05 dezembro 2017

Resenha - Cretino Abusado

Título: Cretino Abusado
Autor: Penelope Ward e Vi Keeland
Cortesia: Planeta
Páginas: 272
Skoob / Goodreads
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.
Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.
Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.




"Eu podia sentir que estava me apaixonando por ele, e isso me assustava."

Aubrey tem aquilo que se classificaria como uma boa vida sendo uma excelente advogada, apesar de ter feito apenas para agradecer seu pai, e vivendo ao lado de seu noivo – e também chefe – Harrison. Pelo menos poderia ser classificada dessa forma se não fosse o fato de seu noivo a estar traindo com a própria estagiaria sem demonstrar nenhum remorso. Cansada então de tudo que a cerca e se vendo tendo que mudar de emprego, ela decide pegar suas coisas e recomeçar em uma nova cidade. Reunindo todos os seus pertences dentro do carro, ela segue em direção a viagem de sua vida rumo a Temecula, na Califórnia, onde um novo emprego a espera juntamente a chance de mudar de vida. Ela só não esperava encontrar alguém no caminho que a faria ver tudo diferente apresentando uma nova perspectiva para seus dias.

“Às vezes é preciso perder tudo para perceber do que realmente precisa.” 

Ao fazer mais uma de suas paradas para abastecer e encontrar algo para comer, Aubrey se depara a admirar uma linda Harvey parada a sua frente. Imaginando quem poderia ser seu dono e como seria andar em sua garupa, ela segue para uma loja de lembrancinhas, onde seu caminho vem a esbarrar com Chance Batema, um cara terrivelmente lindo e irritante que consegue tirar ela do serio sem o menor esforço e quem ela vem a descobrir ser o dono da moto que ela estivera admirando mais cedo. Em meio a provocações eles vêm seu caminho se cruzarem quando ela descobre que seu pneu está furado (e obviamente ela não faz ideia de como trocar) ao mesmo tempo em que Chance acaba por ter problemas com sua Harley os unindo em direção a algo cujo resultado é imprevisível.

“A única coisa que parecia certa era: ao final desta viagem, eu ia acabar machucada.” 

Fazendo um acordo, ambos seguem seus caminhos juntos enquanto ela fica imaginando se dar uma carona a Chance era a coisa certa a se fazer. Quanto mais tempo eles passam juntos, mais ela descobre outros lados dele além de ser inconveniente.  Em meio a provocações e conversas profundas, Audrey se vê deixando de lado a imagem que ela insiste em manter para se revelar como verdadeira é. Disposta a aproveitar a viagem ao máximo, ela decide que está disposta a se deixar ir além de uma mera amizade. Mas com um segredo pairando entre eles, Chance está mais do que relutante em deixar que esse desejo vença. Afinal, seria uma noite o suficiente para suprir toda a necessidade advinda desse intenso desejo que os une?  Em meio a perdas e recomeços, eles terão que aprender a lutar para se reencontrar se quiserem que algo mais surja desse encontro indesejado, mas seria possível isso acontecer com tanta magoa entre eles?


"Sou seu amigo por enquanto, mas isso não é o suficiente para mim. Nunca será. Quero você na minha cama todas as noites e na minha frente todas as manhãs na mesa do café. Porra, quero você de café da manhã. E não ficarei satisfeito até que eu te tenha por completo."



[ - Minhas Impressões - ]

Cretino Abusado é aquela típica obra que despretensiosamente consegue envolver o leitor em suas paginas com sua história intensa e cheia de lições, que sabe a forma certa de relatar situações tão difíceis de forma leve sem deixar de lado a seriedade presente nelas. Com personagens cheios de carisma e totalmente irresistíveis, nos vemos acompanhando uma relação regada a troca de farpas que deixa nosso coração sofrendo de antecipação pelo momento em que finalmente haverá o primeiro contato do casal, algo que as românticas de plantão - como eu - aguardam ansiosamente. Mesclando situações de diversão com seriedade, essa é uma obra que surpreende com seu conteúdo e escrita tão envolventes que se tornam impossíveis de serem deixada de lado devido à sensação de ansiedade presente a cada capítulo - algo que em livros escritos em co-autoria se mostram extremamente improvável de ocorrer, mas que Penelope Ward e Vi Keeland não tiveram dificuldade alguma para realizar.


Aubrey é uma protagonista que se mostra fácil de identificar desde o primeiro momento; se mostrando alguém insegura em relação a sua aparência, e machucada depois de seu último relacionamento, ela é alguém que se encontra fragilizada ao mesmo tempo em que mostra uma força que apenas uma mulher dona de si é capaz de fazer. Se mostrando alguém cativante, ela é alguém que mostra nitidamente que está tentando se proteger depois de se ver sendo tão machucada, mas que em nenhum momento deixa de ir atras de ser feliz - algo que fica nítido nos momentos em que mostra seu lado engraçado, sexy e preocupado com os animais. Muito bem construída, ela é uma protagonista que se distancia do padrões típicos mostrando uma personalidade própria que em vários momentos surpreende o leitor ao mesmo tempo em que o ensina uma nova forma de ver as coisas.

Chance é um personagem que facilmente cativa com seu carisma, seu jeito ousado e abusado (não sendo atoa que ele recebe o apelido de Cretino Abusado) e seu jeito de ser. Mesmo sendo alguém que conhece seu charme, ele não tenta em momento algum desrespeitar a Aubrey, mesmo mostrando sua atração em meio a insinuações sutis, mas facilmente perceptíveis. Cativando o leitor com seu jeito leve e divertido de levar a vida, juntamente a um senso de lealdade forte, ele é um personagem que rouba nossos corações com sua força de vontade e capacidade de amar que apresenta. Simples, mas ao mesmo tempo complexo, ele é alguém real cujos defeitos apesar de escassos mostram que ele está longe de ser alguém perfeito, ainda que pareça ser a um primeiro momento; e é totalmente apaixonante. (Já quero um pra mim!)


Com uma narrativa muito bem desenvolvida e dividida entre seus personagens, somos capazes de descobrir de forma completa sobre cada um conforme vamos os acompanhando nessa viagem regada de surpresas, cenas engraçadas e momentos inusitados. Lidando com um limiar de tempo grande, essa é uma história que poderia se tornar enfadonha ou se perder nesse meio tempo, mas que em nenhum momento se mostra confusa ou forçado. Mostrando um encaixe perfeito, seus elementos parecem no lugar certo de forma natural, sem que o leitor tenha que ser convencido sobre as razões ou motivo pelo qual os desenrolares ocorreram.

Muito bem elaborado pela Editora Planeta, essa é uma obra que desperta a vontade de ler logo de cara com essa capa maravilhosa e que complementa totalmente sua obra. Apresentando uma diagramação simples, mas bem feita, essa é aquela típica obra cuja leitura flui por horas regada a paginas amareladas e letras confortáveis. Sem exagerados ou rebusques, e com uma revisão cujos erros não foram encontrados, Cretino Abusado esbanja classe em uma obra digna de se apaixonar e conquistar os corações dos leitores - pode acrescentar o meu a essa lista.


Com a típica história de uma protagonista que se viu decepcionada no amor e o bad boy que arranca suspiros (e calcinhas) apenas com sua presença, Cretino Abusado tinha tudo para se ver perdida em meio a várias outras do gênero, mas ganha destaque ao longo do seu desenvolvimento e através dos relacionamentos dos personagens surpreendendo ao ser original mesmo acompanhada de clichês. Mesclando os melhores elementos, essa é uma obra que soube agregar romance, drama e diversão em uma mesma história propiciando ao leitor uma experiência de leitura completa e de tirar o fôlego.

Ensinando ao mesmo tempo que diverte, Penelope e Vi acertaram em cheio tanto na parceria quanto em sua construção que de forma simples e natural demonstra toda o talento dessas autoras para criar enredos apaixonantes e cativantes que se mostram impossíveis para seus leitores deixarem de lado até a última página. Intrigante, e com o padrão de qualidade já tão conhecido da Editora Planeta, esse é um livro cuja leitura pode ser feita de forma rápida através de uma narrativa gostosa e fluida além de um enredo cujas falhas se mostram inexistentes. Real, e com sensualidade na dose certa essas autoras souberam convencer com sua escrita harmônica que em nenhum momento se perde no meio da narrativa ensinando através dos encontros e desencontros de seus personagens. Capaz de propiciar bons momentos com sua leitura, essa é uma obra que se mostra uma excelente escolha para aqueles que desejam bons momentos regados a um bom livro - algo no qual Cretino Abusado é mais do que indicado! Leiam e permitam-se descobrir mais acerca dessa história onde um motoqueiro e uma advogada se encontram ao se perderem.

Se Inscreva e Participe!!!


8 comentários:

  1. Bruna!
    Que malvadeza não nos deixar saber quem é o terceiro personagem do livro…
    Aventura com muita confusão é bom demais, gosto de livros assim.
    Bom ver que Aubrrey e Chance tentam reconquistar um ao outro, mesmo com tantos altos e baixos.
    E gosto também de leituras divertidas e que trazem certo amadurecimento das personagens, dá para ler rapidinho.
    Deve ser uma leitura delicinha!
    Que dezembro seja repleto de realizações e a semana cheia de luz e paz!
    “A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bruna! Acho que esse é o tipo de livro que não combina muito comigo, rs. Não gosto quando tudo é centrado no casal, no romance, é uma questão de gosto mesmo. Parece que você gostou bastante dos personagens, o que é ótimo, e do casal em si. No caso, acho que é o mais importante, não é? Acho que o livro deve ser ótimo para quem curte e está procurando um romance hot, mas não é o que eu leria.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Bruna!
    Me deixou curiosa sobre o terceiro personagem viu...volta aqui e nos conte por favor!! rsrs
    É a segunda resenha que leio do livro e mais uma vez me surpreendi com o que esperar do enredo, preciso ler urgente...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Acabei lendo uns livros de títulos "cretinos" há um tempinho. Se minha pouca memória não estiver falha, três livros.
    Mas acredito que não tenha nada a ver com este livro resenhado.
    Adoro histórias que tragam além daquele flerte inicial, uma dose generosa de hot, uma pitada enorme de romance também! E este livro parece englobar todos os temperos certos para uma história quente e divertida.
    Vai para a lista de desejados com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Que ótima resenha!
    Pensei que seria algo bem pelo nome do livro, pela capa também rsrs, mas achei bem legal a história, eu leria este livro para me distrair, ainda mais quando é um livro com momentos engraçados.

    ResponderExcluir
  6. Oii Bruna ;)
    Li o livro há um ano mais ou menos, em inglês ainda, e foi um NA ótimo! Adoro quando as autoras criam protagonistas engraçados e sarcásticos, e essa é a MARCA da Penelope (amo os livros dela *-*).
    Gostei bastante da história, das brigas que os dois travavam, e de como o relacionamento deles foi evoluindo, e com certeza sei que vale a pena ler todos os livros que as autoras escrevem, seja juntas ou separadas!
    Gostei da capa, apesar da original ser linda também kkkkk, e como poderia esquecer de falar da cabra de estimação do casal... esse animal rendeu boas risadas, e foi uma das coisas mais engraçadas do livro, sem contas a personalidade do Chance haha
    Bjos e adorei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  7. Oi Bru, tudo bem?

    Primeiramente deixo minha admiração pelo seu talento com as fotos! Quanta criatividade! Encanta o leitor pelos olhos.

    Em relação a obra, já li várias opiniões a respeito e deu para perceber que foi uma história que te ganhou, ne? hahahaha

    Não costumo ler este gênero mas confesso que fiquei super curiosa após conhecer de suas impressões, principalmente pela narrativa desenvolvida e momentos inusitados.

    Além do mais, foi muito legal saber a particularidade dos personagens, principalmente de Chance, com sua capacidade de amar. Um dos pontos que me chamou mais atenção!

    Colocarei Cretino Abusado nas minhas futuras leituras e fico muito grata pela dica!

    Abraços, Amanda M.

    ResponderExcluir
  8. Eu sempre pulo indicações de livros desse gênero porque eu não gosto muito acaba pulando é cenas Hot tipo é a mesma coisa que pular o livro todo

    ResponderExcluir