últimas resenhas

Resenha - As Outras Pessoas


Título: As Outras Pessoas
Autora: CJ.Tudor
Editora: Intrínseca
N° de páginas: 304
Skoob
Onde comprar: Amazon
Uma menina pálida em um quarto branco. Mãe e filha em fuga, numa corrida desenfreada e sem destino. Uma garçonete de beira de estrada aprisionada na monotonia dos seus dias. E um pai que perde esposa e filha de maneira brutal e sem explicação. As histórias que se entrelaçam em "As outras pessoas" são peças de mais um quebra-cabeça sombrio e cheio de mistérios criado pela escritora C. J. Tudor.

Gabe é o pai desesperado que, consumido por uma esperança doentia, conduz a trama do livro enquanto guia seu carro pelas estradas em busca da filha. Ela, assim como a mãe, foi dada como morta num crime não solucionado. Mas ele tem certeza de que não foi bem assim. Apesar de todas as provas que o contrariam, o homem que fez da angústia sua melhor amiga jura ter visto a filha viva em um carro desconhecido, parado à sua frente num engarrafamento logo antes de voltar para casa na noite em que perdeu sua família. Três anos depois, Gabe não tem rumo. Continua dirigindo obsessivamente pelas rodovias, tentando encontrar um caminho que o leve à solução do mistério.

 



Em ''As Outras Pessoas'', acompanhamos o personagem Gabe à caminho de casa onde ele enfrenta um congestionamento em uma rodovia bastante movimentada, mas só que surpreendentemente ele se depara com o rosto de uma garotinha no banco traseiro de um carro velho e cheio de adesivos. De repente, ele ouve a criança gritando ''PAPAI'' e a acha muito parecida com sua filha Izzy. Claro que ele sabe que ela está segura em casa com sua mãe.

''Ela não podia estar num carro estranho, sendo levada sabe Deus para onde, sem nem estar presa em segurança numa cadeirinha.''
''Gabe tentou convencer a si mesmo, devia estar errado. Só podia estar. Não tinha como ser Izzy. Impossível. Por que diabos ela estaria naquele carro? Ele estava cansado e estressado. Estava escuro. Devia ser alguma outra garotinha parecida com Izzy. Muito parecida com Izzy.’’

Mas para ter certeza, ele tenta se aproximar do carro da frente para ver melhor e para seu azar ele acaba fugindo em meio ao trânsito e mesmo que tente segui-lo, não consegue, pois o carro consegue escapar na escuridão. 


Então, para ficar mais tranquilo, resolve parar em um posto próximo para fazer uma ligação para sua casa e saber se sua família estava bem. Só que infelizmente as notícias não são nada boas; ele congela quando uma detetive atende sua ligação e lhe diz para que volte para casa, pois se tratava de sua esposa e de sua filha que foram mortas após uma invasão em sua casa.

''Uma longa pausa. Um silêncio pesado e abafado. O tipo de silêncio, pensou ele, que transborda de palavras não ditas. Palavras prestes a destruir completamente a sua vida.''

Gabe não conseguia crer no que estava acontecendo, pois acabara de ver a sua filha em um carro suspeito, mas por mais que insistisse no que tinha visto, ninguém acreditava. Ele só tinha uma coisa em mente, faria de tudo para reencontrar sua Izzy novamente. 

''Estar desaparecido é diferente de estar morto. De certa forma, é pior. A morte oferece um fim. A morte dá permissão para o luto. Estar desaparecido é estar num limbo. Preso num lugar estranho e desolado onde a esperança brilha fraca no horizonte, e o desespero e a angústia espreitam como abutres.''

Temos um avanço no tempo e passados três anos, Gabe ainda não havia se conformado com a morte de sua família, principalmente de sua filha que acredita com todas as forças que ainda estava viva em algum lugar. Então, por isso, ele persiste em procurar o carro cheio de adesivos que se perdeu nas rodovias movimentadas e aproveitando também para parar em postos próximos para entregar folhetos com a foto de sua Izzy para que de alguma forma as chances de encontrá-la aumentasse. 

''Apesar do que todos acreditavam, ele sabia que havia ocorrido um erro. Um erro terrível.''

Com o passar do tempo, ele acreditava que não havia feito o suficiente para encontrar Izzy, até que um amigo que conheceu em um desses postos de estrada, lhe diz em uma ligação que encontrara o carro velho e cheio de adesivos que estava procurando dentro de um lago, e para piorar, com um corpo dentro do porta-malas. E além disso, Gabe acaba encontrando uma pista que fará com que ele comece a montar o quebra cabeça de tudo que aconteceu anos atrás. 

Mas será que a criança que ele viu é realmente Izzy como acredita que seja? Ou será tudo parte de sua imaginação? Isso e muito mais vocês terão que descobrir lendo esse livro.



[- Minhas Impressões -]

Quando o livro chegou pelo Clube Intrínsecos, confesso que fiquei bem surpresa e muito feliz ao recebê-lo, pois até então não havia tido a oportunidade de ler nada da autora CJ.Tudor, principalmente porque eu tinha um certo receio. Mas, essa obra em especial me fez mudar completamente de ideia e lhes garanto que é uma história no qual vocês terão que ter bastante atenção para montar os diversos quebra cabeça junto do personagem Gabe durante as suas descobertas. Terão que prestar muita atenção também aos outros personagens que vão surgindo durante as páginas, pois além de guardarem muitos segredos, eles também são uma peça muito importante no qual tudo vai se encaixando no fim dessa obra simplesmente incrível.


Eu confesso que adorei a maneira como a autora desenvolveu a trama desse livro, pois ele é bastante dinâmico e cheio de reviravoltas. Achei a narrativa bastante envolvente e fico muito feliz mesmo de ter tido a chance de fazer essa leitura, pois me deu mais vontade de conhecer as outras obras da autora, que com certeza devem ser também maravilhosos. 

Além disso, a leitura para mim foi muito gostosa com seus capítulos curtos e o melhor de tudo foi quando as revelações começaram a surgir, porque foi realmente surpreendente e acredito para quem gosta de um livro cheio de mistérios e segredos, não pode deixar de ler essa obra.

E não posso deixar de comentar aqui que vi algumas semelhanças ao livro de A Corrente do autor Adrian McKinty, por conta do enredo que foi escrito, mas as histórias não tem nada haver uma com a outra. Algumas pessoas podem até acharem parecidas também, mais fiquem tranquilos, pois apesar da ideia ter sido quase a mesma, não tem nada haver!


Outro ponto desse livro que curti bastante foram alguns momentos que me fizeram refletir, pois diversas vezes é citado no livro sobre as coisas ruins que acontecem na vida de uma pessoa. Como isso pode estremecer a vida de familiares e amigos e ainda pensarem que algo assim nunca poderia  acontecer em suas vidas até que realmente algo ruim venha a acontecer quando menos se espera.

“Achamos que tragédias só acontecem com as outras pessoas. Até acontecerem com a gente.’’
“Tentamos não pensar na morte. E se pensamos, a consideramos distante e abstrata. Nunca achamos que ela vai nos pegar de surpresa em nossa garagem numa tarde de fim de primavera. Assim como nos convencemos de que a tragédia nunca vai nos atingir, porque somos de alguma forma especiais e imunes. O pior só acontece com outras pessoas.’’

A Vingança também é algo bem presente aqui através da obscura DarkWeb, onde coisas ruins podem acontecer e não ter a chance de voltar atrás com sua decisão.

“-Quem são essas pessoas?
- Todo mundo, qualquer um. É claro que existe alguém organizando as coisas, mas em geral são pessoas normais procurando uma forma de aliviar a dor e a perda. O site se aproveita disso. E uma vez que você entrou, já era.’’

E por fim, os dramas familiares e muitas outras questões que são interessantes e no qual vocês descobrirão durante a leitura. Por isso, é importante que vocês adquiram essa obra assim que puderem para tirarem suas conclusões, pois tenho certeza que a grande maioria vai gostar muito dessa trama e vai se envolver tanto como eu me envolvi.



Quanto à diagramação, eu estou sem palavras. Simplesmente amei a edição capa dura azul da Intrínsecos e também pude perceber que a revisão está muito boa, pois não encontrei nenhum errinho em quanto lia. A fonte é de um tamanho confortável para leitura e o mais legal desse clube é ler um novo livro antes de todos a cada começo de mês. Valer super a pena!

O livro “As Outras Pessoas” é SENSACIONAL.
RECOMENDO sem dúvidas nenhuma! Um dos melhores de 2020 pra mim =D







Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário