23 janeiro 2018

Resenha - Se Nada Der Certo Até os 30, Você Se Casa Comigo?


Título: Se Nada Der Certo Até os 30, Você Se Casa Comigo?
Autora: Karina Halle
Editora: Única
Páginas: 304
Skoob
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

Era para ser só uma promessa de dedinho... Linden McGregor é alto, robusto e incrivelmente bonito, um piloto de helicóptero com sotaque escocês e charme de sobra. Stephanie Robson é bonita, engraçada e uma mulher de negócios ambiciosa – e irresistível. Os dois são melhores amigos desde sempre, mas alguns relacionamentos não podem ser classificados ou domados depois que surge a primeira faísca de desejo. Aos seus vinte e poucos anos, cansados do drama de suas tentativas amorosas, Steph e Linden resolvem fazer um pacto, uma promessa de dedinho: se casariam um com o outro se nenhum dos dois estivesse em um relacionamento sério quando chegassem aos 30. Naquele momento, entre uma cerveja e outra, essa ideia lhes pareceu um jogo divertido, no entanto, com os anos se passando e amantes indo e vindo de suas vidas, o pacto começa a lhes cobrar uma resposta. Sexo será inevitável. A amizade será testada. Seus corações estão preparados? O pacto está prestes a mudar tudo!



Sabe aquele livro que te cativa desde a sinopse e você tem certeza absoluta que vai adorar a leitura? foi isso o que aconteceu comigo, uma pena que o livro não superou minhas expectativas e acabou sendo uma completa decepção.

A história começa a se desenvolver com os personagens já adultos, Linden e Stephanie são melhores amigos e se conheceram a alguns anos, quando trabalhavam no bar, desde o começo já havia uma certa atração entre os personagens, porém ela namorou o James melhor amigo de Linden e que depois do fim do relacionamento deles, se tornaria seu amigo também.

Agora ambos estão com 25 anos e depois de beberem muito resolvem criar um plano B, no caso de seus relacionamentos amorosos não darem certo, a promessa era o seguinte: se ambos estiverem solteiros aos 30 anos, irão se casar, Steph não leva a promessa muito a sério, afinal eles estavam bebendo e tudo não passava de uma brincadeira. 

“Em cinco anos, todos os namoros e conflitos podem terminar. Em cinco anos, existe a mínima possibilidade de que eu possa me casar com meu melhor amigo. Eu me pergunto se cinco anos é tempo suficiente para eu mudar de ideia.”

No decorrer do livro iremos acompanhar a história dos personagens nesses 5 anos que se passam até eles chegar aos 30, os relacionamentos, os problemas e as desilusões amorosas. Claro que como qualquer premissa clichê, tem aqueles desencontros, de quando um está solteiro o outro está namorado e vice-versa.

Steph é uma mulher linda, determinada e bem ambiciosa, ela é administradora de uma loja, mas seu sonho mesmo é abrir uma butique de roupas e fazer muito sucesso, ela tem uma personalidade forte é dona do seu próprio nariz e adora sair e se divertir bebendo com os amigos e tendo encontros de uma noite só.

Linden McGregor é escocês e é conhecido como um homem galinha, porém depois de muitos anos tendo encontros e relacionamentos sem sentido, sente que enfim está pronto para deixar essa fase para trás, por isso ele resolve fazer o pacto com a Steph e fazer assim seu plano B para o futuro.


[ - Minhas Impressões - ]

Quando comecei a leitura desse livro tinha altas expectativas, porém me decepcionei horrivelmente. Começando pela história, a premissa é bem clichê, até aí não há nenhum problema, se não fosse o fato da autora insistir em continuar nas mesmas coisas, um exemplo disso são os desencontros, quando começou a acontecer de um está solteiro e o outro não, foi legal e ouso até dizer intrigante, porém com o passar das páginas e consequentemente dos anos, foi se tornando chato e bem cansativo. 


Os personagens são interessantes, em especial Linden, ele é bonito, charmoso e tem um sotaque escocês matador. Steph é uma mulher interessante e digna de admiração nas primeiras cem páginas, porque depois disso, sentir como se ela tivesse perdido a fé que tinha em si mesma, ela passou a depender de outras pessoas para se sentir querida, ao ponto de manter alguns relacionamentos amorosos só para não estar sozinha. 

“Desde quando não tem problema desejar o melhor amigo? Não é esta a melhor pessoa para se desejar? A pessoa que te conhece por dentro e por fora. A pessoa que te viu no seu pior e no seu melhor e que mesmo assim quer estar com você. A pessoa que acredita em você e te protege, haja o que houver.” 

Esse é livro com uma leitura mais madura, os personagens falam abertamente de sexo e de seus envolvimentos amorosos, porém, preciso ressaltar alguns pontos que me incomodaram nesse linguajar, o primeiro foi os termos utilizados para definir os órgãos sexuais e um deles foi "xoxota" sinceramente né? outro ponto foram os palavrões fora de contexto e sentido, eu não sou nenhum puritana e confesso que até gosto quando os personagens tem uma boca suja, mas, tudo tem que estar dentro de um contexto e não foi bem o que aconteceu aqui. 

A narrativa é feita em primeira pessoa, alternando entre ambos os personagens, o que seria um ponto bem interessante se eles agissem conforme sua idade, uma pena que novamente não aconteceu, o engraçado é que em determinado ponto do livro eles até comentam sobre isso, mas enfim, o drama em demasia me deu nos nervos. 

Um ponto positivo em tudo isso, foi a amizade e a cumplicidade mantida entre os personagens, foi bonito acompanhar o amor se desenvolver entre eles e perceber que as vezes encontramos a amor de nossas vidas em amizades e não nos damos conta disso. A autora sem dúvida passou uma bonita mensagem a esse respeito, uma pena que não funcionou para mim, no restante do livro.


Se Inscreva e Participe!!!

6 comentários:

  1. Também sou fã de um bom clichê, mas cá entre nós, precisava mesmo usar estes termos bem baixos?rs
    Sei lá, mas pelo que li acima, não cabia no contexto do livro.
    Como não conhecia o livro, talvez eu acabe lendo ele em um outro momento. Até para tirar minhas próprias conclusões!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Marlene!
    Uma pena que um livro com personagens tão bem definidos através da visão dada pela autora, onde podemos conhecer seus passados e a grande amizade que os une e posivelmente um futuro romance, não funcionou para você...
    Mas como gosto demais de romances mais adultos, queria poder ler.
    Desejo uma semana produtiva e abençoada!
    “Bem aventurados os que mudam suas atitudes sem esperar um ano novo.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Your Post topic is very unique and all information is reliable for new readers. Thanks

    ResponderExcluir
  4. Oi Marlene!
    Só de ler a sinopse eu já fiquei interessada em ler, msm que seja mais um livro clichê, eu adorei pois nunca tinha ouvido flar del, o enredo me chamou bastante atenção, vou tentar ler em breve...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. A sinopse e o título me chamaram atenção Gostei da sinopse do livro e eu já tinha ele adicionado na minha lista de desejos mas tinha até esquecido dele pretendo ler e logo em breve a ideia do livro É bem interessante

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marlene!
    Eu amo um clichê, mas acho bastante negativo a autora ficar insistindo nas mesmas coisas, com certeza isso torna o livro cansativo... O linguajar desse livro é algo que também acho bastante negativo, como você não sou puritana mas isso é algo que me incomoda. Ah, uma mocinha que depende de outras pessoas para se sentir querida?! Sinceramente não gosto de personagens assim, prefiro personagens fortes, determinadas, independentes... Por isso não vou nem arriscar a leitura de Se nada der certo até os 30, você casa comigo?. Abraços!

    ResponderExcluir