11 setembro 2017

Observatório Literário #10 - Carpe Diem


Oi pessoal! Muitos de vocês já devem ter ouvido a expressão “carpe diem” por aí, certo? Para quem não sabe, essa é uma frase em latim que costumava ser usada no tom de “cada um por si” durante a queda do Império Romano, podendo ser traduzida como “colha o dia” ou “aproveite o dia”. Teve um papel muito importante na literatura especialmente depois de ser utilizada por Horácio (poeta romano) em um de seus poemas com o sentido de aproveitar o momento, ganhando força na época do arcadismo que valorizava o tipo de escrita mais simples, objetiva e ligada com a natureza.

Enquanto estamos falando, terá fugido o tempo invejoso; colhe o dia, quanto menos confia no de amanhã (Odes I, 11.8) (Horácio apud Achcar, 1994, p. 88)

Assim como os arcadistas fugiram do tumulto, hoje eu convido vocês a refletirem sobre esse estilo de vida apressado que levamos dispersos com mais informações do que de fato podemos assimilar, lidando com ansiedade e diversos outros transtornos que invadem nosso emocional, com mil e uma preocupações e nenhuma de realmente aproveitar o momento em que vivemos e valorizar as pequenas coisas.


É preciso parar um pouco e tirar um tempo para você, assim como respirar fundo, parar de procrastinar e ir atrás do que você realmente quer. É preciso parar para observar o mundo à sua volta, não só o pôr do sol como todo mundo sempre fala, mas também as árvores balançando, o vento batendo no seu rosto, as pessoas fazendo suas próprias coisas, aquele momento quando todo o barulho cessa e você pode se perder no silêncio. Essas pequenas coisas são capazes de acalmar sua mente e fazer com que você possa se ouvir novamente.





Não perca tempo se estressando com um desconhecido no trânsito, brigando com uma pessoa que você gosta por algo que dali dois minutos não vai mais importar, descontando sua raiva em alguém quando você poderia lhes oferecer um sorriso e melhorar o dia delas. Isso não quer dizer ser passiva todo o tempo, mas saber escolher quais as lutas que valem a pena ser batalhadas. Se todo mundo fizesse isso um pouquinho, as pessoas poderiam conviver muito melhor.


Faça alguém sorrir, coma sua sobremesa preferida, vá por um caminho diferente da rotina, cumprimente um desconhecido, pratique a empatia, faça aquilo que você sempre disse que faria um dia, compartilhe algo bom para cada notícia ruim que leia, tenha uma atitude positiva consigo mesmo, não permita que alguém estrague a paz que você tanto luta para ter. Veja o mundo com os olhos que as pessoas não tiram um tempo para usar, ainda que sejam capazes, carpe diem.


Se Inscreva e Participe !!


13 comentários:

  1. Verdade <3 eu ando tão preocupada pois estou desempregada... Um stress! Precisava ler um texto assim! Obrigaada

    ResponderExcluir
  2. Olá Luana! Carpe diem!
    Aprendi sobre este conceito no filme com o grande Robin Williams, Sociedade dos poetas mortos. O filme mostra a importância de valorizar o presente e de aproveitar cada minuto de nossas vidas como se fosse o último. A estória do filme é ao mesmo tempo triste e tocante, mexendo com o público e nos fazendo encarar a vida de uma forma diferente.
    A expressão Carpe Diem é uma lição de vida, concordo com a ideia que não significa a passividade, mas sim com a escolha de nossas batalhas diárias.
    Lindo texto, extremamente importante em volta de nossas vidas tão corridas!

    ResponderExcluir
  3. Olá, belas palavras!
    O texto trás um verdade, trás um tapa na cara mesmo.
    E exatamente com diz, temos que aproveitar o dia, viver um dia de cada vez e sorrir mais. Vivemos muitos preocupados com dia do amanhã e acabamos ficando stressados e acaba não aproveitando o dia. É o que eu sempre digo pra mim mesma "Você só tem uma vida. É sua obrigação viver da melhor forma possível" e isso faz parte de uma fala do meu querido livro Como Eu Era Antes de Você e eu levo pra vida!
    Adorei, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Luana tudo bem?
    Sempre tive curiosidade de saber o que significa essa frase, e que significado bonito. Super concordo com você, as vezes vivemos tanto na correria que nos esquecemos de apreciar os pequenos momentos da vida.
    Preciso realmente arriscar mais em algumas coisas na minha vida, valeu pelo post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Luana!
    A rotina corrida dos dias estão tornando as pessoas cada vez mais individualistas.
    Vejo nos rostos da pessoa o espanto quando ao passar por elas desejo um bom dia, ou quando cedo meu lugar na fila, ou apenas quando dou um sorriso... elas ficam espantadas como se meu gesto fosse uma aberração; pporém, fico tão feliz, pois posso partilhar um pouco da minha energia posistiva e saber que não estou no meu mundinho apenas que posso compartilhar pequenos gestos com outras pessoas.
    Nada melhor para nos regozijar.
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo, Luana. Hoje em dia tudo é muito rápido, é muito instantâneo. Eu tenho um problema gigante que não tinha antes que é fazer tudo ao mesmo tempo. Eu estou lendo e comentando posts, buscando livros no Skoob, escrevendo um post, ouvindo música e atualizando o Facebook. Se meu filho não estivesse dormindo, eu também estaria interagindo com ele. Preciso reaprender como fazer uma coisa por vez.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  7. Olá Luana ;)
    Simplesmente amei seu texto, é muito pertinente com a rotina que temos nos dias de hoje, com essa correria toda hora.
    As vezes nos esquecemos mesmo de observar e apreciar as pequenas coisas que acontecem em nossas vidas, e quando lemos um texto desse que conseguimos perceber isso.
    Adorei essa interpretação da expressão carpe diem, e parabéns pelo texto lindo!
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Oieee!
    Nossa, que texto lindo, me fez refletir muito sobre a vida que eu, que a minha família e que a sociedade leva. Vivemos no automático, vamos trabalhar no horário tal, vamos para a escola no horário tal, e quando chegamos em casa estamos cansados e não paramos de reclamar do trânsito, de alguém ou de algo que aconteceu para as pessoas ao nosso redor. E nos esquecemos que devemos aproveitar cada momento da nossa vida, que como "Como eu era antes de você" me ensinou, devemos viver intensamente. Devemos parar de ficar reclamando sobre coisas bobas e passar a agradecer, a espalhar mensagens boas para as pessoas que conhecemos, pois não sabemos até quando elas estarão com a gente.
    Nunca ouvi falar dessa expressão, mas é muito bom saber seu significado.
    Parabéns pelo texto! Gostei muito, um amor!
    Beijooooos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Luana.
    Que texto lindo.
    Você realmente tem jeito com as palavras.
    Eu sou um tipo de pessoal que não gosto, confuso eu sei, mas eu me estresso por nada, sou daquelas que pegam todos os problemas para si e não compartilha, não confia, não dividem, enfim, isso me deixa nervosa, ansiosa e preocupada, ms eu aprende que mesmo nos momentos difíceis temos que agradecer pelas cosias não tão boas que acontecem em nossas vidas, porque quando enfim superamos aquela situação,. tudo corre perfeitamente bem e nós saímos dela com mais um aprendizado, mais uma lição de vida.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Hoje você me fez refletir muito sobre isso, realmente seu texto fala a verdade. Passamos tempo nós se preocupamos com coisas sem importância, brigamos, xingamos e etc., e esquecemos de olhar a nossa volta e aproveitar aquele momento maravilhoso que estar passando consigo mesmo, andar pelo mar a noite, ver um pôr do sol com alguém especial, compartilhar coisas boas. Tem dia que precisamos disso e temos que fazer essa pequena palavra valer apena.
    Amei seu texto, você souber utilizar palavras muitos maravilhosas.!

    ResponderExcluir
  11. Oi! Esse post com certeza é pra mim hahah Eu costumo me irritar por coisas minimas, e as vezes não percebo que isso é perda de tempo. Preciso tirar um tempo para mim e refletir sobre isso. Obrigada! Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Simplesmente amei o texto, Carpe diem a alguns anos era sempre falado apesar de poucas pessoas saberem o real significado, realmente devemos aproveitar o dia da melhor forma possível sem necessidade de gastar tempo com pessoas que não nos acrescentam em nada na nossa vida... Beijos

    ResponderExcluir
  13. Entendi esse conceito numa aula de literatura, mais precisamente sobre Arcadismo e desde então, eu venho aplicando na vida, aos poucos, claro, pois não é tao simples sair de uma rotina movimentada para apreciar os pequenos detalhes. Ainda assim, eu retenho muita coisa para mim e não consigo exportar. De todo modo, estou trabalhando nisso. Adorei o seu texto, foi reconfortante.

    ResponderExcluir