09 fevereiro 2017

Resenha - Doce Amargo


Título: Doce Amargo
Autor: Evelyn Santana
Editora: Coerência
Skoob / Goodreads
Páginas: 441
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava.
Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert.
Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.









Melinda é uma garota muito sozinha. Apesar de sua vida não ter sido fácil, devido ao abandono e falta de confiança nas pessoas que estavam ao seu redor, ela batalhou muito para chegar onde está. Ela estudou e conseguiu trabalhar na empresa que almejava, que, por "coincidência", é a empresa do famoso empresário e dono do seu coração, Robert Blackwell. Só que ele não sabe disso.

"De tantas coisas em minha vida capazes de me entristecer, amar Robert Blackwell era o que mais me feria, porque esse era o preço que se paga por desejar o impossível."

Seu amor platônico começou quando ela ainda era uma adolescente, e a generosa doação que um empresário fez ao orfanato onde morava, lhe rendeu a primeira celebração de Natal da sua vida. Ver a foto de Robert no jornal e confirmar que, além de generoso, ele era bonito, apenas intensificou o sentimento e fomentou ainda mais os anseios da jovem, que passou a fantasiar com um romance com ele.

"Nós não dissemos muito mais depois disso. Eu lhe disse onde morava, ele me deixou em frente ao meu prédio em ruínas e eu lhe agradeci, olhando-o uma última vez para ter certeza de que aquele era o mesmo homem por quem eu me apaixonei desde o início de minha vida adulta."

Em paralelo, Robert Blackwell teve uma vida afortunada, estudando sempre nas melhores escolas e frequentando os eventos mais finos da sociedade em que estava inserido. Sua família já era complicada e após passar por uma tragédia, se torna ainda pior, o que resulta no afastamento de Robert, ainda menino, do convívio familiar. Esse fato interferiu e moldou drasticamente a sua personalidade.

"Eu segui meu próprio caminho, construindo meu próprio império, ditando minhas próprias regras e mandando em minha vida (...)."

Adulto, Robert administra a empresa e leva uma vida de playboy, saindo com a modelo que deseja, não criando raízes em lugar nenhum, gastando seu dinheiro como bem entende. Exímio no trabalho, faz tudo com perfeição e almeja ainda mais do que tem. Após um infortúnio do destino, ele fica frente a frente com Melinda, e decide inseri-la em seus planos... sem que ela saiba da existência de um plano...



[ - Minhas Impressões - ]


O romance contemporâneo Doce Amargo é a obra de estreia da autora Evelyn Santana. Trata-se do primeiro livro de uma duologia, e conta a história de uma garota que se ilude em um amor platônico por um renomado empresário. Clichê? Pode-se dizer que é exatamente o caso à primeira vista, mas aguarde para ter seu coração arrancado, pisoteado e repleto de cicatrizes.

Vou começar minha opinião com uma confissão: quando me deparei com a capa do livro e com a sinopse, eu não dava nada para a história. Pensei que estaria lendo mais um livro romântico com um empresário bonitão e uma garota coitadinha que não sabia viver a vida. Já li vários romances com essa pegada, e após encontrar muitos enredos parecidos, passo longe dos CEOs que encontro por aí. Mesmo assim, resolvi dar uma chance à leitura em um sábado de manhã, e, pasmem, terminei em dois dias!

Posso afirmar com todas as letras que fui positivamente surpreendida. Ainda nas primeiras páginas, pude notar a sofisticação da escrita da autora e o desenvolvimento bem estruturado da construção do enredo. Evelyn Santana não dá ponto sem nó. Todo o enredo foi muito bem pensado e as principais pontas soltas foram trabalhadas até a finalização do livro. Não digo que todas as pontas foram trabalhadas, porque, como terá continuação, acabou de uma forma arrasadora. O que amei. Mesmo.

Melinda e Robert têm um relacionamento, digamos, intenso, e, de certa forma, imprevisível. Digo isso porque, como acompanhamos a perspectiva dos dois protagonistas, sabemos o que cada um pensa da situação. Enquanto Melinda é ingênua, apaixonada e inexperiente, Robert é calculista e oportunista. Acompanhamos os anseios de Melinda e sentimos todo o amor verdadeiro que ela carrega por Robert. Em contrapartida, ficamos com o coração apertado ao nos depararmos com a opinião de Robert; não que ele não possua sentimento pela garota, mas pela forma como ele se envolve desde o início.



Encontrei alguns diferenciais que valem a pena ser citados. A protagonista, apesar de parecer coitadinha em um primeiro momento, não faz esse perfil; sabe se impor e ir atrás do que quer. Uma das cenas finais me fez sentir na alma o sofrimento da garota. Outro ponto é o pós casamento. A cerimônia é fato, tanto que as alianças estão na capa do livro, mas o mais interessante é o que ocorre depois. Adoro quando livros abordam o que acontece após o "felizes para sempre", e a cena que procede a lua de mel foi uma das minhas preferidas. Vou citar só mais um detalhe para não entrar muito no enredo: Robert não cai de amores assim que vê Melinda, como todos os outros mocinhos dos romances que encontramos por aí. Bem, eu não diria que ele se enquadra no papel do mocinho.

Foi uma das minhas primeiras leituras do ano, e já ouso afirmar que foi uma das melhores (ganhou até coraçãozinho, o que eu raramente faço). A autora me conquistou com um enredo maduro e palpável. A diagramação está linda, a fonte com tamanho excelente e as páginas são amareladas.

Indico para quem gosta de romance envolvente com direito a lágrimas.


22 comentários:

  1. Oiee, então este não me parece ser um livro que leria no momento, achei muito clichê, mas bom saber que pelo menos algumas partes não sao tão iguais, e que a mocinha ão faz a Bela.

    bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu assim como você, não dou coração com tanta frequência aos livros que leio, então vê que você citou isso, o livro deve ser muito bom mesmo kkk. Eu não sou chegado ao gênero mas sempre procuro ler alguns livros pra entreter. Dica anotada, até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Heloisa.

    Doce Amargo é realmente um romance arrebatador. Eu o amo, como amo seus personagens e a escrita elegante de Evelyn Santana. Um livro maravilhoso!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Heloisa!
    Já fico de coração partido sabendo que Robert se aproxima de Melinda por interesse em algo. Tadinho dela! Espero que isso seja remediado que ele se apaixone de verdade por ela.
    A diagramação esta um capricho só. Adorei por dentro pela foto!
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Adoro quando encontro resenhas de nacionais! E gosto quando a história surpreende. Como você mesma falou, num primeiro momento parece clichê, mas quando bem construído a história ganha o leitor. Não conhecia a autora e fiquei bastante curiosa por seu trabalho.
    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ai meu coração... mais um livro que vai pisotear meu coração? Não sei se guento não.... mas, a premissa me chamou a atenção e eu leria fácil, apesar de ser uma dualogia... gosto muito de histórias que falam de opostos.... a capa poderia ser um pouco mais linda.... mas como vc marcou como ótimo e mais favorito, com certeza é uma boa dica de leitura. abraços literários!

    ResponderExcluir
  7. Oi Heloisa, ainda não conhecia o livro e vários pontos que você destacou, me deixaram curiosa com este romance, principalmente a protagonista ser forte e o mocinho não se apaixonar automaticamente por ela. esse diferencial é interessante.
    Vou procurar pra ler porque é uma leitura que com certeza, irá me agradar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Heloisa. Eu amei a sinopse e a capa do livro, mas confesso que só depois de ler a resenha que me interessei em ler. Além disso, eu queria que fosse livro único mas entendo a necessidade da autora de escrever uma continuação já que provavelmente as coisas não terminaram bem.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Vou confessar que normalmente não leria esse livro. Pensaria o mesmo que você, que é mais um daqueles livros com um empresário milionário bonitão e uma mocinha boba que faz tudo que ele quer.
    Mas que bom que não foi assim e você se surpreendeu positivamente com o livro. Vou anotar a dica e dar uma chance, pois sua resenha me deixou realmente curiosa.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Parece ser um livro bem interessante. Achei que era clichê, mas você já disse que não, então ganhou pontos comigo. hahaha.
    Gosto de história que fazem rir, mas as que fazem chorar... ah estas marcam <3


    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    A obra parece ser bem interessante, ela conseguiu despertar um interesse em mim. Eu gosto de clichê, mas saber que fugiu dele não afetou no meu interesse. Anotei a dica, irei recomendar para alguns amigos e pretendo não chorar lendo esse livro kkkkk

    http://desencaixados.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Heloísa!

    Tudo bem? Num primeiro momento da sua resenha achei que este seria um daqueles livros clichês, mas quanto mais li mais intendi que a história não ia bem por esse caminho e acho isso muito legal. Ser positivamente surpreendida por um livro sempre me deixa muito feliz e parece que a você também! hahaha

    Outra coisa que adoro é que o livro possui a perspectiva dos dois, é mais fácil entender as atitudes das personagens quando estamos dentro da cabeça delas e um pov que mostre isso sempre torna tudo mais interessante. Não gosto de coitadinhas então, talvez, isso me incomodasse a princípio no livro, pelo menos até eu perceber que ela decidida (adoro personagens assim!).

    Beijinhos
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  13. Confesso que a premissa do livro não me chamou atenção, mas adorei os fatos diferenciais que você citou ali no final. Como assim o mocinho não cai de amores? Quero saber mais!!!!! Já vou colocar na wishlist pra ler, porque se tem mulher forte, eu PRECISO conhecer! <3

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Não conhecia essa obra, mas fiquei super curiosa para conhecer como e qual o plano de Robert após conhecer Linda. Amo livros de romances que surpreende com uma história que consegue envolver nós leitores. Um ponto que você fala nas impressões que me fez querer ler muito mais esse livro foi Linda não ser apenas uma mocinha ingênua, mas correr atrás dos seus objetivos. Robert e Linda devem surpreender o tempo todo, não é? Dica anotadíssima! Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  15. Menina do céu, não conhecia o livro mas quando li sobre a menina sozinha que vai trabalhar na empresa dos sonhos com o homem dos sonhos, não me ganhou, já julguei achando que iria ser clichê. Mas vou confiar na sua afirmação de que é surpreendente! Vou procurar saber mais sobre!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  16. Olá amore,
    Que capa mais linda! E o título também me chamou muito a atenção.
    Parece se tratar de um livro clichê – amo, então dica anotada.
    Que linda a edição deste livro.
    Parabéns pela resenha!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem? É a segunda resenha que leio sobre esse livro por esses dias, mas confesso que não me atrai muito por conta do gênero e da história em si, mesmo que, parecendo clichê, tenha te surpreendido.
    Ainda preciso quebrar essa barreira com romances hahaha.


    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO, do autor Raphael Montes :)


    ResponderExcluir
  18. Helô, tudo bom?
    Tive a mesma impressão que narraste quanto ao receio de ler a obra, tanto pela capa quanto pelo título. Entretanto parece que a narrativa vai em contramão com o que supomos, não é? Deu vontade de ler principalmente por você dizer que o protagonista não se encaixa no papel de mocinho. Apesar de ver a aliança na capa, eu não pensava que sairia um casamento daí. rs Mas é uma surpresa, não sei dizer se boa por não conhecer a obra ainda.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Realmente eu achava que o livro seria apenas mais um clichê, dentre tantos que temos por ai, mas senti um diferencial como você nos apresentou. Creio que gostaria desta mocinha que consegue se impor em algum momento do enredo. E fiquei curioso quanto ao final e o que diferencia este mocinho dos outros.

    ResponderExcluir
  20. Olá Heloisa!
    De cara achei a capa do livro um amor, mas também não dava nada por ele. Porém, pelo que você conta este livro é cheio de surpresas e nós podemos esperar muito deste livro.
    Sua resenha fez este livro ganhar um cantinho na minha lista de livros para serem lidos este ano.
    Obrigada pela dica.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Olá...
    Confesso para você que quando vi a capa do livro e li a sinopse já imaginei grande clichê que viria a seguir, mas gostei muito da sua resenha e me surpreendi. O Casamento e tudo pelo que disse, é uma duologia... o que vai ficar pro segundo livro? hahaha
    Fiquei curiosa.
    Sobre a diagramação... pela sua foto fiquei encantada... mesmo!!!


    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  22. Hmmm livro de romance. Não é muito meu forte, só a capa já me é uma overdose de açucar, haha!

    Se você pensar a sinopse... É um romance com grande diferença de idade entre o casal, não é? E como você disse, meio clichê, apesar de ter lhe surpreendido...

    A diagramação do livro parece ser muito bonita, gostei das teclas do piano. Que bom que foi seu melhor livro até agora, é bom quando somos arrebatados pelo que lemos!

    Eu, no entanto, acredito que passarei a leitura.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir