27 agosto 2015

Resenha - Ovelha



Ovelha


Este livro, estreia impressionante de um jovem e talentoso escritor, é o relato pecaminoso de um decadente. A história de um homem religioso e carismático, temente a Deus, mas amante insaciável de sua própria carne exótica, a carne de outros homens.Um pastor gay, casado com uma ex-prostituta, filho de uma fanática religiosa. Neurótico e depravado. E agora condenado.Internado no hospital, debilitado e com um segredo de uma tonelada nas costas, este personagem atormentado decide libertar-se de seus demônios e relatar seu drama.Num relato cru e sem censura, ele literalmente vomita seus trinta anos de calvário e charlatanice na cara da congregação (e de qualquer um que se interesse por um bom inferno). Sexo, paranoia, corrupção e destruição são os ingredientes tóxicos dessa obra provocante, polêmica e inovadora.




Livro: Ovelha - Memórias de um Pastor Gay
232 páginas || Cortesia: Geração Editorial || Skoob || OndeComprar


"No estado em que estou, quero apenas jogar os podres e ver se consigo manter em mim o pouco de normalidade que tenho."







Um pastor, filho de uma fanática religiosa, adorado pela esposa e pelos filhos, e gay.

Agora em um hospital, sendo consumido lentamente por uma doença que o denuncia, escreve um diário onde coloca todos os seus anos de pecado e charlatanice no papel, esperando ser perdoado por Deus ao relatar seus casos amorosos com outros homens, as vezes polêmico demais, mas o desculpem: é o efeito colateral de ser pastor, veado e estar morrendo.

Filho de uma mãe que se preocupava mais com a igreja que com os filhos e de um pai bêbado que foi encontrado morto, nu em um rio; o personagem desse livro teve uma base precária em sua formação. Era proibido de ler seus clássicos e não teve nenhuma informação sobre sexualidade, ouvia apenas que precisava ser homem, macho, ter família e ser bom pastor.

No diário que escreve ele conta suas primeiras experiências, o nojo e ódio que sentia de si mesmo por não ser “normal” e seus desejos mais profundos e pecaminosos aos olhos dos fiéis. Seus casos, seus amores, suas relações sexuais... Não poupa detalhes, não protege ninguém e nem a si mesmo, simplesmente coloca ali tudo o que gostaria de dizer na cara de sua mãe, de suas ovelhas, de Deus até...


Cansado de mentiras, mas um mentiroso nato, nosso personagem é confuso, diferente e contraditório. Bem construído, mas que por vezes causa certo desconforto no leitor, pelo menos foi o que aconteceu comigo. Gosto de personagens assim, que são diferentes e me tiram da zona de conforto; que me fazem pensar durante a leitura e principalmente fora dela. Mas aconteceu de terem momentos que eu já não entendia os propósitos dele, que eu já não colocava mais a culpa em sua base familiar, em sua mãe sem escrúpulos, e começava a duvidar da veracidade dos fatos narrados.

Não foi uma leitura rápida. Eu fiquei presa em algumas partes da leitura, remoendo o que tinha acabado de ler e tentando ao máximo entender o personagem. Isso me fez perder um pouco o ritmo e acabei ficando uma semana com Ovelha na minha mesa de cabeceira.

Definitivamente foi o livro que me fez pensar...

É uma narrativa em forma de diários e de forma não linear. São memórias de um pastor Gay, e isso quer dizer polêmica pura. Temas fortes são tratador e por vezes desconfortáveis. O autor cutuca a ferida de cada um que se aventure nessa leitura e ninguém sai ileso, ninguém sai sem uma mudança ou sem algo acrescentado na mente. Os fatos aqui são jogados, vomitados, o humor presente é negro e sarcástico, ácido.

O tema homossexualidade está presente em quase todas as páginas; mas outros também presentes são as relações familiares, o peso das mentiras e, principalmente, a religião. Aqui um pastor precisa pregar na igreja coisas que nem ele acredita, orar pela salvação de gays e lésbicas, quando sua própria alma está “condenada”.

O mais legal nessa leitura é que não precisamos concordar cem por cento com tudo o que lemos, e ainda conseguimos retirar vários temas para discussão. Não foi uma leitura muito fácil, mas esse parece ter sido o propósito do autor: fazer o leitor pensar, ter ideias novas.

As 3 últimas páginas foram as mais reveladoras, foram onde eu realmente pude me aproximar do personagem e conseguir formar uma opinião sobre ele. Eu gostei do livro, gostei da coragem do autor, e gostei mais ainda de ter sido desafiada a cada virar de páginas.


É um livro curto, desafiador e muito, mas muito polêmico!

A diagramação e revisão estão legais e não encontrei nenhum erro durante a leitura. A capa ficou linda, adorei esse título em dourado!


53 comentários:

  1. Oi Gabi, é a segunda resenha de Ovelha que eu leio hoje. Quero muito comprar esse livro e você só fez aumentar meu desejo haha. Bela resenha e belo blog, adorei. Você tem carinho ao escrever. Beijos.

    http://jardimdoslivrosdahelo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Heloísa! Muito obrigada!!
      Beijos

      Excluir
  2. nossa quando estamos pretse a morrer contamos tudo, (so acho)
    pq com ele seria verdade, fiquei curiosa pra saber como as pessoas que escutou a historia dele reagiu.

    ResponderExcluir
  3. Jesus Cristo, senhor, mas é demônio que não acaba mais, rs repreendido huahdaushaushaushai
    Quero muito ler esse livro pra ontem
    Nossa cara, quero muito, ver alguém que deixou o pecado vencer o amor de Deus e o sacrifício de Jesus na cruz deve ser algo dolorido demais, mas, tenho fé de que Ele se rendeu depois de todo o salário do pecado que acabou recebendo em si... Já que o salário do pecado é a morte e ele escolheu pecar, deve estar consciente de tudo o que está passando...
    Geeeeeeente que livro é esse hahahaha

    ResponderExcluir
  4. Um livro forte mesmo.
    Não conhecia, mas não sei se fiquei com vontade de ler, apesar que adoro os polêmicos.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Olá :) Amei, a resenha ficou ótima!! *-* Nunca tinha visto esse livro, essa é a primeira resenha que leio sobre essa obra, sem dúvida, o assunto é chamativo e polêmico, a proposta é diferente e interessante, entretanto, não fiquei com vontade de ler. rs :/ beijos!!!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  6. Ual! ainda não tinha visto esse livro e apesar de não ser um gênero que eu goste, fiquei interessada nele, na verdade curiosa

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Esse livro é bem forte e mexe muito com a minha religião. Pra mim isso tem muito haver com o lado espiritual e coisas que só que é evangélico entende. Mas fiquei interessada na história e assim que puder quero ler.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia, Suelen! É um livro muito bom.
      Beijos

      Excluir
  8. Um tema que está cada vez mais comentado, é um livro forte e mal visto pela maioria e acho que esses são os que mais ensinam, um livro assim é difícil digerir, você falou que demorou o período de uma semana para terminar. Bom confesso que não leria, por mais que tenha gostado da resenha e como a historia se desenvolve com lembranças escondidas e reprimidas, não me sinto preparada para pensar sobre a leitura depois.
    Beijoss <3
    http://proximapagina-pp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super entendo! Mas que bom que gostou da resenha :)
      Bjs

      Excluir
  9. Oii!
    Eu não conhecia o livro, mas a premissa me chamou muito atenção. Deve ser uma leitura muito reflexiva tanto da parte de quem está imerso na religião, quando de quem está por fora. Espero muito poder fazer a leitura, tive a impressão de que irei me surpreender.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro bem reflexivo sim, Rê, pois o personagem é bem questionador e diferente...
      Espero que leia e curta bastante :D
      Beiijos!

      Excluir
  10. Eu quero ler esse livro, é a segunda resenha que vejo sobre ele hoje e a sua ficou bem apresentável. Adoro obras polêmicas e que mexem com nossas verdades.

    ResponderExcluir
  11. Oiieee
    Não me importo de ler livros com personagens gays mas este me deixou com a impressão de passar uma ideia errada e até negativa dos evangélicos, posso até estar errada.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é um livro pra ser levado totalmente a sério, Jéssica! Tem bastante humor no livro e momentos tensos. O autor procura falar mais sobre a opressão da igreja evangélica e do preconceito MUITO presente entre as "ovelhas", e em como tudo isso afeta a vida do personagens. Acho que só lendo mesmo para entender a mensagem real que o livro transmite.
      Bjs!

      Excluir
  12. Olá!
    Esse me parece um livro forte e no momento procuro leituras mais leves, divertidas.
    Quem sabe futuramente? Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas é uma baita dica, viu! Adoro esses livros polêmicos que as pessoas não sabem se "podem" gostar ou não; e que bom que você conseguiu apreciar a leitura e refletir com o conteúdo.
    Já anotei aqui. Xx.

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se interessou pela leitura, Fernanda. Espero que goste bastante :D
      Beijos

      Excluir
  14. Li sobre este livro em outros blogs, mas infelizmente não é o tipo de trama que me envolve sabe? É um livro muito forte!
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Gostei da sua resenha, mas sobre o livro ainda estou dividida. Me despertou bastante curiosidade, mas não sei se leria. Eu tento ao máximo evitar livros com alguma temática religiosa, pq sempre discordo deles. Rsrsrsrrs

    ResponderExcluir
  16. Oie Gaby, tudo bem?
    Essa é a primeira vez que leio algo do livro. Fiquei super instigada com a premissa do livro e com certeza leria se tivesse a oportunidade.

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Gaby!
    Com toda certeza esse é um livro polêmico e de certa forma desconfortável. A história chama atenção e parece ser muito forte mesmo, não sei se leria, pelo menos não por enquanto...
    Beijos
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá
    nossa, achei muito top a temática do livor, bem diferente, eu fiquei muito interessado nele, o escritor arriscou-se nesse livro, e parece que fez um baita de um sucesso, espero poder comprar-lo em breve
    bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Gabrielly, tudo bem?

    Gosto muito de livros que abordam essa temática da homossexualidade. Entretanto, não sei se gostaria muito desse. Acho que iria ficar absurdamente irritada com o personagem, a forma que ele agiu e tudo o mais, e pelo que você disse, em determinado momento a gente começa a se questionar se realmente a forma que ele age é porcausa de toda bagagem familiar e pela profissão dele e em que acredita. É um livro polêmico e com certeza nos faz refletir e questionar muita coisa, mas por ora, acho que não leria.

    Adorei a diagramação, essa capa é muito bonita, parece ser de couro, o que combina perfeitamente, já que o livro é escrito em forma de diário.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Não conhecia o livro, mas achei a premissa bem interessante. Entendi que era uma história real, posso estar enganada, mas só o fato de ter vários temas polêmicos já me fez querer ler. A resenha está muito bem feita, parabéns.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi.

    Eu tenho a oportunidade de ler esse livro, porém, escolhi não ler. Bom, comecei a ler o primeiro capitulo e vi que seria algo muito forte e tal e por essa razão o deixei de lado. Creio que me irritaria muito ao ler a trama.


    Beijos
    http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    É a primeira vez que ouço falar desse livro, parece bastante polemico, isso geralmente é bom, livros assim quebram tabus e fazem história... porém, lendo um comentário a cima percebi que ele está afirmando um novo esteriótipo. Por que sempre o evangélico? Ok, sem polemicas por aqui, as do livro são suficientes rsrs.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Oi ^^

    Já tinha visto este livro, mas não tinha lido resenhas sobre ele.
    Desde o início eu fiquei curiosa, o título em si despertou toooodo o meu interesse.
    Gostei de saber um pouco sobre ele e acredito que terei uma ótima experiência ao lê-lo!

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Gaby, o livro tem uma história bem polêmica.
    Não tenho nenhum problema com os temas abordados, mas simplesmente a história não me chamou atenção.
    O jeito que você falou dele não me despertou interesse.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  25. oi ^^
    essa é a primeira resenha que eu leio desse livro, mas a premissa não é nenhum pouco interessante pra mim =/ como não faz meu estilo eu passo a leitura, mas que bom que vc gostou.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  26. Oi, flor!!!
    Quero ler esse livro desde que vi seu lançamento. E não é por sua polêmica, mas sim pelos temas e pelo modo como o personagem parece confuso, contraditório, humano. Tudo o que a sua resenha destacou sobre Ovelha me atraiu, haha, Eu gosto muito quando há enfoque sobre o desenvolvimento dos padrões de comportamento dos personagens: a mentira, a orientação sexual... Com certeza, pretendo ler.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Gaby!!
    Nossa, adorei a história do livro! Quero ler agora, comofaz? hahaha
    Quero muito ler e saber o que o padre tem para nos contar, fiquei bem interessada pela história!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  28. Oi, Gaby, tudo bem?
    Eu não sou fã de livros polêmicos, ainda mais se eles são relacionados a igreja. Gosto mais de livros de ficção elo fato de que o que acontece nele é realmente ficção. Livros como o do pastor me fazem perder a fé na humanidade rs
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Gosto de livros polêmicos que nos param pra pensar.
    Esse livro com certeza é um desses. Ainda bem que é fininho porque um livro grosso pra elle seria polêmica pura. Não conhecia o livro, mas como adorei sua resenha com certeza vou ler mesmo vc faando que parou em algumas partes bjs

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Realmente é uma leitura polêmica,a princípio neguei veementemente a leitura,mas estou repensando. Mesmo que a premissa não me agrade,gosto de ler histórias que levem a pensar e refletir,que me façam vencer meus preconceitos literários.

    Gostei muito da sua resenha,me fez repensar se lerei ou não....

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  31. Oii, tudo bem?
    Hum, com certeza é um livro polêmico, é verdadeiro mesmo?
    Fiquei curiosa para ler, não é um tema que vemos todos os dias não é. Mas fiquei meio receosa, espero um dia conseguir ler.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  32. Olá,
    O escritor é nacional? Parece pelo nome. Enfim, soa como uma leitura interessantíssima. Trata-se de um tema ainda pouco discutido, que a homossexualidade velada pelo religioso, o que, muitas vezes, fazem com que, como este personagem se escondam na própria instituição religiosa que o condena para se proteger, dos outros e da culpa que ele mesmo se incumbiu, acreditando ser algo de ruim.

    Beijos,
    Miss Sorrisos Blog
    Twitter|Wattpad|Instagram


    ResponderExcluir
  33. Sempre tive curiosidade em ler esse livro, acho o título bem chamativo e polêmico. Adorei sua resenha, parabéns!

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Olá...
    Essa história me parece ser muito polêmica e forte, não gosto muito desse tipo de livro, por isso não o leria. Gostei bastante da sua resenha, mas infelizmente não dá pra mim.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  35. Oi, tudo bem?
    Não sei se leria o livro, geralmente não leio livros com temas polêmicos...mas par quem gosta é um ótimo livro...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  36. Oi oi!
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e cada vez mais quero lê-lo!
    Eu gosto muito do tema homossexualidade, acho que tem que ser mesmo discutido, e colocado nesse contexto, um pastor sendo gay, aí é polêmica pura e só me instiga mais e mais!
    Espero poder me aventurar nas lembranças do pastor em breve, confesso que apesar de saber que não vai ser uma leitura fácil, estou ansiosa...
    Beijos, amei sua resenha!

    ResponderExcluir
  37. Olá, Gabrielly!
    Nunca tinha ouvido falar dese livro, achei a capa muito bonita, mas a história não chamou muito minha atenção. Excelente resenha!
    Abraços,

    Tony

    ResponderExcluir
  38. Oi, Gaby, tudo bem? Ainda não conhecia o livro, mas fiquei super interessada. Ele possui uma premissa mais nova e inteligente, que não estamos acostumados a ver em livros por ai.
    Além de ter um personagem polêmico e que nos tira da nossa zona de conforto. Acho que esse é o livro que eu adoraria ler.
    Adorei a resenha! Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  39. Olá! Estou morrendo de curiosidade de ler esse livro. Primeiramente, admiro a coragem do jovem autor de falar sobre um tema tão polêmico. Acho que isso é essencial e deve ser uma obra que promove muitas reflexões e quebra paradigmas. Deve ser um tapa na cara de muitas pessoas. Preciso conferir haha Beijos!

    ResponderExcluir