17 novembro 2016

Resenha - Amor verdadeiro



Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley


Título: Amor verdadeiro
464 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Planeta || Onde Comprar











Alix Madsen acaba de levar um fora de seu namorado de faculdade. Tudo o que ela faz é passar os dias comendo chocolate e ficando ao lado da sua melhor amiga Izzy, que a consola a todo instante. As coisas mudam quando uma velha amiga de sua mãe, Addy, vem a falecer, e no testamento, deixa que Alix more em sua casa por um ano na cidade Nantucket, após esse tempo, seu sobrinho se tornará dono da residência. Ninguém entende a atitude de Addy, mas Alix pensa que sua excêntrica e alegre mãe Victoria, tenha algo a haver. Mesmo relutante em ir, Alix aceita. Sendo apaixonada por  arquitetura, ela não poderia recusar passar um ano em meio a casas datadas de séculos, com história fascinantes.

"- E como é que você me considera agora? – ele perguntou, docemente.
- Como um ser humano. Um homem vivo, que respira e é impaciente, manipula conversas e informações da forma que quer, como um designer que às vezes falha em suas concepções."

As coisas ficam ainda mais impressionantes quando Alix descobre que Jared Montgomery, arquiteto renomado no qual Alix nutre grande admiração, é na verdade proprietário da casa. Num impulso, a jovem esquece a fossa do término e começa a fazer um grande portfólio que impressionará Jared, e ainda, ela planeja arrancar qualquer sabedoria que ele possa lhe transmitir. Mas ao contrário do que se imagina, Jared não está nada satisfeito em abrir mão de sua herança, e pior, não quer uma estudante atrás dele, mas Alix o surpreende, e mesmo sabendo que ela é proibida para ele, nada o impede de desejá-la.  Alix e Jared são obrigados a passar esse tempo juntos, e quanto mais se conhecem, mas percebem que foram feitos um para o outro. Mas os Kinsely tem muitos segredos, e o fato de Jared poder falar com o seu ancestral morto, Caleb, é só o começo.

"Seus motivos são puros e transparentes. O senhor está esperando pela volta – ou reencarnação, seja lá o que for – da mulher que ama, sua preciosa Valentina. E o senhor sempre lhe foi fiel. Já ouvi isso tudo antes. A vida inteira. O senhor vai reconhecê-la quando a vir, e vocês dois vão partir juntos rumo ao pôr do sol. O que quer dizer que ou ela morre, ou o senhor volta à vida."

Aos poucos os propósitos de Alix em estar na casa começam a serem revelados, e descobertas do futuro e do passado colocam o casal cada vez mais em prova.



[ - Minhas Impressões - ]


Quando peguei Amor verdadeiro para ler, sabia somente o que a sinopse explicava, e mesmo assim, a temática de reencarnações me deixa com o pé atrás, pois nunca li nada desse tipo. Só não esperava encontrar uma estória leve, descontraída e muito envolvente.


O livro é narrado em terceira pessoa, pelos pontos de vista de vários personagens, o que poderia ser um problema, mas a autora soube muito bem destacar o que era importante, deixando o foco principal no casal. Alix é uma jovem muito diferente das mocinhas de romances, ela não é fragilizada e muito menos fica com "mimi" pelas coisas, pelo contrário, ela é bem independente e segura de si. Também é bem jovem, com seus 21 anos, mas a impressão que tive foi que ela era mais velha em alguns aspectos, o mesmo que senti em relação ao Jared. Ele tem seus trinta e poucos anos, mas as atitudes que ele tomava lembra um cara mais novo. Confesso que isso me incomodou, e até mesmo, sempre procurava esquecer a idade deles para não ficar questionando.

Jared sempre morou em Nantuchet, e mesmo sendo um grande arquiteto em Nova York, na ilha, ele é somente um primo, um amigo, ou a pessoa que faz concertos para uma senhora de idade. Gostei bastante da construção dele, e ainda mais por ver o quanto ele é vulnerável pelo passado que teve que enfrentar. É aquele tipo de personagem que é bem mais do que as aparências mostram. Foi super bacana ver essa diferença, de arquiteto famoso / pessoa normal, se destacando pelos olhos da Alix, já que até então, ele era o seu ídolo. Ela começa a ver que ele é só um homem que tem família e amigos, cheio de anseios, desejos, e até mesmo medos.

A construção do romance é lenta, mas gratificante. Alix e Jared nasceram para estarem juntos - literalmente -, se completam, e, acima de tudo, se respeitam como são. Rola umas cenas mais quentes, mas nada muito forte para aqueles que não curtem o erótico.

Uma das coisas que mais amei foram os personagens secundários. Temos vários, como os pais de Alix, as primas de Jared, Izzy, melhor amiga de Alix, entre outros. O mais legal neles é que sentimos um grande vínculo e afeto por cada um. A autora soube construí-los de forma com que eles fossem tão importantes na estória que seria impossível imaginá-la sem eles. Nantucket é uma ilha, então todo mundo se conhece, ou até mesmo, boa parte da população tem algum grau de parentesco, e isso é mostrado com bastante naturalidade envolvendo o leitor no cotidiano dessas pessoas.

Por falar em Nuntucket, que lugar sensacional. Cada detalhe, rua, paisagem, construções, tudo nela me fascinou. A cidade é pitoresca e muito aconchegante, a autora descreveu com tanta clareza que era como se eu estivesse andando em meio às ruas, foi sensacional, e desejo muito conhecer essa cenário maravilhoso.

A edição física em si está bem bacana. Internamente trás folhas amareladas, orelhas, e letras com um tamanho bem legal para ler. Não gostei muito da capa, achei ela muito melancólica, totalmente o oposto da atmosfera alegre que a estória trás. Também encontrei alguns errinhos de revisão, mas nada que afetasse a leitura.


"- Ela e o comandante Caleb se apaixonaram imediatamente?
- Ele sim. Na época ele não sabia disso, mas se apaixonou à primeira vista. Quanto a Valentina, a princípio ela o desprezou.
- Não é isso que acontece sempre com os grandes romances? – Alix girou um círculo completo e o encarou.
- Talvez para se ler a respeito, mas não para vivenciar. (...)"

No geral eu gostei bastante da estória, mas algumas coisas fizeram com que eu tirasse uma estrela. Teve algumas partes do enredo que senti que foram bem superficiais, e até mesmo clichês, fugindo um pouco do que estava sendo apresentado. Também não gostei do desfecho final do capitão Caleb, senti como se a autora só quisesse dar um final, e ficou prematuro. Também o mistério por volta da Valentina ficou bem jogado no final. Talvez se a autora tivesse colocado mais algumas páginas, as coisas poderiam ter sido melhor desenvolvidas.

Mas enfim, apesar das partes negativas, gostei sim do livro, mas não o recomendo para qualquer um. Talvez aqueles que não gostem de estórias mais descontraídas e com desfechos previsíveis, definitivamente não irão gostar, mas aqueles que só desejam ler um livro de romance fofo, cheio de amor e descobrimentos, Amor verdadeiro é pra você.

15 comentários:

  1. Olá Stefani
    A resenha ficou maravilhosa, assim como as fotos. Recentemennte também fiz essa leitura e adorei demais. Concordo sobre as partes clichês, em alguns momentos eu esperei um desenvolvimento bem maior. Mas como o título já supoe, é uma trama fofa, com um romance envolvente também. Gostei muito de conferir os pontos de vista dos personagens, acho que foi um ótimo destaque;
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Stefani
    Gostei muito da sua resenha. Eu me apaixonei pela capa, compraria ele sem ler a sinopse (rsrs), mas não sei se ele me agradaria, pois gosto de livros com mais dinâmica e que me surpreendam, o que não é o caso desse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu já conhecia a obra, e se não cesto uenganado eu já havia conferido uma outra resenha da obra. Confesso não ser chegado muito a livros nesse gênero, tanto que só li uns 3 ou 2 rsrw. Achei bem legal saber que os personagens secundário são bem legais, o que geralemtnenao acontece. E é uma pena algumas das falas ter sido bem superficial, estou lendo um livro no momento que tem muitas de falas cheias de Clichês rsrw. Sobre a capa eu devo concordar também, não gostei da mesma. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Stefani, como você, também gosto muito quando os personagens secundários são bem desenvolvidos, acho que isso acaba dando mais movimento aos protagonistas. Não conhecia o livro e já quero ler só pelas coisas que você pontuou.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Stef,
    Acho a capa desse livro muito bonita e a história também é sobre um tema que me agrada, pois gosto dessas histórias envolvendo reencarnação.
    Estou me perguntando se esse perfil diferente da idade dos protagonistas não tenha sido algo proposital por conta de questões reencarnatórias de que alguns estpíritos são mais maduros que outros, sei lá, foi apenas algo que me passou na cabeça.
    Muito legal o romance ter acontecido de forma lenta e ter sido gratificante.
    Pelo que notei, esse livro tem pontos que me agradarão muito e gostei disso.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Stefani, realmente essa história parece não ser tão clichê. Gostei da premissa da personagem Alix ser fora dos padrões das que encontramos por aí, isso sempre chama minha atenção, até porque sempre importamos padrões absurdos. Também me interessei pela casa e ambientação do livro. Deve ter sido um romance bem legal de acompanhar. Parabéns pela resenha! Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    A premissa dessa história chamou muito minha atenção. Quando você falou então que não é uma mocinha dessas que é cheia de mimimi e que o romance entre o casal acontece de forma lenta, mas, que os dois se completam, bem, você me ganhou! O carinho com o qual você falou do livro - ainda que destacando alguns pontos negativos - me deixou bem curiosa! Curti muito saber que os personagens secundários também chamam a atenção do leitor. Alguns autores pecam muito nisso. Enfim! Parabéns pela resenha! Sugestão mais que anotada ^^

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  8. Oi Stéfani, lindonaa!
    Primeiro quero dizer que as fotos que acompanham sua resenha estão arrasando como sempre!
    Eu acho kyi legal esses romances que de certa forma envolvem a espiritualidade até mesmo porque acredito muito em reincarnação e você mencionou que aborda esse tema também no livro. Apesar de romance não ser meu ponto forte fiquei curiosa com o enredo desse livro principalmente entender o porque de Alix ganhar como herança esse um ano na casa e quais as provas de fogo que l casal vai ter que superar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu gosto muito desse tema de reencarnações, então foi isto que me chamou a atenção logo de cara. Gosto muito também desses romances que são construídos lentamente, parece que conseguimos aproveitar muito mais a história. Simplesmente amei essas fotos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Stefani,

    O livro não me chama a atenção pelo seu tema. Acho reencarnação uma coisa meio furada, então nunca leio e me sinto conectada com a história. Confesso que não leria por esse motivo e por ter sido superficial em algumas partes. Parabéns pela resenha!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto de romances fofos onde os personagens, mesmo os secundários são bem construídos. Eu tenho lido algumas resenhas do livro e tenho ficado encantada com o enredo. Esta dica já está anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, Stefani

    Eu acredito em reencarnação, mas sabe que nunca li um livro com essa temática? Ao contrário de você, gosto da capa, acho romântica, e não melancólica. Uma coisa que me chamou atenção é o fato dos personagens secundários serem bem desenvolvidos, uma história para ser boa não precisa ser 100% focada nos protagonistas.
    Não conhecia o livro e bateu aquela vontadezinha de ler...quem sabe no futuro?!

    ResponderExcluir
  13. Stefani amo ler livros de romance fofo, então tenho certeza que Amor Verdadeiro é mais que recomendado para a minha pessoa. Mais um livro que entra na minha lista de desejados. Amei a capa e a premissa, então mesmo com os pontos negativos que você apontou na resenha, acredito que vale a pena ler!<3
    Beijos e até logo! \o/

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto de romances clichês mas não muuuuito clichês. Achei a premissa bacana e gostei da personalidade da Alix, personagens inocentes que conhecem um cara bonito e rico acho que já deu. Também fiquei curiosa em relação ao mistério da Valentina, uma pena não ter sido bem desenvolvido.
    Ótima resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Desde que vi o lançamento da obra, fiquei muito curiosa para conferir a trama.
    Tenho um pé atrás também em relação a reencarnações, mas fiquei intrigada para saber mais sobre o que Alix e Jared irão descobrir enquanto estão juntos e também quero saber mais sobre a família deles.
    Fiquei um pouco chateada em saber que tem alguns pontos negativos como partes superficiais, mas ainda assim creio que arriscarei a leitura.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir