16 novembro 2016

Resenha - A Escola do Bem e do Mal #3


Sophie e Agatha estão lutando contra o passado para conseguir mudar o futuro, em busca de um final perfeito para seu conto de fadas. Elas acreditavam que sua história havia chegado ao FIM no minuto em que se separaram, quando Agatha foi levada de volta para Gavaldon com Tedros, e Sophie ficou para trás com o lindo e renascido Diretor da Escola. Mas nada no mundo dos contos de fadas é tão simples. Agora inimigas, elas tentam se acostumar com suas novas vidas, mas a história das duas pede para ser reescrita... E isso pode afetar quem elas menos imaginam. Com as garotas separadas, o Mal assume o poder e os vilões do passado ressurgem das trevas em busca de vingança, sedentos por uma segunda chance de transformar o mundo do Bem e do Mal em um reino de escuridão, com Sophie como rainha. Agora, apenas Agatha e Tedros podem apelar ao poder da amizade e do amor do Bem para impedir a dominação do Mal e evitar que todos sejam infelizes para sempre. Mas... qual é a linha tênue que separa o Bem e o Mal?



Título: Infelizes para Sempre (A Escola do Bem e do Mal #3)
416 páginas | Skoob | Editora: Gutemberg | Onde comprar












A essa altura dos acontecimentos será impossível não soltar spoilers, então recomendo que leia as resenhas anteriores ou confira as minhas impressões.




O livro prossegue a história de Sophie e Agatha após o desfecho inesperado do volume anterior. Apesar de Sophie ter beijado o Diretor da Escola, ela fica indecisa quando ele a oferece um anel, propondo-a que fique ao seu lado e se torne uma rainha, e dessa forma, colocando um fim em seu conto de fadas. Mas Sophie deseja um amor tão intenso quanto o de Agatha e Tedros e isso não poderia acontecer com ela o chamando de Diretor e ainda por cima, sem conhecê-lo bem o suficiente. Ele revela a Sophie o seu nome, Rafal, mas deixa claro que enquanto ela não aceitar o seu anel, permanecerá presa em sua torre, sem saber o que ocorre nas escolas. Rafal não é mais aquele Diretor da Escola mascarado e com uma aparência assustadora; ele é um garoto adolescente e bem vestido, e para os olhos de Sophie, o garoto mais bonito do mundo. Com as suas visitas programadas, pouco a pouco vai convencendo-a se tornar sua rainha e juntos, obterem seus Infelizes para Sempre.

Eles esperavam que quando Sophie finalmente dissesse “sim” e permitisse que Rafal colocasse o anel em seu dedo, o conto de fadas dela e de Agatha finalmente seria finalizado e outra história iria começar. Porém, para a surpresa deles, não é o que acontece, o que só pode significar uma coisa: Agatha está infeliz sem Sophie.

Agatha está vivendo com Tedros em Gavaldon, escondidos em sua casa, já que as pessoas do vilarejo estão caçando-a por ter escapado com Sophie anteriormente. O seu Felizes para Sempre com o príncipe não é bem o que ela esperava, afinal de contas, eles vivem brigando, a casa é apertada demais, Tedros reclama constantemente da comida da mãe de Agatha e quer voltar para seu reino em Camelot para se tornar um rei assim que atingir a maioridade. Mas Agatha não quer deixar sua mãe sozinha e, além disso, ir para Camelot com ele significaria ser rainha e ela não consegue se imaginar dessa forma. Não demora para ambos perceberem que há uma pessoa faltando na relação deles: Sophie, a melhor amiga de ambos.


Eles se arrependem amargamente de terem abandonado Sophie com o Diretor da Escola e por isso, decidem voltar para a Escola do Bem e do Mal para resgatá-la. Só que para o azar deles, o povo descobre onde estão escondidos e os anciões de Gavaldon ameaçam matá-los. Surpreendentemente, a mãe de Agatha aparece para salvá-los e se sacrifica para que eles consigam fugir, dizendo a eles que precisam encontrar a sepultura entre os dois cisnes. Agatha obviamente fica abalada, mas se apega às palavras de sua mãe sobre não olhar para trás e foge com Tedros. Quando eles entram na sepultura, acabam parando na Floresta e são guiados pela Professora Uma, que vai lhes explicando durante o caminho sobre a Liga dos 13, da qual a mãe de Agatha fazia parte, e os planos maléficos de Rafal, o Diretor da Escola.

Se no primeiro volume as escolas eram do Bem e do Mal, e no segundo eram das Meninas e Meninos, nesse livro Rafal dividiu as escolas em Velho e Novo. Todos os alunos e professores do Mal ficaram na escola do Novo, onde são ensinados a lutarem contra o Mal e os professores do Bem, que não aceitaram as regras do Diretor, foram congelados. Mas aí fica a dúvida: se todos os alunos estão nessa escola, então o que há na escola do Velho, da qual nem mesmo Sophie, como rainha, é permitida a entrar?

Enquanto isso, Agatha e Tedros descobrem algo horrível e perturbador: o Diretor da Escola está reescrevendo os contos de fadas, fazendo com que os vilões voltem à vida e vão atrás dos heróis para assassiná-los, em busca de vingança. Com Sophie ao seu lado, o Diretor da Escola é poderoso e indestrutível, e Agatha e Tedros precisam resgatá-la e convencê-la a destruir a aliança, dessa forma, as mortes irão ter um fim e as escolas irão voltar ao normal. Mas como eles irão fazer isso, logo agora que Sophie encontrou seu final feliz ao lado de Rafal? Como eles argumentarão, depois de terem abandonado-a somente para obterem um final feliz? Quanto mais o tempo passa, o Sol vai desaparecendo, a escuridão vai tomando forma e os corpos mutilados dos heróis do Bem se acumulam.






[ - Minhas impressões - ]

Quando comecei a ler esse livro, admito que não queria terminá-lo com pressa pois o autor me surpreendeu bastante nas obras anteriores e eu iria ficar com muitas saudades dos seus personagens incríveis e cativantes. E foi exatamente o que aconteceu: eu li a última página e quis mais! Agora posso afirmar, de olhos fechados, que a trilogia A Escola do Bem e do Mal é a minha favorita. Eu amei demais esse livro, tudo nele é perfeito e definitivamente, jamais a esquecerei.

O que falar da escrita do autor? Ele é um gênio! É possível perceber que os livros não são assim tão curtos, e mesmo com a quantidade de informações que essas histórias possuem, Soman Chainani consegue fazer a relação de algum detalhe do primeiro volume com esse livro, sem deixar a história forçada. Todas as reviravoltas são muito bem trabalhadas e quando as pontas soltas são conectadas, o autor consegue deixá-las perfeitamente convincentes. Eu me surpreendi bastante com a grande reviravolta no final do livro, foi algo que realmente não esperava e me fez amar ainda mais essa série. Sua narrativa é tão incrível que é impossível desgrudar do livro!

Se antes havia dúvidas sobre o relacionamento entre Sophie e Agatha, nesse livro elas são bem mais acentuadas. É claramente perceptível que elas são o oposto uma da outra, ambas têm visões diferentes do amor verdadeiro e ainda assim, o conto de fadas delas não pode ser concluído desde que estejam juntas e felizes. É impossível não se questionar: como isso poderia acontecer se uma menina é do Mal e outra, do Bem? O autor trabalha essa questão de maneira incrível, me fez refém desse mundo mágico até que eu obtivesse todas as respostas.

"Meu final feliz inclui você, Sophie", Agatha enfrentou o olhar dela. "Mesmo que eu esteja com Tedros. Nunca deixarei você para trás, por mais que você seja do Mal, não importa quantos meninos entrem em nosso caminho, ou quão mais velhas estejamos. Nós somos mais fortes que o Bem e o Mal, que Meninos e Meninas, que Velhos e Jovens. Somos melhores amigas."

Os personagens secundários estão ainda mais apaixonantes! As minhas favoritas são as três bruxas inseparáveis: Hester, Anadil e Dot; e nesse livro, elas estão bastante unidas, têm menos conflitos e adorei ver isso. Sim, elas são da escola do Mal, mas estão sempre ajudando o Bem de alguma maneira que me fez questionar várias vezes se não estariam na escola errada. É bastante difícil não se afeiçoar por elas. Alguns personagens, que pensávamos estar mortos no volume anterior, reaparecem e fiquei bastante feliz com o retorno deles.

Eu gosto de todas as capas da trilogia, mas essa é a minha favorita, a todo momento me pego observando o livro e admirando a diagramação. As ilustrações são tão belas que me fazem ficar ansiosa pelo próximo capítulo só para ter uma prévia do que acontecerá em seguida. A diagramação está impecável, as páginas são amareladas e há poucos erros de revisão, que não me incomodaram nem um pouco. Esse livro com certeza entrou para os meus favoritos e espero ver muitas outras obras publicadas pelo autor. Soman Chainani é um nome que todos os leitores que são fãs de fantasia ou releituras de contos de fadas precisam ficar atentos. Vocês precisam conhecer essa série maravilhosa!

23 comentários:

  1. Olá Amanda
    Sério que já tá no volume 3? Nossa, e eu ainda querendo ler o primeiro.. enfim, é uma série que, com certeza, pretendo conferir, especialmente por conta da ambientação e gênero em destaque. Sou apaixonada pelas capas e com essa não seria diferente, ficou linda. Li apenas suas impressões, porque né, não iria compreender muitas coisas...
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro indicações de trilogias em que sentimos que a história na´~os e perdeu e que nenhum volume se tornou uma barriga na saga. Acho que concordo com você sobre esta capa ser a mais bonita do trio e ficaria observando ela por um tempo também.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro ou mesmo a trilogia, mas estou cheio de vontade de ler!! :) Que bom que gostaste da leitura e também das capas, que não resistes a ver de vez em quando! :) ahah Amei!... Tenho de confessar que estão bonitas, sim!! :)

    Fico contente que tenhas gostado muito dos personagens secundários, amo quando isso acontece e eles tem o seu peso na historia!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá eu li esse livro em um quadro chamado "minha opniao sobre" no meu blog. Essa coluna consiste em pegar indicações das pessoas e meu escolhido mês passado foi esse livro. Eu amei assim como vocÊ. Essa coisa que nem sempre somos vilões e nem sempre somos mocinhos me conquistou, o que nã gostei foi que não vi a necessidade de ser uma trilogia. O primeiro tem fim rsrs Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiii!
    Eu ainda não conhecia essa trilogia, mas pela empolgação que você demonstrou em sua resenha, despertou minha curiosidade para ler. Fiquei interessada em conhecer um pouco melhor Sophie e Agatha e ver como é a amizade delas, e também por que uma delas é má e a outra não. Como são três livros, eu só não leria agora por falta de tempo, mas com certeza pretendo ler mais para frente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Eu tenho o primeiro livro dessa série mas ainda não li, justamente por ser o gênero que mais gosto e saber que vou ficar louca se ler antes de ter a continuação em mãos.
    Adorei a resenha, que só me deixou mais ansiosa para completar a coleção.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Eu sou louca pra ler essa série pois ela tem uma premissa incrível e eu adoro tudo que tenha um toque de contos de fadas. A ambientação parece ser incrível e só pelas resenhas que li do primeiro volume já me senti conquista pelos personagens. As capas são extremamente lindas e com ilustrações muito bem feitas, mas fiquei curiosa pra saber quantos livros são ao todo. Você sabe?
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa!
      Por enquanto, são três livros. Ainda não sei se terá mais livros pela frente, espero que sim, né?

      Excluir
  8. Olá Amanda,
    Quero muito ler essa trilogia, então, tomei boa nota de sua dica e fui ler apenas suas impressões. Gostei muito do que encontrei nela e fiquei feliz por saber que você amou esse livro e que a trilogia se tornou sua favorita. Gosto muito de pensar nessa questão de bem e mal e de pessoas de mundos diferentes, mas não sei ao certo como funciona.
    Agora, uma coisa que não ficou muito clara, existe um relacionamento homossexual nessa obra entre as protagonistas?
    Continuo querendo muito ler e fiquei muito mais curiosa após ler sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      Eu também pensava que tinha um relacionamento homossexual entre elas, mas não é nada disso. É apenas uma forte ligação de amizade mesmo.
      Leia sem medo porque a série é maravilhosa, com certeza você vai gostar.

      Excluir
  9. Olá, Amanda!
    Eu não conhecia essa série, então fui ler a sua resenha do primeiro livro e estou encantada, eu amo fantasias e essa parece ser maravilhosa. Estou realmente muito curiosa para conhecer a história mais afundo e pelo que vejo você está curtindo muito, né? Isso me anima mais. Já foi para listinha :D
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu adoro séries, então essa me interessou muito, porque também amo fantasias. É muito bom saber que a série é tão boa que se tratou de tornar a sua favorita, sem falar que fiquei muito curiosa sobre o relacionamento das duas personagens enquanto são totalmente contrárias umas as outras.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Leio muitas resenhas positivas desta série, mas não comecei a ler ainda. Espero que estes retornos, das pessoas que vocês pensavam estarem mortos façam sentido, seria ruim se não tivesse.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Só as capas desse livro já me deixaram bem curiosa, agora estou mais ainda! Eu nunca tinha ouvido falar dessa saga mas eu achei a premissa bem bacana e agora fiquei querendo comprar a trilogia, os livros são lindos! Fiquei imaginando eles na minha prateleira haha

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Ainda não li nenhum dos volumes da série e por isso passei direto para suas impressões. Saber que você gostou muito dos livros anteriores e não tinha pressa em terminar esse me deixa bem animada para querer fazer tais leituras.
    O título me chama bastante e lendo outros comentários percebi que surgiu a questão de um relacionamento homossexual que você acabou explicando ser uma forte ligação de amizade e fiquei intrigada para conferir esse laço formado.
    Sem contar que as capas são maravilhosas!!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Eu já vi muitos comentários sobre essa série, mas confesso que a mesma não chama muito a minha atenção, grande parte porque eu não costumo ler esse tipo de história, mas eu nunca digo nunca para um livro e por isso pulei direto para suas impressões. E de cara devo falar que fiquei surpresa ao ver o quanto você gostou da história, realmente parece uma história bem desenvolvida e gostei de ver que o autor não força nada e trabalha muito bem as reviravoltas da histórias. Enfim, parece ser uma ótima trilogia mesmo e as capas são lindas, por isso vou marcar a dica para quando quiser ler um gênero diferente.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Quero muito ler a série, pois parece ser algo que leria e adorei sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Confesso que a premissa dessa trilogia é de longe uma das mais interessantes que já vi em muito tempo. O fato do autor ter conseguido colocar algo assim em prática é decididamente algo digno de nota, considerando que os contos de fadas, apesar de amados ainda hoje, causam certas controvérsias.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Confesso que pulei muitas partes da resenha com medo de spoiler e as que li foi meio confusas para mim já que peguei a partir do terceiro livro, parece ser una história mágica, fiquei realmente curiosa, além de ter tanto titulos quanto a capa extremamente sugestivos e que chamaram demais a minha atenção, com certeza irei colocar na minha lista de desejados

    ResponderExcluir
  18. Oi, Amanda

    Eu acho as capas dos livros dessa trilogia muito lindas. Eu confesso que nunca senti muita vontade de ler, mas sua resenha está tão empolgante que até bateu uma curiosidade. Quando você mencionou o relacionamento das duas pensei que fosse amoroso, mas vi sua resposta ao questionamento da Bruna e agora entendi. Esse negócio de reescrever os contos de fadas também me parece interessante, deve dar uma boa movimentada na história. Bom, não sei se leria nesse momento, mas certamente a curiosidade foi plantada com sucesso! Hahah

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Amanda!
    Eu já peguei o primeiro livro dessa série na mão e parecia ser interessante, porém sempre desisto de ler - sei lá porquê.
    Eu gosto bastante de fantasia e de releituras de contos de fada. E fico bem mais interessada por saber que você gostou tanto dos três livros. As capas realmente são muito bonitas.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/11/um-livro-sem-pretensao-de-assustar-mas.html

    ResponderExcluir
  20. Heey Amanda, tudo bem? Gostei muito da resenha e saber que foi uma leitura tão prazerosa para você. Eu só ouço elogios sobre essa serie e agora minha vontade de realizar a leitura só cresceu. As capas são mesmo maravilhosas!!! Com certeza irei ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Hello dear,
    Adorei a resenha, eu não conhecia essa trilogia. Mas amei conhecer e fiquei muito curiosa para saber mais do início da história da Agatha e da Sophie ♥

    O enredo é cativante e me parece uma leitura bem envolvente. O livro é ambientado em um cenário que eu amo. ♥

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir