Resenha - Algo Sinistro Vem Por Aí



Título: Algo Sinistro Vem Por Aí
Autor: Ray Bradbury
Cortesia: Grupo Editorial Record / Bertrand Brasil
N° de páginas: 265
Skoob
Onde comprar: Amazon
Relançamento do clássico de um dos mestres da ficção científica e do horror. Um parque de diversões itinerante chega a uma pacata cidade do meio-oeste dos Estados Unidos. No entanto, sob tendas e luzes coloridas esconde-se algo ameaçador: um paraíso infernal. Envoltos pelas intrigantes atrações, os espectadores passam por transformações assustadoras que poderão mudar suas vidas de maneira diabólica. Ávidos por aventura, os amigos de infância Jim Nightshade e William Halloway mergulham nesse curioso circo de horrores para descobrir o que há por trás das atrações. Após se depararem com uma caravana do mal, a dupla tem de desvendar o pesado custo dos desejos... e a fábrica dos seus piores pesadelos.

James Nightshade e William Holloway são melhores amigos um do outro e, por isso mesmo eles não se desgrudam. A amizade que os une é tão forte e leal que um é capaz de saber quando o outro está prestes a sair de casa escondido, por exemplo e vice e versa. Eles passam a maior parte do tempo juntos e é assim que o vendedor de para-raios os encontra ao passar de viagem pela cidade de Green Town, Illinois.

O homem diz se chamar Tom Fúria e ao conhecer os meninos ele faz uma importante revelação: a casa de um deles sofrerá com a queda de um raio, e para protegê-la será preciso o uso de um para-raio. Jim e Will ficam visivelmente impressionados com o que ouvem, mas depois algo mais divertido e excitante capta a atenção deles. Um papel embolado e amassado trás uma surpreendente novidade: o Parque de Diversões de Cooger e Dark está para chegar no dia 24 de Outubro. Os meninos ficam maravilhados e bastante ansiosos para que chegue logo o tão desejado dia.

"Naquele ano, o Halloween chegou no dia 24 de outubro, três horas depois da meia-noite.
Na ocasião, James Nightshade, da rua Oak, número 97, estava com 13 anos, 11 meses e 23 dias de idade. Na casa ao lado, William Walloway tinha 13 ano, 11 meses e 24 dias de idade. Os dois se aproximavam dos 14 anos, a idade efervescendo em suas mãos.
E foi naquela semana de outubro que eles cresceram da noite para o dia e nunca mais foram tão jovens..."

Mas, a partir do momento em que o Parque de Diversões chega à cidade e eles conhecem os estranhos artistas que lá trabalham, tais como: o Bebedor de Lava, o Senhor Elétrico, a Mais Bela Mulher do Mundo e também a grande atração Labirinto Egípcio de Espelhos e o amaldiçoado Carrossel, coisas estranhas começam a acontecer aos moradores de Green Town e ninguém mais está seguro desde que o Parque de Diversões chegou, pois tanto os artistas quanto as atrações e brinquedos escondem uma história de maldade, medo e horror e caberá a Jim e Will a terrível incumbência de fazer tudo o que estiver ao alcance dos dois para salvarem suas próprias vidas e a de todos os moradores da cidade. Ao longo do caminho eles descobrirão o poder da amizade e o verdadeiro significado do amor entre pai e filho, já que Charles Walloway será uma peça fundamental na luta que os meninos terão à sua frente.



[-Minhas Impressões-]

Algo Sinistro Vem Por Aí chamou minha atenção desde a sua primeira página pois logo percebi que estava diante de um livro bem diferente de tudo o que já havia lido até então. O autor me apresentou a uma história incrivelmente rica e com personagens interessantes e carismáticos. Jim e Will são uma duplinha muito inteligente e esperta e a amizade que os une foi algo extremamente prazeroso de ler, já que por causa dela os dois se meteram em inúmeros perigos para se salvar e salvarem a vida um do outro.

Os personagens do parque de diversões foram criados de forma bastante inventiva por parte do autor, e a maneira com que a trama foi desenvolvida prendeu meus olhos ao livro de tal forma que eu não pude e não quis parar de ler até que pudesse (enfim) chegar ao derradeiro final. Fui impactada pela história de uma maneira que vai muito além do suspense e do medo que o livro impõe, uma vez que fui fisgada pela linda e verdadeira amizade que une os garotos.

Amizade essa que fez com que um deles fizesse de tudo para salvar o outro de um triste e cruel destino. O que possibilitou a aproximação entre Will e Charles Walloway, seu pai. A sensibilidade usada pelo autor para escrever esses momentos se sobrepôs a trama de medo e escuridão que está presente de forma massiva em todo o livro.

O gancho da história com certeza é o medo, angústia e o terror que assola os meninos com a chegada do parque mas, para mim, o que se destacou foi que por conta disso outras coisas muito mais importantes a meu ver chamaram a minha atenção e me fizeram gostar tanto de tudo o que li e eu sinto que não seria correto de minha parte não chamar a atenção para isso na resenha. Para mim, a amizade de Jim e Will e a mudança gritante no relacionamento de Will com o pai foi de longe o que mais gostei no livro, mas sem tirar o mérito do medo, perigo e terror em que a história está pautada. Eu de fato fiquei bastante envolvida pelos assustadores personagens do arrepiante Parque de Diversões.

Este é um livro que eu super recomendo a leitura para todos aqueles que gostam de sentir medo e, principalmente, para os que conseguem extrair a poesia que autores como Ray Bradbury imprime em suas histórias.

"Só havia uma coisa certa.
Duas frases de Shakespeare diziam-na. Ele deveria escrevê-la no centro do relógio de livros para fixar o coração de suas apreensões.
Pelo coçar de meus polegares
Algo Sinistro Vem Por Aí. "



Categorias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário