24 janeiro 2017

Resenha - Mau Começo




Título: Mau Começo - Livro Primeiro
Autor: Lemony Snicket
Cortesia: Cia das Letras || Selo Seguinte
Skoob/Goodreads
Páginas:152
Onde comprar: Saraiva / Submarino / Amazon

Mau começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".










Primeiramente gostaria de dizer que não sabia o que esperar de Mau Começo, o livro primeiro de Desventuras em Série. Desde criança o filme com este mesmo nome é estrelado por Jim Carrey me marcou de uma forma agoniante. Com pouca idade não sabia o motivo de, dentre tantas histórias com final feliz, esta ter um desfecho tão infeliz.

Pois bem, nesta obra conhecemos os desditosos Irmãos Baudelaire: Violet, Klaus e Sunny. Durante toda a história temos um contato direto com Lemony Snicket, autor da obra e também narrador observador, cujo caminha junto ao leitor durante todas as desventuras sofridas pelos órfãos, e que nos explica detalhadamente expressões contidas na obra, até o fim do livro primeiro.

“Caro leitor,
Sinto muito dizer que o livro que você tem nas mãos é bastante desagradável. Conta a infeliz história de três crianças muito sem sorte. Apesar de encantadores e inteligentes, os irmãos Baudelaire levam uma vida esmagada por aflições e infortúnios. (...) É meu triste dever pôr no papel essas histórias lamentáveis. Mas não há nada que o impeça de largar o livro imediatamente e sair para outra leitura sobre coisas alegres, se é o que você prefere.”.

Como já havia assistido ao filme há muito tempo e também, recentemente, assistido à série lançada pela Netflix, tinha ao menos noção do que estaria por vir, todo malcontente roteiro da peça que se tornou a vida dos Baudelaire.

Com a perda dos pais, os três irmãos, agora órfãos, tiveram que ficar sob os cuidados do parente mais próximo, o que aqui, até então, não era o mais próximo genealogicamente, mas sim, geograficamente.

Que situação lastimosa o destino houvera lhes reservado, e mais lastimoso ainda fora o novo tutor dos órfãos, um primo distante pelo qual nunca ouviram falar (e deveria ter uma boa razão para isso): Conde Olaf.


 “Não sei se vocês já perceberam, mas às primeiras impressões muitas vezes são inteiramente falsas”.

Assim como a aparência do Conde, a casa era horrenda e, mesmo sabendo que nem sempre a primeira impressão permanece a mesma, era notório que ele só estava interessado na fortuna dos Baudelaire, fortuna esta que só teria acesso quando Violet atingisse a maioridade. É claro que o Conde Olaf não ficaria de mãos atadas até lá e, mais do que evidente, já estava tramando algo. 

Mas o Conde não contava com a inteligência dos Órfãos. Cada um deles possui uma peculiaridade, digamos assim. Violet, a irmã mais velha, é excelente com invenções, tinha um verdadeiro dom para construir aparelhos incomuns; a começar pela fita de cetim que amarra no cabelo para afastá-los dos olhos. Klaus, o irmão do meio e único menino, usava óculos, o que lhe dava uma aparência de inteligente, e ele realmente é muito inteligente. Tem uma memória surpreendente e sempre se lembra de tudo que já leu. Sunny, a neném, possui dentinhos bem afiados o que a torna perfeita na arte de morder. 

Porém, os problemas que estes enfrentarão nas mãos do Conde Olaf e também os que enfrentarão quando tentam fugir dele, lhes dão sentimentos de pura desgraça e sofrimento. E se você, caro leitor, se sentiu incomodado até este momento com o que descobriu, é melhor parar por aqui, pois a tendência é só piorar. 

No final deste maravilhoso livro primeiro, até pude ter esperanças de que algo bom estaria para acontecer na vida dos Baudelaires, mas assim como Lemony nos avisou nas primeiras páginas, este livro não tem de jeito nenhum um final feliz. 


Cabe a mim agora não dizer muito mais sobre as desventuras que encontrarão ao decorrer desta série, mas sim elogiar a formidável realização da Companhia das Letras. 

Durante todo meu trajeto como assídua leitora, não imaginaria poder encontrar aqui um trabalho de tão supremo cuidado e capricho. O livro primeiro da série me surpreendeu inigualavelmente de modo que ambicionei logo o livro segundo, A Sala dos Répteis. 

Durante as 152 páginas me encantei gradativamente pela diagramação, ilustrações nas aberturas dos capítulos, personagens secundários, como o maléfico, porém cativante Conde Olaf e também com a doce e bondosa Juíza Strauss. 

Esta série com toda certeza está indicada para você leitor, que não espera por finais felizes nem tampouco grandes reviravoltas. Desventuras em série é uma infeliz comédia que envolve o leitor no decorrer do funesto destino em que vamos vivenciando com os Baudelaires, além de termos a companhia de Lemony Snicket do começo ao fim desta história, o que circunda e contagia ainda mais o leitor com esta interação. 

"Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro. Vou avisando, porque este é um livro que não tem de jeito nenhum um final feliz, como também não tem de jeito nenhum um começo feliz, e em que os acontecimentos felizes no miolo da história são pouquíssimos. E isso porque momentos felizes não são o que mais encontramos na vida dos três jovens Baudelaire cuja história está aqui contada."

23 comentários:

  1. Oi, Amanda. Assim como você, eu também amo essa série. Li os livros há um tempinho, todos duas vezes e se fosse para repetir, ficaria feliz em fazê-lo. Acho a história cheia de incertezas, é impossível dizer que ela é maçante, mas agoniante sim. Eu tô louca para ver a segunda temporada da série.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia esse livro e nem a adaptação dele por Jim Carey, porque num gosto dos filmes dele kkkk. Mas lendo sua resenha o livro parece ser algo muito bom, e só de saber que o leitor não espera por finais felizes, já me atraiu, gosto de tragédias!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi, Amanda!
    Assisti ao filmehá bastante tempo e gosto bastante. Pretendo assistir a série mais para a frente, pois quero ler os livros primeiro.
    Recebi o box de Desventuras essa semana e estou louca para iniciar. o/ Já tinha lido "Mau Começo" faz um tempo e agora posso ler a série de uma vez. ^^
    É inevitável não esperar um final feliz, né? Torço que para no 13º livro tenha sim.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Estou acompanhando a série na Netflix, mas tenho uma vontade imensa de começar a leitura dos livros. Realmente é uma história que desde do inicio não nos promete um final feliz (embora eu ainda tenha esperanças) e que nos mostra uma tragetória complicada dos órfãos, mas acima de tudo também consegue trazer lições importantes, como a esperança por dias melhores e também a coragem deles, ao tentar se adaptarem às situações difíceis. Adorei conferir suas impressões, me deixou mais animada para dar uma chance ao livro.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  5. Oie amore,
    Estou com uma vontade de ler essa série, e olha que já a tive em minhas mãos mais dei de presente... mais agora está em minha lista de desejos.
    Adorei sua resenha, e a foto está um amorzinho.
    Me instigou conhecer melhor a história, ainda mais pelo fato de você mencionar que tem uma diagramação encantadora.

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Vou te confessar que livros que não possuem finais felizes, normalmente não me atraem, porque né, sou uma leitora de finais felizes. rs Eu não conhecia essa série, taõ pouco sabia da existência do filme. Apesar dos pesares, sua resenha me deixou bem curiosa quanto ao enredo da obra, então, se surgir uma oportunidade de fazer a leitura, farei com certeza.

    Beijos,
    Dai | Virando a Página

    ResponderExcluir
  7. Oii!!
    Eu vi outro dia algumas partes do filme "Desventuras em série". Achei bem engraçado o filme, mas infelizmente não vi até o final, então não sei o que aconteceu exatamente. Como não vi o filme inteiro, o talento mais útil que eu achei entre os três irmãos foi o da mais nova rs. Estou com muita vontade de começar a ler esses livros. Parecem ser histórias incríveis, mas já sei que não devo esperar por finais felizes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Amanda, tudo bem?
    Me lembro que quando assisti ao filme havia o adorado e visto várias vezes depois, haha. O Jim Carrey simplesmente ficou sensacional interpretando o Conde e de todos os personagens, ele foi o que mais destacou. Não tive a oportunidade de ler os livros, então é claro que não me aguentei de ansiedade e já fui assistir a série lançada pela Netflix. E tô adorando! Pela sua resenha, está bem fiel a história. Espero ter os livros em mãos em breve.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá, primeiramente digo que sua resenha está muito boa. Eu ainda não comecei a ler Desventuras em série, mas tenho muita vontade de ler. Não cheguei a ver o filme. Gosto de histórias que envolvam órfãos e irmãos, mesmo que não sejam muito felizes, e a premissa desse livro é bem interessante.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Amanda

    Eu recebi os livros da editora e quem está lendo é meu sobrinho. Quando ele termina a leitura eu sento com ele e pergunto sobre a história. Ele foi me contando e eu senti muita dó dessas crianças! Hahaha
    Espero que até o último livros eles tenham mais sorte!
    Que bom que você gostou, espero que os demais sigam te conquistando!

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Oiee Amanda ^^
    Sabe que eu não tenho curiosidade de ler os livros? E eu também nunca vi o filme inteiro, só as cenas que apareciam na divulgação da sessão da tarde...haha'
    A história não me chama a atenção, então eu também nem quis ver a série na Netflix *-* ainda assim, fico feliz que você tenha gostado, e que a editora tenha caprichado na edição. Companhia sempre faz um ótimo trabalho, né?
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi, eu lembro que também assisti ao filme quando criança e que ele me deixou agoniada... No entanto, agora já maior o filme não me deixou mais assim, mas a história também não me atraí. Apesar de sabermos que na vida nem sempre temos finais felizes, eu quando leio espero encontrar uma história que o tenha. Acho que é por isso que eu nunca me atraí por essas obras e suas histórias, e ainda continuo a não querer me envolver. Sinto pena das crianças e principalmente do braço da menina que carrega o bebe para cima e para baixo. O bom é que ele é um livro pequeno, afinal a série é bem grande. Fico feliz que tenha gostado, mas eu passarei a dica.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Olá ♥
    Conheço o livro, mas não me enche os olhos não sei por que. O filme me agradou muito, e quero ver a série, parece até contraditório né? Mas vi muitas pessoas falando que a leitura é um pouco arrastada, e para ser sincera estou correndo de livros que são séries enormes de livros rsrs. Gostei muito da sua resenha ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá! Assisti apenas o filme e gostei, ainda quero ler os livros e assisti as séries. Que bom que achou esse livro maravilhoso, que o leitor é mais que o leitor imagina e encontra algo de supremo cuidado e capricho, isso só me deixa mais interessada. Ainda vai rolar muitas coisa,são muitos livros, mas tomara que no final eles tenha um final feliz. Anotei a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  15. Nossa, o filme é com o Jim Carey? Como eu nunca reparei que existia? Rs... Tenho visto muitas resenhas desses livros por conta do lançamento da série, e confesso que fiquei curiosa para ler, ao mesmo tempo que fico meio receosa porque gosto muito de finais felizes... Rs... Mas acho que a história desses três irmãos vai me tocar muito, e acabarei me rendendo a ela.

    ResponderExcluir
  16. Gosto de como essa série traz uma ar cômico e ao mesmo tempo sombrio sobre a vida dos personagens. Ate mesmo conseguimos nos encantar pelo vilão, este conde nos diverte com suas ideias malucas e fora do comum para tirar os orfãos do caminho.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu também sou daquelas que, apesar dos avisos do autor, fica na esperança que os irmãos Baudelaire tenham um final feliz. Acredito que o Conde Olaf seja um dos piores violões que já vi, no sentido de ser muito mal hahaha Mas ainda estou na esperança que após todas essas Desventuras tudo fiquei bem no final.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu nunca tinha visto nem o filme, acredita? Depois de ler todas as ótimas considerações, estou me interessando pela história; queria muito ler os livros antes de ver a série, mas acabei me empolgando e já comecei haha. Espero ter a oportunidade de ler todos agora. Acho essas edições muito bonitas, por conta das ilustrações; adorei os detalhes que você considerou na resenha.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Amanda, tudo bem?
    Essa série anda sendo bem falada ultimamente ainda mais agora que tem um seriado produzido pelo Netflix baseado nesses livros. Conhecia o filme com o Jim Carrey, mas nunca vi e muito menos li os livros. Quem sabe eu futuramente cogite começar.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. <3 Desventuras em Série!

    Apaixonante, no minimo. Horroso, no destino das crianças Baudelaire. Ler, li apenas o primeiro até hoje, mas anseio demais ter todas as obras. Lemony Snicket é um ótimo autor, li outros livros seus e acho sua escrita deliciosa. Eu, que amo o sarcasmo e a ironia, sou fã de carteirinha dele!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu gostava muito do filme de Desventuras em Série, mas os livros só foram amplamente divulgados graças a série, que na minha opinião, não chega nem aos pés do livro. Sobre o livro: Eu gostei bastante de Mau Começo, mas um ponto que me chateou foi a ingenuidade dos adultos.

    ResponderExcluir
  22. Cada vez que vejo esse livro ou alguma resenha dele eu me sinto um et porque todo mundo já leu esse livro menos eu, ou tem sempre alguém que está vendo essa série na netflix. Para suprir essa minha curiosidade, eu pretendo ler em breve. Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Eu nunca vi o filme e ainda não li nenhum volume dessa série, mas quero muito, porque adoro esse gênero e parece ser uma história realmente interessante. Deve ser angustiante acompanhar tudo, mas ao mesmo tempo interessante e os irmãos parecem ser muito cativantes. Enfim, espero um dia ler a série e também gostar.

    Beijos :*

    ResponderExcluir