso quero saber, e saber o quanto antes. Amei a forma como o autor descreve cada momento. Amando ainda mais, por seu de um autor nacional, que tanto apoio.

    ResponderExcluir
  15. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Acho super bacana o espaço que os autores nacionais vem ganhando,isso só mostra que temos muitos talentos por aí ;)
    Infelizmente, não é uma leitura pra mim, pois não curto terror e esse lance de carne humana é demais pra mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Camila!!

    Conheço o autor, mas ainda não li suas obras. Entretanto não sei se conseguiria ler, como você mesmo ressaltou não tem como vê o canibalismo com outros olhos.Então só em ler sua resenha e imaginar determinadas cenas fiquei enojada, então por mais que o livro venha acrescentar e por mais que o autor tenha crescido na sua escrita não leria, entretanto confesso que fiquei curiosa pra saber de onde vêm os corpos. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Nunca li nada do autor, mas morro de vontade e fiquei muito feliz em saber que a escrita do autor amadureceu e que os personagens foram bem trabalhados, todos com personalidades bem distintas. De fato a trama chama muito a atenção e fiquei com curiosidade em conferir também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Camila!

    Os autores nacionais estão arrasando, que orgulho! Não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou bastante curiosa. Adoro esse gênero, então acho que ele faz o meu tipo de leitura. Seus comentários positivos só me atraíram ainda mais. A cada está linda, com certeza vou adicioná-lo à minha lista. Parabéns pela resenha, ficou incrível!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Camila, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada do autor? mais por falta de oportunidade mesmo, porque sempre me falam muito bem dos livros dele. E esse eu não conhecia ainda, adorei conhecer e de cara já me interessei, achei o enredo interessante e diferente, eu gosto desses livros que causam um certo desconforto no leitor e nos deixa surpreendidos. Com certeza irei adquirir!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir