02 março 2018

Luz, Câmera e Ação [48] - O sequestro

Título: O sequestro
Data de lançamento: 14 de Setembro de 2017 (Brasil)
Direção: Luis Prieto
Elenco: Halle Berry, Sage Correa, Lew Temple
Gênero: Drama/Thriller
Duração: 1h  35m
Música composta por: Federico Jusid
Karla Disson (Halle Berry) trabalha como garçonete em uma lanchonete e tem a vida voltada para a criação do filho, o pequeno Frankie (Sage Correa). Um dia, ao atender o telefone em um parque, ela descobre que o garoto simplesmente desapareceu. Ao vê-lo sendo colocado dentro de um carro, Karla parte em seu encalço em uma busca desesperada, perseguindo os sequestradores em seu próprio automóvel.

                             


                     
Karla é uma mãe solteira que dedica todo o tempo livre que tem à criação de Frankie, seu filho de sete anos. Em mais um de seus exaustivos dias de trabalho ele a acompanha, com a promessa de que assim que possível ela o levará ao parque. Quando enfim Karla é liberada de sua jornada atendendo aos clientes e seus pedidos, ela cumpre o que havia prometido ao filho e o leva onde queria.

Tudo transcorre na mais perfeita ordem até que Karla recebe um telefonema muito importante e por conta da algazarra e barulho das outras crianças que ali se encontram ela procura um lugar um pouco mais adiante de onde estava com Frankie e pede que ele lhe espere enquanto fala ao telefone. Eles têm uma maneira bem legal de se comunicar quando se afastam um do outro - é mais como uma brincadeira, onde ela o chama por um nome e ele por sua vez lhe responde completando o nome em questão.


Karla se afasta por apenas alguns minutos, mas é o suficiente para que Frankie simplesmente desapareça. Ao se dar conta do fato ela começa a chamá-lo e procurá-lo desesperadamente, perguntando às pessoas que estão ao redor se o viram, já que ela mostra sua foto para todos a quem pergunta. Diante da negativa Karla vai em direção ao estacionamento e lá se depara com uma cena aterradora - uma mulher está colocando seu filho a força dentro de um carro. Completamente transtornada com o que vê Karla parte para cima do carro em que Frankie está, mas o carro parte com tudo antes que ela os alcance, porém desistir não está em seus planos e mesmo tomada pela dor e agonia Karla tem a presença de espírito de entrar em seu carro e perseguir os sequestradores de seu filho.


A perseguição têm várias reviravoltas e Karla corre grande perigo quando fica cara a cara com os sequestradores do filho em algumas ocasiões, mas nada a fará desistir de ir às últimas consequências se for esse o caso para ter Frankie novamente em seus braços.

Em dado momento Karla vai parar em uma delegacia de cidade pequena quando ela perde o carro dos sequestradores de vista, e lá ela tem a triste constatação de que seu filho será mais um nas estatísticas de crianças desaparecidas, já que ela se depara com vários cartazes de inúmeras crianças que sumiram em circunstâncias parecidas com a de seu filho. Por conta disso essa mãe torturada pela dor e sofrimento de ter tido o filho levado contra a sua vontade não medirá esforços em sua perseguição solitária em busca de seu amado filho. Mas o que Karla nem imagina é que está diante de pessoas que fazem disso um modo de ganhar a vida, e que portanto, só o seu amor e sua coragem serão capazes de trazê-lo de volta são e salvo, custe o que custar.



[ - Minhas Impressões - ]

Sou uma pessoa que adora um bom filme de ação, suspense e adrenalina e foi exatamente esses elementos que encontrei nesse filme. Seu início é bem fofo e delicado, mostrando o grande amor que une mãe e filho, mas a partir do momento em que Frankie é sequestrado o filme mostrou a que veio. Fiquei completamente com os olhos pregados na tela e sofri juntinho com Karla ao ter o filho sequestrado.

A história é tensa e intensa, com cenas desesperadoras todas as vezes em que parecia que Karla enfim conseguiria resgatar o filho, mas aí acontecia algo que transformava a situação e elevava-a a altos níveis de adrenalina. Mas ao mesmo tempo achei meio surreal o fato dela perseguir os sequestradores, pois além de se colocar em perigo, ela fazia o mesmo com a vida do filho. No entanto, penso que se acontecesse isso comigo e alguém tentasse levar minha filha e eu pudesse ir atrás não perderia um segundo sequer pesando essa possibilidade. Eu iria até o fim do mundo e faria tudo o que ela fez e mais um pouco para ter minha filha de volta.

Fiquei extremamente sensibilizada pelo pesadelo em que a vida da Karla se transformou, dava para sentir sua dor, pois em vários momentos eu quis chorar junto com ela. Mas também fiquei tremendamente admirada com sua coragem e persistência no encalço dos sequestradores.

O filme tem ótimas cenas de ação e suspense, e em muitas delas eu fiquei alucinada de tanta agonia que senti, pois quando parecia que ela conseguiria salvar o filho acontecia algo surpreendente, que fazia com que todo seu esforço fosse em vão, pelo menos naquele momento em questão.

O final para mim foi incrível! Eu simplesmente adorei! E não só pelo óbvio da situação, pois é claro que vocês já devem ter adivinhado como o filme acaba. Eu me refiro a um momento específico, em que a Karla tem uma revelação bombástica e se vê no meio de uma trama muito maior do que ela poderia imaginar.


A atuação da Halle Berry foi top, mas ela deixou a desejar nas cenas de choro e lágrimas (na minha opinião). Já o ator que interpreta seu filho no filme merece toda a minha simpatia e admiração. O garoto é fera demais! Arrebentou em todas as cenas!

Os atores que interpretaram os sequestradores mandaram bem demais também, porém confesso que senti um danado por eles! E não via a hora de vê-los se dando mal (risos)

O filme foi ótimo e cumpriu muito bem seu papel ao mostrar a triste realidade de crianças vítimas constantes de sequestro não só nos EUA, mas sim em todo o mundo. Muitas das quais infelizmente não têm um final feliz.


Confiram o trailer:





Se Inscreva e Participe!!!


12 comentários:

  1. Oi Kaline!
    Que filme de ação eletrizante hein? Pela sua descrição parece ser daqueles que a gente não desgruda os olhos nenhum minuto. Eu gosto de filmes de ação com essa temática de sequestro mas confesso que não assisto tantos então o dia que for assistir ja tenho uma ótima dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Nossa esse filme deve ser emocionante, gosto de filmes com atriz, vi o trailer uma vez mais não consegui assistir, vou tentar esse fds...

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Vi este filme já tem um tempinho, até por gostar muito do trabalho da atriz. E também fiquei bem satisfeita com o enredo.
    Poderia ter sido melhor? Sim...mas o filme funciona bem,prende realmente o expectador na tela e a gente não sossega até o final e claro, fica a torcida o tempo inteiro pela mãe e filho!
    Dica muito boa!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Assim como você, adoro um bom filme de ação com adrenalina e que nos deixa ansiosa para ver o que vai acontecer. Também sou fã do trabalho da Halle Berry, e já ouvi falar muito desse filme. Com certeza vai para a minha lista!
    Beijos,
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Fiquei sem respirar só de ler sobre o filme parece bem angustiante e eletrizante. Com certeza pretendo assitir.

    ResponderExcluir
  6. Kaline!
    Tive oportunidade de ver algusn trechos das gravações pelo canal fechado e a Halle Barry explicando que foi bem complicado fazer algumas cenas, principalmente algumas de ação. Sou fã dela e mesmo que a atuação dela tenha deixado a desejar, quero conferir.
    Ei.., sei não como será o final, tem milhões de possibilidades e posso imaginar várias delas.
    Realmente é uma realidade constante em vários países pelo mundo afora, principalmente relacionado ao tráfico infantil.
    E acredito que qualquer mãe faria o impossível para reaver seu filho, mesmo que pareça irreal.
    Quero assistir.
    Desejo um mês mais que abençoado, carregadinho de luz e paz e um final de semana esplendoroso!
    “Acredite, existem pessoas que não procuram beleza, mas sim coração.” (Cazuza)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Oi Kaline.
    O sequestro parece ser um bom filme de ação, com muitas reviravoltas e momentos de tensão.
    Gosto muito da Halle Berry. Pena que sua atuação não te convenceu por completo nas cenas de choro e lágrimas.
    Não é um filme que eu veria, pois não gosto muito do gênero.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olha.. Quando li o início pensei no livro o casal que mora ao lado (mesmo no livro a ceiança seja um bebê) . Como é possível você se afastar do seu filho em um parque público? Tudo bem.. É nos EUA, mas do mesmo jeito eu não teria largado ele. Sobre a Haley Barry seguir o carro do sequestrador eu achei meio forçadinho, mas de resto fiquei com muita vontade de assistir.

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca tinha ouvido falar desse filme.adoro assistir filmes de ação também, mesmo que ultimamente eu parei de Assistir. Esse já vai para minha lista de filmes excelente. Adoreeeei a dica. Ainda que é com essa atriz.

    ResponderExcluir
  10. Essa atriz é demais, e tendo ela como protagonista de um filme eletrizante só pode dar certo, ainda mais uma mãe que sai feito leoa atras do filho sequestrado. Pode ser bem cliche mas certamente é um filme tenso que deixa a gente nervosa assistindo e torcendo. Vale a dica

    ResponderExcluir
  11. Eu quero muito assistir esse filme! Grande parte se deve ao fato do elenco, essa atriz é sensacional na atuação. Lembro se um outro no qual também era protagonista: "chamada de emergência" (como foi traduzido). Eu fiquei naquele transe do começo ao fim!
    Lendo sua crítica, a história me lembrou muito um outro filme, "os suspeitos". Hugh Jackman atuou de maneira esplêndida, em um roteiro intenso, no qual ele também busca incansavelmente sua filha desaparecida.

    ResponderExcluir
  12. Não tinha ouvido falar desse filme ainda, mas acho a Halle Berry uma atriz mediana. Gosto de thrillers, e esse parece bem eletrizante, mas não seria minha prioridade pra assistir, já que tenho pouco tempo e uma lista enorme de filmes pra ver, rs.
    Beijos.

    ResponderExcluir