18 julho 2015

Resenha - A Rainha da Fofoca em Nova York




Lizzie Nichols está de volta, sapateando nas ruas de Nova York e procurando por um emprego, um lugar pra morar e seu próprio lugar no Universo (não necessariamente nessa mesma ordem). O uso da palavra com M (Morar Juntos) de seu namoradinho Luke fez com que ela alegremente abandonasse os planos de dividir uma kitnet com sua melhor amiga, Shari, em troca de morar junto do amor de sua vida no caríssimo apartamento da mãe dele, na 5º Avenida.Lizzie foi parar em uma festa 0800 na sua área – com um vestido de casamento vintage – e um emprego de recepcionista no escritório de advocacia do pai do namorado de Shari. Então, a vida está boa… por agora. Mas quase que imediatamente, sua notável grande boca vai metê-la em confusão. No trabalho, ela está se tornando muito próxima da socialite Jill Higgins, futura noiva, inflamando a ira da problemática futura sogra de Jill. Em casa, ela cometeu o grandíssimo erro de falar a palavra com C (Casamento) para o averso-a-compromissos Luke. Mais uma vez a falta de emprego e de lugar para morar paira sobre a azarada e fofoqueira Liz – a menos que ela consiga descobrir um jeito de fofocar seu Felizes Para Sempre.


Livro: A Rainha da fofoca em Nova York
432 páginas || Skoob || Editora: Galera Record || Onde comprar




*Resenha com spoilers do livro anterior A Rainha da Fofoca








Lizzie voltou! Depois das férias na França, ela finalmente vai realizar seu sonho de morar em Nova York e é claro que em uma cidade fabulosa como essa, os planos dela são muito mais ambiciosos. Lizzie quer encontrar o emprego perfeito consertando vestidos, dividir um apartamento grande e bonito com sua amiga Shari, além dos passeios dignos de filme acompanhada de seu namorado Luke.

Acontece que nem tudo é como ela imaginava na Big Apple, as lojas de roupas vintage existem, mas não é fácil começar a trabalhar no ramo, além disso os aluguéis são extremamente caros. Tudo colabora para que Lizzie tome uma decisão precipitada, mas parece que é a única maneira.

Além disso, ela é uma Romântica de plantão e por causa disso, pode vim a se decepcionar com algumas atitudes de Luke que não é bem como ela idealizava... (Não vou poder contar o que acontece sem dar spoilers) 

Mas só que nesse segundo livro da trilogia, Meg Cabot se supera com uma história muito divertida com a personagem Lizzie que está agora realizando seu sonho de morar na “cidade grande” e que aos poucos vai perceber que nem tudo é tão fácil e glamouroso quanto parece. O trabalho reformando vestidos antigos, por exemplo, é praticamente impossível de se conseguir e ela acaba tendo que fazer uma coisa bastante diferente para ajudar a se manter.

Uma coisa que Lizzie tem certeza que não quer é voltar para sua cidade natal, apesar das atrapalhadas  ela não nega que é muito decidida e que não vai desistir fácil de seus sonhos. Mas já os personagens secundários, eu achei que todos eles foram muito bem trabalhados, mas com o maior destaque em Luke, (o namorado), Shari e Chaz, (os amigos de infância). E sem esquecer que também tem a avó de Lizzie, que dá os melhores conselhos, pois não tem como não rir das conversas dessas duas.

As reviravoltas na história chamaram minha atenção, a autora não teve medo de fazer mudanças inesperadas no enredo e isso trouxe certo destaque no meio dos incontáveis chick-lits cheios de clichês.

'' Porque - respondo - para mim não serve ''por enquanto''. Eu preciso de ''para sempre.'' Eu mereço que seja para sempre.''

Esse livro, pelo menos para mim, foi melhor que o primeiro, o que é difícil de acontecer em trilogias, porque as mudanças no enredo foram importantes e a história teve um ar bem real, com problemas comuns para quem se muda para uma cidade grande como Nova York.



Mesmo com tudo isso, Meg conseguiu manter a essência divertida do começo ao fim da história, pois sua escrita é leve e fluida. A narrativa é em primeira pessoa que faz com que o leitor fique ainda mais próximo da personagem.

Quando a diagramação, eu achei simples. Os únicos detalhes são as notas no final de cada capítulo do que seriam dicas da Lizzie para vestidos de noiva, apesar de também ter uma pequena citação  no inicio de cada capitulo.

Não me lembro de ter encontrado nenhum erro de revisão, mas meu livro já não é tão novo, então talvez existam mudanças em outras edições.

Enfim, indico esse livro par quem já começou a trilogia, mesmo para quem não tenha gostado tanto de A Rainha da Fofoca, mas também indico para todos aqueles que gostam de uma leitura rápida e bastante divertida sem compromisso!


7 comentários:

  1. Eu adoro Meg Cabot, foi uma das autoras que mais li na minha adolescência. Pela minha falta de tempo dei um time em várias leituras e estou retomando agora. Ainda não li a rainha da fofoca.

    www.luzesnaestante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Eu também sou fã da Meg, mas faz um tempinho que não leio livro novos dela... A rainha da fofoca é muito bom!
      Bjs

      Excluir
  2. Faz bastante tempo que não leio esse gênero de livro, o juvenil, mas esse parece ser bem interessante, leve e divertido.
    Bjs, Isabella
    http://pausaparaconversa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Ele não é tão juvenil, o gênero é mais para chick-lit mesmo, mas é ótimo :)
      Bjs

      Excluir
  3. Já perdi a conta de quantos livros li da Meg, sou totalmente fã da autora! Tenho o primeiro dessa série e até hoje não comprei os outros dois, o que me deixa muito angustiada. Sério mesmo, em algum momento vou comprar esses livros e tenho certeza de que não vou me arrepender. Morri de rir com o primeiro, e me animei muito ao saber que o segundo é ainda melhor <3

    Thaís na Cidade

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Conheci a escrita de Meg com essa trilogia, gostei bastante por ser leve e divertida, esse segundo achei ainda melhor que o primeiro também.
    Enfim uma leitura tão levinha e agradável..
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Sou a maior fã da Meg. Ainda não li esse livro, mas depois da resenha vou ler, com certeza!
    Minha estante tem boas coleções da autora, a que mais gosto é o Diaário da rincesa e no momento estou lendo os livros de heterônimo Patricia Cabot.
    Bjs!
    Carol - http://anamatosferreira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir