25 maio 2016

Resenha - Magnus Chase e a Espada do Verão



Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida...
A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, lutando para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph - um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico.
As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve ir em uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. A espada do verão é o primeiro livro de Magnus Chase e os deuses de Asgard, a nova trilogia de Rick Riordan, agora sobre mitologia nórdica.


Título: Magnus Chase e a Espada do Verão Vl.1
448 páginas || Skoob || Editora: Intrínseca || Onde Comprar







Magnus Chase é um garoto de 16 anos que passou os últimos dois anos nas ruas de Boston logo após ter perdido a mãe em um ataque misterioso em seu apartamento. Porém, o destino o leva ao encontro de seu tio Randolph, que está a sua procura há algum tempo a fim de avisá-lo sobre o perigo que anda correndo. Por isso, lhe diz que precisa imediatamente recuperar uma arma (A Espada do Verão) que seu pai lhe deixou de herança.

‘’- Sei que estou pedindo muito, Magnus. Você não tem motivo para confiar em mim. Mas precisa vir comigo agora. Sei onde está sua herança. – Ele apontou para os velhos mapas na mesa. – Juntos, podemos recuperar o que é seu por direito. É a única coisa que pode proteger você.’’

Ele a encontra no fundo de um rio e após retirá-la um inimigo de seu pai, Surt, aparece reivindicando a espada, mas ao negar e para defender não só a si próprio, mas as pessoas que estão em volta também, eles entram em uma luta onde ambos morrem. Então, Magnus Chase acaba indo parar em um Hotel em Valhala (salão dos mortos nórdicos) por sua Valquíria Samirah.

‘’Se pareço pouco impressionado ou ingrato, não me entendam mal. O jeito como tirei a espada do rio foi tão legal que pirei um pouco. Sempre quis um superpoder. ’’

Lá ele conhece vários guerreiros, heróis na verdade, membros do sagrado exército de Odin, onde treinam todos os dias incansavelmente no campo de batalha até o dia em que chegar Ragnarok, ou seja, a grande guerra, porém ele só não imaginava que viriam as dúvidas sobre seu heroísmo. Na verdade, ele poderia até ser retirado do hotel e Samirah poderia ser condenada por um erro grave que cometeu, mas só que o que eles não sabiam é que no dia que houve a luta com Surt, Magnus de fato havia recuperado a espada do verão, mas no meio de toda confusão acabou perdendo-a novamente e agora mais do que nunca precisa reencontra-la antes que venha a cair em mãos realmente erradas e quem sabe arrumar um jeito para que sua amiga consiga o seu cargo de volta.

‘’-Magnus, escute! Você precisa encontrar a espada. Tem que impedi-los ...Houve um brilho de luz repentino como um flash fotográfico, e Sam desapareceu.’’

Então com a ajuda de sua Valquiria, Samirah, e seus dois amigos de rua, Hearth e Blitz, ele parte em uma missão importante no qual deverá evitar que o RAGNAROK aconteça e venha causar destruições e principalmente muitas mortes.


Surpreendi-me muito com essa linda obra, porque acabou sendo o meu primeiro contato com a escrita misteriosa e intrigante de Rick Riordan, aliás, essa é muito bem fluida e com uma aventura muito bem estruturada nos prendendo a cada capitulo e fazendo com que o leitor queira muito mais do que só conhecer Magnus Chase. Não pude deixar de notar que houve certa semelhança à sua série anterior, Percy Jackson, embora eu não tenha me incomodado, pois também nem cheguei a ler o livro todo, mas para os que já tiveram a oportunidade de ler, podem perceber algumas coisas aqui, nesse livro. Mas também acho que o autor usou um pouco da mesma estrutura, só que dessa vez utilizando a Mitologia Nórdica para dar uma diferenciada e também para que possamos conhecer ainda mais esse lado que é pouco explorado e conhecido também, pelo menos pra mim. Costumamos ver bastante de mitologia Grega e Romana, mas a Nórdica realmente é interessante.

O livro é narrado em primeira pessoa, no ponto de vista de Magnus Chase, nosso protagonista que nos dá chance de se aproximar mais dele e sentir tudo que está passando. Posso dizer que isso para mim foi absolutamente incrível, porque normalmente me sinto na estória vivendo todas as aventuras, o que não foram poucas (risos)

A estória como um todo tem diversos elementos dessa mitologia Nórdica e ao longo das páginas nos é explicado tudo com muita calma onde o leitor não se perderá em momento algum. É uma característica do Rick Riordan que achei muito marcante, pois é claro como tudo acontece e principalmente por conta do glossário que acompanha o final do livro com algumas palavras Nórdicas, que para quem não conhece, como já disse, são bem novas e que sinceramente me agradaram bastante, pois assim pude entender muitas coisas que foram citadas durante a minha leitura. Já o enredo, foi muito bem desenvolvido e me deixou bastante feliz, pois como foi o primeiro livro que li do autor, não me arrependi de forma alguma.

Só que confesso que gostaria que tivesse um pouco mais de aventuras na estória, embora ainda tenha uma continuação pela frente, mas posso garantir que o livro não tem pontas soltas e pode ser lido sem preocupações, não é dependente de uma sequência, até porque tem um desfecho muito bom. Mas eu quero dar continuidade sim para conhecer mais desse mundo e espero não me decepcionar, porque a descrição dos lugares e até mesmo dos personagens foram muito bons e criativos, acabou sendo ESPETACULAR!


Eu sinceramente adorei todos os personagens, tanto os principais quanto os secundários, mas alguns tiveram mais destaque do que outros. Digo isso porque eu admirei muito primeiramente Magnus Chase  e depois a Valquíria Samirah, porque ela faz de tudo para conquistar a confiança das pessoas por conta de ser filha de quem é, tenta ser amigável e fazer de tudo para ter o respeito de quem está próximo, mas ao mesmo tempo é muito corajosa e determinada a fazer o que for para salvar seus amigos e lutar quando é realmente necessário. Ela amadurece de tal forma no decorrer das páginas que sinceramente admirei muito. Espero poder vê-la ainda mais no próximo livro. Ela tem lá seu jeito meio fechado, mas às vezes sarcástico, mas ela é uma personagem que teve lá seu destaque!

Outro que também que foi contagiante foi Jacques que, aliás, é a Espada de Magnus Chase e tem lá seus momentos de braveza e brincadeira, mas que me divertiu demais e me fez soltar alguns risos de tão engraçado que foi. Para mim foi uma grata surpresa ver uma espada tendo certa participação na estória e ainda dialogando com todos eles, foi bem assim novo e legal. (risos)

E por fim e não menos importante, os mendigos Hearth e Blitz que são muito divertidos e ao mesmo tempo sabem tornar sério o assunto quando estão em missão, eles formam uma dupla infalível e muito unida na hora do perigo. Ambos além de se protegerem nos momentos de grandes ameaças, ajudam também a dar cobertura a Magnus em momentos de complicação. Eles se mostram pessoas extremamente amáveis e protetoras, daquele tipo que realmente se importa com os amigos.

Todos que citei foram os que realmente achei ótimos, me agradaram demasiadamente. Só não posso deixar de citar as aparições de Deuses como Odin, Freya, Loki e Hel. Mas Odin foi o que apareceu de uma maneira muito inusitada e me deixou praticamente de boca aberta após certa revelação. Acho que essa parte da estória foi o que realmente mais me surpreendeu. Nem acreditei para falar a verdade. O tempo todo ali na minha cara e tipo, aquele BUM! (risos)


Como um todo eu gostei muito de tudo que Rick Riordan abordou nesse livro. A estória realmente tem boas aventuras e grandes perigos onde cada um dos personagens terá que se ajudar e confiar uns nos outros para que possam trabalhar em equipe e vencer o mal que está por vir. 

Essa série promete, pois além de inovadora, possui o enredo como eu já disse bem cativador e intrigante, Recomendo não deixarem passar a oportunidade de ler essa obra. É um conselho de leitora que ama fantasia/aventura. (risos)

Quanto a diagramação, confesso que fiquei apaixonada pela arte da capa, até porque tem tudo haver com tudo que é abordado na estória. Atrás, uma árvore, Magnus segurando a Espada do Verão e o lobo de olhos azuis à sua frente. As cores que foram utilizadas foram muito bem tonalizadas na capa. As letras do título também deram um toque a mais do que especial, em cores prateadas. Enfim...Um ótimo trabalho da editora, sem contar que não encontrei qualquer tipo de erro ortográfico e achei muito bom não só o tamanho da fonte, mas também por ter um bom espaçamento e páginas amareladas. 

Como todos sabem, os livros da editora são simplesmente todos MARAVILHOSOS em matéria de arte e estrutura, porque realmente CAPRICHAM!!

26 comentários:

  1. Olá Silvana... acho muito importante um livro que trate de mitologia nórdica, principalmente porque não ouvimos falar muito sobre esse tipo de mitologia. Da mesma forma, mesmo me compadecendo quanto ao garoto ter vividos nas ruas, não é um livro que chame a minha atenção, justamente por ser fantasioso. Estou numa vibe mais realista e dramática, logo, corro deste tipo de leitura. Mesmo assim, a intrínseca arrasa nas edições e essa capa está linda. Outra coisa que me deixa sem vontade de ler é o fato de ser livro em série, já tive grandes desgostosos e hj evito, mas essa é a parte linda da leitura, cada um gostar de algo diferente.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Silvana, não sentia a menor vontade de ler esse livro. Na verdade, talvez seja porque tenho outros como prioridade mesmo. Quem sabe leia mais para frente, pois eu até que curto ler sobre mitologias e sei que o autor escreve muito bem. Mas, sinceramente, repensei meus pensamentos sobre essa leitura depois que terminei de ler seus comentários, acho que os elementos retratados podem ser bem interessantes sim. Ah, acho essa capa fantástica.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvana,

    Acho compreensível você ter achado algumas semelhanças com o livro do Percy. Na minha opinião o Rick achou uma formula de sucesso e custa a mudar um pouco isso, afinal time em que esta ganhando não se mexe. Dele só li As Crônicas dos Kane, que é da mitologia Egípcia, e gostei muito. O próximo que vou ler é o Magnus, que tem a capa mais linda das edições brasileiras.
    Tenho altas expectativas por essa trama já que a mitologia Nórdica ainda é pouco abordada, quando comparamos coma Grega e Egípcia. Sua resenha me deixou mais animada ainda para ler e acho que já vou passar ele na frente. E como assim a espada vira uma pessoa? Sempre uma surpresas esses livros de fantasia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Silvana.

    Há algumas semanas eu respondi uma TAG lá no blog chamada "opiniões impopulares" e nela tínhamos que falar nossas opiniões que vão contra a opinião da maioria das pessoas...tinha uma pergunta sobre um autor popular que a gente não tem vontade de ler...e eu citei o Rick!
    Não sei bem o motivo, mas nunca senti vontade de ler nada dele. E também tem o agravante de eu não curtir mitologia, aí fica complicado para mim, né?
    E esse Ragnarok aí não é o apocalipse nórdico? Não é sobre isso que será o próximo filme do Thor?
    A capa realmente é bem bonita, mas a Intrínseca capricha sempre! E não encontrou nenhum errinho? Uau, isso é raro ultimamente!
    Enfim, só não leio porque não curto mesmo. Espero que os livros da série continuem te surpreendendo assim!

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Depois de Percy Jackson e Os Olimpianos, pra mim tudo o que o Tio Rick escreveu soou como mais do mesmo, e não estou nem um pouco esperançosa a respeito de Magnus Chase...
    (MDS, amei suas fotos, são lindas!!)
    Beijos!
    www.literaturaliteral.wix.com/litblog

    ResponderExcluir
  6. Oi Silvana,
    Apesar de gostar desse gênero e desse universo eu não consegui me sentir interessada pelo o livro. A trama não me atraiu e mesmo que você tenha falado super bem eu ainda não consegui ficar curiosa com ele. Não gostei muito da capa, mas depois de saber que ela tem tudo a ver com o livro até que dou uma relevada rs. Eu adorei as fotos, de verdade, ficaram lindas (mesmo que eu não tenha gostado da capa)

    ResponderExcluir
  7. Oi silvana,

    Eu li toda a série do Percy Jackson quando mais nova e pra mim foi o suficiente em relação ao ator. Não que eu não o ache bom, só não é mais para mim, pois acho que é uma história mais voltada para o público mais novo e eu tenho buscado coisas mais adultas para ler. No entanto, mitologia nórdica é uma das culturas que eu mais amo, então pode ser que eu leia esse livro para mataar a curiosidade. A capa é bem bonita mesmo, adoro essa paleta de cores que e editora usou. Fico feliz que tenha gostado.

    beijo! ♥

    ResponderExcluir
  8. Olá Silvana

    Então, não consigo ler nada do Rick Riordan. Vejo as pessoas falando tão bem mas li alguns livro e pra mim não funciona. Parece que tudo que ele escreve é igual e cada novo personagem de série lembra muito dos anteriores. Esse na verdade me desperta curiosidade por ser de mitologia nórdica e até quero ler mas estou morto de medo de conferir e ver que ele estragou a mitologia. Se bem que pelas sua resenha o livro e toda construção está fantástica. Acho que vou acabar lendo só pra conferir e ter certeza.

    Everton Equipe Rillismo
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Silvana,
    Curto demais a escrita do autor, mas tenho a impressão que não curtirei muito essa leitura. Acho que o livro não vai funcionar pra mim. Sei que se eu não ler não terei como saber, mas é apenas um pressentimento.
    Curti muito sua resenha e, por ser um livro tão bom, como você disse, farei a indicação para uma prima que acho que curtirá.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil
    Infelizmente os livros do Rick Riordan não estão na minha lista de favoritos e desejados.
    Não sou muito ligada a mitologia e acho que todas as séries que ele cria são meio parecidas demais. O que mais chama atenção é ser Nórdica e isso está fazendo meu coração balançar.
    Mas gostei de saber que é uma história envolvente e que te surpreendeu bastante.
    Quem sabe um dia?
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  11. Oii Sil, tudo bem? Menina, amei tua resenha. É a primeira que leio sobre esse livro e fiquei realmente interessada em fazer a leitura. Eu já li os quatro primeiros livros da série do Percy Jackson, e quando terminar o último quero me aventurar em outras tramas do autor, e provavelmente Magnus Chase será o primeiro! Gostei de saber que ele explica direitinho toda a mitologia envolvida no enredo, pois assim evita que o leitor fique perdido, não é mesmo? Suas fotos ficaram ótimas.

    Beijos!!
    Gaby

    ResponderExcluir
  12. Oii Sil!!

    Eu nunca li nada do tio Riordan!! Tenho alguns livros, entre eles aquele Tequila Vermelha, que comprei justamente por não ser voltado para o público juvenil. Mas mesmo assim não li! Eu vejo muitos elogios sobre a escrita do autor, mas ainda não me deu aquele negocio sabe?
    Essa nova série, vendo a capa - que é maravilhosa! - logo presenti uma semelhança as séries anteriores!
    Eu amei sua resenha, muito bem escrita, me deixou curiosa! Quem sabe eu não desenvolvo um gosto pelo gênero através desse autor né?

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Gosto muito da escrita do Rick, já li Percey jackson e estou lendo a Heróis do Olimpo, só falta o último livro, mas como faz tempo que li os outros acho que vou acabar lendo os quatro de novo pra poder pegar o que está acontecendo no 5 antes de lê-lo.
    Quero muito ler essa série por se tratar de mitologia nórdica, a qual eu não conheço nadinha, e mesmo tendo algumas semelhanças com a série do percy, acho que vai ser uma ótima leitura

    ResponderExcluir
  14. Oiee Silvana ^^
    AMO os livros do Rick, ele é um dos meus escritores favoritos, mas estou com um pé atrás em relação a este livro, pois vi algumas pessoas dizendo que não é tãão bom quanto PJ e "Os heróis do Olimpo", e que o personagem não é tão cativante... Então eu não sei. E também, mesmo se fosse lê-lo, teria que esperar tooodos os outros livros da série serem lançados, pois eu já cansei de ficar esperando para ser torturada pelo Rick...haha' esse homem é mal *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá...
    Fiquei apaixonada! todos que me conhecem bem sabe que sou viciada em mitologia, gosto de ler tudo que tem a ver com o assunto e livros baseados na mitologia são meus favoritos... confesso que como não a tantos quanto o da grega, a mitologia nórdica e egípcia me fascinam pois são realmente intrigantes, gostei muito da sua resenha e vou ler esse livro com muito prazer...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil, fico muito feliz em ver que você gostou do livro, mas para ser sincera eu não consigo sentir vontade de ler os livros do Rick Riordan :/ seilá mas toda essa mitologia não me chama a atenção. Talvez um dia eu dê uma chance a ele e talvez mude de opinião né? Mas adorei ver a sua opinião e saber que você gostou :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  17. Oie Silvana!
    Ainda não li este livro, mas li e amei a série Percy Jackson e os Olimpianos! Lembro que o autor explicava a mitologia no meio do enredo de forma que não sentia dúvidas, mas era como você mesma mencionou uma mitologia que temos mais contato.
    A mitologia nórdica é fascinante e como não conheço mais do que nos é contado nos filmes e HQ's do Thor da Marvel, minha curiosidade por saber mais e pela aventura descrita na sua resenha me fizeram colocar esse livro na lista de livros a serem lidos!
    Obrigada por apresentar essa série de maneira tão entusiasmada e com fotos lindas!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Http://www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Silvana, li um único livro do Rick e a história não funcionou para mim. Mas sempre quis ler outra coisa para comprovar que o problema era eu e não o autor.
    Adorei suas considerações sobre as aventuras que o livro traz e sobre a questão dos personagens confiarem uns nos outros. Gosto disso em livros deste gênero. Acredito que vou dar uma chance para este livro aqui e quem sabe, reformular minha opinião do Riordan.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler esse gênero de livro, na verdade esse não é um gênero que chama muito a minha atenção, então quase nunca fico animada com alguma dica, sabe? Eu achei a premissa desse livro interessante e bacana abordar mitologia nórdica, nunca li nada assim, mas apesar de todos os pontos positivos, não é uma história que me deixou realmente animada, sabe? Então provavelmente não lerei :/

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Oi Sil,
    Eu ainda não li nenhum livro do Rick, e fiquei curiosa por essa sobra. Primeiro por trazer a mitologia nórdica e depois por detalhar profundamente o ambiente para que o leitor realmente se sinta presente no enredo. O fato da espada interagir é também muito interessante, traz um elemento a mais e que parece ser bem explorado. Adorei a dica. Pretendo ter a oportunidade de ler algum dia.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  21. Tenho vontade de ler esse livro, mas mesmo ele tratando de mitologia nórdica, que é algo que me encanta, como aliás me encanta qualquer mitologia, não consigo nem pensar em ler algo do autor antes de ler Percy Jackson! rs... Talvez porque eu tenha o box há séculos e aí não acho certo me permitir comprar mais alguma coisa dele por enquanto. Gosto bastante de narrativa em primeira pessoa, realmente nos permite nos aproximar mais e nesse caso deve ser o máximo o leitor se sentir vivendo todas as aventuras! Achei bem legal ter esse glossário no final e curti o fato de não ter pontas soltas e permitir a espera pela sequência de forma mais tranquila.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  22. Oi Silvana, tudo bem?
    Uau, adorei a sua resenha! Esse livro parece ser incrível só olhando essa capa maravilhosa e com cores vibrantes, mas lendo sua resenha vi que o livro vai muito mais além do que eu esperava. Morro de vontade de ler alguma obra desse autor, todos falam super bem dele e eu adoro o gênero fantasia, então acredito que não irei me decepcionar quando ler algo. Achei bem curioso você comentar que tem uma espada na história que fica dialogando, na minha cabeça não faz o menor sentido mas ao mesmo tempo parece ser engraçado! Também acho interessante conhecer a cultura nórdica, nunca li nada que abordasse o assunto e acredito que esse livro seria um ótimo começo. Dica mais do que anotada!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  23. Ooi,
    Eu li Magnus Chase a algum tempo e não gostei nem um pouco! kkkk Achei o livro meio repetitivo perto dos outros enredos do Rick e achei até bem fraco mesmo dentro do padrão do autor. Soube que o Oráculo Oculto, o novo livro dele, está realmente diferente e estou animada para ler. Mas realmente Magnus foi uma decepção para mim.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem? :)
    Confesso que já não tenho paciência para o Rick Riordan e ainda nem sequer terminei Percy Jackson. Autor que sempre insistem nos mesmos temas (como por exemplo a Cassandra Clare) acabam por despertar uma irritação em mim. Sei que isto pode ser preconceito, afinal os livros deles, apesar de se referirem todos ao mesmo mundo, podem ser diferentes fantásticos, mas sinceramente, já não tenho paciência :3
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  25. Olá. Acho que vários autores não conseguem se desprender completamente de suas séries antigas quando iniciam uma nova, então sempre fica certa semelhança. Eu estava bem ansiosa para conhecer a trama dessa obra, pois a capa e o título me chamaram a atenção, mas fui desanimando bastante conforme lia a resenha, pois estou evitando ao máximo essa história de um grupo de jovens viajar para outros lugares e cumprir a missão de não deixar o mal reinar. De qualquer forma, tenho que concordar que o fato de Rick ter abordado a mitologia nórdica me empolgou um pouco, pois nunca li uma fantasia com esse tema e acredito que seria legal conhecer a cultura. Infelizmente, isso não foi o suficiente para me convencer a ler. :/

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  26. Mesmo tendo a famosa fórmula do herói do Rick Riordan eu gostei muito dessa história, pois o time do Magnus, incluindo ele mesmo e Jacques são cativantes e em parte bem divertidos! Gostei da forma que introduziu a mitologia nórdica e o protagonista não ser filho do famosão e ter só sutilezas com a série Percy Jackson, não deixando perdido quem não leu a série.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir