Resenha: A Paciente Silenciosa



Título: A Paciente Silenciosa
Autor: Alex Michaelides
N° de páginas: 349
Cortesia: Grupo Editorial Record
Skoob
Onde comprar: Amazon

Um assassinato. Uma verdade oculta. As raízes do silêncio são muito mais profundas do que se pode imaginar.
Alicia Berenson escreve um diário para colocar suas ideias em ordem. Ele é tanto uma válvula de escape quanto uma forma de provar ao seu adorado marido que está bem. Ela não consegue suportar conviver com a ideia de que está deixando Gabriel preocupado, de que está lhe causando algum mal.
Alicia Berenson tinha 33 anos quando matou seu marido com cinco tiros. E nunca mais disse uma palavra.
O psicoterapeuta forense Theo Faber está convencido de que é capaz de tratar Alicia, depois de tantos outros falharem. E, se ela falar, ele será capaz de ouvir a verdade?



Alicia vive em um mutismo total desde que o marido foi assassinado. Várias pessoas tentaram ajudá-la, entretanto, falharam miseravelmente e desde então ela vive um dia após o outro enclausurada em um hospital psiquiátrico convivendo com os fantasmas e demônios de tempos passados que não a deixam em paz.

Os médicos responsáveis por seu tratamento não acreditam que ela voltará a falar de novo algum dia, já que todos os esforços empenhados para isso foram rigorosamente frustrados. Alicia definitivamente não fala. Com absolutamente ninguém.

O tempo passa e Alicia já está presa há alguns anos quando o psicoterapeuta forense, Theo Faber convencido de que poderá tirá-la de seu silêncio infligido começa a tratá-la. De início sua abordagem é praticamente insignificante e parece não surtir nenhum efeito. Frustrado, o médico fica meio que sem saber como chegar até a paciente, mas, eis que uma ideia ganha força em sua mente e ele a coloca em ação e, enfim, Alicia parece reagir a esse novo estímulo.

Animado e revigorado por ver que conseguiu chegar a ela de algum jeito, Theo está disposto a ir até o fim para fazer com que sua paciente silenciosa decididamente encontre a sua voz. Mas será que Alicia não pode mesmo falar ou ela simplesmente não quer falar? Que verdade se esconde por trás do fatídico dia em que Gabriel foi assassinado com cinco tiros por Alicia?



Além disso, dentro do hospital psiquiátrico convive com todas as formas de loucuras ao lado dos pacientes que se encontram no mesmo lugar que ela. Alicia até mesmo precisa se defender a todo custo, porque ninguém consegue sobreviver ao lado de loucos sem ser um pouco louco também. Esta é a sina que ela está fadada a carregar.

Alicia é vilã ou mocinha? Culpada ou inocente? Louca ou completamente sã?
Essas perguntas vocês terão que responder lendo o livro!



[- Minhas Impressões -]

O livro A Paciente Silenciosa se revelou uma surpresa e tanto para mim. Não é de hoje que eu sou chegada em um belo suspense e foi exatamente isso que eu encontrei na história. Muito suspense, mistério e perguntas clamando por serem respondidas.

A sinopse por si só foi um dos motivos que me levou a querer ler o livro, logo acompanhada pelo título e a capa que atraíram de imediato a minha atenção, pois quando me deparei com o rosto de uma mulher e o lugar em que deveria estar sua boca conter um rasgo visivelmente com o intuito de impedi-la de falar eu fiquei curiosíssima para desvendar todos os mistérios que cercavam Alicia Berenson e o assassinato de Gabriel.

A história foi incrivelmente bem escrita, muito bem desenvolvida e com personagens cativantes, envolventes, misteriosos e bastante suspeitos, pois a medida em que foi sendo contada deu para perceber que alguns tinham muito a esconder e que eles estavam mais do que dispostos a fazer o que estivesse ao seu alcance para que seus segredos não fossem descobertos independente do custo envolvido.

A construção da personagem Alicia foi primorosa e ao longo da história eu passei por vários estágios de sentimentos, porque em alguns momentos eu fiquei completamente ao lado dela, mas depois eu fiquei chocada com seu comportamento e me surpreendi e muito com suas atitudes. Senti pena, compaixão, solidariedade, raiva e, no entanto, por fim eu a compreendi e me compadeci completamente dela. Foi um daqueles momentos de efeito totalmente catártico para mim, tamanho o meu grau de envolvimento com a leitura

Não tenho palavras para qualificar o Gabriel e, por isso mesmo, eu me abstenho de falar qualquer coisa dele para não correr o risco de falar mais do que devo.

O psicoterapeuta Theo Faber foi outro personagem que me surpreendeu grandemente e, quando eu finalmente entendi o tamanho de sua importância na trama foi inevitável o choque e o arrepio que me percorreu da cabeça aos pés. Eu fiquei sem reação por alguns instantes e me vi forçada a ler e reler novamente aquelas palavras exatamente do ponto em que a história mudou e passou a ter um outro significado muito maior do que o imaginado por mim. E isso se dá única e exclusivamente por causa do autor, que soube desenvolver e dar vida à personagens e história bem diferentes do usual.

O final dado ao livro foi uma incrível jogada de mestre ao meu ver e também digno dos grandes escritores do gênero, porque não é em todo livro de suspense que leio que me deparo com um final tão impactante quanto este foi para mim.



O livro é cheio de personagens e cada um deles foi relevante para contar a história de Alicia antes e depois da morte de Gabriel que culminou com o veredito que a levou a ser trancafiada em um hospital psiquiátrico e, em nenhum momento a história se perdeu, muito pelo contrário. 

A leitura fluiu rapidamente e me prendeu a cada virada de página e quanto mais eu lia mais vontade eu sentia de ler para assim desvendar os mistérios que cercavam a morte de Gabriel. Já Alicia como sabemos, à vemos presa e considerada uma louca por todos ao seu redor. Por tudo o que li, posso dizer que A Paciente Silenciosa foi uma de minhas melhores leituras até agora e, se vocês ainda não leram, não deixem de fazê-lo o quanto antes porque sem sombra de dúvida vale a pena demais!!

Tomara que eu tenha o prazer e a sorte de ler mais livros escritos por Alex Michaelides, pois definitivamente eu me tornei fã de seu jeito único de contar histórias.

Categorias:

3 comentários:

  1. Eu tô muito curiosa sobre esse livro. Adoro o gênero, então é impossível não ficar querendo ler. Amei a construção da sua resenha <3

    Beijos!

    http://entrepaginasecafe.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ah como eu estou de namoro com este livro. Nas últimas semana, tenho lido inúmeras resenhas bem positivas a respeito da história e esta resenha acima, veio para coroar este vontade!
    Não apenas pelo mistério que envolve tudo, mas o fato de desvendar o passado, pouco a pouco e trazer à tona tantas verdades omitidas e escondidas.
    Pelo que entendi, há toda uma gama de personagens fundamentais para o desenvolvimento do enredo e com certeza, espero poder ter e ler a obra o quanto antes!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá! Mas menina, depois de ler essa resenha, não tem como não querer ler esse livro (risos). Fiquei bem curiosa em descobrir o que de fato aconteceu com nossa protagonista e quais segredos estão por trás desse assassinato (já tenho até um palpite). Adoro esse tipo de leitura, cheia de suspense que te faz pensar e no final te deixa de queixo caído (não tem coisa melhor).

    ResponderExcluir