09 fevereiro 2017

Resenha - A Deusa da Guitarra



Título: A Deusa da Guitarra
Autora: Sasha Marshall
Cortesia: Coerência / Skoob 
Páginas: 342 páginas
Onde comprar: Site da editora

Minha história não é para quem tem coração fraco. Ela é repleta de lindos empecilhos e tragédias que beiram a aflição. Eu nasci no mundo do rock-n-roll, era uma mera menina, que só queria ter sua própria cara de guitarra. De alguma forma, entre amplificadores, acordes e guitarras, encontrei o meu lugar. Nasci para criar música e fazer a multidão ficar de joelhos… até ser interrompida. Até o momento em que, pensar em fazer parte disso tudo, sem a presença dele, me causava náuseas.Pensei que pudesse fugir do rock-n-roll, mas não consigo. Meu irmão é um rock star, e todos os nossos amigos fazem parte dessa indústria. De uma forma ou de outra, tenho o pressentimento que serei sugada de volta, apesar de temer não sobreviver. Talvez eu tenha mais chance de sobreviver ao rock-n-roll do que de sobreviver ao Jagger Carlyle. Jag é o melhor amigo do meu irmão, vocalista principal e guitarrista da banda Broken Access. Eu o amo desde menina, mas a indústria da música e o meu medo de rejeição, me impediram de assumir esse sentimento por todos esses anos. Quando as faíscas começam a inflamar e o mundo se empenha em nos separar, chego a pensar se o amor será o bastante.










Henley cresceu no meio do Rock'n'roll. Desde pequena ela era apaixonada por guitarra e, com muito esforço, conseguiu o título de deusa da guitarra, um fenômeno da música. Tudo parece estar em seu devido lugar, até uma tragédia acontecer. Devastada com a morte de seu melhor amigo, Henley se afasta de todos aqueles que ama, inclusive da música. 


"Eu queria ser mais religiosa, porque, se eu fosse, talvez isso não estivesse acontecendo. Eu teria uma ideia mais concreta de minhas crenças e saberia quem diabos está no controle, para que pudesse pedir... ou melhor, ordenar... diretamente para ele ou ela. Salve meu melhor amigo."

Anos depois, Henley retorna e finalmente se dá conta que não foi a unica a sentir a perda. Decidida a fazer diferente, ela embarca em uma turnê com a banda de seu irmão, Broken Access. Jagger (pessoa pela qual Henley sempre foi apaixonada), Kip e Koi irão mostrar que não se pode sair de perto da música quando a música está dentro de você. 

Uma turnê regada a tudo o que se tem direito. Muita bebida, muitas festas, muitas confusões, muitas risadas, muito amor e principalmente: muito Rock'n'Roll. Os anjos finalmente decidem colaborar e Jagger e Henley começam um romance (que já deveria existir há muito tempo), e ainda proporcionam um encontro entre Henley e outro amor antigo: a música.

O que falar desse livro, além do fato de eu estar completamente apaixonada por ele? Sinceramente, faltam palavras pra descrever o que sinto por ele, e caso eu fosse elogiar todos os pontos que amei, ficaria aqui por horas e horas e provavelmente ninguém leria (risos). A Deusa da Guitarra é, sem dúvida, uma das minhas leituras favoritas no ano. Além do livro ser muito bem escrito, muito bem elaborado, ele também mexeu com meu emocional do começo ao fim. Literalmente. Consegui chorar no primeiro capitulo. 

Os personagens são muito bem desenvolvidos, todos com personalidades bem diferente um do outro. Pela primeira vez, um autor conseguiu fazer com que eu me apaixonasse pela protagonista; quero me casar com a Henley (Sasha, deixa eu me casar com ela, por favor). Henley é uma mulher decidida, se ela quer, ela faz. Ela é engraçada, é forte. Ela não precisa que um mocinho a salve, ela mesmo faz isso.


"Mesmo que minha bunda estivesse saindo para fora do meu vestido, ele não tinha nenhum direito de me tocar. Ele começa a me empurrar em direção ao banheiro. Não posso soltar meu braço e estou muito perto para conseguir dar um soco nele com força. Ele conseguiu me levar pela porta do banheiro com um empurrão, mas continuei forçando meus pés contra o chão. Subo um degrau para entrar no pequeno cômodo, e, como ele está parado um pouco afastado, fico na altura perfeita. Eu balanço meu pé e acerto seu saco."

Jagger é um amorzinho, tenho tanto amor por ele que poderia abraçá-lo por horas e nunca cansar. Ele tem uma história, sabe agir na hora certa e é um par perfeito para a Henley. Não poderia imaginar um personagem melhor do que ele. Kip é o personagem que roubou a cena total. Um personagem cheio de vida e engraçado ao seu modo. Ele é incrível e se eu não quisesse tanto casar com a Henley, com toda certeza, minha segunda opção seria o Kip (desculpa, Hen!). 

Koi, irmão da Henley é outra pessoa que eu me apaixonei. Além de ser super protetor com a irmã, ele também é um personagem que deixa a história ainda mais apaixonante. E não posso deixar de falar dos integrantes da banda da Henley que precisam de um livro pra cada um, sério, quero todos eles pra mim. 

A ambientação é diversificada, eles viajam por toda parte, então é sempre algo novo. A leitura não fica cansativa em nenhum momento, na verdade, eu queria mais umas quinhentas páginas. É uma leitura que te prende do inicio ao fim, e, no final, te deixa chocada e com uma crise enorme enquanto espera o segundo livro.

O livro foi traduzido há pouco tempo e não poderia deixar de falar que a tradução está impecável (assim como o livro em si). Deixei alguns quotes na resenha, porém queria encaixar mais uns vinte (risos). Ele será lançado em breve pela Editora Coerência, e já posso dizer que A-M-E-I a capa! E não posso deixar de falar o quanto estou ansiosa para o próximo livro! 

Depois de tantos elogios, acho que já sabem que eu mais que recomendo. Me tornei uma grande fã do livro e também da Sasha, a autora que o conduziu tão bem. Eu super recomendo a todos, e indico esse livro mil vezes. Vou parar os elogios por aqui, mas confiram para entender o motivo de tanto agrado. 

P.S: Não poderia deixar de comentar aqui que o final é simplesmente perturbador e dá vontade de ir atrás da autora para sacudi-la e perguntar por que cargas d'água ela terminou daquela forma. Porém não poderia imaginar um final melhor. Não digam que eu não avisei (risos).

É importante esclarecer que o livro possui linguagem vulgar com conteúdo inadequado para menores.


21 comentários:

  1. Oiee, nossa depois de ver seu aviso que tem linguajar vulgar eu já desistir, eu gosto de um bom hot, mas fico desconfortável ao ler palavras chulas...


    bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu não tinha lido resenhas relacionadas a essa obra tmbm, mas já vi algumas divulgações no Facebook. Fico feliz que você tenha amado a obra e que o final é de querer fazer isso com a pobre da autora kkk, fiquei bem curioso quanto a isso. Acho essa capa muito linda e chama muito a atenção do leitor sem dúvidas. Espero poder ler a obra em breve. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Oi, Giovanna!
    Parece ser uma história bem diferente. Geralmente são os mocinhos que são os deuses do rock e as mocinhas não. Essa é diferente! Uma protagonista ser independente é um ponto que adoro. Cansada de mocinhas fraquinhas.
    Obrigada pela dica! Irei ficar de olho nesse lançamento. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que o livro seria lançado no Brasil. Li ele há um tempo e gostei bastante da escrita da Sasha. Mas também nunca mais vi nada dela. Tenho vontade de ler outros livros da autora.

    Bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olha, apesar de a capa ser bonita, você ter gostado, marcado como favorito, eu não leria... não me chama a atenção, parece clichê e eu realmente não daria chance pra esse livro... passei dessa fase rocheira vida loka... hihihih
    abraços literários!

    ResponderExcluir
  6. Oi Giovana, em um primeiro momento, achei que fosse um livro nacional, e gostei da premissa, amo livros que tragam esse cenário musical no enredo. Talvez as partes sensuais não me gradem muito, mas estou apostando nos seus elogios quanto a história e quero gostar.
    Amei a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e nem a autora, mas você me deixou realmente curiosa para ler. Parece ser aquelas histórias leves e cativantes, que deixam a gente completamente envolvido e apaixonado pelos personagens.
    Obrigada pela dica, pretendo ler em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Que livro legal!
    Achei a história bem diferente. Apesar de já ter lido "Princesa pop" que também é sobre uma cantora na estrada, é totalmente diferente. Acho que darei uma chance a Henley e a banda do seu irmão. Quero conhecer melhor Jagger, hheheh

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    A Editora Coerência está de parabéns ultimamente, publicando ótimas obras e agradando vários leitores. Adorei a sua resenha, eu não conhecia o livro, mas parece ser uma obra que lerei em questão de dois dias. Quando li Princesa Pop achei que seria algo cichê, mas parece ser bem diferente disso!

    http://desencaixados.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Giovanna!

    Tudo bem? Até ler sua resenha, "Deusa da Guitarra" era completamente desconhecido para mim e ao contrário de você, não gostei da capa. Achei bem estranha, mas enfim... A premissa parece interessante já que nós temos uma mulher como a grande guitarrista, é o primeiro livro que vejo uma mulher nessa posição e acho bem legal a autora dar esse foco para a narrativa.

    O melhor é que o livro te deixou ansiosa para o próximo volume e até eu fiquei curiosa para saber o que há de tão perturbador no final desta leitura!

    Beijinhos
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  11. Uau, que capa!
    Achei a trama bem diferente, acho que nunca li nada parece então só por isso eu já fiquei curiosa pra ler. Mas depois que você falou que o final é incrível a vontade de ler aumentou muito! Então nem o fato de que eu não curto muito o gênero vai me impedir de colocar na wishlist, haha!
    Ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Inicialmente a capa e o título não me chamaram atenção, mas o enredo me pareceu bem envolvente. Gosto quando a protagonista tem voz e vez na história e Henley tem características bem positivas. Viver de música e ser apaixonado pelo que faz com certeza move qualquer pessoa a ser e se tornar uma pessoa melhor! Não é um gênero que gosto muito, mas anoto a dica sem medos de me arrepender de ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Não sei se é impressão minha ou se realmente está sendo lançadas muitas histórias sobre Rock Star ultimamente! E eu gosto disso, é muito divertido kk Fiquei muito empolgada com esse livro e com sua resenha cheia de animação kk vou procurar saber mais sobre!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  14. Olá amore,
    MEUUU DEUSSS que capa mais linda, já queroooo.
    Pela sua resenha já anotei a dica, porque, primeiro amoooo música – então rsrsrs. O fato de eles viajarem para vários lugares, me atrai porque acabo viajando junto rsrrs.
    Parabéns pela resenha!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  15. Giii, sou super suspeita para falar sobre esse livro! Adoro tudo da Sasha, principalmente o Kip. Pode ficar com a Henley pra você, o Kip fica todinho pra mim!! haha
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem? Eu não conhecia esse livro, mas tenho a impressão de que já vi capa parecida em algum lugar.
    Apesar de você ter gostado muito dos personagens e da ambientação, a história em si não me agradou. Não sei lidar muito bem com romances hahaha.




    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO, do autor Raphael Montes :)

    ResponderExcluir
  17. Que trama interessante, Gi! Uma resenha que realmente convence a leitura de um livro. É ótimo quando encontramos um livro com a personalidade dos personagens tão bem construída, não é? É o que parece ter nesse livro, que mal conheço e já quero ler pra tirar a prova se é isso tudo. rs
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. Olá, a trama é bem interessante, mas não sei se o leria. Primeiro por hot não se encaixar muito nas leituras que gosto de fazer, e a linguagem vulgar trazida por você, é outra coisa que acaba me afastando da leitura. Mas gostei que a autora conseguiu conduzir o enredo de uma otima forma, fazendo os personagens ficarem inesquecíveis para você.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Adorei sua resenha e ela me fez ficar com vontade de ler o livro. Adoro livros que mexem com a emoção do leitor. Acho que um autor que conseguiu tocar o leitor conseguiu cumprir seu propósito nesta vida.
    Bjs e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  20. Olá Giovana...
    Que livro inovador, não?
    Sempre vi livros em que o astro do rock seja do gênero masculino, e confesso que adoro isso...
    Mas ver ao contrário me despertou uma vontade doida de ler a obra.
    Dica mais do que anotada!!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  21. Já admito que a capa me deu um cadin de medo! Moça meio desproporcional, né?

    A sinopse também não me agrada... Não gosto de mocinhas que vivem em funçao do mocinho. Mesmo você dizendo que ela não precisa que o mocinho a salve, a sinopse diz que ela espera o mocinho sim XD para mim fica meio ambiguo um livro com personagens que não seguem uma linha correta... Posso estar enganada, mas é isso que deu pra entender...

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir