15 janeiro 2018

Resenha - A Faca Sutil


Título: A Faca Sutil #2
Autor: Philip Pullman
Cortesia: Suma de Letras / Cia das Letras
Skoob / Goodreads
Páginas: 288
Onde comprar: Amazon / Livraria Cultura

Perdida em um mundo novo, Lyra Belacqua encontra Will Parry — um fugitivo que logo se torna um aliado mais que necessário. Pois este novo mundo é povoado por Espectros sugadores de alma, e no céu as feiticeiras disputam espaço com anjos. Will procura pelo pai, um explorador desaparecido há anos, e Lyra busca a origem do Pó. No entanto, o que os dois encontram é um segredo mortal e uma arma de poder absoluto, capaz de decidir o resultado na guerra que se forma ao redor deles. O que nenhum dos dois suspeita é do quanto suas vidas, seus objetivos e seus destinos estão conectados... até que precisam se separar. A faca sutil é a viciante sequência de A bússola de ouro, um clássico da fantasia considerado pela Entertainment Weekly “o melhor livro de todos os tempos”. A fantástica aventura de Lyra continua, levando o leitor a novos mundos, rumo a uma descoberta devastadora.





Resenha Anterior



(esta resenha não contém spoilers do livro anterior)

Will descobriu que havia algo errado com sua mãe aos sete anos, quando percebeu que a mãe estava sempre fugindo de algo ou alguém que não parecia existir. Desde então, ele passou a cuidar dela, aprendendo a fazer tudo o que podia em seus momentos de lucidez. Quando homens aparecem em sua casa com assuntos relacionados a seu pai, agora com doze anos, o perigo passa a ser real. Ele deixa a mãe com a sra. Cooper, quem ele confia que vai cuidar e mantê-la a salvo, e não tem outra escolha a não ser fugir à procura de seu pai que está desaparecido há mais de uma década.

Acidentalmente, Will encontra uma espécie de janela para um mundo que ele de alguma forma sabe que não é o seu. Decidindo atravessá-la, ele se vê em uma cidade deserta que pode ser o esconderijo perfeito até que encontra Lyra e seu daemon Pan, algo que não existe em seu mundo. Will ajuda Lyra a se disfarçar na Oxford dele para que ela possa descobrir mais sobre o Pó, mas o aletiômetro, o instrumento de ouro que recebera do reitor da Jordan, tem outros planos para ela.

Ela começava a sentir que ele (o aletiômetro) tinha diferentes estados de espírito, como uma pessoa, e a identificar quando ele queria lhe contar mais alguma coisa. E ele queria mesmo. O que disse foi: Você tem que se preocupar com o garoto. A sua tarefa é ajudá-lo a encontrar o pai. Se concentre nisso.


Enquanto isso, Serafina Pekkala, a feiticeira que ajudara Lyra anteriormente, encontra o daemon perdido de uma feiticeira que a sra. Coulter mantém como prisioneira a fim de descobrir a profecia por trás da existência de Lyra, pois as feiticeiras sabem que ela tem um papel importante a desempenhar no futuro próximo. Diante dos acontecimentos, Serafina decide reunir um grupo de feiticeiras para procurar por Lyra em outro mundo.

Lee Scoresby, o aeróstata que também participara da aventura anterior, parte à procura do dr. Grumman que todos acreditam ter morrido, principalmente após o lorde Asriel ter mostrado sua suposta cabeça aos catedráticos. Ele acredita que o dr. Grumman está vivo e pode ajudar Lyra em seu papel. Assim, todos partem em suas próprias buscas que podem acabar se cruzando e levar a algo muito maior do que esperam.



[ - Minhas Impressões - ]


Tem quem fale que o segundo livro é sempre o melhor das trilogias. Não sei se é verdade, mas neste caso eu sou obrigada a concordar. Pode ser que o último livro de As Fronteiras do Universo ainda me surpreenda, mas eu amei tanto A Faca Sutil que vai ser bem difícil superar. Se você começou a ler e não curtiu muito A Bússola de Ouro, meu conselho é dar uma chance para o segundo livro antes de desistir da série porque, gente, que livro foi esse?!

O livro começa já nos apresentando a história de Will. Eu estranhei um pouco pensando "quem é essa pessoa, eu tô lendo o livro certo?!", mas logo uma coisa se conecta na outra e, aqui entre nós, não tem como não gostar de Will. Uma criança de doze anos que foi obrigada a amadurecer muito antes do tempo. A aliança entre ele e Lyra só vem a somar e deixar a história ainda mais interessante, especialmente ao ver fatos do primeiro livro se entrelaçando com a continuação. Dá para sentir que foi algo planejado e não simplesmente criado ao acaso, o que pode ter sido, mas a impressão que fica é a de que o autor sabe exatamente para onde está nos levando, algo que eu valorizo muito nas narrativas.

Estava desconsolado. Mas então sentiu uma coisa muito estranha e enxugou os olhos com o dorso da mão direita para ver a cabeça de Pantalaimon em seu joelho. O daemon, em forma de lobo, erguia para ele os olhos cheios de tristeza e ternura, e então começou a lamber suavemente a mão da ferida de Will, várias vezes [...] Will não tinha ideia do tabu que no mundo de Lyra impedia que uma pessoa tocasse o daemon de outra.

A Faca Sutil é um livro de transição entre o início e o grande final, mas isso não faz dele menos importante. Aqui é possível ver as consequências do plano de lorde Asriel e conhecer algumas das realidades paralelas que são os "outros mundos" citados em A Bússola de Ouro. Essa pegada de fantasia misturada com ficção científica é o que torna este livro tão legal, na minha opinião. O autor traz um pouco da nossa realidade, mas ainda mantém a magia e ciência por trás de tudo.

O ritmo da narrativa é similar ao primeiro livro, mas a história em si se desenvolve de uma forma completamente diferente. Gosto muito de como o Philip Pullman insere as crianças no universo que ele criou, chegou até a me lembrar de O Senhor das Moscas. Não existe idade para esta série, ela pode ser bem aproveitada independente de quem a lê.


A história em si pode ser levada para o lado da religião em vários aspectos, se você quiser analisar de uma forma crítica, mas acredito que limitar toda a leitura a isso é perder muito do universo fantástico criado por Pullman. Estou, é claro, ansiosa pelo desfecho da trilogia, mal pude acreditar nesse final! As novas edições estão maravilhosas, é uma ótima oportunidade para conhecer essa trilogia que merece todo o mérito que recebe, dá para se perder lendo esses livros (de uma forma muito positiva!).



Se Inscreva e Participe!!!

6 comentários:

  1. Não vejo a hora dos meus exemplares chegarem!
    Ainda não li o primeiro livro, só vi o filme que a maioria afirma que não tem nada a ver com o livro de fato(foi isso que mais me animou a ler)
    Aventura, descobertas, fantasia...isso sim é o jeito correto de colocar um leitor, independente da idade, dentro de um contexto inteiro.
    Essa nova roupagem está realmente belíssima e em breve, eu terei os meus livros em mãos!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Nossa nunca tinha visto uma resenha sobre a faca sutil. Na minha opinião é um dos melhores livros que eu ja li e de toda a trilogia sem sombra de dúvidas ele é o mais perfeito. Eu tenho a coleção antiga mas com essas capas novas eu quero comprar só pela lindeza. O ultimo também é maravilhoso mas o dois me conquistou de uma forma que nem o ultimo conseguiu ser tão bom. Concordo com a parte da religião e realmente é importante não perder o mundo maravilhoso que o Philip cria. Ótima indicação e recomendo pra quem gosta do gênero também. Quero ler o novo livro dele no mesmo mundo. Depois conta o que achou da luneta âmbar! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá! Ainda não conheço os livros da autora, tenho bastante vontade de ler, já que resenhas que acompanhei flam tão bem da escrita, espero conseguir uma oportunidade em breve.
    Capa linda!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Luana!
    Já tinha ouvido falar da maldição do segundo livro que justamente por ser um livro de transição, não é o melhor em uma trilogia, mas pelo visto, isso não acontece aqui e que bom, né?
    Gosto demais de livros de fantasias bem escritos e que trazem aventura, além das amizades e objetivos a serem alcançados.
    Quero muito poder ler.
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Não li o livro da bússola de ouro apenas vi o filme e fiquei bem confusa, então nem quis ler o livro, mesmo sabendo que o filme muda muita coisa fiquei com um pé atrás, mas a faca sutil sempre esteve na minha lista de quero ler, não sei o porque acho que na época (e faz tempo) eu queria descobrir o final, e depois da resenha me deu vontade de ler novamente, acho que agora mais madura entenda e aprecie melhor a história, amei a capa, está muito linda!

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li o livro A Bússola de Ouro mas eu assistir o filme Quando eu era pequena e apesar de não ter lido o livro eu fiquei sabendo que a adaptação é uma porcaria em comparação ao livro quero muito A trilogia para mim tá na minha lista de leituras há muito tempo mas ainda não li e nem comprei

    ResponderExcluir