25 novembro 2016

Resenha - Amor de cordel



Aos 38 anos de idade, Carolina Borges achava que tinha a vida perfeita. Casada com Miguel, era feliz mesmo sem ter realizado o sonho da maternidade. No entanto, a convivência com o marido e seu bom desempenho profissional a deixavam satisfeita e segura. O destino lhe prega uma peça e, sem esperar, ela vê sua vida se modificar significativamente. Seu casamento chega ao fim, e sua carreira como terapeuta ocupacional, que sempre lhe proporcionou alegrias, passa a torturá-la. Isso acontece quando o jovem arquiteto Alexandre Bastos entra em seu consultório pela primeira vez, despertando em Carol sentimentos conflituosos que a farão repensar seus valores e a obrigarão a sair de sua zona de conforto para se arriscar em terrenos desconhecidos que poderão colocar em risco sua própria vida. Permeado por traições e intrigas, Amor de cordel é um romance contemporâneo que traz à tona assuntos do universo feminino, além de despertar a paixão até nas mulheres mais modernas e independentes.

Título: Amor de Cordel
400 páginas || Skoob || Editora: Pandorga || Cortesia: Liliam Comunica || Onde Comprar









Carolina não tem do que reclamar da vida. Tem um emprego maravilhoso, uma casa decorada da forma que ela desejou, um marido que além de amigo, é um ótimo amante. Se fosse para reclamar, seria a falta de ter um filho, que infelizmente nunca pode, mas lida bem com a situação, dando muito amor, e enfoque para aquelas coisas que lhe fazem tanto feliz. Tudo é perfeito, até que não é mais.

“As palavras dele ficaram se repetindo na minha mente e mesmo assim eu não conseguia entender o que ele estava dizendo. Depois de catorze anos juntos ele estava falando que não me amava mais? Que estava apaixonado por outra mulher? Não consegui dizer nada, estava atônita.”

Inesperadamente seu marido pede o divórcio, ela tem que se mudar para uma apartamento que precisa de reparos, e como se não bastasse, sua família não aceita o fim do seu casamento. Carolina pula de um mundo colorido para um cinza, seu único consolo está no seu trabalho como terapeuta ocupacional, uma vez que, para ela, lidar com as dores de pessoas estranhas é melhor do que lidar com suas dores.

"O que de fato eu sentia por aquela mulher era inveja; não da sua juventude ou beleza, mas do fato de ela poder estar com o homem pelo qual estava apaixonada. O motivo maior para nutrir um sentimento tão ruim por aquela desconhecida era por eu também estar apaixonada, mas, diferentemente da minha rival, eu não podia viver esse amor."

A última coisa que ela desejava era se envolver com um homem, e muito menos, com um mais novo que ela. Quando o arquiteto Alexandre Borges entra no consultório, ela nem poderia imaginar que as consultas se tornariam cada vez mais pessoais, e o desejo cada vez mais forte. Agora Carolina precisa decidir se assume esse novo amor, ou luta para que mais uma vez não sofra.


[- Minhas Impressões -]

Amor de cordel poderia muito bem ter começado com um "Era uma vez" pois é bem o estilo de contos de fadas, com recomeços e amores sem fim. Mas ao contrário do que eu esperava, a estória não me cativou. Não ligo em ler estórias clichês e com finais previsíveis, mas o livro, de certa forma, abusou deles.



A estória é narrada em primeira pessoa pelo ponto de vista da Carol, o que pra mim já um ponto negativo. Nunca vi uma personagem tão contraditória como essa, ao mesmo tempo que ela é forte, determinada e focada, também é cheia de inseguranças e traz questionamentos de uma mulher anos mais jovem, o que me fez questionar a idade que a personagem realmente possuí. Mas ela não é de toda ruim, só está passando por uma fase muito complicada, diga-se de passagem, por culpa dela mesmo. Carol ama tanto seu emprego que deixou de lado todos os outros aspectos da sua vida. Ela achava que tudo era perfeito, e quando deu-se por si, viu uma relação destruída e sem volta.

"Não tinha amigas, apenas algumas colegas no trabalho e outras na academia, mas ninguém em quem eu confiasse, meu porto seguro sempre foi meu marido, e agora ele queria a separação [...]" 

Acho que a maior qualidade da personagem é ser real. Quantas Carols não conhecemos? Aquela amiga que só pensa em si mesma, e vai perdendo aos poucos as coisas importantes da vida. Nesse ponto, a autora foi muito bem sucedida na estória, pois trouxe reflexões sobre o que realmente é importante, e se de fato as coisas que nos fazem feliz, também traz felicidade para as pessoas a sua volta. Só quando ela conhece Alexandre é que percebe o quanto as coisas desandaram, e dessa vez ela possuí a oportunidade de fazer diferente.

Mas também teve vários aspectos que tornaram a leitura um tanto irritante. Não gostei da forma estereotipada que o livro faz sobre o sexo masculino com frases do âmbito de "mesmo sendo homem, a casa é arrumada", ou "ele é homem, mas se lembra de datas", coisas desse gênero. Não curto desvalorização de nenhuma forma, e ela ser uma mulher de 38 anos que fica a todo momento colocando sua auto-estima no chão, não me agradou.

“Não importa o que eu sinto, o que importa é que eu sou sua terapeuta, sou mais velha que você doze anos e nós somos de mundos completamente diferentes.”

Em contrapartida a autora trouxe algumas situações bem atuais, o que pra mim, foi o que fez com que o livro tenha valido a pena. Ela aborda o preconceito de uma relação entre uma mulher mais velha, com um homem mais novo, como também a superação e recomeço depois de uma relação de 14 anos. Foi tudo tratado com muita naturalidade, tornando as situações reais.

A parte física do livro ficou sensacional. A capa está lindíssima e traz uma maturidade por ser uma relação de uma mulher madura. Internamente também está sensacional, com folhas amarelas, letras e espaçamentos em ótimo tamanho para se ler. Encontrei alguns errinhos ao decorrer da leitura, mas nada que atrapalhasse.

“[...] todos os meus receios caíram por terra e eu disse a mim mesma que não importava o que iria acontecer no dia seguinte, mas eu me entregaria àquele jovem como nunca tinha feito com homem algum até então.”

No geral Amor de Cordel é um romance bacana, mas que não agradará a qualquer um. A estória possuí seus altos e baixos, mas pra mim a experiência foi positiva, e mesmo não tendo a idade da personagem, é algo bem atual e fácil de encontrar, o que faz com que nos identifiquemos. Recomendo para aqueles que desejam ler que vão com calma e sem expectativas, aproveitem aquilo que está sendo oferecido, garanto que será muito mais prazeroso ao ler.

14 comentários:

  1. Gostei muito de sua resenha, ganhei o livro em um sorteio e já sabia que sua leitura iria deixar as pessoas divididas. Deixei para ler o livro no próximo ano, já que esse final de ano, está sendo fácil como leitora. Atualmente não estou conseguindo embarcar nas leituras.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu também já fiz essa leitura e gostei bastante do desenvolvimento da história. Sendo uma história contemporânea, o leitor acaba se surpreendendo bem diante das cenas e dos elementos retratados. Realmente nao agrada a qualquer um, mas particularmente gostei por srt mais realista.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Ahh que pena que vc não curtiu muito a história. Eu me identifiquei com a Carol e acho que podemos ser fortes e esconder um lado inseguro. Eu não li o livro, mas você se expressou tão aoa fazer a resenha que de verdade eu consegui entender a complexidade da personagem, porque acho que todos somos assim "meio" contraditórios, principalmente com algo inesperado. Pois veja bem, ela tinha uma vida perfeita jamais passou na cabeça dela uma separação já foi um choque e talvez por preconceito nunca se imaginou em um relacionamento com um homem mais novo, trabalho casa nova enfim, uma outra vida.
    Quero ler. rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Nossa que triste, eu já conhecia essa obra e inclusive li uma resenha nota cinco kkk,o que já era de se esperar,,bem diferente da sua. É realmente frustrante ver um personagem tão maduro com atitudes tão infantis com essa deve ser. Eu estou lendo um livro que a protagonista segue o mesmo caminho de Carol, as vestes eu realmente me pergunto sua verdadeira idade. Eu adorei a sua resenha,bem sincera. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste da leitura.. Ainda que pouco..!! ahah Pelo menos, teve algum valor e sentido para ti! :)

    EU não leria, porque não faz nada o meu estilo de livro... Contudo, acho que e bom que a parte física esta boa (concordo!!) e que traz assuntos atuais!! :) hehe

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh, apesar de gostar muito dessa sinopse, não curto romances com muitos altos e baixos, eu já tenho altos e baixos suficientes na minha vida e procuro em um livro uma história feliz e que me tire o folego, então não sei se leria esse livro. Gostei bastante das suas colocações na resenha, soube se expressar muito bem e isso me agradou bastante, ótima resenha!

    ResponderExcluir
  7. oie, stef, que pena que o livro teve esses pontos negativos. Eu me irrito com personagens que parecem pouco maduros e acho que as autorasprecisam prestar mais atenção nessas construções. Mas gostei de saber sobre as reflexões que o livro trazz sobre os recomeços e sobre a diferença de idade nos relacionamentos. Não é uma leitura que tenha me chamado atenção, mas quem sabe um dia.

    ResponderExcluir
  8. Eu li uma resenha que diz a mesma coisa que você sentiu, que não é 100% pelas questões que você descreveu, que em alguns momentos irritam, mas que tem seu charme. Eu iria me sentir da mesma forma que você, já que na sinopse mesmo me vem algo que eu já não curtiria muito sabe.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  9. O fato da história não ter te cativado e você ter considerado que ela abusou de clichês já me deixou com um pé atrás. Ela já não tinha chamado minha atenção pela sinopse, e saber que a protagonista é contraditória me desanima mais ainda a ler, complicado uma narradora dessas. Agora o que realmente me fez desistir foram as coisas que te irritaram e me enlouqueceriam, essa visão estereotipada do homem e a protagonista colocando sua auto-estima no chão.

    ResponderExcluir
  10. Olá ♥
    Já lembro de ter visto esse titulo em algum lugar, a premissa é boa, mas pelo que li em sua resenha a autora meio que se perdeu no caminho.Acho que não ia conseguir me simpatizar com essa personagem, mas fiquei curiosa para saber um pouco sobre sua estória é por que do divorcio, creio que tem algum motivo bem plausível para isso.A capa eu não gostei, pode ser que tenha algo a ver com a estória, mas não me encheu os olhos. Que pena que a leitura não foi tão boa assim. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nao conhecia esse livro ainda e que ele não chamou muito a minha atencao, sabe? Eu até gosto bastante de alguns cliches, mas saber que esse livro exagerou neles me desanima. Alem disso, não gostei da protagonista ser contrafitoria. Enfim, aprsar de alguns pontos positivos que voce destacou, eu dispenso a leitura.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Fiquei balançada de saber que a leitura pode não agradar qualquer um... :( Que pena saber disso, eu estava bem empolgada pela leitura, mas pelo jeito, posso me decepcionar. Bem, vou ler, pois recebi a obra, mas já sei que é bom ler sem muitas expectativas. Vamos ver! rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e não tenho a mínima vontade de ler.
    Não me agradou saber que o clichê foi um abuso nesse livro, que foi feito comparações desse tipo com homens e que a personagem se desvalorizou. Entretanto, como você disse, a personalidade da personagem se aproxima muito do que temos na realidade e isso foi, para mim, o único ponto positivo da obra.
    Vou deixar a dica passar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Olá Stef, tudo bem?

    Nunca tinha visto nada a respeito do livro, se não me engano!

    Fiquei com vontade de conferir, pois estou me dando super bem nos ultimos tempos, não esperando muito dos livros que começo a ler.

    Gostei bastante da sua opinião! Obrigada pela dica (:

    ResponderExcluir