13 fevereiro 2017

Observatório Literário #3 - Expandindo o horizonte


Ler é, para nós, essencialmente um prazer. Tem gente que lê de tudo e tem gente que prefere sempre um gênero específico. Eu defendo que não importa aquilo que você esteja lendo, se te diverte, você já está tirando um bom proveito daquilo. Tem leitores que adoram criar uma hierarquia e se acharem superiores por lerem certas coisas, mas a verdade é que ler aquilo que te faz bem te acrescenta muito mais do que quebrar a cabeça lendo algo “complexo” que no fim você não entendeu nada e só leu para dizer que leu.

Mas sair da zona de conforto também é muito saudável e você pode descobrir um novo prazer em explorar novos horizontes literários. Eu sempre gostei de ler de tudo, mas faz alguns anos que eu acabei enjoando das leituras que eu vinha fazendo, parecia que eu estava lendo o mesmo livro várias e várias vezes com nomes de personagens e autores diferentes. Desde então, eu decidi que queria me aventurar pelas águas dos clássicos, entender por que eles se tornaram clássicos, ver o que eles tinham a me acrescentar. Foi (e tem sido) uma experiência surpreendente na minha vida como leitora e fez eu me ver querendo sempre mais.

Não digo só em relação aos clássicos, mas eu deixo aqui o convite para que vocês tentem ler algo diferente. Leiam romances, fantasias, ficções científicas, aventuras, suspenses, o que quer que vocês não tenham tentado ainda e se permitam serem surpreendidos por vocês mesmos. Se vocês não sabem por onde começar, vou deixar algumas dicas que funcionam comigo quando eu quero sair da minha zona de conforto literária. Vamos lá!









Faça uma zona de transição
Ao invés de simplesmente se jogar em um gênero ou escrita totalmente diferente do que você está acostumado, escolha livros que possuem elementos que você se sente confortável, que te envolvam e fazem sua leitura ir para frente. Se você gosta de romances e quer tentar se aventurar em uma fantasia, por exemplo, escolha uma que dê foco para o romance. Para clássicos é a mesma coisa, existem clássicos de todos os gêneros, comece pelos que você se identifica, que se passem em um contexto histórico que você tem interesse, você verá que é bem mais fácil que arrancar band-aid de uma vez.




Insista, mas não tenha medo de largar o livro e voltar (muito) depois
Ao começar um livro e ver que ele não está funcionando contigo ou você não está entendendo o que está acontecendo, a primeira coisa a fazer é insistir. Pode ser que ao longo da história as coisas comecem a fazer sentido ou você comece a se acostumar com a escrita e a história comece a te prender. Caso a situação não melhore com o tempo, não tenha receio em admitir que você realmente não gostou ou simplesmente não está preparado para aquilo. Tem alguns livros que requerem certa maturidade como leitor ou mesmo interesse pessoal que a gente só adquire com o tempo. Quatro anos atrás eu fui tentar ler O Senhor dos Anéis e não consegui passar nem do prólogo, mesmo sendo apaixonada pelos filmes e tendo lido O Hobbit, agora eu estou dando outra chance e está fluindo tão bem que eu preciso me segurar para não ler as três partes todas de uma vez.





Assista aos filmes
Esqueça aquela história de só ver o filme depois de ler o livro no qual ele é baseado. Já perdi a conta de quantas vezes as adaptações me deixaram morrendo de vontade de ler o livro e nem por isso a leitura deixou de ser surpreendente, até porque os filmes geralmente são só a pontinha do iceberg. Ver os filmes é um ótimo jeito de descobrir se aquela história vai te envolver. É claro que eu também não recomendo desistir de uma leitura só porque o filme não funcionou, o que não falta são más adaptações por aí. Lembro que o filme de Percy Jackson e o Ladrão de Raios, ruim do jeito que é (em relação ao livro), foi o que me fez ler a série inteira. Outro exemplo foi o musical de Os Miseráveis lançado em 2012, amei tanto que assisti ao filme três vezes na primeira semana e na outra eu já estava comprando aquele calhamaço maravilhoso.




Estude o contexto do livro
Esta é uma dica especialmente para os livros antigos que costumam ser mais densos. Para entender um pouco mais do que está sendo dito ali, é uma ótima ideia descobrir em que contexto histórico a obra foi escrita ou publicada, descobrir sobre a vida do autor, no que ele se baseou para escrevê-la e o que ele quis dizer com aquilo. Fazendo isso, você vai descobrir por que aquele livro é considerado tão incrível e te ajuda a passar pelas partes mais maçantes. Hoje em dia eu sempre procuro ler mais sobre o livro antes ou depois da leitura porque tem sempre algo que passa batido. O Apanhador no Campo de Centeio (que foi inclusive uma das minhas melhores leituras do ano passado) foi exatamente um caso desses, só depois de pesquisar eu fiquei tipo: “aah então era isso, nossa, que incrível!”.


Bom, esses são os principais métodos que funcionam comigo, espero que possam ajudá-los um pouquinho. É legal tentar escolher com cuidado por onde começar e não ficar traumatizado para sempre por causa de um único livro, a vida é muito curta para a gente não experimentar um pouquinho de tudo, não é? E aí, vocês também tem alguma dica para quem quer sair da zona de conforto?

28 comentários:

  1. Olá
    Adorei poder conferir sua postagem e o texto está muito bem desenvolvido. Alguns desses métodos também funcionam comigo sim, mas menos a parte de assistir ao filme, porque costumo perder o pouco o interesse se assisto primeiro, dependendo da história, é claro.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?
    Adorei! Estou fazendo isso nesse momento. Comecei a ler um livro de Julio Verne, apesar de não ser muito o meu estilo, ele estava em promoção e decidi que seria uma ótima oportunidade de me jogar no desconhecido! Vamos ver :D

    ResponderExcluir
  3. Oi, Luana!
    Uma amiga sempre me diz que devo ler coisas diferentes, mas quando ela diz isso, está mais para dizer que eu leia algum livro técnico só pode. rsrs... Gosto de todo tipo de romance, dos que vão de água com açúcar até aqueles mais hot's, passando pelos romances de época ou aqueles mais adolescentes. Gosto de suspense, mistério e terror. Ficção científica e distopia. O único que não curto tanto é fantasia/sobrenatural, esses não são todos que me chamam atenção. Sou mais chatinha para escolher esses. rsrs...
    Adorei suas dicas e com certeza dá para muita gente aplicá-las. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Luana.... esse post devia se tornar uma utilidade pública.... tenho muitos problemas em abandonar livros... se não me agradar nas 30 primeiras páginas, eu abandono.... e não volto mais depois não.... quanto aos filmes, preciso assitir mais mesmo, mas tive uma decepção quanto ao livro e ao filme de precisamos falar sobre kevin ..... e eu vivo saindo da minha zona de conforto, leio praticamente quase tudo, menos essas coisas de internet e mundos cibernéticos... :}
    abraços litérarios!

    ResponderExcluir
  5. Olá ♥
    Noooooossa, amei o post. Um dia no grupo do clube do livro estávamos conversando sobre preconceito literário que é basicamente algumas pessoas fazerem julgamento pelos gêneros que lemos. Sempre gostei muito de romance, e sempre tento sair da minha zona de conforto e nas vezes que sai gostei muito e se tornaram gênero favoritos para mim como por exemplo fantasia e Thriller. Igual você citou que temos que procurar argumentos do livro que nos deixam confortáveis, no meu caso sempre será o romance mesmo que ele não seja o foco central da trama. O fato de assistir filme antes de ler o livro estou nessa vibe, pois além de não em decepcionar quando leio o livro fico mais feliz por saber a grandeza que se escondia por trás daquele filme. Adorei o post. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Luana, uma das coisas que discordo com você é sobre ver o filme antes... Ainda defendo que ler o livro primeiro, te dá um panorama melhor e mais fiel do enredo. O restante, adorei que você tenha compartilhado seus pontos com a gente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olaaaaa. Adorei o seu post e me identifiquei, ultimamente estou lendo muito Romance de Época é isso tbm está me cansando um pouco, e agora estou afim de ler um bom suspense kkk as dicas são ótimas, parabéns!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  8. Ficou ótimo o post! A gente se prende a um tipo de leitura e ás vezes se surpreende quando sai da zona de conforto. Eu prefiro chick lit, NA ou NY, romances água com açucar e hots. Mas como trabalho com a preparação de textos acabo lendo de tudo um pouco e sempre me surpreendo!

    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Luana

    Dicas muito pertinentes. Só acho que a dica de assistir aos filmes sem ter lido os livros meio uma armadilha, pois acredito que uma má experiência com o filme faz a maioria das pessoas perderem o interesse pela história. Eu sempre procuro ler os livros primeiro.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Oi Luana, gostei dá sua postagem. Muito bom escrita e ótimas dicas, felizmente não tenho muita dificuldade em.ler muitos livros diferentes,mas pude indicar o texto para outras pessoas. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá! Realmente tem leitores que acha que só o que ele ler que vale apena, mas não é bem assim. Verdade, não vale apena ler algo complexo que nem entendeu, que ficou quebrando a cabeça só para dizer que leu. Cada um gosta de um gênero, mas realmente sair ás vezes da zona de conforto e experimentar novas leitura é muito saudável e prazeroso. Que bom que você sempre gostou de ler de tudo. Pena que começou a sentir que tudo era a mesma história, também já senti isso muitas vezes, mas que bom que você em vez de parar de ler foi explorar algo novo, isso é muito bom e importante. Eu ainda quero ler alguns clássicos e descobrir também por que fez e faz tanto sucesso. Ótimo convite esse para ler novas coisas, também costumo fazer esse convite. Haha' Tem muitas adaptações muito boas, mas nem por isso tira a surpresa do livro. Porém é ruim quando uma adaptação tira a essência do livro. Realmente é importante ler o contexto do livro. Adorei essa sua observação sobre a leitura, muito boa e completa. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Luana, como está?
    Amei o teu post! Com certeza são dicas muito úteis para quem quer embarcar em gêneros diferentes de leitura. Admito, porém, que isso pode ser realmente complicado. Eu mesma passei por uma experiência de ler algo pro Rillismo e a leitura, apesar de ter sido bastante boa, foi demorada porque eu não estava acostumada com aquele tipo de situação. E eu tenho pelo menos três leituras pra acabar que ainda estão pendentes por conta de uns aspectos que tu mencionou no texto.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oiii,

    Eu também acho muito chato esse time de leitores que ficam se qualificando e achando que as leituras deles são melhores que as dos outros, mas admito que tenho um pouco de dificuldade de sair da minha zona de conforto rs.
    Não ligo de largar um livro e voltar a lê- lo muitooo tempo depois, ainda que na maioria das vezes eu acabe por largar ele definitivo (To com a sequencia de Dragões de Eter encalhada na minha estante pelo ou menos a um ano rs).
    Adorei seu texto, foi ótimo para eu perceber que em algumas questões eu não estou sozinha kkkk.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá Luana, tudo bom?
    Simplesmente adorei as dicas que você deu e muitas delas eu realmente aplico em meu dia a dia como leitora. Acho que essa da zona de transição é uma das mais importantes, principalmente para quem quer começar a ler clássicos! Eu fiz muito isso no início rs gosto muito de romances, então, quando comecei a ler clássicos me aventurei primeiro em Emily Bronte, Jane Austen e autoras com este estilo que eu gostava e cá entre nós, funciona muito! rs
    Outra dica que acho super válida é essa de assistir ao filme. Sou como você! Não me incomoda nem um pouco assistir ao filme e ler o livro depois e isso também já me deixou com muita vontade de ler vários livros. Enfim! Adorei o post e as dicas!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem ?
    EU tenho por hábito algumas características do que você citou, estes dias mesmo li um romance policial e foi uma experiência maravilhosa, nunca havia lido nada e tinha até um certo preconceito, mas no fim, deu super certo.
    Gostei do seu post, acho legal quando vemos um conteúdo diferente do que estamos acostumados em blogs literários. As dicas sÃo ótimas e pensar fora da caixa é sempre muito válido.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oie,
    Se eu amei esse post? SIM! MUITO!
    Achei muito interessante você jogar situações que nós leitores sempre passamos, como por exemplo: Abandonar um livro shauhasuash que seeeeempre acaba acontecendo.
    Meus parabéns pelo post e pelo blog :3
    Bjks

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Passei por uma situação parecida, ao ver que eu estava lendo muitas obras do mesmo gênero e acabava um pouco frustrada e encontrando semelhanças demais entre as histórias. Gostei das suas dicas pois foi justamente o que fiz, comecei a ler novos gêneros. Antes mesmo eu me recusava a ler contos, acabei dando uma chance a eles e gostando tanto, que escrevi um. Realmente é bom variar e fugir um pouco dá nossa zona de conforto.

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bom.

    Gostei muito das dicas. Ano passado li livros de gêneros que antes não me interessava e gostei muito deles. Quero fazer isso mais vezes, espero também curta os gêneros.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Gostei muito dessas dicas que você nos trouxe. Eu sempre tento sair da minha zona de conforto mesmo, tanto que participo de um clube do livro e sempre gosto de ler livros diferentes que as pessoas sugerem. Muito legal esse seu post.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Olá tudo bem?
    Adorei o post, você soube discutir um tema bem legal e ainda deu dicas que com certeza vou praticar. Tenho tentando sair da minha zona de conforto (romance) por pensar que todos os livros tem a mesma histórias. Estou tentando ir para o suspense, gênero que tive uma certa afinidade quando criança. Mesmo assim, estou empacando.
    Vou tentar seguir algumas dicas para ver se a leiteração flui.
    Mais uma vez, gostei bastante do post.
    Bjs,
    http://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oie! Tudo bem?

    Olha eu abandono um livro somente se ele realmente não me prende na leitura, ou se acho o que estou lendo muito sinistro ou sem pé nem cabeça, como já aconteceu algumas vezes, caso contrário sempre leio até o final todos os livros! Uma coisa que infelizmente não consigo ler é clássicos, de nenhum tipo até tenho alguns mas mais pela coleção e por gostar dos autores/títulos, mas não que eu vá lê-los realmente! E eu sempre leio de tudo e mais ou pouco, mas sou de lua então não misturo as coisas só vou lendo aquilo que sinto vontade!
    Amei seu post *--*

    Bjss

    ResponderExcluir
  22. Oi, Luana!
    Menina arrasou nessa postagem! Ela é ótima para sairmos da nossa zona de conforto! Eu também sou assim com relação a livros com gêneros que eu não costumo ler, ultimamente estou lendo um livro de Sci-fi gênero que não gosto muito, porém eu fiquei sabendo que possui romance, então já fiquei mais interessada para lê-lo.
    Também quero me aventurar nos clássicos, espero começar esse ano! :D

    Beijos!
    Eli – Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi, luana, adorei a reflexão e com certeza, acho muito importante sair da zona de conforto. Eu costumo transitar entre vários gêneros, pois se permaneço em só um, acabo enjoando com bastante facilidade. O único gênero ao qual não dou tantas chances é fantasia e ficção científica, mas tenho várias fantasias na minha lista de leituras para serem experimentadas. Ah, também adoro clássicos, e no ano passado fiz um projeto comigo mesma de ler um clássico por mês e foi incrível!

    ResponderExcluir
  24. Oiee!
    Também acho super importante sairmos das nossas zonas de conforto literárias.
    Ultimamente tenho tentando me aventurar no mundo dos romances, confesso que a experiência anda meio complicada, mas ainda não desisti rs
    Também concordo que às vezes não é o momento certo para determinadas leituras, e não tenho medo de deixar para depois. No meu caso, aconteceu com o Silmarillion.
    Adorei seus métodos, e espero um dia me aventurar no mundo dos clássicos também!
    Um beijo...

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu ameeei suas dias. Essa questão da transição funcionou muuuito comigo. Eu detestava romance, ainda não é meu gênero preferido, mas ler algumas coisas que traziam um romance, mas não de uma forma mais forte, fez com que eu me acostumasse com o gênero e hoje eu leio muitos romances.
    Eu tenho um sério problema com insistir nas leituras que eu não gosto. Eu leio, insisto e quando eu vejo estou prestando atenção em outra coisa, viajando literalmente e aí já era, não entendi mais nada da história, pois ela não me prendeu. Eu não gosto de ler o livro e depois ver o filme, porque se não a adaptação acaba se tornando uma decepção. Então, eu prefiro amar o filme e depois querer matar os produtores quando terminar a leitura. Eu vou testar essa última dica com alguns clássicos, porque eu comecei a ler alguns e não consegui seguir com a leitura. Parabéns pelas dicas, amei de verdade!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  26. Concordo com você: sair da zona de conforto literária pode te mostrar jóias que você nem esperava gostar! Estou fazendo isso com romances de época e estou gostando bastante!

    Mas admito que prefiro ler o livro antes de ver o filme! Acho que me dá mais emoção!

    Gostei muito de suas dicas, ótimo post!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    eu também não sigo esta dica de que devemos ler o livro antes de ver a adaptação para o cinema, muitas vezes me pego como você, instigado pela leitura do livor, pelo que vi no filme e por saber que na obra vou encontrar ainda mais detalhes daquele mundo mágico. Adorei as dicas que você trouxe, sempre devemos expandir nossas leituras, conhecer novos gêneros.

    ResponderExcluir
  28. Olá Luana!

    Amei as suas dicas e muitas delas eu sigo também quando entro em uma ressaca literária! Sobre livros e filmes, não tenho uma ideia formada ainda, mas na maioria das vezes prefiro ler o livro antes, caso não consiga eu assisto o filme assim mesmo sem peso de consciência.

    Beijos e obrigada pelas dicas

    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir