23 fevereiro 2016

Resenha - A Útima Musica



Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte.
O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.

Livro: A Última Musica
400 páginas || Skoob || Editora: Novo Conceito || Onde Comprar






     
Esse foi o primeiro livro que eu li do Nicholas Sparks, eu já havia tentando ler Diário de Uma Paixão e Querido John, mas a leitura de ambos não fluiu, estava quase desistindo da escrita dele quando esse livro caiu em minhas mãos. Eu confesso que no meio da leitura estava com um pé atrás, mas quando a estoria começou fluir eu não queria parar mais. 

O livro narra a estória de vários personagens, mas temos um foco bem grande na Ronnie, ela é filha de pais divorciados, e desde desse acontecimento ela não tem um bom relacionamento com seu pai. Porém em uma das suas férias de verão, sua mãe a obriga a passar esse tempo na casa de seu pai, juntamente com seu irmão. Ela não gosta nada disso e faz o possível para manter distância, porém quando ela conhece Will, as coisas começam a mudar.


A vida é um piano. Teclas brancas representam a felicidade e as pretas a angústia. Com o passar do tempo você percebe que as teclas pretas também fazem música.

A primeira vista Ronnie é apenas uma garota rebelde e problemática, que faz pirraça quando não consegue o que quer, mas ao longo do livro pude notar que atrás daquela armadura que ela vestia, existia uma menina doce e sensível que foi magoada, mas que se preocupava com seu pai, irmão, Will e seus amigos.

O personagem Will é um garoto rico e simpático, mas muitos pensam que ele é um galinha e que não tem capacidade de ficar apenas com uma garota. Mas no decorrer das páginas eu pude notar que ele é sim capaz de ter sentimentos puros, de se apaixonar verdadeiramente e de ter uma relação com Ronnie.

Jonah é o irmão mais novo de Ronnie, em algumas partes eu tive vontade de dar uns cascudos nesse garoto, mas ele é um personagem maravilhoso e que apoia a irmã em suas decisões. O pai da Ronnie também é incrível, o modo como ele tentou se aproximar da filha mesmo quando ela não queria, o quanto ele foi paciente e carinhoso, isso foi admirável. Ele com certeza é meu personagem favorito.

O amor é frágil. E nós nem sempre somos os seus melhores cuidadores. Acabamos de escapar de alguma maneira e fazemos o melhor que conseguimos. E esperamos que esta coisa frágil sobreviva contra todas as probabilidades.

Eu gostei muito da trama que o Nicholas criou, ao contrário de muitos outros livros dele, esse tem o maior foco no relacionamento de pai e filha, e acredito que foi isso que mais me prendeu. O modo como ele montou e desenvolveu o relacionamento dos dois, juntamente a paixão de ambos pela música.

Eu confesso que li o livro rapidamente e terminei aos prantos! O autor é famoso por escrever estórias tristes e comoventes e esse com certeza não fugiu da linha, meu coração estava apertado com o final, principalmente na parte em que a Ronnie toca piano no final (quem ler vai entender). e depois de alguns dias que eu terminei de ler, eu fui assistir ao filme, e chorei novamente. Acredito que nunca vou superar esse final. O livro contém uma estória que nos faz refletir sobre as nossas vidas, nos faz questionar se é sempre tudo preto no branco, ou se as vezes pode ter mais coisas envolvidas em uma determinada situação. É um livro que com certeza me fez ver a vida de uma outra forma. Eu nunca mais vou ser a mesma depois de ter conhecido esse livro, pois ele aborda assuntos como superação e aceitação. Um livro que com certeza foi marcante para mim.


Resenha postada pela Colaboradora Giovana Soares ( Não faz mais parte da Equipe )


24 comentários:

  1. Oii Giovana,

    Eu tenho o livro, mas nunca li. já vi o filme e chorei muito, ai comprei o livro, mas até hj não li.
    Sua resenha está linda, espero conseguir ler em breve!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Oi!!!
    Sou fã do Nicholas Sparks e já li vários livros dele, este só assisti ao filme e confesso que fiquei muito emocionada e chorei. O autor tem o dom de emocionar as pessoas sejam elas as mais duras. O livro deve ser ainda melhor que o filme, espero ter a oportunidade de ler.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Aiii, sabe que eu só vi o filme deste livro e do Querido John também, mas tem livros do Nicolas que são inesquecíveis. Eu não me recordo muito deste filme, que vi na sessão da tarde, mas lembro por causa da Miley. Você tem que tentar mais livros hein, porque ele tem ótimos e que realmente nos fazem chorar. Não me lembro do relacionamento do pai e filha neste livro, ou melhor no filme, então acho que as coisas mudam um pouco no filme. Só lendo o livro mesmo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Giovana!
    Que bom que você teve sorte na terceira tentativa. Eu só li um livro do autor (Um homem de sorte) e não acredito que vá ler outro. É muito drama e açúcar para mim, hehe. Tomara que você de sorte com os próximos dele também :)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ai Giovana!!! sou louca, apaixonada, vidrada na escrita do Nicholas Sparks. Tá certo que ele sempre destrói meu coração, mas eu gosto, fazer o que? Esse livro eu ainda não li e estou de olho nele faz tempo. Acho que vou terminar chorando como você e também vou querer assistir ao filme depois. Essa história me parece ser uma das mais lindas escritas por ele, não vejo a hora de conseguir ler também.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Giovana!
    Como digo em todas as resenhas de livros dele: "Tio Nic" sempre arrasa! Sou suspeita para falar, pois adoro todos os romances dele que já li e, assim como você, depois assisto aos filmes e o choro é duplo! Kkkkkk!
    Eu adorei esse livro, a história é realmente linda e dramática de uma forma única! Morri na parte do piano, achei de um bom gosto incrível do autor.
    Adorei a resenha e desejo sorte na leitura dos próximos livros dele, já que menciona que tentou ler dois deles e não fluiu!
    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Que engraçado, comigo foi o contrário. Do Titio Nicholas eu li primeiro Diário de uma Paixão, depois Querido John e depois Uma Longe Jornada. Devorei e amei os três. Nesse meio tempo, acho que entre Querido John e Uma Longa Jornada, eu peguei A Última Música e não consegui continuar, parei bem no começo pq a leitura não fluia.
    Como você coloca, não sei que foi a pirraça e rebledia da jovem Ronnie que me irritou, só sei que o começo não me prendeu em nada!
    Só que eu pretendo ler esse ano por conta do desafio de ler um livro que eu parei e agora sua resenha me deixou curiosa por falar do final rsrs... o que será que Titio Nicholas apronta nesse livro?! Oh céus... lá vou eu gastar lencinho rsrs. Não que eu me incomode, adoro essa choradeira! XD
    Bjk
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  8. Oii
    Eu me decepcionei um pouco com o Nicholas algum tempo atrás porque seus livros me parecem muito iguais.
    Esse me deu uma impressão diferente pela resenha parece ter uma história mais forte e interessante. Vai pra lista kkk
    http://gordicesliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ola Gio lindona eu li esse livro e chorei rio de lágrimas, tenho uma ligação muito forte com meu pai, e sempre me comove esse assunto, adorei a forma como Tio Nick desenvolveu essa reaproximação entre os filhos, um livro e filme que devem ser lidos e assistido por todos. A música do filme também é linda. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem?

    Sua resenha está linda e dá para perceber o quanto gostou da obra. No entanto, eu não curto tio Nicholas. Abandonei dois livros dele e por fim, desisti de ler de vez. hahahah Mas como ando numa fase de "tentar novamente", acho que vou dar mais uma chance. E vou tentar com sua dica! ;)

    Beijos,
    Dai | http://www.cheirodelivronacional.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie! Livro emocionante? Entrando na minha lista de futuras leituras urgentemente.
    Eu assisti o filme na escola, meio por obrigação, aí nunca mais quis saber dessa história, até porque não foquei no enredo do filme bem. Mas agora com a sua resenha me animou. Os quots são maravilhosos e eu gosto do Sparks, apesar de que hoje terminei uma história dele, A escolha, que não gostei tanto.
    E digo que vale a pena terminar Querido John e Diário de uma paixão, são livros ótimos.

    ResponderExcluir
  12. Olá Giovana,
    Esse livro é meu favorito do autor e acho que o melhor dele até hoje.
    Eu me emocionei demais com a história e com tudo o que acontece. O final destroçou meu coração e eu fui correndo atrás de um colo, pois não conseguia ficar em pé :(
    Gostei muito da sua resenha e dos quotes.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Giovana, sem dúvida este é o meu livro favorito do Sparks. Foi com certeza o livro que me tirou do eixo e me emocionou muito. Só de lembrar da história ao ler sua resenha, sinto um nó na garganta em função de algumas situações pessoais que eu passei e que se parecem com o enredo do livro. Adorei sua resenha e me deu vontade de ler o livro mais uma vez.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oiie Gio,

    Tio Nick é o cara né? Sou apaixonada por todas as histórias que ele escreve, acho que ótimo para fazer a gente chorar rios. Tenho vários livros dele, incluindo esse A Ultima Musica, mas ainda não consegui ler, acredita? Toda vez que começo acho o começo meio chato e paro, maaas com a sua resenha, preciso voltar a tentar a ler para chorar litros.


    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li esse livro e acho muito difícil lelo num futuro próximo. Vi o filme e ele me emocionou bastante, mas fico meio com o pé atras, pois o livro pode ser muito melhor, já que geralmente os filmes do Sparks sempre mudam ou tiram as coisas que eu mais gosto na história do livro.
    Que bom que gostou e ficou tão tocada com o livro.

    Bjs,
    Conhecendo a autora agora. Fiquei interessada no livro e muito feliz em saber que essa é mais uma autoria da minha terra natal.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Essa semana mesmo, eu estava pensando nesse livro, eu li em 2011, e fiquei com saudade da estória do Will e da Ronnie. Eu chorei muito com o final desse livro, mas ao mesmo tempo fiquei feliz pelo o que Nicholas fez em relação ao relacionamento pai e filha, foi algo muito bonito de ser ler. É um dos meus livros favoritos do tio Nicholas, mas sou suspeita para falar, pois amo todos os seus livros (pelo menos os que já li).

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Acredita que nunca li Sparks? Pode me matar, mas sempre vejo os lançamentos, tenho vontade de ler, mas acaba ficando para depois.
    Esse livro eu tive muita vontade, mas acabei vendo o filme e confesso que chorei litros! Que história perfeita. Não é a toa que vc terminou a leitura em prantos.
    Adorei ver ele aqui no blog.
    Ótima resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  18. Oi Giovana, sabe que eu sou suspeita de falar dar obras do Sparks porque sou totalmente apaixonada por tudo que ele escreve. Eu li esse livro muito tempo atrás e lembro que também terminei aos prantos, o autor tem o dom de fazer isso com os leitores!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Oie!!
    Tenho uma relação meio complicada com o autor, alguns anos atrás eu o lia muitíssimo, porém acabei ficando irritada com os últimos livros que li dele, então acabei decidindo simplesmente não o ler mais. A última musica é realmente um livro lindo, ele e o Diário de uma paixão são os meus preferidos do autor. Ainda da época que eu gostava dele kkk.
    Parabéns pela resenha, ficou perfeita.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Oieeee
    Eu já li vários livros do Títio Nick e esse é um dos meus favoritos. Uma pena que os outros dois não evoluiram como você gostaria.
    Posso dizer que tanto esse como os outros terminei em prantos, mas uma dica, não veja os filmes, mudam muita coisa. Hehehehe
    Bela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Nunca li nada do Nicholas e nem pretendo por ele ter tipo uma fórmula em suas obras, nem a adaptação desse livro eu tive muita paciência para ver (não vi tudo), diferente de outras adaptações que consegui ver tudo. Achei curioso a leitura não ter funcionado com outras obras do autor e com essa sim, pois pelo menos comigo ou agrada em tudo ou em nada.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá.. Giovana, tudo bem??
    Li Um amor para recordar e confesso que me frustrei.... não gostei... prefiro mil vezes o filme... mas esse ainda é o único livro do autor que tenho pretensão de ler... espero gostar tanto quanto você... no filme eu gosto muito do pai dela... gostaria de ter tido um pai assim... que se preocupasse comigo e que fosse meu amigo, mas enfim.... nunca temo sempre o que queremos e devemos ser felizes com o que temos e claro conquistar outras coisas também.... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!!

    Eu sempre tenho um receio com o Nicholas! Esse eu só vi o filme! Não me chamou a a tenção justamente pelo foco ser mais no relacionamento da filha com o pai e eu ter preferencia por romances entre casais. Mas confesso que tenho curiosidade pois gostei bastante do filme.
    A grande maioria dos seus livros tem o final triste mesmo né... Tem de ler já com a caixa de lenços do lado rs

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  24. Que bom que finalmente encontrou um livro do autor que te permitiu finalizar a leitura! Já li três livros dele, e até agora não consegui encontrar uma história que me tocasse de verdade. Curti o fato desse ter o foco no relacionamento de pai e filha, acho que isso pode fazer com que eu goste mais desse enredo. Sou louca para terminar um livro do Nicholas aos prantos, espero que esse tenha esse efeito sobre mim, como teve sobre você. Amo livros que têm o poder de nos fazer ver a vida de outra forma.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir