11 fevereiro 2016

Resenha - Outlander - A Viajante do Tempo



Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? 




Livro:
 Outlander - A Viajante do Tempo Vl.1
800 páginas || Skoob || Editora: Saída de Emergência || OndeComprar








Eu já li muitos livros. Tantos que já perdi a conta. E conforme me jogo nas narrativas, coleciono amores literários. Como sou bem eclética, meu repertório de paixonites por personagens vai de bad boys modernos a  homens das cavernas. E assim que abro um novo livro supero o personagem anterior e parto para a próxima. Sou bem volúvel, e talvez até rasa, quando se trata de paixões literárias.  Mas sabe, alguns privilegiados insistem em ficar na minha mente, me incomodando até que eu leia o livro de novo, de novo e de novo... Jamie Fraser é um desses rebeldes que se recusam a me deixar apaixonar novamente.

Então, Diana Gabaldon, por que você escreveu um personagem tão encantador? Pois simplesmente não se sai ilesa ao conhecer o escocês ruivo, alto e com um sotaque maravilhoso. E admito, também senti um amor fraternal pela protagonista, Claire. E talvez uma pequena pontada de inveja (risos).

É 1945. Claire Beauchamp viaja para Escócia com seu marido, Frank Randall, em lua de mel. Ela serve o exército como enfermeira, tendo uma personalidade forte e um carisma inegável. Olhos cor de uísque e cabelos selvagens, ela tem uma beleza exótica. Eles desfrutam da viagem, tentando resgatar seu relacionamento, até que Claire decide fazer um passeio nas pedras de Craigh Na Dun, sozinha. Enquanto passeava pelo local, que muitos acreditam ser mágico, a enfermeira inglesa é sugada para o passado, por meio de uma fenda no tempo, em meados de 1700.

Transportada para uma época inóspita e tomada por guerra, Claire tenta entender o que diabos estava acontecendo quando é atacada por Black Jack, um homem que tenta decidir se ela é uma prostituta ou não. Ainda pego na dúvida, Black Jack decide descobrir por si mesmo.Claire é salva da tentativa de estupro pelos homens do clã Mackenzie, que a levam para uma cabana no meio da mata, onde tentam consertar o ombro quebrado do jovem Jamie. A enfermeira, horrorizada com toda a brutalidade da cena, resolve auxiliar o soldado, recolocando seu ombro no lugar, surpreendendo todos os homens presentes. É a partir desse momento que os dois protagonistas da narrativa começam a criar um laço, mesmo em meio fugas e confrontos.

"Parecia inconcebível, mas todas as evidências me indicavam que eu estava em algum lugar onde os costumes e a política do final do século XVIII ainda vigoravam"

Claire é levada para o Castelo Leoch como prisoneira do clã, devido à ainda persistente dúvida dela ser uma prostituta ou uma espiã . É uma época nas Highlands em que os ingleses não são bem vindos, e Claire recebe bem a má hospitalidade dos nativos. Aliás, devido a suas habilidades e conhecimentos como enfermeira, a inglesa toma a fama de bruxa, estando até em perigo eminente de ser queimada viva. Os mitos religiosos, os costumes e a história se confundem, criando uma realidade em que Claire deve tomar extremo cuidado com o que diz, faz ou sente. Cada passo deve ser calculado, pois como irá explicar que sabe do futuro?

Infelizmente o capitão Jack Randall, o Black Jack, não desiste de capturar a misteriosa inglesa, obrigando Claire a usar todos os artifícios para sair de suas garras. Conhecemos o coração negro do capitão, que esconde muito mais do que apenas aparenta. E é devido a esta perseguição e inúmeras reviravoltas que Claire é obrigada (isso mesmo, obrigada) a se casar novamente, desta vez com um completo estranho: Jamie Fraser. Os dois se encaixam perfeitamente, e é incrível o modo como Claire tem que aprender a força os costumes daquela época, do mesmo modo que Jamie revê vários dos seus conceitos. Contudo, a memória de Frank ainda assombra a protagonista, que aprende a lidar com a saudade e a culpa.

"– Não incomoda você que eu não seja mais virgem? – ele hesitou por um momento antes de responder.
– Bem, não. – ele falou devagar. – Desde que não importe que eu seja. – ele sorriu a minha expressão de queixo caído e voltou para a porta. – Acredito que pelo menos um de nós deveria saber o que está fazendo."

A partir desse ponto, a história se desenrola , e podemos acompanhar o desenvolvimento do amor entre Claire e Jamie, assim como a escolha que ela tem que fazer entre o passado e o futuro. Mesmo que seja um romance, essa narrativa de Diana Gabaldon trás também o pior que o homem tem a oferecer, retratando inúmeras cenas de violência e crueldade. A própria protagonista muitas vezes sofre, chegando até a ser açoitada. Nossa querida autora não nos poupa de momentos de terror, muitas vezes instigando nossa curiosidade acerca do ocorrido. Diana manipula todos os acontecimentos de forma natural, de modo que pensamos estar realmente em 1743.

"– Você tem livre-arbítrio, assim como todas as outras pessoas neste mundo. E a história, acredito, é a soma de todas essas ações. Alguns indivíduos são escolhidos (...) para afetar os destinos de muitas pessoas. Talvez você seja uma delas. Talvez não. Não sei por que você está aqui. Você não sabe. Provavelmente nenhum de nós jamais saberá."


[ - Minhas Impressões -]

Eu nunca havia lido uma narrativa tão bem escrita. Julgo que isto é elogio o suficiente para se jogar na série Outlander. Dou os parabéns à Diana Gabaldon por ela ter tido êxito em escrever uma série tão delicada, e ao mesmo tempo, brutal . Sou fã assumida de séries que retratam o passado, e Outlander me surpreendeu de forma inimaginável.

Bom, só para começar, os personagens são incrivelmente reais, de tão bem construídos. Claire é forte, doce e esperta. Sua personalidade nos dá a abertura de colocarmos no lugar dela, uma pessoa que saiu de um ambiente onde era independente e para outro em que os homens tentavam dominá-la. Não pense que ela aceita tal condição sem impôr brigas, e muitas. Já Jamie é charmoso e leal, duas características que se destacam em seu caso. O modo como ele tenta entender Claire e ensiná-la como viver é épico.

Aliás, é assim que posso descrever a narrativa: Lendária. Todo o enredo ultrapassa nossas expectativas, proporcionando-nos sentimentos intensos. É impossível não se sentir envolvido por cada detalhe apresentado, por cada fala e acontecimento. Nos tornamos parte da história, vivendo cada reviravolta e surpresa.

O livro é culturalmente rico, e nos mostra um universo que eu ainda não conhecia : O escocês. Além disso, Diana Gabaldon realizou uma pesquisa extensa para incrementar elementos históricos verídicos na narrativa, deixando tudo mais próximo da realidade. Clãs, guerra, fugas, bruxaria e costumes milenares.  É certo que a descrição que fiz acima da estória não contempla nem metade dos acontecimentos e da complexidade da narrativa. Mas com certeza já é o suficiente para que possamos nos sentir atraídos para este universo. A autora consegue nos arrebatar para o passado , de modo que relutamos a voltar para o presente.

Observação: Se desejarem um pouco mais deste universo, podem assistir a série Outlander!

25 comentários:

  1. Emilly o que eu disse para Jucimara eu vou dizer para você.
    Tu se superou demais com todas as resenhas que colocou aqui no Blog
    e por isso eu acho que tu deve continuar postando mesmo que seja de vez em quando, porque fiquei bastante encantada com tudo que desenvolveu de OUTLANDER. Eu até tenho ele para ler aqui, mas pelo tamanho acabo que sempre deixando rs...Mas depois de ver seu ponto de vista e tudo que o livro aborda fiquei bastante curiosa e espero gostar muito quando for ler. TÁ DE PARABÉNS AMIGA. CONTINUA ASSIM, porque você manda muito bem...Sinceramente! =]]

    ResponderExcluir
  2. Me lembrou bastante Perdida, uma trilogia (?) brasileira. Ganhei o dvd dessa série através da parceria com a Fox. A ideia é interessante, tô louca pra conferir.
    beijos

    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o conceito do livro é semelhante ao de Perdida. Contudo, recomendo muitíssimo a série Outlander, é incrível ❤ A série de tv também é ótima, me surpreendeu bastante, foi muito bem elaborada! Confira sim! Beijoss

      Excluir
  3. Nossa, Emily!
    Ótima resenha!
    Todo mundo faz uma super super propaganda desse livro para mim, mas claro que eu enrolo para ler por causa do tamanho, mas você conseguiu me convencer que definitivamente em breve precisarei ler. É a primeira resenha que leio desse livro e confesso que a parte de que ela acusada por bruxaria e etc muito me interessa, eu gosto desse tipo de livro. A história muito me atraiu.
    E apoio os votos da silvana, espero que você continue postando aqui conosco, mesmo que seja menos resenhas por mês. ee

    ResponderExcluir
  4. Hahahah estou com você, também sou bem volúvel, rasa até hahaha adorei isso! Mas, vamos combinar, são tantos homens bons e "perfeitos", como não se apaixonar por todos eles? rsrs
    Eu não li os livros, mas comecei a assistir a série e confeeeeeesso, foi só por conta daquele escocês ruivo delícia toda vida, Sam Heughan. Só que, sim, claro que eu adorei a série, a história e Claire também me conquistou (com aquela boa dose de inveja como vc bem citou).
    Todavia, não sei te dizer se leria os livros, ainda mais que eles são grandes, caros... enfim, acho que ficarei somente com a série mesmo.
    Adorei a tua resenha, parabéns!!!
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?

    Adorei a resenha, ficou ótima! Fiquei bem curiosa para ler esse livro após esse post. Sempre gostei de livros históricos e com viagens no tempo. É bom saber que ele é mais realista, mostrando como REALMENTE era o cotidiano naquela época, apesar de algumas partes serem mais pesadas.

    Mais um livro e uma série para a minha lista :)

    Obrigada pela dica, beijos!

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Emily,
    estou com esse livro desde o lançamento, mas acabei me enrolando e atrasando algumas leituras e por ele ser gigantão vou deixar pra lê-lo quando elas estiverem em dias. Já imaginava que o livro era tudo isso que você falou, vi o primeiro episódio da série e estava na linha de frente de divulgação desse livro a uns dois anos atrás. Jaime me conquistou de imediato e vê-la descrevê-lo como leal só confirma minha impressão a respeito dele. Espero ainda conseguir acompanhar a série que apesar de enorme me chama muita atenção.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  7. Oi Emilly, confesso que este livro está aqui na minha estante desde a bienal de 2014 e tentei ler duas vezes e as primeiras impressões não me seduziram ao ponto de me fazer encarar as mais de 700 páginas. Fazia um tempo que eu não lia nada sobre este volume, mas acho que depois da sua resenha, me sinto mais animadinha para me aventurar por esse calhamaço de páginas. Acho bem bacana essa coisa de você conhecer um novo mundo - o escocês - e aprender mais. Acho que vou ler em breve e a culpa é sua!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Emilly.
    Há pouco tempo que fiz relação do livro com a série, mas não li nem assisti só vi comentários e anúncios. Também coleciono amores literários e a cada novo livro mais um entra no meu coração, costumo dizer que sou facinha rsrs. A resenha me envolveu e me fez querer conhecer um pouco mais desta série e saber mais desta história que te fascinou. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Eu já conhecia o livro, porém nunca parei para conhece-lo melhor. Agora lendo sua resenha, que por sinal está incrível, eu vejo que é uma estória mega interessante. Mas, tenho que dizer, não curto muito essa coisa de viagem do tempo, porém fiquei curiosa com o desenvolver do enredo, e acho que irei assistir a série e assim decidi se lerei esse livro.
    Parabéns sua resenha está excelente!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie flor.
    Eu tenho muita vontade de ler essa série, mas sabe qual é o problema? Isso mesmo, essas 800 páginas. kkkk Mas enfim, eu acho que vou arriscar, pois a premissa é muito rica, e saber que a autora lutou tanto, pesquisou e escreveu com tanto carinho, me deixa um pouco mais balançada, sabe.
    Eu acho que um dia vou ler sim. Sobre a série eu ainda não conhecia, vou assistir alguns episódios.
    Amei sua resenha, muito bem escrita, você soube se expressar muito bem e passar a mensagem,.

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Emilly!
    Eu estava muito afim de ler esse livro, mas o número de páginas havia me desanimado muito, porque eu tinha que entregar resenhas, trabalhos da faculdade, enfim, trabalho o dia todo e faço faculdade à noite e Outlander é um calhamaço né? Haha acabei desanimando. Mas a minha vontade ainda está em pé. Essa história me parece ser INCRÍVEL. Tem tudo o que eu gosto nela e assim que eu entrar de férias, já quero ler. Inclusive, já estava me programando para isso. Que bom que você gostou da história, me motivou ainda mais a lê-lo.

    ResponderExcluir
  12. Oi!!

    Enfim; eu gosto da Escócia, eu gosto desses romances e gosto do sobrenatural então esse livro foi destinado para minhas mãos rsrs. Jamie é charmoso e leal, que outra característica poderia ser mais importante para um personagem?! O fato da escrita ser bem envolvente é muito bom, e nada mais justo do que deixa esse livro perto da realidade, nunca entendi muito bem como funciona os clãs escoceses, mas é algo que me atraí!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Oieeeeeee
    Eu assisti o primeiro capítulo da série e foi só rs.
    Não é que eu não tenha gostado, muito pelo contrário, achei muito bom. Só não sei porque não continuei.
    Eu tenho os livros, mas ainda não li. Fiquei encantada com o elogio que você fez sobre a narrativa, isso é algo que não se deve mesmo deixar passar.
    Parabéns pela excelente leitura e resenha.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Emy,
    Olha já faz um tempo que eu quero começar a acompanhar a série de Outlander, mas confesso que ela ser tão extensa e os livros tão volumosos me deixam um pouco com o pé atrás, pois devido ao blog eu primo sempre por leituras mais dinâmicas.
    Mas, ainda assim eu pretendo fazer essa leitura um dia. Pois cada vez que eu leio uma resenha tão perfeita quanto a tua a minha vontade triplica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu já li esse livro e gostei muito da trama. É daquelas bem escritas, conduzidas, com personagens falhos e que marcam na memória dos leitores. Para mim, o único ponto negativo, é que a autora acaba se levando pelas explicações e introduz muitos detalhes na trama, que podem deixá-la um tanto demorada.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  16. Que livro apaixonante Emilly.
    Tive oportunidade de me apaixonar por esse casal e suas idas e vindas.
    Sem contar que o cenário é incrível. Com toda aquelas referências perfeitas. Ainda não tive a oportunidade de assistir a série, mas quero muito.
    Adorei suas impressões. Bem parecidas com as minhas.
    Beijos
    Rizia - www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  17. Oiee Emily ^^
    Eu ainda não li esse livro (estancado na prateleira desde a black friday *-*), mas acompanho a série e AMO mais do que tudo! Gente, os personagens são perfeitos! E imagino que no livro sejam melhores ainda *-* estou querendo ter todos os livros em mãos antes de mergulhar de cabeça, pois tenho certeza de que vou ter uma ressaca literária daquelas, mas vai demorar bastante, né? Vou ver se o leio logo, tenho certeza de que também vou favoritá-lo ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá Emilly,
    Sempre ouço dizer que Outlander é magnífico, mas nunca havia lido uma resenha tão apaixonada.
    Já li alguns livros bastante marcantes e acho que Outlander vai entrar nessa relação também, assim que o ler.
    A cultura que a Diana traz nesse livro deve ser fantástica.
    Acho que pelo fato de você ter gostado dele, talvez goste de Sevenwaters é uma leitura com bastante cultura e são livros ricamente escritos.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna, obrigada pelo elogio! Outlander é uma série incrível, se você der uma chance prometo que não irá se decepcionar! Com certeza irei procurar Sevenwaters, valeu pela dica ❤

      Excluir
  19. Oi, tudo bem?
    O que eu posso dizer? EU AMO ESSE LIVRO, Jamie é o meu herói favorito. Assim como você tenho muitas paixões literárias, mas Jamie não sai do rol dos meus queridinhos.
    Quero muito ler os outros livros da série, mas o tamanho deles me assusta um pouco, já demorei horrores para terminar Outlander. kkkkkk


    Beijos e parabéns pela resenha!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi,

    Eu adoro livro que a narrativa aborda viagens no tempo e que a escritora pesquisa para fazer a trama. Assim, temos um livro que nos emociona e também nos ensina. Sua resenha apaixonada também me fez desejar este livro. Pretendo lê-lo em breve e mais vou assistir a série Outlander.

    Beijos
    Jucimara Pauda
    Livro sem frescura

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Morro de curiosidade pra ler essa série, pois como você disse, a narrativa e a construção da história é incrível. A única coisa que me desanima bastante é saber que é uns 12 livros a série né, e todos são bem grossinhos, dai fico sem paciência hahahaha.
    Mas vou conferir a série, pois pelo jeito ela é bem fiel.
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bem?
    Eu confesso que tenho muita curiosidade de conferi esse livro, pois sempre vejo resenhas positivas, e saber que os personagens são incrivelmente reais me anima bastante. Fico muito feliz que você tenha gostado da leitura, pode ter certeza que assim que eu tiver um dinheirinho eu irei adquirir o livro :)

    ResponderExcluir
  23. Oiiie,

    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro e a série, mas vejo tantos elogios que não vejo a hora de começar a lê-lo. Adoro livros que o autor/autora faz uma pesquisa ampla sobre o que está se escrevendo, isso faz com que o leitor goste mais. E o enrendo Escocês? Nunca li nada sobre. Adorei.

    Bjs
    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir