05 janeiro 2017

Resenha - A Garota no Gelo





Seus olhos estão arregalados... Seus lábios estão entreabertos... Seu corpo está congelado... Mas ela não é a única. Quando um jovem rapaz encontra o corpo de uma mulher debaixo de uma grossa placa de gelo em um parque ao sul de Londres, a detetive Erika Foster é chamada para liderar a investigação de assassinato. A vítima, uma jovem e bela socialite, parecia ter a vida perfeita. Mas quando Erika começa a cavar mais fundo, vai ligando os pontos entre esse crime e a morte de três prostitutas, todas encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, em águas geladas nos arredores de Londres. Que segredos obscuros a garota no gelo esconde? Quanto mais Erika está perto de descobrir a verdade, mais o assassino se aproxima dela. Com a carreira pendurada por um fio depois da morte de seu marido em sua última investigação, Erika deve agora confrontar seus próprios demônios, bem como um assassino mais letal do que qualquer outro que já enfrentou antes.

Título: A Garota no Gelo ~ Detetive Erika Foster #1
336 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Gutenberg || Onde comprar











Depois de meses de inatividade, Erika Foster é chamada para exercer o cargo de detetive inspetora chefe quando o corpo de Andrea Douglas-Brown fora encontrado embaixo do gelo. Ela deveria lidar com tarefas administrativas, mas como a vítima é filha de um homem muito influente que anda botando pressão na polícia, Marsh, o superintendente e chefe de Erika, lhe informa que necessita de uma identificação formal do corpo e de um suspeito o mais rápido possível, tomando o cuidado de estar um passo à frente da mídia. Ele acredita que Erika irá fazer um bom trabalho, já que ela possui várias conquistas em seu histórico. Só que Erika, há dez meses, perdeu o marido, também policial, na última investigação em que estava envolvida e, para piorar, o culpado jamais foi pego. Por isso, ela vê nessa investigação uma chance de evitar o luto e mergulha fundo para encontrar o culpado.


À medida que ela se aprofunda no caso, mais longe parece que está de encaixar as peças e encontrar a solução. Muitas coisas que Erika descobre não parecem fazer sentido. Para começar, o fato do noivo de Andrea ser gordo e nada impressionável, levando em conta que ela era uma socialite e tirava várias fotos com homens bonitos antes de conhecê-lo, é algo estranho de se notar. Depois, descobre que Andrea possuía mais de um celular, e que mesmo os pais monitorando todas as suas compras, não fazem ideia da existência do aparelho. E o pior: três prostitutas foram mortas antes de Andrea e todas elas foram pelo mesmo método do assassino.

“Geralmente, Erika conseguia compreender um caso muito rapidamente, mas esse parecia estar alargando-se cada vez mais, os fatos contraditórios floresciam e se multiplicavam como as células de um tumor.”

Como se não bastasse o desafio de resolver o caso, tudo tem que ser feito com o extremo cuidado para não chamar a atenção da imprensa. A família de Andrea é muito importante e está envolvida com a política, portanto, é fundamental para os pais manterem as aparências, mesmo tendo consciência de que a filha deles fora assassinada.

Qual é a ligação entre Andrea e as prostitutas? Seria o assassino um imitador ou há segredos enterrados que Erika ainda precisa desvendar?


Por mais que eu ame romances policiais, ultimamente não me encontrava lendo muito livros do gênero. É por esse motivo que alimentei as expectativas de que A Garota no Gelo iria me surpreender e envolver, e fico feliz em dizer que foi o que aconteceu. A escrita é fluída e extremamente viciante. A Garota no Gelo é o tipo de leitura que o leitor começar e quando percebe, não consegue mais largar. O autor conseguiu me fazer refém da história, conforme o caso ia progredindo, me senti cada vez mais aflita sobre qual seria o desfecho desse enredo. Ele tem uma forma de escrever que atiça a curiosidade do leitor, o que é um excelente ponto positivo.

O modo que a narrativa se desenrola é brilhante. O autor fez com que eu criasse uma lista mental de suspeitos, para que no fim, passasse bem longe de quem eu imaginava. No início, presumi que o assassino seria alguém bastante previsível e fico feliz em dizer que estava errada. Se tratando de um thriller policial, isso é ótimo, já que a intenção principal do gênero é surpreender o leitor.

Erika é uma protagonista incrível que não tem medo de seguir seus instintos, não importa o quanto a razão ou a maioria das pessoas tentem lhe dizer que ela está passando pelo caminho errado. Ficou perceptível logo no início da investigação que ela é o tipo de pessoa que perde a paciência fácil, mas em compensação, é muito durona e adorei ela por isso. Também gostei de ver seu lado mais pessoal e perceber as suas dificuldades de lidar com uma perda tão recente, e ao invés de confrontar isso, cai de cabeça no trabalho para deturpar a dor do luto e o autor soube trabalhar a vida pessoal e o trabalho de Erika nos momentos adequados.

“Ela conseguia olhar para cadáveres e interrogar estupradores violentos, já tinha levado cusparadas e sido ameaçada com uma faca, mas viver no mundo real, como membro da sociedade, isso a aterrorizava. Ela não tinha a menor ideia de como ser solteira, sozinha e sem amigos.”

A cada capítulo lido, me sentia cada vez mais ansiosa pelo próximo passo que Erika iria dar ao decorrer da investigação, mesmo com vários empecilhos que iam surgindo para impedi-la de trabalhar.

A escrita é em terceira pessoa, sendo que a perspectiva principal é de Erika Foster, e apenas a ideia de aproveitar a história através do olhar dessa mulher de fibra já era o suficiente, mas uma jogada incrível do autor foi destacar alguns pensamentos do assassino em alguns capítulos. Isso me deixou aflita e fez com que eu devorasse as páginas para descobrir qual seria a próxima ação ou crime que ele cometeria.

Sobre os personagens secundários, com certeza a pessoa mais detestável é o superintendente Marsh. Ele não facilita a vida e o trabalho de Erika, mesmo tendo se formado junto com ela e tomado a decisão de contratá-la. Quando o mundo inteiro parecia estar contra a teoria de Erika, ele não se prontificou a demonstrar um mínimo de respeito e, portanto, odiei esse personagem, apesar de entender seu papel na história. Sparks também é outro personagem irritante: ele é detetive e estava liderando as investigações e, apenas porque Erika tomou o seu lugar, passa a adotar uma postura infantil. Marsh e Sparks só pensam em encontrar um suspeito o mais rápido possível e condená-lo, ao contrário de Erika, que se importa verdadeiramente com as vítimas e se entristece por a vida ser tirada delas quando eram tão jovens.

A diagramação do livro está maravilhosa e eu amei essa capa. A fonte utilizada está de bom tamanho e as páginas são amareladas, mas notei alguns errinhos de revisão, que podem passar despercebidos pelos leitores. A Garota no Gelo é o primeiro de livro de uma série e os próximos irão abordar outros casos diferentes, sem deixar de incluir a incrível detetive Erika Foster, e já estou muito ansiosa para que o segundo livro seja lançado. Essa é uma história mais do que recomendada para os fãs do gênero.

23 comentários:

  1. Olá Amanda
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, especialmente porque gosto do gênero, apesar de não ler tanto como o esperado. Que bom que esse livro conseguiu lhe surpreender, como você estava esperando. Eu já tinha lido alguns comentários a respeito, e agora estou ainda mais motivada a querer fazer essa leitura também.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Quando vi esse livro na livraria me apaixonei pela diagramação, que cuidado magnifico! Eu dificilmente leio esse tipo de história mas me parece que iria me prender, fiquei curiosa para saber a ligação entre o homem e as três prostitutas.

    ResponderExcluir
  3. Oie! Tudo bem? Estou de olho nesse livro desde que lançou, uma pela capa que é linda e outra pela sinopse que me deixou curiosa e agora com a sua resenha preciso ler ele e logo!
    Bjss http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/01/apenas-um-garoto.html

    ResponderExcluir
  4. Olá, como vai? Eu sou apaixonada pela capa desse livro e não vejo a hora de lê-lo. Saber que suas expectativas eram altas e foram superadas me deixou com mais vontade!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a Resenha! com certeza deve ser um livro bom! A capa é sem dúvidas linda e chama minha atenção! <3

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Eu tinha entrado em uma ressaca literária depois de ler três romances policiais da mesma autora e saber que não tinha mais livros lançados no Brasil, daí encontrei a sua resenha.
    Eu amo romances policiais, mas sempre fico com um pé atrás na hora de comprar um sem indicação, porque já li vários que me entediaram. Outro fator positivo é a investigadora. Sempre pego livros que os homens são protagonistas e embora eu não ligue muito, sempre fico mais entusiasmada quando a investigadora é mulher.
    Já anotei para ler em 2017 e espero gostar da obra.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Eu ainda não tinha parado para ver nenhuma resenha referente a esse livro, por isso meu conhecimento sobre o mesmo era bem superficial. Eu também amo livros policiais e atualmente estou lendo um do gênero kkk. Essa pegada dessa obra parece que sem dúvidas irá me conquistar bastante, pois adoro e o que eu acabei de ler. Acho essa capa super foda. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Adorei a resenha e a capa desse livro.
    Está na minha lista para leituras futuras.
    Obrigada pela indicação.

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Esse livro tem rendido bons elogios, e isso só aumenta minha vontade em ler. Achei bem bacana você mencionar que a protagonista é bem desenvolvida, acho que isso dá uma forma ótima pra o enredo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Esse livro parece estar uma coisa linda se a capa já é uma maravilha! Eu não sabia o que esperar desse livro pra falar a verdade, jurava que era algum tipo de thriller ou terror, mas estava totalmente enganada. Apesar de eu gostar de romances policiais, não é o genero que mais leio, mas aparentemente eu não iria me decepcionar com esse livro.

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  11. Olá, adorei essa resenha, não costumo ler livros policiais, e mesmo já tendo visto falar do livro, foi a primeira resenha que vi dele, não sabia que era policial. Como eu dizia, mesmo não sendo um gênero comum pra mim, fiquei com bastante vontade de ler, li um da Agatha Christie, nesse tema agora a pouco pois estou tentando sair da minha zona de conforto. E esse livro será bem vindo.

    ResponderExcluir
  12. Oi,

    Livro de suspense, mistério, detetive, solução de crimes são os meus preferidos da vida.Sua resenha me fez querer conhecer a detetive Foster e seu mundo policial. Assim como você, adorei a capa. Achei muito criativa. Resenha excelente.

    Beijus
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá Amanda,
    Também gosto muito do gênero e não tenho lido muitos livros dele. Fiquei muito feliz por saber que você criou expectativas e que o livro atingiu todas. Estou bem curiosa para saber como algumas coisas acontecem na trama e me perguntando se gostaria tanto.
    É muito legal saber que você se sentiu ansiosa pelo próximo passo que seria apresentado na trama.
    Dica anotadíssima.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Oiee Amanda ^^
    Fico feliz em saber que as suas expectativas foram alcançadas \0/ é tão bom quando isso acontece, né? Diferente de você, eu não gosto de romances policiais, então demoro bastante para decidir se vou ou não ler um livro. Ainda não conhecia esse *-*
    Gostei da premissa, me chamou a atenção, mas eu não senti vontade de lê-lo agora *-* Espero que os próximos livros sejam bons também :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. A capa desse livro é realmente muito bonita!

    O gênero policial não me atrai muito, mas sua resenha contando o modo com o qual o autor narra a história até que me animou bastante, ainda mais pela personagem principal ser uma mulher forte!

    Abraços!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  16. Oii Amanda, tudo bom?? Estou namorando esse livro desde o lançamento e mega hiper curiosa com a leitura, ainda mais depois da sua resenha, que ficou ótima. E livros de detetive é comigo mesmo! Ansiosa para conhecer Erika Foster e esse caso. :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem? Tenho em mente que esse ano vou ler mais livros do gênero, já que há tantas indicações boas e instigantes. Sua resenha me deixou curiosa demais a cerca desse livro e a história é realmente muito interessante. Fico feliz em saber que suas expectativas em relação ao livro tenham sido atendidas, é sempre bom quando não nos decepcionamos. Já coloquei na lista, pois essa trama me pareceu cheia de suspense e me instigou a comprar o livro. Ótima resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá, gostei muito da premissa do livro e da forma que você nos mostrou o quanto o livro tem uma escrita fluida. Gostei de como Erika se apresenta na história, e como ela amadurece enquanto tudo se desenrola. Gostei muito da resenha,e com toda certeza quero ler o livro.

    ResponderExcluir
  19. Oi Amanda, como vai?
    Adoro livros policiais, embora eu não tenha lido tantos quanto gostaria porque sou mais voltada pras vampirações e sobrenaturalidades, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    ADOREI a tua resenha e com certeza esse é um livro que eu leria. Se eu vou gostar ou não, aí depende de mim.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Não sou grande fã do gênero, mas estou tentando arriscar novas leitura e portanto esse livro está listado como próximas leituras até porque eu adorei essa capa maravilhosa.
    Adorei que ele apresenta uma escrita fluida e de como a trama nos é apresentada, sem contar no amadurecimento no decorrer do enredo.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie,
    Não sabia que o livro faz parte de uma série ;o; To doida para ler esse livro, amo thriller policial, e esse livro parece ter muito mistério e uma pitada de suspensa, exatamente o que quero no momento. Não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos para poder conferir a investigação da Erika!

    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  22. Oi!! Não me lembro da ultima vez que li um romance policial, viu, acho que seria um jeito supimpa de voltar ao genero. A história começou com cara de que a protagonista ia ser a proxima Avatar e acabou com esse clima legal de investigação. Só não curto muito a capa. Tirando a foto com o MC Biel, seu blog é todo lindo, parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Oi Amanda
    Tudo bom.?
    Que livro é esse???
    Preciso saber se Erika conseguiu desvendar todos esses mistérios, você não deixou passar um spoiler.
    Snifff
    Quero esse livro pra ontem.
    Beijos

    ResponderExcluir