04 setembro 2017

Resenha - Mistério em Chalk Hill


Título: Mistério em Chalk Hill
Autor: Susanne Goga
Cortesia: Grupo Editorial Pensamento / Editora Jangada
Skoob
Páginas: 424
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Em 1890, depois de um escândalo que afetou sua reputação, Charlotte Pauly deixa Berlim e vai lecionar para a pequena Emily, em Chalk Hill, uma mansão vitoriana nos arredores de Londres. Charlotte logo percebe uma estranha atmosfera na antiga casa. A menina de 8 anos é sempre atormentada por pesadelos e visões fantasmagóricas da mãe, que se afogou no rio da propriedade em circunstâncias misteriosas. Quando Charlotte tenta saber a respeito da morte de Lady Ellen, o pai de Emily, Sir Andrew, reage com hostilidade. Com tudo envolto em um grande mistério, somente com a ajuda de Tom Ashdown, um jornalista londrino designado para investigar o caso, é que Charlotte poderá verificar o que há por trás dos fenômenos sobrenaturais que assolam a mansão e descobrir uma trágica verdade escondida nas paredes de Chalk Hill...








Como sou uma pessoa apaixonada por suspense, não pensei duas vezes em escolher Mistério em Chalk Hill da Editora Jangada.

Bom, vou começar pela capa, que foi o ponto chave da minha escolha. Não conhecia ainda o trabalho da Editora Jangada e assim que vi esta obra dentre os lançamentos fiquei completamente apaixonada. 

A capa me prendeu de uma forma mágica e desde então comecei a imaginar o que estaria por vir. 

Logo de cara somos aprisionados em um escândalo em Berlim, onde Charlotte é a peça principal para este. Devido a tal acontecimento precisa se mudar rapidamente e vai parar em Londres, na mansão de Chalk Hill, para cuidar da pequena Emily. 

(Já notaram o quanto mansões são sinistras? haha)
"Charlotte abriu a porta e acendeu o lampião a gás. A menina estava encolhida na cama, com os olhos bem fechados e a coberta por cima da cabeça, como se quisesse se esconder.". 

Com a covivência, Charlotte logo percebe que há algo de errado com a menina, que acorda todas as noites com pesadelos envolvendo sua mãe, falecida devido a um afogamento.


"O quarto foi ficando cada vez mais frio, mas não ousou se afastar, até Emily se acalmar por completo.- Com o que você sonhou?- Com a mamãe.". 

Além dos estranhos pesadelos da pequena Emily, coisas assustadoras aconteciam nos arredores da mansão de Chalk Hill, e Charlotte decide contar com a ajuda de uma jornalista que acompanhou e relatou todo caso do afogamento da Sra Lady Ellen, já que quando mencionava o assunto com o pai de Emily, ele não se pronunciava, e cada vez mais ela tinha a certeza de que estava escondendo algo. 

"Seu coração disparou. Ela cerrou os dentes e, por um instante, fechou os olhos. De repente, sentiu os pés frios, a umidade glacial subir por seus tornozelos, arrastar-se por suas pernas, chegar aos joelhos...". 


Algo muito surreal e mirabolante tinha acontecido em Chalk Hill e Charlotte não ficaria em paz até conseguir desvendar todo o mistério e encontrar alguma forma de consolar de uma vez por todas a pequena Emily e acabar de vez com todos os pesadelos que a assombram. 

                    "Os espíritos do rio a chamavam.".

Mistério em Chalk Hill foi o primeiro contato que tive com o Grupo Editorial Pensamento e posso dizer que foi uma experiencia sensacional. 

Uma obra com suspense autêntico, que envolve o leitor do começo ao fim, com grandes reviravoltas. Não pude de deixar de dar cinco estrelas. 

É de uma grandiosidade como um todo. 

O design gráfico da obra é de um capricho extremo. As páginas amareladas e fonte agradável para a leitura, foram os primeiros pontos que me fizeram encantar com o trabalho do Grupo Editorial Pensamento. 

A ambientação está fantástica, digna de um bom suspense. Confesso que várias vezes tenho medo de me aventurar em obras que tem o suspense como ponto chave, pois, se o autor não tiver domínio do que está fazendo, dificilmente conseguirá um bom resultado. 

O suspense pode ganhar um ar de "historinha para boi dormir" e a descrição pode ser falha em vários aspectos, o que faz a obra ser um fracasso total, pois este é um gênero que exige bastante habilidade de quem está no comando. 

E, maravilhosamente, Susanne Goga, mostrou a que veio e deu um show, em todos os sentido, conquistando o leitor, ainda mais, pela ambientação criada para a obra. 

Os personagens foram muito bem construídos e descritos, cada qual com personalidades marcantes, o que deu certa propriedade para cada um que se encaixou perfeitamente no enredo. 

Não nego que me apaixonei pela pequena Emily. A medida em que a história ia se desenrolando ficava imaginando as feições e reações da pequenina. Desenvolvi uma afeição muito forte por ela e, por vezes, queria que o livro nunca chegasse ao fim para não ter que me despedir dela, mas precisava saber como a trama se desenrolaria (hahahaha). Devido à esta minha afeição, sofri, em determinados pontos da obra, devido ao sofrimento da pequena Emily em meio a tantos pesadelos. 

Enfim, foi muito difícil ter que me desapegar dela - acho que perceberam minha paixão por criancinhas, ne? 

Mesmo com a história no começo ser um tanto quanto lenta, acredito que tenha sido proposital e tal propósito foi essencial para o desenrolar da trama, dosando o suspense corretamente e deixando um gostinho de quero mais.

 Susanne Goga é uma magnífica escritora que consegue encantar o leitor com sua narrativa. 


Sei que foi uma excelente primeira impressão, tanto da Editora quanto principalmente da obra/autora. Há tempos não lia algo tão bem feito. 

Indico a obra para todos os amantes do suspense. Garanto que não se arrependerão. 

"Uma coisa que tinha aprendido em seus anos como preceptora, era não se mostrar ofendida, nem aos patrões nem aos alunos ou serviçais. Quem é vulnerável acaba sendo atacado, é simples assim. As pessoas sentem isso.". 


Se Inscreva e Participe !!


17 comentários:

  1. Não sou fã de livro de suspense e depois de ler a sinopse e ver que acontecem fenômenos sobrenaturais na estória foi aí que desisti de dar uma chance ao livro.
    Não conhecia essa autora gostei de saber pela resenha que ela sobre trabalhar bem as personagens e desenvolveu bem a estória para prender o leitor (mesmo com o começo lento).
    Não tenho planos de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá Amanda!
    Este gênero também é o meu favorito, e adoro as estórias que envolvem mistério e um toquinho de terror ou sobrenatural, geralmente ambientadas em construções antigas! O fato de a estória trazer uma criança também deixa as coisas mais assustadoras, pois ao mesmo tempo que queremos desvendar o mistério, sofremos juntos com as personagens.
    A capa também me chamou a atenção no início, fiquei encantada com sua aura de mistério. Depois, a sinopse também me encantou. Histórias de fantasmas presos a lugares onde viveram são geralmente bastante intrigantes!
    Ainda não li nada de Susanne Goga, mas pelo visto ela "chegou chegando". Com personagens bem construídos e uma narrativa que deixa os leitores presos à estória até a última página, ela consegue os principais ingredientes para um bom suspense.
    Como você, acredito que me apegarei à Emily, e com certeza sofrerei junto com ela. A construção do livro a partir de um ritmo lento para mais acelerado conta também para a construção do ambiente.
    Com certeza vou amar também e ficar com gostinho de quero mais. Já foi direto para minha lista de desejados!

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda.
    Concordo com você, escrever suspense requer uma habilidade especial de manter a historia em ponto alto até o final sem se perder, a premissa é para lá de interessante, estou super curiosa pára saber o que realmente aconteceu e o porque a pequena Emily tem esses pesadelos, sei como é quando amamos os personagens e não queremos que acabe nunca, mas enfim , é uma pena que achou o desenrolar da historia um pouco lento, mas infelizmente acontece, não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Suspense + ficção histórica + crianças esquisitas? Adorei.
    N conhecia esse livro e na vdd, até agr n vi em livrarias, q é por onde eu compro meus livros, mas do jeito q vc descreveu, parece ser uma história mt interessante. Vc resenha tão bem q só com as suas palavras, já dá pra despertar o interesse por uma história. Msm q nunca tenha ouvido falar dela antes.

    ResponderExcluir
  5. Amanda!
    Gosto muito também dos livros históricos, porque geralmente são bem ambientados e trazem um carga dos fatos acontecidos na época.
    Aqui me parece que ainda colocaram um pouco de mistério, trazendo grande suspense ao livro e gostaria de poder ler.
    E gostei de saber que a autora soube levar todo suspense de forma a prender o leitor, sem 'perder a mão' no desenrolar dos acontecimentos.
    Uma semana de alegrias.
    “A sabedoria é um adorno na prosperidade e um refúgio na adversidade.” (Aristóteles)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda, tudo bem?
    A contar pela sua empolgação ao falar do livro, ele deve ser muito bom mesmo. Eu adoro um bom suspense, e essa premissa me deixou bem intrigada. Acho que me apegaria fácil a Emily também, adoro crianças. Estou bem curiosa para ler este livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ola!
    Não li livros que tenha esse género de suspense, por mas que u tenha uma afeição por isso. Livros assim me deixa bastante encantada com a forma que prende o leitor desde do inicio e tem vez que já prende logo de começo na sinopse. Ao ler a resenha, fiquei bastante intrigada com a trama, me fez pensar em cada detalhe, nos mistério que há nesse livro, já me deixou muito curiosa, com certeza merece uma leitura por mim.

    ResponderExcluir
  8. Oi Amanda!!!
    Gostei bastante da resenha desse livro e me interessei muito tbm , eu sou que nem vc tem um pequeno ponto fraco por crianças e amo livros de suspense ou terror pois ele dão um friosinho no estomago na partes de suspense ou quando um mistério está prestes a ser resolvido, isso me atrai bastante num livro e eu amei a capa e tbm nunca ouvi falar dessa editora .Esse livro parece se daquele que não queremos que acabe e ,fica pior ainda quando nos apaixonamos pelos personagens .E eu meio que sou culpada por dizer que gosto as vezes quando um livro tem um ritmo meio lento , pois ai que cada mais vontade de nunca terminar ele , mas ao mesmo tempo quer que acabe logo pois esta agoniada para saber oque ira acontecer no final. Fiquei sinceramente muito curiosa sobre essa leitura....

    ResponderExcluir
  9. A capa de um livro também me chama atenção! rsrs mas sempre que eu olho um livro e fico com vontade de ler por causa da capa eu lembro da frase "Não julgue o livro pela capa" me sinto culpada mas fazer o que kkkk
    Nossa, quando o livro tem uma ambientação boa da até mais vontade de ler mesmo!
    Pelo jeito o livro é bom, eu curto muito suspenses, mas confesso que não tenho muita paciência para livros muito parados no começo! Fico meio desanimada para continuar a ler :(

    ResponderExcluir
  10. Primeiro devo dizer que a capa é realmente muita chamativa e sinistra. Segundo devo dizer Deus me livre de ir morar nesta mansão, sairia correndo no primeiro ato hahaha;
    Adorei a premissa deste livro e eu como amante de suspense não poderia deixar de ler esse livro, ainda mais com essa resenha tão empolgante!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá Amanda ;)
    Simplesmente amo livros de suspense, mas ainda não conhecia Mistério em Chalk Hill. Adorei a capa também, da ideia de que o livro terá um suspense muito bom!
    Que bom saber que você gostou, e se apegou aos personagens (também adoro criancinhas em livros kkk), se eu ler acho que vai ser difícil me despedir da pequena Emily também.
    Fiquei bastante curiosa para saber os fatos sobre o afogamento da mãe da garotinha, e sem dúvida acho que esse pai dela está envolvido de alguma forma... mas só lendo para descobrir né ;)
    Enfim, muito obrigada pela indicação, e posso dizer que ele já foi para minha lista de leitura!
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Amei tua resenha!
    Também fiz essa leitura, gostei bastante! :D

    ResponderExcluir
  13. Oiiiie!
    Nossa, Uau! Estou apaixonada. Que resenha maravilhosa. Confesso que não gosto muito de ler suspense, pois acabo ficando com medo e tomando alguns sustos no decorrer da história, mas esse livro ganhou meu coração. A história é fascinante, e pelo que eu li na resenha, despertou um mistério e uma vontade enorme de lê-lo em mim... Quero saber mais sobre a morte da Ellen, sobre os pesadelos que a Charlotte está tendo, sobre a mansão que dá medo kkkkk, enfim, quero saber de tudooo, e tenho algumas suspeitas sobre o envolvido no afogamento... Como eu disse, suspense não é meu gênero favorito, prefiro romance, mas com certeza eu leria esse livro. minha mãe é uma grande fã de romance, irei indicar esse livro para ela, tenho certeza que ela vai querer lê-lo. Obrigada pela indicação maravilhosa. Beijoooos

    ResponderExcluir
  14. Oi! Esse livro parece ser bem interessante, e a resenha está bem convincente. Fiquei me perguntando o que pode ter acontecido de tão surreal para despertar os pesadelos da menina. Espero me surpreender com o final. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Sim, rsrs, através dessa resenha ficou bem nítido o seu amor por criancinhas. De todo modo, Emily parece ser realmente encantadora e eu imagino sua aflição por vê-la sofrer. Sinceramente, quando abri o post e vi essa capa fiquei encantada, assim como você. Ela é realmente intrigante e instigante. Não teria a tamanha coragem de Charlotte em permanecer numa mansão vitoriana, muito precisamente por todo o mistério que já envolve a construção, mas, principalmente, depois desse silencio por parte do pai da Emilly a respeito da morte da garotinha. Morro de medo de livros assim, mas daria uma chance, pois realmente me interessou.

    ResponderExcluir
  16. Apesar de não ser tão fã de livros de suspense eu simplesmente adorei esse depois dessa resenha já estou louca para ler vou sair da minha zona de conforto de leitura e vou iniciar esse livro... A resenha está maravilhosa.

    ResponderExcluir
  17. Uau! Estou motivada em ler esse livro! Não sou muito fã de suspense, sou muito medrosa, mas gosto de sair da zona de conforto as vezes. Agora não teria a coragem de Charlotte em ficar em uma mansão assim. Kkkkk Não sei porque, mas suspenses que tenha crianças envolvidas sempre são sensacionais. A pequena Emilly apresenta ser uma personagem chave nesse livro. Adorei! Vou adicionar na wishlist!

    ResponderExcluir