09 fevereiro 2016

Resenha - Orgulho e Preconceito






A história mostra a maneira com que a personagem Elizabeth Bennet lida com os problemas relacionados à educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrática do início do século XIX, na Inglaterra. Elizabeth é a segunda de 5 filhas de um proprietário rural na cidade fictícia de Meryton, em Hertfordshire, não muito longe de Londres.

Apesar de a história se ambientar no século XIX, tem exercido fascínio mesmo nos leitores modernos, continuando no topo da lista dos livros preferidos e sob a consideração da crítica literária. O interesse atual é resultado de um grande número de adaptações e até de pretensas imitações dos temas e personagens abordados por Austen.

Livro: Orgulho e Proconceito
631 páginas || Skoob || Editora: Martin Claret || OndeComprar








"É verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico precisa de esposa.''
''Por menos conhecidos que sejam os sentimentos ou as ideias de tal homem ao entrar pela primeira vez em certo lugarejo, tal verdade está tão bem arraigada na mente das famílias que o rodeiam, que ele vem a ser considerado propriedade legítima de uma que outra de suas filhas."

Para uma jovem no final do século XVIII, a melhor opção de futuro é um casamento com um homem de posses, mas Elizabeth Bennet, aos 20 anos, é diferente da maioria e sabe que não conseguirá passar o resto de sua vida ao lado de um homem por quem não tenha nenhuma estima. Segunda de uma família de 5 filhas, ela vê seu cotidiano mudar quando o jovem Sr. Bingley aluga uma casa perto de seu vilarejo e logo se encanta por sua irmã mais velha, Jane. Junto com ele chega o Sr. Darcy, outro jovem de posses, arrogante e que ofende Lizzie logo que se conhecem.

Os dias passam e, junto ao encantamento entre Jane e Bingley, cresce também a antipatia entre Lizzie e Darcy. Ao mesmo tempo, uma milícia chega a Hertfordshire, ganhando toda a atenção das irmãs Bennet mais novas, principalmente por causa de um oficial, Sr. Wickham. Ele parece dar certo destaque para Eizabeth e tem uma história antiga com O Sr. Darcy, mas está sendo totalmente sincero?

"Orgulho e Preconceito" é um clássico, escrito no início do século XIX por Jane Austen e considerado por muitos como o melhor livro da autora. Uma estória que se mantém atual em seus dramas mesmo depois de tanto tempo e que traz, junto do romance, uma forte crítica social e certa ironia na narrativa.

A família Bennet tem uma vida tranquila no campo, o pai é introspectivo e tem pouca interação com as filhas, mas dá certa preferência para Lizzie, que considera um pouco mais sensata que as outras. O maior objetivo da mãe é ver todas as filhas casadas, único destino que considera aceitável para jovens de boa família, o noivo não é realmente o mais importante, desde que tenha uma fortuna respeitável, por isso, tanta agitação com a chegada do Sr. Bingley e ainda mais quando ele começa a dar atenção para Jane.

"Deus me livre! Essa seria a maior das desgraças! Achar um encanto o homem que estamos determinadas a odiar! Não me deseje tamanho mal."

Jane é a irmã mais velha e considerada a mais bonita. Ela é sensível e um pouco tímida, sempre vê o melhor nas pessoas. Lizzie é bem mais crítica, gosta de tentar desvendar o caráter das pessoas e algumas vezes fez até julgamentos precipitados. Já Mary tenta ser culta, mas acaba se tornando arrogante e as irmãs mais novas, Kitty e Lydia, só se preocupam com roupas, bailes e oficiais.

O Sr. Darcy é orgulhoso e tem certo preconceito pelas pessoas que vivem perto de Netherfield, a casa que seu amigo Bingley aluga, já que está acostumado com círculos mais refinados. Sem saber, ele conquista a antipatia de todos na vila, mas seus próprios sentimentos por Lizzie lentamente vão mudando. O complicado é que só sentimentos podem não ser suficientes para unir pessoas tão diferentes.

Lizzie é uma das personagens mais completas que mais me cativaram até hoje, ela está longe de ser perfeita, ela é direta e sincera demais para uma moça da época e seus julgamentos sobre as pessoas nem sempre acertam, mas a coragem dela ao fazer suas próprias escolhas e a forma como ela tenta proteger a família, principalmente Jane, são admiráveis. Darcy me conquistou aos poucos, conforme foi mudando suas atitudes.

"Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de me permitir dizer com quanto ardor eu a admiro e amo você."

O romance é extremamente envolvente e as críticas à sociedade inglesa são fortes, mas discretas. Uma das coisas que chama minha atenção é a habilidade da autora de trabalhar com vários personagens ao mesmo tempo, dando destaque para os protagonistas, mas sem esquecer dos outros e criando personalidades únicas, que ficam bem óbvias nos diálogos.

“Orgulho e Preconceito” também discorre sobre as falhas humanas, ninguém é perfeito e a autora deixa claro que as falhas de cada um tem suas consequências. Julgamentos precipitados ganham destaque e é fácil se deixar enganar com as primeiras impressões, o que acontece algumas vezes durante a estória.


A narrativa é em terceira pessoa e mais densa que nos chick-lits atuais, por exemplo, mas nada que torne a leitura cansativa. Não tive dificuldades com o vocabulário e os capítulos são curtos e bem divididos. É possível encontrar muitas edições dessa obra, eu tenho uma da Martin Claret que inclui também “Razão e Sensibilidade” e “Persuasão”. Acho a tradução muito boa, mas as páginas são brancas, o que foi corrigido em uma edição mais nova, que tem as capas coloridas e cada livro separado.

Eu não canso de indicar esse livro para todos, acredito que seja praticamente uma leitura obrigatória para os fãs de romance!

24 comentários:

  1. Oi, Eve! Também acho que "Orgulho e Preconceito" é leitura obrigatória para os fãs de romance! É uma obra maravilhosa, que já influenciou e inspirou muitos escritores da nossa geração. Essa história é linda e é ainda melhor pelas críticas e ironias. Realmente, a Elizabeth é uma personagem única, muito cativante. Impossível não gostar dela! Fico feliz que você tenha gostado tanto do livro, que também é um dos meus favoritos *-* Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Eu poderia falar desse livro durante dias sem me cansar haha
      A estória é mesmo linda e muito bem escrita, sem contar que os personagens são simplesmente maravilhosos, é meu eterno livro de cabeceira :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Eve,

    Apesar desejar muito ler algum livro da Jane Austen, até hoje não o fiz. Nem se quer o filme vi, minto, acho que vi um, porém não foi Orgulho e Preconceito.
    O que já gostei é que a autora dá espaço para outros personagens, evitando que o enredo fique muito restrito aos protagonista. Também acho uma ótima forma de fazer o leitor compreender todo o contexto de sociedade da época.
    Vou procurar uma edição como a sua que já vem com outro livros, para não ficar postergando a leitura por mais alguns anos.


    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Espero que você consiga ler logo, porque realmente vale a pena! Os personagens secundários que a autora cria são sempre muito bem trabalhados, mas é em Orgulho e Preconceito que isso fica mais claro e realmente os livros dela são um estudo sobre a época.
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá
    Eu adoro ler as resenhas do ls livros da Jane, mas ainda não li nenhum (que me diga muito trite) queria começar por essa obra aê. A maioria das resenhas vista por mi é sempre elogiando essa obra que é um clássico. Vai sair o filme Orgulho e preconceito e Zumbiz, e mesmo seguindo um Vibe um pouco diferente do original, quero muito ver o filme.
    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Gostar das resenhas já é um começo, espero que você também goste dos livros! Eu ainda não li Orgulho e preconceito e zumbis, então não estou curiosa sobre o filme, mas imagino que vai ser bem diferente mesmo do original...
      Abraços!

      Excluir
  4. Que resenha linda Eve! Confesso que li Orugulho e Preconceito há um tempo atrás, mas depois de hoje estou morrendo de vontade de ler de novo. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha! Eu sempre estou relendo esse livro, tanto que o meu exemplar já está bem detonado haha
      Beijos!

      Excluir
  5. Esse é um dos livros que considero o clássico dos clássicos..
    Infelizmente ainda não consegui lê-lo, apesar de tê-lo comprado a um tempo significativo, sempre priorizei outras leitura, mas decidi que não farei isso mais, principalmente por ser apaixonada pelo filme, tenho certeza que o livro será uma leitura prazerosa pra mim assim como foi pra você.

    Beijos
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  6. Esse romance é simplesmente demais! Uma leitura única e rica e tem o casal de protagonistas mais apaixonantes que conheci. Linda resenha! Um grande abraço!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  7. Orgulho e preconceito é um clássico , lembro que uma professora me recomendou na época da escola e me apaixonei por ele , me vi muito envolvida com a trama e com os personagem realmente é meio que uma leitura obrigatória para quem gosta do gênero romance, parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  8. Oi Eve, é vergonhoso mas eu nunca li nada de Jane Austin e morro de vontade de ler. Orgulho e Preconceito é um clássico e já era pra eu ter lido, esse ano vou tomar vergonha na cara e comprar esse livro e finalmente acabar com minha curiosidade. Eu adorei as fotos, são maravilhosas e sua resenha ficou muito boa. Deixa uma curiosidade no ar e não conta nada de revelador. Preciso ler logo esse livro, bem outros livros da autora também

    ResponderExcluir
  9. Nunca li orgulho e preconceito e sinto vergonha por isso, pois ou louca por romances e ainda não li essa leitura obrigatória para todos fãs de romance.
    Eu amei a premissa, a capa está linda e que diagramação maravilhosa heim.... fiquei aqui babando.
    Parabéns pela resenha, senti uma vontade enorme de ler o livro imediatamente, vc realmente conseguiu passar para o leitor o quanto o livro te agradou.
    Amei

    ResponderExcluir
  10. Oi Eve, este é o meu livro favorito da autora e eu ainda não conhecia esta capa. Amo esta história e o Mr. Darcy é pra mim o melhor protagonista homem que já habitou as páginas de um livro. Mega concordo com você quando diz que a autora desenvolve e trabalha todos os personagens, destacando o casal principal, mas fazendo bom uso dos personagens secundários. Essa é uma característica dela que encontramos em outros livros dela. Adorei sua resenha e me deu uma mega vontade de reler o livro.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. O único livro da Jane Austen que li até hoje foi A Abadia de Northanger e foi ok, não me cativou. Orgulho e preconceito, eu já assisti ao filme e achei muito fofo!
    Gosto quando um livro traz personagens femininas a frente de seu tempo e me parece que a autora era assim também.
    é legal que cada uma das irmãs tenham uma personalidade diferente e que o amor entre Sr. Darcy e Elizabeth seja construído aos poucos :)
    Beijos!
    http://caindonacultura.com

    ResponderExcluir
  12. Oii!
    Nunca li Orgulho e Preconceito, mas morro de curiosidade! Amo romances e quando o romance é envolvente e cativa o leitor a cada página são os meus preferidos! Saber que é tão bom e que você recomenda tanto me "obrigou" a colocar na lista de desejados! Assim que tiver uma oportunidade, lerei ♥

    Beijão!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Eu conheço essa história devido as adaptações que já foram feitas, mas ainda não li o livro. Inclusive, ainda não li nenhum livro da Jane Austen. Tenho curiosidade para conhecer a narrativa da autora, e preciso começar a leitura de algum dos livros dela.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?
    Eu já peguei o Orgulho e Preconceito para ler, mas leitura não fluiu, eu tentei assistir ao filme e também não gostei rsrs, eu acredito que tenha um certo problema com romances de época, mas com certeza é uma boa pedida para quem gosta de romances.

    ResponderExcluir
  15. Eu sei que esse é o livro preferido da Jane de muita gente, mas eu ainda prefiro Persuasão, a história me encantou mais, embora seja também muito fã da história de Lizzie e Darcy. O Darcy também me conquistou aos poucos, à medida que foi mudando, mas virei fã da Lizzie desde o início, ela é perfeita na sua imperfeição. Tenho essa mesma edição que você tem, mas as páginas do meu livro são amarelas, não me pergunte porque, já vi dos dois jeitos.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  16. Acredita que nunca li este livro, está na minha lista de leitura deste ano!
    Quero conhecer o tão falado Darcy! rsrsr

    Beijo, adorei a resenha.
    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Esse é um clássico que eu tenho muita vontade de ler. Eu tenho essa mesma edição que você tem, não sabia que tinha sido relançado separado depois, agora eu quero, rsrs.
    Li uma releitura de Orgulho e preconceito moderna e achei demais, mas acho que esse por ser mais de época vai me agradar bem mais. Estou ansiosa para ler, agora fiquei mais empolgada ainda para desenterrar minha edição e iniciar a leitura, rs.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  18. Também já li e é maravilhoso , melhor livro e melhor escritora do mundo ! Com certeza uma leitura obrigatória.

    http://mklawand.wix.com/escritoporumagarota

    ResponderExcluir
  19. Oieee
    Tudo bom?
    Nunca li orgulho e preconceito, fiquei aqui imaginando o pé de guerra que viviam Mr Darcy e Lizzie. Imagino como deve ser realmente um Romance bem feito e mesmo sendo escrito há muitos anos,suas críticas serem tão atuais.
    Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Esse é um livro que tenho a certeza que tenho que ler em um futuro próximo, pois é clássico e já conheço quase tudo que tem na trama por já ter lido e assistido uma releitura atual (e amado!), adoro essa coisa de a obra ser bem ricas em problemas que ainda são atuais, desde primeiras impressões até mesmo o preconceito com o desconhecido!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir