06 maio 2016

Resenha - Sete Contos Capitais





No século VI o Papa Gregório instituiu os sete pecados capitais, que são os princípios que ferem a Deus, a você, e ao próximo, raízes de todas as outras falhas, motivos de condenação e perdoáveis apenas pela confissão. São eles: a Gula, que consiste em comer além do necessário e a toda hora; a Avareza, que é a cobiça de bens materiais e dinheiro; a Inveja, que significa desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa; a Ira que é a junção dos sentimentos de raiva, ódio, rancor que às vezes é incontrolável; a Soberba, que é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha autossuficiente; a Luxúria, que é o apego aos prazeres carnais; e a Preguiça, que é a aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico, sendo ainda caracterizado pela pessoa que vive em estado de falta de capricho, de esmero, ou de empenho.Neste livro, os sete pecados capitais foram ilustrados com sete contos – os contos capitais – histórias de pessoas que ultrapassaram os limites da razão no que se refere a esses desvios de conduta. Há nestas páginas um apetite insaciável; ganância; o maior ódio que uma pessoa pode ter; sensualidade; psicopatas; depressão e sangue.

Livro: Sete Constos Capitais 
58 páginas || Skoob  || Autor Parceiro: George S. Pacheco || Onde Comprar








Hoje vou falar para vocês sobre o livro Sete Contos capitais do autor parceiro George S. Pacheco. É um livro bem curtinho e cada conto aqui é associado a um dos sete pecados capitais : gula, ira, luxúria, avareza, preguiça. soberba e a inveja. Achei bacana a forma como ele estruturou os contos e os deixou muito bem escrito narrando histórias do que a nossa mente humana é capaz de fazer.

Os contos que mais gostei foi o sobre a Inveja intitulado A Inveja de Sônia, que conta a história de duas amigas inseparáveis desde a infância e que agora já estão na faculdade fazendo planos para o futuro. Era uma amizade perfeita até a Alice começar a namorar um rapaz bom e estar completamente apaixonada. Sônia então começou a colocar coisas na cabeça da amiga para que ela acreditasse e acabasse se separando do namorado. O fim da história é bem trágica, mas gostei da forma como foi finalizada, pois quantas vezes nós nos vemos diante da inveja das pessoas quando estamos felizes com algo e quantas palavras de veneno já ouvimos por ai para destruir nossos sonhos? Achei esse um dos contos mais realistas e verdadeiros sobre o que é a inveja, por isso se tornou um dos meus preferidos.

Outro que gostei muito foi o conto sobre a Luxúria intitulado: A moça da casa ao lado. Retrata a vida do casal Luiza e Romeo que se amam muito e que estão sempre felizes até que novos vizinhos se mudam para a casa ao lado. Esses vizinhos tem uma filha que começa a se insinuar e dar em cima de Romeo, ele porém por amar muito a esposa foge das insinuações e até a ameaça para que ela pare logo de uma vez com isso, mas a garota não desisti fácil e por causa dessa insistência tem uma sequência de acontecimentos que me fizeram ficar bem triste com o final e com muita raiva da garota. Esse conto me fez refletir como existem pessoas que não valorizam e não entendem o amor verdadeiro.

Esses foram os contos que mais me chamaram atenção e que realmente gostei dos sete que se encontram nessa obra e o que menos gostei foi o que relata a gula intitulado: O jantar de Barão Melheiros, que na verdade não foi nem porque eu não gostei do conto, o achei excelente e assustador, só achei que não tinha muito haver com o verdadeiro pecado capital da gula. Mas fora isso dá um belo conto de terror viu?

A escrita do George S. pacheco é muito bem fluida e quando vamos perceber, o livro já acabou. Gostei tanto que estou ansiosa para ler outros livros do autor. Eu o li em e-book e está com uma diagramação bem bacana e com fonte de um bom tamanho e espaçamento confortável para a leitura.

Recomendo a leitura para todos, principalmente para quem como eu, gosta de ler livros de contos e os devora em um único dia. Também o recomendo para quem gosta de refletir sobre o comportamento humano e para quem gosta de um bom terror e uma boa fantasia.


*****



George dos Santos Pacheco nasceu em Nova Friburgo, Rio de Janeiro, em 07 de outubro de 1981. Desde a adolescência rascunhava histórias em cadernos, mas só tomou coragem de escrever depois de assistir a uma entrevista da escritora Sônia Belloto, onde a autora afirmava que qualquer um poderia escrever.  Assim surgiu “O fantasma do Mare Dei”, publicado pela primeira vez pela Editora Multifoco, do Rio de Janeiro. É acadêmico de Pedagogia, um dos autores da Coletânea “Assassinos S/A Vol. II”, também da Editora Multifoco. Tem participado de Desafios Literários propostos em sites, o que lhe rendeu a participação no e-book “Contos Sombrios de Natal”, do fórum literário Fórum Câmara dos Tormentos (atual A Irmandade). Publicou também um conto na edição do 3º trimestre de 2011 da Revista Marítima Brasileira. Recebeu Menção Especial no VI Concurso de Trovas do Grêmio Português de Nova Friburgo, no tema lírico-filosófico. Blogueiro desde 2009 publica textos na Revista Pacheco, e nos sitesA Irmandade, Tertúlia, entre outros.

18 comentários:

  1. Oi Camila,nossa, o livro é bem curto mesmo heim. Achei interessante o fato de tratar sobre os pecados capitais. Fiquei bem curiosa sobre o desenvolvimento de cada conto, afinal de contas, é possível explorar bem cada um dos pecados. Vou conferir mais informações sobre o autor sim.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Camila, que ótima dica. Eu gosto muito de contos e crônicas e sou assim mesmo, como você, leio de uma só vez. Eu não conhecia esse mas fiquei curiosa e depois vou querer dar uma olhada nele, com certeza. Gostei da resenha e fiquei super curiosa

    ResponderExcluir
  3. Oi Ca!
    Interessante a ideia de relacionar os contos aos pecados capitais, essa ainda não tinha visto, e embora a sua resenha tenha sido positivo, o tamanho da obra talvez fosse um problema para mim. 58 páginas. GENTE, e rende tanto assim os contos? Confesso que aguçou minha curiosidade também, em saber como ta escrito esses contos com tanta velocidade. Não conhecia o autor, e mesmo com a resenha bem positiva, no momento, não seria o tipo de leitura que estou procurando ^^

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila, adoro contos e amei a abordagem desta coletânea, por trazer os pecados capitais como temas para os contos. Conforme a sua descrição, acho que eu curtiria o conto da Inveja, porque na minha opinião é o um dos pecados mais imperdoáveis. Mas de uma forma geral, todos me chamariam a atenção.
    Dica mais que anotada!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila!
    Esse livro, em um primeiro momento, me lembrou de O Vilarejo, mas depois vi que é diferente.
    Acho que gostaria muito do conta da Inveja. Me senti mal pelo que você disse que a Sônia fez. Já anotei a dica, pois sei que vou gostar!
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Confesso que não gosto tantos dos contos, pois sempre sinto que está a faltar algo na história. Como se fosse incompleta. Sei que é estranho falar isso, mas acabo sentindo isso em todos os contos. Esse livro em questão, ainda não pensei em conferir, mesmo com uma temática bem diferente.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Ooi
    O livro não me atraiu muito, além de não gostar de contos o tema também não chamou minha atenção. Mas fico feliz que tenha gostado. :)
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oiee Camila ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas confesso que não fiquei nem um pouco curiosa para lê-lo. Livros de contos não são os meus favoritos, de vez em nunca eu pego algum para ler, mas eu prefiro os livros maiores, sabe? E terror e fantasia são gêneros que eu também não gosto muito de ler :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    Eu já conhecia a obra mas não tive a oportunidade de ler.
    Gosto muito de livros de contos e até curto a tematica, mas não sei se gostaria de ler o livro.
    Sua resenha está ótima e bem escrita e por causa dela eu fiquei meio em.dúvida se faço ou não a leitura.

    Vou deixar a dica anotada..


    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Camila! Tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro, mas a capa é maravilhosa e me chamou a atenção logo de cara. Acho muito legal histórias que tem uma temática ligada aos Sete Pecados, já vi esse tema sendo abordado por algumas outras pessoas e gosto bastante. Saber que os contos envolvem terror e fantasia só fez com que eu sentisse ainda mais vontade de ler, pois são os meus gêneros literários favoritos! Beijos! ^-^

    ResponderExcluir
  11. Acho bem legal o tema dos sete pecados capitais, mas não me interessei pela leitura. Não curto contos, ainda mais contos tão curtinhos... quando são aqueles de umas 100 páginas eu até encaro de vez em quando, mas com textos bem menores dificilmente consigo me envolver. E esse livro ainda tem terror no meio, que é o único gênero que não leio de jeito nenhum, coisas assustadoras me dão pesadelos. Mas fico feliz por você ter gostado tanto do livro!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei curiosa, realmente bem bacana essa ideia dele de um conto para cada pecado capital. E esse conto da inveja é bem realista mesmo, né? Às vezes alguém que a gente ama é quem possui mais inveja da gente e só nos deseja o mal, imagino que o desfecho deve ser trágico mesmo :/ Enfim, acredito que eu iria gostar muito dessa obra, fiquei bem curiosa com os contos, até mesmo o da Gula que você não achou que combinou.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Nossa eu vi a capa, pensei ser a resenha daquele livro da Pandorga, tem a mesma capa! Só não to lembrada do nome agora. Li e pensei, ué, são contos? Dai que notei ser outro autor!
    Tirando isso, adorei o que falou sobre os contos que gostou, senti haver intensidade nas escrita do autor! Adoro finais trágicos kkk Fiquei bem curiosa mesmo para ler!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  14. Oie Camila, tudo bom?

    Eu não conhecia o autor, nem o livro. Eu realmente não leio muitos contos, e esse é bem curtinho, 58 paginas.
    Parece que quando vai começar, acaba o livro. É uma sensação estranha. huhu
    Mas o assunto é bem legal, já vi uma série de livros, que cada livro é um pecado, e eu adoro.

    ResponderExcluir
  15. Oi Camila
    Apesar de não conhecer o autor e o livro, certamente daria uma oportunidade, pois adoro contos e coisas que envolvam pecados capitais.
    Bom saber que apesar de curtinho, o livro tem muito potencial e agradou. Acredito que também irei gostar bastante.
    Já anotei a dica para ler em outro momento ;)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  16. Olá!! :)

    Nao conhecia o livro...

    Confesso que nao sou um grande fa de livros de contos, mas ate fiquei curioso.. :) Ainda bemq ue acabaste o livro tao rapido, achando a escrita bem fluida.. Adoro quando isso acontece..!

    E ate ficaste de olho no autor, hein? ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  17. Eu adoro livros de contos, como você costumo devorá-los bem rapidinho. Mas gosto principalmente por ser uma leitura descompromissada. Dá pra ler tudo de uma vez, ou um conto por dia e por aí vai. Não conhecia o autor nem o livro, mas adorei conhecer. Gostei bastante dessa premissa. Gosto de ler sobre os pecados, acho interessante a visão que cada pessoa tem sobre eles.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  18. Oi Camila, eu não conhecia o livro e fiquei bem curiosa com ele, ainda mais eu que adoro contos e esses estão com uma premissa bem diferente e original, achei bem bacana os contos se basearem nos sete pecados capitais. Já vi que os contos serão ótimos e estou bem curiosa!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir