23 maio 2016

Resenha - Nosferatu





Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não entende muito bem. Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões: a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor. E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca... e acaba encontrando Charlie. Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic. Perturbador, fascinante e repleto de reviravoltas carregadas de emoção, a obra-prima fantasmagórica e cruelmente brincalhona de Hill é uma viagem alucinante ao mundo do terror.

Título: Nosferatu
624 páginas || Skoob || Editora: Editora Arqueiro || Onde comprar








Eu sempre ouvia falar e muito bem sobre o autor Joe Hill e estava doida para descobrir o que tinha de tão apaixonante em sua escrita. Dias atrás um amigo mencionou que como sou fã do Stephen King com certeza iria amar a escrita do Joe Hill pois os dois tinham uma forma bem parecida de escrever. E com essa comparação minha expectativa que já estava alta foi a mil. Então decidi pedir para o meu noivo pegar emprestado na biblioteca o livro Nosferatu para que eu finalmente conhecesse a escrita do autor.

Falar desse livro não será nada fácil por inúmeros motivos mas juro que vou tentar fazer o meu melhor para que vocês possam conhecer um pouco da história sem spoilers.

Nosferatu é uma história tão louca e psicodélica que fiquei pensando em como o autor conseguiria explicar tudo sem deixar pontas soltas e fazer com que a gente acreditasse nela, minha pergunta foi respondida quando me dei conta que estava mergulhada dentro do livro com o coração acelerado e roendo as unhas. Ficando sem fôlego com as cenas de ações bem construídas e emocionantes. E a primeira coisa que posso dizer sobre o autor com essa leitura é que ele torna uma história totalmente absurda em algo totalmente plausível.

Victoria McQueen era uma garotinha especial. Aos 8 anos de idade ganhou de presente do seu pai uma bicicleta que acabou se revelando diferente de qualquer outra, já que após ouvir uma discussão dos pais a respeito de uma pulseira perdida e sair pedalando a procura dela bosque a dentro, ela conseguiu passar por um Atalho e sair exatamente no local onde tinha que procurar o objeto pertencente a sua mãe. Sem entender como conseguiu realizar esse feito, Vic desejou encontrar alguém que a explicasse o que estava acontecendo e o porquê dela conseguir fazer algo tão extraordinário.

Já Charlie Manx também tem seu dom especial e carregou várias crianças como passageiras e elas acabaram se tornando tão assustadoras quanto ele. Nenhuma havia escapado. Nenhuma até ele capturar Vic e ela conseguir fugir por um triz dos seus ardis com muitas lembranças terríveis em sua mente. No entanto, diferente de Vic, Charlie não queria perder essas memórias, pois ele só descansaria depois que conseguisse se vingar da garota. E é justamente quando Vic começa a tentar levar uma vida normal depois de anos entre clínicas psiquiátricas e reabilitações para viciados em álcool, que Charlie Manx volta para sua vida com promessas tenebrosas para o seu futuro.

Acho que mais assustador que o próprio Charlie são as criança que ele rapta e as leva para seu mundo imaginário da Terra do Natal. Elas se tornam seres monstruosos mas que dentro da inocência de criança sem conseguir distinguir o certo do errado não tem a menor consciência do que estão fazendo.

Outro personagem que assusta é o Bing Partridge que ajuda Manx a raptar as crianças com a promessa de que atingindo uma quantidade de crianças ele poderá viver para sempre na Terra do Natal se Divertindo. Ele na verdade acredita que esta salvando as crianças de destinos terríveis que teriam caso continuassem vivendo com a família que tinham. Mas as atrocidades que Bing comete ao longo do livro nos deixa de queixo caído e as vezes é necessário um estômago forte.




Joe Hill tem uma escrita muito bem fluída. É impossível parar de ler principalmente nas cenas de ação e outro ponto positivo que eu gostei foi o suspense que ele deixa por todo o livro. Você vai chegar às últimas páginas sem saber qual o desfecho do livro. A história não é nem um pouco previsível e é totalmente original!

Se eu pudesse descrever esse livro com uma frase para quem for ler eu diria: Se prepare para uma viagem alucinante! 

E o que falar da diagramação da Arqueiro sobre esse livro? Está impecável com páginas amareladas. Fonte, tamanho e espaçamento na medida certa para tornar a leitura ainda mais confortável. No decorrer das páginas encontramos diversas ilustrações referente a história.

A capa tem um carro antigo um Rolls-Royce que tem tudo a ver com a história. E esse carro  é tão aterrorizante quanto o dono que é o Charlie.

O livro é todo narrado em terceira pessoa o que nos dá um panorama maior de tudo que cada personagem sente e pensa. A história é toda dívida em capítulos e outra sacada legal do Hill é que ele termina um capítulo com reticências sem dizer a última palavra pois essa última geralmente é o nome do próximo capítulo e achei que foi uma sacada genial dele.

Recomendo o livro para todos os amantes de suspense, terror e que gostam de se aventurar em uma fantasia eletrizante!

22 comentários:

  1. Oi Camila, eu já tinha ouvido falar sobre esse livro, mas essa é a primeira resenha que leio sobre. Eu gosto bastante de suspense, terror, fantasia e mistério, então acho que posso curtir bastante essa leitura. Achei interessante sobre o detalhe do final nos capítulos que dá acesso ao próximo. Espero poder conferir em breve. Ja anotei a dica!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila.

    Já tinha ouvido falar do livro mas nunca tinha realmente passado pra saber sobre a estória. Também já tinha ouvido muito sobre as estórias de Joe Hill e ao contrário de vc ainda estou atrasado em ler suas obras. Esse em especial me chamou atenção por ser diferente de tudo que já li. Me deixou bem curioso é creio que vou procurar sim para estar lendo.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/2016/05/fale12-novo-cantinho-dessart.html

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus...eu nem sabia de uma belezura dessa no catálogo da arqueiro ...se vi não reparei...fico tão absorvida pelos maravilhosos romances de época... Mas vou procurar esse livro pois de cara já quero ler
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila,

    Como dizem "Filho de gato é gatinho" né? Joe herdou a genetica da escrita do papai King, nunca li nada dele, mas tenho muita vontade por ouvir sempre falarem muito bem. Nosferato é um dos que está no topo da minha lista de desejados junto com o Pacto depois de ler a tua resenha fiquei mais afim de fazer essa leitura ainda, você descreveu a sua experiência extremamente bem. Aguçou minha curiosidade.

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu já não achava que seria uma leitura para mim, e tive certeza disso quando você falou sobre as atrocidades que o Bing comete, para as quais às vezes é necessário um estômago forte. Estômago forte é algo que eu realmente não tenho, ainda mais se tratando de uma história em que atrocidades acontecem com crianças. Achei a diagramação e as ilustrações lindas, mas terror é algo que realmente não me atrai, então vou passar a dica.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila, tenho curiosidade para ler alguma coisa do Joe Hill e adorei apaixonadamente essa premissa, apesar de ficar com um pouquinho de medo quanto ao sequestro das crianças e tal.
    A arte gráfica está maravilhosa mesmo e isso só aumenta minha empolgação em ter este livro.
    Amei a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila
    Sou muito fã de Hill e esse livro foi uma das minhas melhores leituras desse gênero.
    Adoro a narrativa eletrizante e cheia de suspense. Concordo quando você diz que é uma história bem louca e a surpresa de não ter tido nada solto foi a melhor coisa mesmo.
    Com certeza vale a pena ler.
    Que bom que você gostou tanto quanto eu.
    Ótima dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oi Camila, eu também sempre ouvi falar bem do autor e sempre tive curiosidade para ler as obras dele. Mesmo não sendo um gênero que me agrade eu fiquei muito interessada no livro, eu já o conhecia mas nunca reparei na história e fiquei surpresa ao ler a tua resenha e me ver intrigada com a leitura. Sua resenha está muito boa e realmente fiquei interessada em ler esse livro. Uma ótima dica e espero poder ler o livro para matar minha curiosidade

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila, tudo bem?
    Eu amo livros de terror, então sua resenha me deixou bem empolgada!
    Já li um livro do Joe Hill,o Amaldiçoado, e amei a leitura! Gostei muito mesmo da trama e da escrita do autor.
    Confesso que a quantidade de páginas de Nosferatu me assustava, mas lendo sua resenha e conhecendo um pouco dessa história que parece ser incrível fiquei muito motivada para realizar essa leitura e pretendo fazer isso o mais breve possível.
    Parabéns pela resenha, está muito boa!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi muito falar nesse autor, mas nunca cheguei a ler nada dele.
    Gostei de saber que Nosferatu, apesar de sua história louca e com essa quantidade de páginas, eu acho que leria, pois parece uma leitura bastante agradável.
    Gostei de saber que a escrita de Joe Hill é fluída, pro gênero que ele escreve essa é uma das partes mais importantes!
    Adorei saber que ele termina os capítulos com reticências e a última palavra é o nome do capítulo, bem legal isso. Fiquei curiosa pra saber sobre o último capítulo, haha.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  11. Já vi muita gente surtar com outro livro desse autor e achei curioso o fato de ele ter uma escrita parecida com a do Stephen, então se eu gostar de um livro de um dos dois estou liberadíssima para ler outros haha
    Gostei da premissa do livro e que os mistérios chegam até a última o desfecho, pois odeio descobrir no meio da história!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. oi Camila!

    Já ouvi várias coisas boas do autor, mas ainda não li nada dele. Achei super interessante e instigante do fato de ser mais psicodélico e mais diferente e como o autor soube escrever um livro assim, com certeza é uma obra rica e eu preciso lê-la. Adoro a premissa também e confesso ter ficado bem curiosa por causa do nome do livro e de sua representativa. Adorei a resenha! :)

    beijo!

    ResponderExcluir
  13. OI!

    Ainda não li nada de Joe ou mesmo de seu pai, mas assisti a adaptação do cinema de amaldiçoado. Confesso que tenho muita curiosidade de adentrar nesse mundo de terror e suspense, Nosferatu mesmo me encantou, que mistério é esse de uma bicicleta que leva onde existe objetos perdidos? Pq esse cara rapta crianças? Todas essas interrogações aguçam a minha curiosidade, ainda lerei essa e outras obras desse autor. Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Camila, sabe que eu também sempre ouvi falar muito bem do autor e nunca li uma obra dele ainda, e sua resenha me deixou beeeem curiosa e animada, ainda mais eu que adoro um bom suspense e terror, esse livro chamou bastante minha atenção. Parabéns pela resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Oii!!

    Cá, não sei se vc já passou por isso mas eu estou em uma onda que não consigo ler outra coisa senão romance. já tentei outros gêneros mas não rolou de jeito nenhum.
    Eu já vi várias resenhas sobre essa obra, inclusive vi muitas resenhas positivas e até mesmo em Eventos e é sempre bom quando um livro é bom desse jeito né?
    A história parece ser bem crível! Dica anotada! Não vou lê agora, mas em breve.

    Ps: amei as fotos!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oi, se não me engano eu já vi uma resenha desse livro, mas já faz um bom tempo. Adoraria ler esse livro, mas no momento estou fugindo de livros com mais de 300 páginas. Esse livro me passa muito terror, mas nada que eu não leria,kkkk.
    Adorei a resenha, e muito obrigado por não ter dado Spoiler.

    Beijoss, Alice

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?

    Você acreditaria se eu dissesse que Joe Hill é filho de Stephen King? Pois ele é sim. Ele escondeu isso até que seu primeiro livro (Estrada da Noite) fosse publicado e até mesmo premiado, pois não queria que o livro fosse aceito sob o peso do nome King.
    O curioso de tudo isso é que Stephen King é escritor, a esposa dele é escritora e seu filho também é escritor. Quer dizer, o que tem na água dessa casa? Eu também quero beber. HAHAHA'

    Sobre esse livro: eu achei a premissa mega interessei, original e que com certeza adorarei acompanhar quando tiver a oportunidade de ler o livro.É legal ver que o sobrenatural é algo da família dos King's. kkkk
    Aconselho você ler o primeiro livro do Joe, o que citei lá em cima. É muito bom.

    Parabéns pela sua resenha, está incrível.
    Abraço.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  18. Olá, adorei sua resenha. Eu nunca tinha lido uma resenha sobre o livro, apesar de ter visto a capa e ouvido falar muito dele.
    Eu fiquei animada, pois sou fã de terror e fantasia. Acho que eu e esse livro vamos nos dar muito bem.
    Ótima resenha e fotos maravilhosas da diagramação.
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler livros desse gênero, mas tenho curiosidade com esse autor e com o Stephen King também, então sempre fico animada quando as dicas são de livros deles. Bom, sobre esse livro, eu já li vários comentários e a premissa é bem interessante, toda essa coisa de mundo imaginário e poder. Enfim, eu fiquei bem animada agora, a diagramação está linda, a premissa é interessante e é bom saber que é uma história totalmente original, não é sempre que encontramos dicas assim, por isso marquei aqui.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bom?

    Eu também não sei os motivos para ainda não ter lido Joe Hill, já que só leio elogios para os seus livros. Porém, essa história é bem diferente do que eu imaginava, rs. Fiquei intrigada pelo seu suspense, mas já fiquei assustada, também, com as partes terríveis dos livros, principalmente com as crianças (com crianças sempre fica pior, né?). Vou colocar esse livro na listinha, pois preciso ler logo e acabar com esse suspense todo :)

    Resenha, como sempre, incrível! Obrigada pela dica ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Ola Camila lindona sua resenha me convenceu a conhecer a escrita do autor e visto o destaque que deu ao suspense o que adoro vou ler esse livro em breve, ainda não conheço a escrita do autor mas seus elogios e pontos positivos destacadas confirmam que vale a pena a leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Camila,
    pensei em ler esse livro assim que ele foi lançado, mas acabei adiando por conta do tamanho e estou aqui, até hoje sem ler a história e mesmo após todo esse tempo nunca soube que o livro continha elementos tão macabros e assustadores, agora que sei quero ainda mais conhecer a escrita do autor e essa história tão singular.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir