15 dezembro 2017

Resenha - Um pequeno favor


Título: Um pequeno favor
Autora: Darcey Bell
Editora:  Grupo Editorial Record / Bertrand Brasil
Páginas: 336
Skoob
Onde comprar: Saraiva

Livro apontado como sucessor de Garota exemplar e A garota no trem, "Um pequeno favor" inclui traições e reviravoltas, uma pessoa morta e a questão recorrente: quem está enganando quem?
Quando sua melhor amiga, Emily, pede a Stephanie para buscar seu filho Nicky na escola, ela alegremente concorda. Nicky e seu filho, Miles são melhores amigos - exatamente como ela e Emily. Mas Emily não volta. Ela não atende ao telefone ou responde às mensagens. Stephanie sabe que algo está terrivelmente errado. Aterrorizada, ela busca ajuda nos leitores do seu blog. Até que ela e Sean, marido de Emily recebem notícias chocantes: Emily está morta. O pesadelo de seu desaparecimento finalmente chegou ao fim. Ou será que não?







Galera, que livro é esse? Estou boquiaberta até agora, sem exageros. Mas vamos ao que realmente interessa (risos).

Stephanie e Emily tem uma sólida amizade e contam tudo uma para a outra. Elas são as melhores amigas que poderiam desejar e não existe nenhum segredo entre elas, pelo menos não da parte de Stephanie.

A amizade surgiu por conta de seus filhos, ambos com cinco anos, estudarem na mesma escola e serem muito amigos. Stephanie anseia por uma amizade sincera e verdadeira e fica exultante de felicidade quando Emily se dispõe a ser essa amiga. Desde que ficou viúva Stephanie sente-se muito solitária e vive somente para cuidar do filho, sendo mãe em tempo integral. Já Emily é aquela mãe do tipo executiva, que trabalha numa grande empresa, se veste bem, é elegante e cheia de estilo.
Tudo vai bem e a amizade cresce dia após dia, até o momento em que Emily pede um pequeno favor a Stephanie e a partir daí as coisas vão tomando um rumo completamente inesperado e assustador com um final que ninguém poderia prever.

Emily liga para Stephanie e pede para a amiga buscar Nicky, seu filho, na escola e leva-lo para sua casa dizendo que mais tarde o buscará lá. Stephanie atende prontamente o pedido de sua querida amiga e não vê problema algum em fazer o que a Emily pede, já que ela sempre faz isso. Mas o que era para ser somente um pequeno favor acaba se tornando algo profundamente desesperador, já que Emily não aparece para buscar  o filho em sua casa, como havia dito que faria.

" Faz dois dias que Emily não aparece, não entra em contato comigo e nem retorna minhas ligações e mensagens. Algo terrível aconteceu. Minha amiga sumiu. Não tenho a menor ideia de onde ela está."

Os dias vão passando e Stephanie continua sem notícias da amiga e por sua cabeça passam vários pensamentos, cada um pior que o outro. Após recorrer a Sean, o marido de Emily, à polícia, aos vizinhos e até com os colegas de trabalho da amiga, Stephanie não sabe mais o que fazer e nem a quem mais pedir ajuda. Mas como é dona de um blog, ela acredita que as mães que a acompanham podem ajudá-la na divulgação do desaparecimento de Emily, já que elas são muito solidárias e preocupadas em ajudar no que for preciso.

"Obrigada, mães. Eu me sinto melhor só de saber que vocês estão aí, lendo o que escrevo.
 Com amor,
Stephanie"

Sstephanie não para de pensar no que pode ter acontecido à Emily e por causa de sua amizade por ela e também a amizade que une seus filhos todos os dias ela se vê mais e mais na presença de Sean, o marido de Emily, que a princípio não simpatizava muito. Mas testemunhando toda a dor e falta que a ausência dela está causando ao marido, Stephanie começa a se solidarizar com o sofrimento e a perda de Sean, e seus sentimentos por ele sofre uma mudança brusca e perigosa.

"Se eu quiser viver em paz em paz comigo mesma, se quiser continuar acreditando que sou um ser humano decente e não um monstro, preciso fazer o possível para ignorar, resistir e até mesmo não reconhecer a faísca que existe entre nós."

Já se passou um bom tempo desde o desaparecimento de Emily e muitas coisas aconteceram até então. A vida de todos segue seu rumo e Stephanie acredita estar vivendo o melhor momento de sua vida, até que um certo dia ela ouve algo que fará com que o faz de conta que ela está vivendo até então vire um tremendo pesadelo. E o pior, ela terá que prestar conta de seus atos e o preço a pagar pode ser alto demais.

"Então ele disse: - Eu vi a mamãe hoje."

Depois dessa revelação Stephanie fica desesperada e não sabe mais o que é verdade e o que é mentira. E teme ser o alvo de uma trama onde o bode expiatório possa ser ela própria.



[ - Minha impressões - ]

Gente, que livro é esse?!?

O que fez com eu sentisse vontade de ler o livro foi a sinopse, onde falava sobre o desaparecimento e morte de uma mulher. Esse foi o chamariz que atiçou minha curiosidade, pois tenho uma forte queda por livros de suspense, e a medida que fui adentrando à história me vi enredada em uma trama envolvente, cheia de mentiras, intrigas, luxúria, mistério e morte.

Stephanie e Emily, que aparentemente são as melhores mães, esposas e pessoas que poderiam ser escondem importantes e grandes segredos e vivem uma fachada de mulheres perfeitas.
Houveram momentos em que eu me solidarizava pela Stephanie, já em outros eu queria esganá-la, pois ela era muito cínica e cretina! Aí eu me deparava com Emily e sua história, e o que eu posso dizer é que essa mulher tinha o dom da manipulação. Ela era incrivelmente ardilosa, esperta e astuta!
E agindo assim ela conseguia fazer com que todos (eu disso todos) fizessem exatamente o que ela quisesse. Há que se respeitar alguém assim!

O que achei muito legal no livro é que eu pude conhecer Emily, Stephanie e Sean antes, durante e depois do "desaparecimento" de Emily, e foi muito bom, pois pude formar minha opinião baseada nas atitudes de cada um e ouso dizer que lá no fundo nenhum dos três prestavam.


O tempo foi passando e quando dei por mim já era madrugada, mas eu não larguei o livro (ou ele que não me largou), pois eu não admitia a ideia de ir dormir sem saber o que de fato havia acontecido à Emily. E o que eu posso dizer é que em nenhum momento me vi decepcionada com o desfecho da trama, foi simplesmente incrível!

O livro em si foi maravilhoso, pois cada personagem foi sendo revelado de uma maneira que prende a atenção do leitor, e foi exatamente isso que aconteceu comigo. Quanto mais eu lia mais eu queria ler, e se eu pudesse entrar na história eu teria apertados alguns pescocinhos. Ah, se teria!

Não posso dizer que tenha ficado ao lado de nenhum personagem e torcido por nenhum deles, mas posso dizer que ninguém ali era santo, e que todos mereciam dor e sofrimento. Uns por atitudes tomadas no passado e que repercutiram no presente, e outros por serem extremamente egoístas e só pensarem em si mesmos. Por fim, aconselho vocês a lerem o livro o quanto antes, se assim como eu vocês forem fãs de um bom suspense e tenham ficado curiosos após lerem a minha resenha.

Amei a capa do livro! Ela com certeza também foi uma grande responsável para que eu quisesse saber mais a respeito da história. E se eu pudesse dar algum tipo de nota a autora, com certeza seria um 10 bem grandão, pois escrever tão bem desse jeito é para poucos e ela faz isso com perfeição.


Se Inscreva e Participe!!!


8 comentários:

  1. WOW! Parece muito foda! Li "A garota no trem" e esse livro "Um pequeno favor" parece tão incrível quanto! Intenso na medida certa, mas ao contrario da personagem principal de "A garota no trem", Stephanie parece ser aquela personagem que a gente se da bem. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  2. Lembra muito o roteiro de A Garota no Trem, apesar de ter sido um livro e filme que não gostei tanto assim. Mas este enredo de mulher desaparecida é algo que sempre me agrada, no geral.
    Ainda mais quando se é possível conhecer as personagens antes de toda a tragédia acontecer.
    Não conhecia o livro, mas também adorei a capa e preciso muito também ficar eufórica assim com esta leitura!
    Vai pra lista de desejados, com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá Kaline, tudo bem?
    Também fiquei boquiaberta só de ler a sinopse. Ainda não havia ouvido sobre ele, mas gostei bastante de Garota Exemplar e da Garota no Trem. Com certeza, vou curtir este também, uma vez que suspense é um dos meus gêneros favoritos! Muitas mentiras e muitos mistérios com certeza virão!
    A estória do livro, apesar de simples, o sumiço de uma amiga, gera muitas especulações, e ficamos interessados no decorrer dos acontecimentos.
    Muito bom o livro trazer informações completas sobre as personagens, mesmo antes do ponto principal ocorrer. Desta forma, os mistérios são melhor entendidos. Com certeza já irá para minha lista de desejados!

    ResponderExcluir
  4. Uau que livro maravilhoso. É bem o estilo de dicas que costumo ver aqui no blog, e é bem o estilo de livro que eu amo ler também! Fiquei mega curiosa para saber o que aconteceu com ela e também conhecer esses personagens. Amo personagens manipuladores, mesmo com vontade de esganar as vezes kkkk

    ResponderExcluir
  5. Kaline!
    Tão bom quando pegamos um livro que nos prende de tal forma que enveredamos madrugada a dentro e só nos contentamos quando terminamos.
    Acredito que seja um daqueles livros que nos faz repensar algumas atitudes enquanto mãe e também na vida e ainda mais que não devemos julgar as atitudes das pessoas sem antes termos a visão completa de toda situação.
    Cada um sabe o porque e onde seu calo aperta...
    Que a semana seja abençoada!
    “Desejo a você e à sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!” (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Olá Kaline ;)
    Adoro livros assim, que nos deixam boquiabertas... fiquei só na curiosidade para saber logo o que acontece no final kkkk obrigada pela indicação!
    Gosto de personagens assim, cínicas demais haha, me lembra muito a Amy de Garota Exemplar. E que demais que a autora vai criando uma trama intrigante, e que culmina com esse desfecho chocante! Preciso ler esse livro pra ontem haha
    A Stephanie parece uma personagem complexa, e que vai surpreender eu imagino. E quero saber como o marido da Emily vai se encaixar na narrativa.
    Um dos próximos livros que vou ler é Por Trás de Seus Olhos, que tem uma trama desse jeito, em que ninguém parece ser o que realmente é, e adoro obras assim S2
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kaline! Caramba, esse livro te conquistou mesmo, hein? rs
    Gosto de suspenses mas não sou a maior fã, como você. No entanto fiquei interessada, inclusive porque você foi super enfática na sua opinião e bem convincente, então acredito que o livro tenha um mistério e um desfecho realmente ótimos como você falou. Gosto muito de personagens assim, que não mocinhos e tal, acho que isso dá mais realidade para a história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. eu nunca ouvi falar nem nem altura nem um livro e a sinopse não me agradou a premissa não me entendeu Acho que eu vou deixar essa sugestão passar

    ResponderExcluir