13 fevereiro 2018

Luz, câmera e ação [47] - A Autópsia


Título: A Autópsia
Lançamento: 04 de maio de 2017
Duração: 1h 26min
Direção: André Øvredal
Gênero: Terror, Suspense

Tommy Tilden (Brian Cox) e Austin Tilden (Emile Hirsch), seu filho, são os reponsáveis por comandar o necrotério de uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos. Os trabalhos que recebem costumam ser muito tranquilos por causa da natureza pacata da cidade, mas, certo dia, o xerife local (Michael McElhatton) traz um caso complicado: uma mulher desconhecida foi encontrada morta nos arredores da cidade - "Jane Doe", no jargão americano. Conforme pai e filho tentam descobrir a identidade da mulher morta, coisas estranhas e perigosas começam a ocorrer, colocando a vida dos dois em perigo.




Tommy Tilden é um médico legista e proprietário do Necrotério & Crematório Tilden que pretende, um dia, passar o negócio para o filho, Austin, do mesmo modo que seus pais fizeram com ele. O filho não espera ser atendente de necrotério para sempre, mas ainda não tem coragem de contar ao pai sobre suas ambições do futuro e esse é um segredo que ele permanece guardando há anos. Apesar de sua namorada pressioná-lo para sair do necrotério, ele se preocupa em deixar o pai sozinho, ainda mais por ter se isolado bastante depois de ter perdido a mãe. 

Austin nutre uma profunda curiosidade sobre como aqueles corpos acabaram tendo seu fim. Ele gosta de tentar descobrir a razão da morte ter ocorrido, mas o pai reprova essa atitude e insiste em deixar essa função somente para as autoridades. Como Tommy diz, o trabalho deles é identificar a causa da morte corretamente e só. Não importa para eles o que aconteceu antes do corpo chegar e não vai importar o que acontecerá depois.


O xerife da pequena cidade aparece no necrotério dos Tilden exigindo a autópsia pronta de um corpo de uma bela moça jovem sem identificação naquela mesma noite. Ela foi encontrada em uma cena de crime onde várias pessoas foram mortas brutalmente em uma casa, mas nada foi roubado e não tentaram invadir, pelo contrário, haviam indícios de que estavam tentando sair. Mas a Desconhecida é a única que não se encaixa ali na cena do crime, logo, é importante descobrir a causa da morte para que a polícia consiga lidar com a imprensa pela manhã, já que ninguém tem alguma ideia do que realmente aconteceu.

O corpo da mulher, sem uma análise muito atenta, parece bem por fora, sem cortes ou lesões. Mas ao realizarem a avaliação externa, os Tilden notam que há coisas bem perturbadoras sobre a Desconhecida. Mal sabem que as preocupações devem se concentrar no que está dentro...


Quando vejo um filme de terror e/ou suspense, sempre vou bem preparada: mantendo as expectativas bem baixas. Afinal, todo ano são lançados vários filmes dos gêneros nos quais costumam utilizar dos mesmos clichês de sempre que estamos acostumados a ver, e raramente algum deles acaba inovando em algum aspecto. Atualmente, é realmente difícil assustar e impressionar nós, telespectadores, pois já conhecemos todas as artimanhas. E quando se trata de um filme de suspense, é essencial que o filme saiba deixar as pessoas curiosas e interessadas o suficiente para compreender o mistério daquela história. Felizmente, A Autópsia faz isso de modo impecável. Não se trata de um filme revelador do gênero ou algo semelhante, porém, ele cumpre seu propósito.


Escolhi uma palavra para descrever o que senti várias vezes durante o filme: pavor. Conforme os legistas vão olhando o corpo, abrindo-o, estudando-o, analisando-o e estando a todo momento recorrendo aos livros para descobrir a identificação exata de alguns objetos que encontram, vamos acompanhando eles e tentando descobrir a história daquela desconhecida. As peças vão lentamente se encaixando e então se torna possível formular algumas teorias da razão de aquele corpo não fazer sentido na cena do crime. E cada uma das hipóteses que vai surgindo durante a autópsia... acredite, nenhuma delas leva para um caminho bom.

O corpo dela vai nos contando uma história e quando chegam perto da verdade, a situação toma uma profundidade e então eles precisam parar e refletir para chegarem a alguma resposta, de como combater aquele mistério da Desconhecida. Essa urgência toda me deixou ainda mais vidrada no filme, pois os protagonistas, pai e filho, aparentavam ser inteligentes e especiais, afinal, o necrotério é um negócio que se passava de geração para geração, ou seja, é muito conhecimento acumulado e preservado de tudo que encontraram por lá. Dessa maneira, eles conseguem passar essa segurança de que podem ser capazes de enfrentar esse novo mistério.


Como podem ver pelas minhas palavras, A Autópsia é, sem dúvidas, um excelente filme de suspense. Achei o desfecho bastante surpreendente e gostei muito de todos os truques utilizados para pegar o telespectador de surpresa nos momentos certos, ainda que alguns deles sejam bem comuns. Os atores são incríveis e perfeitos nos seus papeis, e conseguem nos preencher de empatia nas cenas que contém apelos emocionais mais intensos, afinal, pai e filho se veem em uma situação muito estranha e arriscada, onde tudo se torna incerto.

Se ficarem interessados no filme, recomendo que não assistam ao trailer, pois algumas cenas entregam muita coisa da história. Eu gostei bastante e agora me sinto ainda mais animada para assistir aos filmes do gênero!


16 comentários:

  1. Adoro livros que tenham filme para confrontar fatos, logico que os livros sao mais detalhados e tem seu valor mas o filme sempre agrega imagens que se forem bem feitos dão uma outra realidade a historia. Pela resenha (e capa) esse suspense tem um pouco de terror, o que é muito novo pra mim, e vou dizer que estou adorando ainda mais com o final surpreendente que tu comentou.

    ResponderExcluir
  2. Eu vi o filme há algum tempo, e adorei, sou fã do gênero, e quem ainda não viu recomendo se gosta de filmes com o tema...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Me recordo que quando assisti este filme só pensava no tempo que fazia que não via um filme deste gênero tão bom!
    Pavor, também acredito que seja esta a palavra para definir o que se sente. É como pegar o medo dos protagonistas para nós e sentir na pele o medo do desconhecido que vai brotando lentamente.
    Super recomendado!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Amanda!
    Bom ver que o filme não é apenas mais um terror clivhê, traz inovações e grande suspénse.
    Pelo jeito é algo inovador no corpo da desconhecida e vai trazer aquele terror que esperamos de um filme no gênero.
    Quero poder assistir.
    Um feriado de alegria e moderação e desejo uma ótima semana!
    “Ninguém é assim tão velho que não acredite que poderá viver por mais um ano.” (Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Apesar de ser super assustada para filmes do gênero, sua resenha me deixou bastante curiosa sobre o filme. Terror e suspense não tipo de filme que acabam me fazendo perder o sono, mas curti a proposta deste, irei ver se já tem na locadora da minha cidade.

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda!
    Eu infelizmente já vi o trailer, mais foi assim que lançou então não me lembro mto bem, só que já tinha colocado na lista dos que quero assistir.
    É bom saber que o filme é bom e prende o espectador, com os sustos e mistério nas doses certas, difícil conseguir essa proeza quando o filme todo se passa quase em um só lugar, que no caso é o necrotério não é?
    Irei ver em breve, espero gostar como você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não gosto muito de filmes de terror, mas a resenha me deixou bem curiosa para descobrir o que aconteceu.
    Acho bem interessante quando o filme nos leva a fazer várias hipóteses do que aconteceu, parece ser um filme bem interessante.

    ResponderExcluir
  8. Caramba! Parece ser um filme e tanto! Gosto muito de suspense/mistério porque adoro ficar supondo teorias haha. Nao conhecia esse, e, de verdade sua resenha me despertou a curiosidade de assisti-lo pra ontem hahaha. Acho que deve dar uns calafrios ne essas cenas de autopsia, mas mesmo assim quero conferir. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi Amanda.
    Esse filme parece ser ótimo.
    Realmente é difícil encontrar bons filmes de suspense e fico feliz em saber que Autópsia conseguiu cumprir o seu papel.
    Gosto bastante de série estilo CSI, em que se buscas pistas sobre como ocorreu a morte e quem é o culpado, juntamente com o legista que declara a causa da morte. Acho que iria gostar bastante desse filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Sou daquelas pessoas super medrosas, que quando falam de morte já sente arrepios. Porém quando assistir ao primeiro trailer do filme logo fiquei interessada pelo mistério em torno do assassinato, e o fato de a meu haver algo sobrenatural. Entretanto vejo que todo o desenvolvimento do filme e bem elaborado nos deixando com muito pavor, mas ao mesmo tempo curioso para saber qual será o desfecho desse crime. Como já disse não curto muito esse tipo de filme, entretanto sua resenha me despertou curiosidade e me convenceu a dar uma chance.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda!
    Nossa fiquei muito interessada na história mas apesar de amar livros de suspense eu morrooo de medo de filme, semore fujo de terror/ suspense. No entanto eu realmente achei bem intrigante do que será que tem dentro do corpo dela e o que está por tras desse mistério.
    Enfim vou tentar criar coragem pra ver hahaha bjs

    ResponderExcluir
  12. Ahhhhh eu tenho pavor de cenas de necrotério!! Nunca suportei assistir nem CSI por causa disso. E um filme todo pautado em autópsias, cadáveres, necrotério... é, não vai dar. Melhor deixar quieto. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu não curto coisas desse genero mas pela sua resenha eu com certeza vou indicar pros meus amigos que ADORAM!!! KKKKKKKK Eu sou muuuuito cagona pra coisas de necrotério então prefiro evitar meus pesadelos... hasuhsuhasu

    ResponderExcluir
  14. Oi Amanda, tudo bem?
    Confesso que esse não é meu gênero preferido de filme, contudo, sua resenha me atraiu para outros pontos que floresceram minha vontade de assistir, como por exemplo a genialidade de se traçar um perfil através de um corpo inócuo. Fiquei bastante interessada pelas cenas de necrotério e parte investigativa.
    Obrigada por esta novidade.

    Beijos
    Chrys

    ResponderExcluir
  15. Menina, eu adoro esse estilo de história nos livros, mas poucos foram os filmes aos quais resisti bravamente até o fim! Eu cheguei a ver o trailer desse filme, mas já fiquei agoniada lá mesmo, imagina vendo o filme todo? Espero algum dia melhorar isso, porque sei que perco grandes obras por essa gastura que tenho hahaha

    ResponderExcluir
  16. Oi Amanda ;)
    Achei o filme bem diferente do que geralmente vejo. Confesso que não gosto muito de filmes de terror, sempre tive certo medo kkk mas tenho uma amiga que ama, e ela vive me fazendo ver com ela.
    Não conhecia "A Autopsia" ainda, mas sinto que é um filme que surpreende mesmo e que bom que foi uma grata surpresa para você, e um bom entretenimento.
    Vou anotar aqui o filme, e ver se consigo assistir depois ;)
    Bjos

    ResponderExcluir