20 setembro 2017

Resenha - O Enigma de Blackthorn

Título: O Enigma de Blackthorn
Autor: Kevin Sands
Editora: Leya
Skoob / Goodreads
Páginas: 352
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Após uma série de assassinatos, um aprendiz de boticário precisa solucionar enigmas e decifrar códigos na busca por um segredo que pode destruir o mundo.Poções, quebra-cabeças e uma ou outra explosão. Tudo isso pode acontecer em um dia normal de trabalho do jovem Christopher Rowe, aprendiz de boticário. Mas o que ele não sabe, e logo vai perceber, é que este é um péssimo momento para ser assistente de Benedict Blackthorn. Uma série de assassinatos abala Londres, e Christopher está na mira. Seus únicos aliados são seus melhores amigos. Suas únicas pistas são uma mensagem codificada sobre o projeto mais perigoso de seu mestre, e um aviso criptografado: “Não conte a ninguém!”. Agora, resta a ele desvendar o código e descobrir o segredo que pode destruir a humanidade. Ou se tornar a próxima vítima.Uma história que faz perder o fôlego, repleta de suspense, mistério, e personagens inesquecíveis.






O livro se passa em Londres em 1665 e é narrado por Christopher Rowe, aprendiz do boticário Benedict Blackthorn. Somos apresentados à realidade de Christopher que passou 11 anos em um orfanato e ao sair de lá, foi se tornar aprendiz de boticário. A vida de aprendiz nessa época não era nada fácil, os aprendizes eram parecidos com “escravos”, pois serviam aos seus mestres em tempo integral e desempenhavam todo tipo de função, sem contar que apanhavam o tempo todo. Mas Christopher teve sorte em ser escolhido por Blackthorn, pois o mesmo era bom e generoso, e nunca batia em seu aprendiz, por maior que fosse a confusão que ele se metesse.

A vida corrida porém pacata de Christopher muda, quando uma seita se ergue contra o novo rei em ascensão, e começa uma série de assassinatos em busca de uma arma que seria fatal na guerra que eles planejavam para destronar o rei.

Então, o jovem aprendiz se vê então em meio a uma corrida contra o tempo para desvendar mistérios e resolver enigmas enquanto luta pela sua própria vida.


“-Mas o que eles farão se o encontrarem?-Oque qualquer um com poder nas mãos faz: moldar o mundo segundo sua própria vontade.”

Para quem acha chato a aula de química e acha que nunca vai se interessar pelo assunto, tem uma grande surpresa ao ler esse livro, pois somos apresentados mesmo que superficialmente a uma química mais antiga e mais bruta, usando matérias primas e suas reações para a criação de remédios na época, e esse trabalho era realizado pelos boticários, e era o que Christopher se esforçava tanto para aprender.


“OPIFERQUE PER ORBEM DICOR, que significa “Em todo o mundo, chamam-me de aquele que traz socorro”

Somos apresentados a personagens cativantes que nos dão uma aula de lealdade e amizade. Enquanto eles elaboraram estratégias inteligentes para escapar de situações inusitadas, o leitor não consegue fazer outra coisa além de torcer por eles o tempo todo.

“Segredos sob segredos, pensei. Códigos dentro de códigos.”  

O livro é narrado em primeira pessoa pelo jovem Christopher Rowe, o que nos permite conhecer melhor o personagem e entender os seus planos mirabolantes um pouco mais de perto. O livro é dividido em capítulos curtos, que são separados por data o que permite ao leitor se situar bem na ordem cronológica dos fatos, e favorece a leitura rápida do livro.


Todo livro é muito bem diagramado, os capítulos bem divididos e até os símbolos usados na história, são muito bem dispostos, facilitando o entendimento do leitor. A Editora Leya como sempre fez um trabalho excelente na edição do livro, e foi uma ótima experiência de leitura. Se você procura um livro leve, gostoso e rápido de ler, com aquele bom e velho mistério que te prende na leitura até o fim, O Enigma de Blackthorn é uma excelente escolha. Prepare-se para embarcar com Christopher Rowe no início de sua jornada de aventura e mistério!


Se Inscreva e Participe !!



10 comentários:

  1. Mari!
    Gosto muito dos livros que fazem esse tipo de química, como se fossem alquimistas e gostei ainda mais de ver todo mistério ao redor da seita que está em busca de uma arma fatal e Christopher se vê em meio a aos assassinatos e a perseguição contra o rei.
    Deve ser cheio de mistério e aventura.
    “Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria tudo bem?
    Fiquei a resenha inteira me questionando o que seria um boticário, e só depois fui entender rsrs
    Nunca fui muito boa em química, e pra falar a verdade eu nem gostava, mas acho que o livro pode me ajudar com esse problema. Gostei da premissa qye promete bastante mistério.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Maria!
    Confesso que estou no grupo dos que sempre sofreram com química, e será bom encontrar uma química antiga que eu consiga entender!
    Gostei bastante da descrição do protagonista, e também da estória que envolve tanto mistério e tanta ação na resolução de vários enigmas. Assim, vamos vendo o desenvolvimento para chegarmos à seita e à arma que ela tanto quer.
    Um livro que promete bastante aventura!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari ;)
    Não conhecia o livro ou o autor ainda, mas apesar de não gostar de química adorei a premissa do livro e o que ele vai abordar, como essa magia antiga!
    O livro parece ser bem introdutório da trama, por isso acredito que o autor vá desenvolver mais a história nos próximos livros né?
    E que incrível saber que o livro se passa em uma Londres bem antiga... amo tudo relacionado a esse local S2
    Adorei sua indicação, e estou curiosa para descobrir sobre as aventuras do Christopher ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bem?
    Fiquei intrigada com esse livro sobre esses Boticários, sobre os assassinatos que estão acontecendo e essa seta que se ergue contra o Rei. E como eu amo química vou ter que ler este livro só por esses fatos ♥
    Adorei muito a premissa do livro e espero lê-lo muito em breve.
    Adorei sua resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Maria.
    Essa é a primeira vez que vejo falar do livro, porém já estou bem curiosa para ler, a premissa é bem intrigante e me chamou bastante a atenção.
    Adoro que tem esse cenário de investigação, e mistério é instigante, estou ansiosa para ler o livro e desvendar todos os mistérios por trás dele.
    P.S finquei feliz em saber que a edição é caprichada, adoro isso.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Gosto bastante desse tipo de livro também, que mostram coisas inteligentes, por mais que eu não seja fã de química, acredito que o livro deve envolver o leitor nessa parte da estratégia, com certeza me cativaria ler esse livro! Obrigada pela dica <3

    ResponderExcluir
  8. Oi! Gosto bastante de livros de aventuras, e também gosto bastante de química hahaha então acho que vou gostar do livro. Adorei a dica, beijoss

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gostei bastante do livro, tem uma premissa muito boa, mostra-se uma historia bem interessante, aventuras e mistérios. Eu particularmente não gosto de química, totalmente uma matéria difícil mas acho que seria incrível ver isso em um livro.

    ResponderExcluir
  10. Já li vários comentários positivos sobre este livro que estou doida para ler por ter aventura e mistério, amei essas fotos ficaram lindas <3 ( me ensine a tirar fotos assim rsrsrrs).

    ResponderExcluir