16 janeiro 2018

Resenha - A Biblioteca Invisível

Título: A Biblioteca Invisível
Autora: Genevieve Cogman
Editora: Morro Branco
Páginas: 368
Skoob
Onde comprar: Amazon / Saraiva 

Irene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. Junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando chegam, ele já foi roubado.
As principais facções do submundo londrino estão prontas para lutar até a morte para achá-lo, e a missão de Irene é dificultada pelo fato de que o mundo está infestado pelo Caos - as leis da natureza foram distorcidas para permitir a existência de criaturas sobrenaturais e mágicas imprevisíveis.
Enquanto seu novo assistente guarda seus próprios segredos, Irene logo se vê envolvida em uma aventura repleta de ladrões, assassinos e sociedades secretas, onde a própria realidade está em perigo e falhar não é uma opção.




Imagine uma biblioteca secreta além do tempo e espaço, onde existam livros do nosso universo e de muitos outros. E para que essa biblioteca consiga existir e reter todos os seus exemplares requisitados, são recrutados Bibliotecários que recebem o treinamento necessário para saber como agir nos diferentes multiversos e como enfrentar as diversidades de cada missão, afinal alguns universos  – aqueles tomados pelo Caos –  têm vampiros, lobisomens, feéricos... nem sempre seguem as regras dos universos “normais”.

E é nesse cenário que nós conhecemos a nossa protagonista Irene. Ela é filha de Bibliotecários e mora na Biblioteca desde que se dá por gente. Ela é uma espiã e tem a habilidade e capacidade de ser tudo o que a Biblioteca precisa que ela seja.


"Ela estava na Biblioteca. Não em qualquer biblioteca, mas NA Biblioteca. Havia estantes altas por todos os lados, tão altas e tão cheias de livros que Irene não conseguia ver o que havia atrás dela."

Em sua mais nova missão, é necessário que Irene e seu mais novo aprendiz Kai, desembarquem em uma Londres totalmente diferente da que nós conhecemos, uma Londres tomada pelo Caos e recheada de mistérios, segredos, sociedades secretas, invenções steampunk e complicações. Se isso já não fosse o suficiente, a maior rival da protagonista resolve surgir para tentar roubar a cena e sair como a heroína da história.

E no topo de tudo isso está um ex-Bibliotecário que abandonou a Biblioteca e decidiu servir às forças do Caos, que tentará colocar tudo a perder, além de ameaçar a vida de todos os envolvidos.
E todas essas pessoas estão atrás do mesmo livro, um livro que pertenceu a um vampiro que teve a sua cabeça cortada e exposta. Com certeza problemas surgirão na hora de achar esse exemplar sumido e tão polêmico.


A primeira coisa que você vai reparar nesse livro – confie em mim – será a capa. A arte da capa está maravilhosa, com detalhes e a lombada em dourado. Além disso, toda a edição está muito bonita e delicada. Esse é um daqueles livros que te ganha pelo visual, mas te mantém pela estória.

"Todos nós ligados à Biblioteca somos pessoas que escolheram essa forma de vida porque amamos livros. Nenhum de nós queria salvar mundos. Quer dizer, não que tenhamos alguma restrição quanto a salvar mundos... – Ela deu de ombros e pegou a xícara de chá. – Queremos livros. Amamos livros."

A estória, aliás, começa um pouco lenta e já nos colocando diretamente dentro desse universo novo, sem maiores explicações. Essas só vão surgindo conforme o desenrolar do enredo, portanto pode ser um pouco confuso iniciar essa leitura. Mas assim que nós nos inteiramos do que está acontecendo, fica difícil parar de ler.

A autora tem uma escrita levemente rebuscada e nos deixa ansiosos para entender e desvendar os pequenos segredos que vão, pouco a pouco, nos sendo apresentados. Os capítulos sempre têm uma tendência a terminar com um cliffhanger, o que também dificulta na hora de se desvencilhar do livro. Não é um livro fácil de ser lido, é confuso em algumas partes e é necessário manter a atenção o tempo todo enquanto se está lendo. Mas todo esse esforço é recompensado com cenas de ação de tirar o fôlego, diálogos muito bem trabalhados e mudanças bruscas de cenários fantasiosos. 


Os personagens são cativantes, mas todos têm muitos segredos que não são revelados nesse primeiro livro. Acredito (e espero) que as explicações surjam na continuação da trama. E exatamente por esses passados obscuros e não revelados, eu senti uma certa dificuldade em me conectar com eles. E também acho cabível que fique um sentimento de frustração em quem está lendo.

Ademais estória é divertida e gostosa de ler, pois aposta em uma trama diferente das fantasias habituais. Além disso, os personagens principais dividem conosco um amor enorme: livros.
O final é satisfatório, dando um desfecho digno da trama e deixando vários ganchos para serem abordados e resolvidos na continuação.

Se Inscreva e Participe!!!








6 comentários:

  1. Admito que não conhecia este livro mas já gostei dele logo de cara pela capa e título. Daí, a gente começa a ler e vai meio que vendo a biblioteca e seus segredos. Os personagens e suas histórias ali se cruzando.
    Me soou muito com algo escrito por Zafón!
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Stephanie!
    Confesso que ainda não tinha ouvido falar sobre o livro ou a série, mas gostei muito de todo o mundo de fantasia criado e também do plot onde a biblioteca é uma agência secreta e dá possibilidade de ir para universos alternativos.
    Mesmo já entrando no universo do livro sem maiores explicações, acredito que as personagens bem contruídas e a expectativa de ver os mistérios serem desvendados aos poucos, valha a pena.
    Adorei!
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Já acompanho esse livro desde o lançamento e confesso que minha vontade de conhecer só aumenta, a escrita pelo que me parece tá super bacana, é uma ótima leitura, espero ler em breve.
    Essa capa é linda!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Me lembrei muito dos filmes do Guardião, nossa como eu amava eles! Amei a capa, gostei da história mas queria mais esse livro pela capa e lombar, que coisa linda, parece aqueles livros antigos, fico triste em saber que é uma série, pois gosto de ler quando já foram lançados todos pois fico bem angustiada para saber o final. Quero muito, e afinal se passa em Londres, existe lugar melhor para um bom mistério e aventura?!

    ResponderExcluir
  5. Oi Stephanie!
    Concordo com você em relação a capa, dá vontade de comprar só pra ter ela na estante brilhando pra embelezar hahaha
    Enfim quanto a história parece ser com altas aventuras mas realmente a falta de explicação em alguns momentos e a leitura um pouco rebuscada me deixou um pouco receosa sobre o que encontrar. Imagino que realmente esteja relacionado às futuras continuações e com certeza darei uma atenção especial a partir dos próximos lançamentos mas por enquanto não colocarei como prioridade (até porque acho que ja tem uns 30 livros na minha meta 2018 rsrs). De qualquer forma adorei a resenha, e acho muito válido as opiniões de vocês pra conhecer mais e mais livros.

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei muito o fato do livro envolver o gênero steampunk o único livro que eu ligue o gênero foi a série O protetorado da sombrinha Eu já ouvi falar muito nesse livro e nessa Editora tanto que esse livro ganhou uma continuação Já vi muitas resenhas na internet e muitas indicações desse livro em várias redes sociais e avaliações super positivas Mas eu ainda acho que não seja a hora de começar a ler esse historia

    ResponderExcluir