31 dezembro 2017

Luz, Câmera e Ação [46] - Extraordinário

Título: Extraordinário
Data de Lançamento: 07 de Dezembro de 2017
Direção: Stephen Chbosky
Elenco: Julia Roberts, Owen Wilson, Jacob Tremblay, Izabela Vidovic, Sonia Braga
Gênero: Drama/Família
Duração: 1h e 53m
Música composta por: Marcelo Zarvos
Adaptação de: Extraordinário
     
Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que ele passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisará lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.


Pessoal, não tem como eu não me  encantar e me emocionar por esse forte e corajoso menino, que diante de todas as adversidades que teve que enfrentar e ainda escolher entre estar certo e ser gentil escolheu ser gentil♥♥♥






Auggie nunca frequentou uma escola, pois ao nascer com uma severa deformação facial que o obrigou a passar por 27 cirurgias plásticas, ele continua a conviver com essa deformação. Por causa disso Auggie aprendeu a ler e escrever e todas as outras matérias necessárias para o seu desenvolvimento intelectual em casa com sua mãe, Isabel (Julia Roberts). Mas agora Auggie está com 10 anos, e seus pais (muito mais a mãe) concordam que está na hora dele ir para uma escola regular e fazer o quinto ano junto de outras crianças.

Auggie é tremendamente preocupado com a maneira como será visto e tratado por todos na escola, pois em casa sua família o cobre de carinho e atenção. E sempre que sai com a mãe ou com a família, ele insiste em usar um capacete de astronauta que ganhou de Miranda, a melhor amiga de sua irmã, Via.


Um certo dia antes das aulas começarem, Auggie vai com a mãe até a escola e lá conhece o diretor, o Sr Busanfa, que o trata com muito carinho e atenção. E também três alunos que lá estão, e que o levam para conhecer toda a escola.


O tão temido dia de encarar a escola cheia de alunos e professores finalmente chega, e tanto Auggie quanto sua família estão muito nervosos, ansiosos e com medo por conta de como o irão tratar. Mas as coisas acabam saindo melhores do que todos esperavam e apesar de Auggie ser olhado com espanto e medo por grande parte dos alunos ele acaba reencontrando as crianças que o recepcionaram no dia em que foi conhecer a escola.



Aparentemente eles tornam-se amigos, mas um dos colegas começa a ficar incomodado com Auggie e com a inteligência que ele demonstra em sala de aula. A partir de então os dias dele na escola começam  a se complicar e vai de mal a pior quando num dia de festa Auggie escuta algo que não deveria sendo dito por um menino que ele acreditava ser seu amigo.

Auggie fica arrasado com o que houve e seus pais e a irmã, Via tentam animá-lo.

Por conta de tudo o que Auggie já passou desde que nasceu até o dia em que foi para a escola pela primeira vez na vida, sua irmã mais velha, Via, acaba sendo meio negligenciada pelos pais, mas ela nunca deixou que isso prejudicasse o amor que sente pelo irmão e eles se dão muito bem.

Mas, infelizmente ele sofre por não ter mais a amizade de Jack, o qual ele pensou que fosse seu amigo sincero, mas depois que eles são colocados juntos para realizarem um projeto escolar as coisas parecem voltar aos eixos. Só que essa amizade faz nascer um ódio muito grande por parte de outro suposto amigo de Auggie, e por conta disso ele passa a infernizar sua vida de todas as maneiras possíveis. E isso causa um grande sofrimento a Auggie, mas por contas desses atos maldosos o menino que praticou todas as covardias contra Auggie é severamente castigado.


O ano escolar está quase chegando ao fim e depois de sofrer uma dura perda Auggie viaja com todos os alunos e professores para uma colônia de férias, e lá ele é surpreendido por alguns garotos, que antes riam e zombavam dele, mas que agora querem realmente ser seus amigos e o ajudam em uma situação muito perigosa, fazendo com que ele se emocione grandemente pela atitude que eles tiveram em relação a ele.

O dia da formatura chega e nem Auggie, sua família e muito menos seus amigos fazem ideia do que o aguarda no auditório da escola e que trará muito alegria, emoção, lágrimas, mas principalmente, muito orgulho para o seu forte e corajoso coração.

Estejam certos de que ao assistirem o filme vocês se emocionarão e muito com o gigante Auggie Pullman!



[- Minhas Impressões -]

Comecei a assistir o filme com uma grande expectativa, afinal se tratava da estória de um dos livros que mais me emocionou na vida. Fiquei completamente encantada à medida que via se materializando bem diante dos meus olhos as cenas que eu havia lido.

Acredito que o filme tenha sido rigorosamente fiel ao livro! E a cada sofrimento e dor pela qual Auggie passava a vontade que eu tinha era de pegá-lo no colo e abraçá-lo bem forte, para aplacar todo seu sofrimento.

Para mim é inconcebível que uma criança tenha que passar por qualquer tipo de provação e dor, e ainda mais por outras crianças serem as responsáveis pela dor infringida. Os seres humanos são impiedosos e as crianças são capazes de atos muito cruéis umas com as outras, mas ao mesmo tempo também são capazes de atos de pura bondade, amizade e aceitação.


Gente, vocês não têm noção de como o filme me tocou, embora eu já tenha lido o livro e ter me emocionado bastante com ele foi extremamente diferente o efeito que causou em mim ao assistir às cenas em que Auggie sofria. Nossa! Eu chorei pra caramba dentro do cinema! E ao meu lado eu só ouvia as fungadas e respirações profundas vindas das pessoas que ali estavam. Eu ouvia seus sussurros de indignação e revolta toda vez que Auggie era magoado e sofria por ser tão feio. É realmente de partir o coração!

Um fato que me chamou muito a atenção e de forma positiva foi a dramaticidade do ator Owen Wilson, pois eu o vejo atuando mais em filmes de comédia. Muito embora já o tenha visto em ação em um outro filme dramático, no qual ele também se saiu muito bem, diga-se de passagem.
A relação de seu personagem com Auggie foi a coisa mais linda de se ver, era tão fofo!

Julia Roberts, como sempre dispensa qualquer comentário. A mulher é simplesmente fabulosa atuando! Eu realmente acreditava em toda sua dramaticidade, sofrimento e força ao vê-la desempenhar tão bem seu papel de mãe.


Não posso deixar de falar sobre a Via, irmã do Auggie. Que menina de caráter e grande força interior! Houveram momentos em que eu sentia tanta pena dela, que ouso dizer que sua vida também não foi nada fácil. Ainda que ela não sofresse de nenhuma deformação facial, ela sofria por se sentir solitária em sua própria casa e junto de sua família. Este é um sofrimento e tanto.

A atriz é muito talentosa e merece mais papéis que a façam se destacar cada vez mais.


Estou total e irremediavelmente cativada pelo ator que interpretou de forma primorosa Auggie Pullman. Esse menino, Jacob Tremblay é dotado de um talento fora de série!
Esse é o primeiro filme em que o vejo atuar, embora não seja o primeiro filme de sua carreira. Porém, o que vi e senti ao vê-lo tão bem na pele de Auggie me assegura de que ele terá um futuro brilhante em Hollywood!

Houveram várias cenas em que me debulhei em lágrimas, mas nada supera a cena final no auditório. Foi uma cena memorável, e que com certeza irei lembrar para sempre.
Assistir ao filme me fez ter vontade de reler o livro e é justamente o que farei o quanto antes.

Ao término do filme e ao ascender das luzes pude comprovar que além de mim muitas pessoas tinham os olhos marejados e vermelhos de pura emoção. Isso se aplica aos homens também e por que não?

Pessoal, eu sei que tem gente que não gosta de drama nos livros e nos filmes, mas o filme não é só isso. Ele aborda a superação de uma menino diante dos muitos desafios encontrados pelo caminho e como o apoio e a presença da família é primordial para que os mesmos desafios sejam vencidos. Mesmo que a custo de muita dor, choro e sofrimento.

 Auggie é realmente extraordinário!




Se Inscreva e Participe!


7 comentários:

  1. Li o livro e amei o Auggie! Fiquei com medo de a adaptação não ser legal, mas pelo que vi fiou maravilhosa!! Agora vou assistir sem medo.

    ResponderExcluir
  2. Kaline!
    Acredito que o mais importante do filme, seja a mensagem que ele quer passar de igualdade, que ser diferente não tem nada de diferente...
    Tão importante o amor familiar e fraternal, dá um novo sentido à vida.
    E sem contar que amo a Julia Roberts e o Owen Wilson, e que maquiagem fizeram no fofo do Jacob Tremblay...
    Já estou preparando a caixinha de lenços, porque sei que vou chorar baldes...
    Um Novo Ano repleto de realizações!!
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Não sinto nenhuma vergonha em afirmar que este foi para mim, o melhor filme deste ano que se encerra.
    Totalmente fiel ao livro sim, atores escolhidos a dedo para interpretarem os personagens.
    Foi tudo um casamento perfeito, misturar veteranos como Julia e Owen e este prodígio, Jacob!
    Não há como não se emocionar e terminar o filme sem aquela pontinha de "vou mudar meu pensamento de hoje em diante".
    Seja gentil!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ainda não ter assistido o filme Esse livro foi um dos que mais me encantou no ano de 2017 a leitura é linda e é impossível não se importar com August Pullman

    ResponderExcluir
  5. Olá Kaline, tudo bem?
    Extraordinário foi um dos meus livros favoritos da vida, e estou louquinha para ver como ficou esta adaptação. Fiquei muito contente quando você disse que ficou bastante fiel ao livros, este é o meu maior medo, quando os diretores fogem do conteúdo do livro!
    A situação de começar a ir para uma escola nova é algo que deixa qualquer criança ansiosa. Para Auggie, é sua primeira escola, então a adaptação é mais difícil, complementada pelo receio que ele tem de ser diferente dos demais alunos.
    Com certeza vou querer conferir, é verdadeiramente uma estória que nos aquece o coração. E nas palavras de Auggie: Todo mundo deveria ser aplaudido de pé pelo menos uma vez na vida!

    ResponderExcluir
  6. Oi Kaline ;)
    Nossa, estou super ansiosa para ver o filme agora em Janeiro! Se pelo trailer já deu pra ver que é emocionante, já sei que quando assistir vou chorar demais, meu Deus haha
    Que lindo ver quando um livro é super fiel ao livro em que é baseado, isso nos dá uma alegria imensa né. E adorei seus comentários, a Julia dispensa comentários mesmo, mas que bom ver que o Owen Wilson fez muito bem um papel mais maduro.
    Fiquei mais ansiosa ainda para ver o filme *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Ai gente, quero tanto ver esse filme! Não li o livro, não conheço muito da história, mas só pelo trailer e pelos diversos comentários e críticas que li, inclusive o seu, já me sinto apaixonada pelo Auggie. Parece ser um filme tão sensível e tão importante de ser visto, tão necessário em tempos tão cruéis de bullying, preconceito, falta de amor ao próximo. Quero muito assistir!!
    Beijos!

    ResponderExcluir